Início » Minas Gerais » Cláudio


Cláudio - Minas Gerais



Cláudio faz parte do estado de Minas Gerais. Encontra-se a uma latitude 20º26′36" sul e a uma longitude 44º45′57" oeste, estando a uma altitude de 832 metros. De acordo com o censo realizado pelo IBGE em 2010, sua população é de 25.636 habitantes . Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, em junho de 2011 registram-se em Cláudio 18.436 eleitores . Cláudio é o maior pólo fundiário da América Latina. A cidade também é conhecida por ser a "cidade dos apelidos", pois a maioria de seus habitantes possuem algum apelido. Possui uma área de 632,12 km².

Antes da chegada dos primeiros bandeirantes paulistas e portugueses no início do século XVIII, de passagem para o sertão goiano, a região era habitada por índios Cataguás que foram precedidos por índios de origem Carijó e Goianaz. Mais tarde, a procura de ouro, intalaram-se as margens do córrego Lavapés as duas famílias dos primeiros morados portugueses: João Ferreira Antunes e Manoel Borges Homem do Rego. Fruto da mineração de ouro, outras famílias também se instalaram no local o que originou a primeira aglomeração populacional. Com o fim da exploração do ouro na região, a população passou a se dedicar a pecuária e agricultura.

História da cidade de CLÁUDIO MINAS GERAIS

Os primitivos habitantes da região de Formiga onde hoje se localiza o município foram os índios Carijós e Goianazes expulsos mais tarde pelos ferozes Cataquás. Os primeiros brancos a pisarem a região foram bandeirantes paulistas e portugueses que por volta de 1700, por ali passaram em demanda ao sertão goiano. Os primeiros moradores da região foram João Ferreira Antunes e Manoel Borges Homem do Rego, portugueses, que ali aportavam com suas famílias provavelmente em busca de ouro. Instalaram-se em barracas às margens do córrego que então tomou o nome de Lavapés.

Com a mineração de ouro, várioas outras famílias instalaram-se no local, formando

o primeiro núcleo populacional. Com o tempo, esgotando-se as reservas auríferas, passaram os moradores a explorarem a agricultura e pecuária.

Conta a história que o escravo de um dos fundadores do local, de nome Cláudio, saiu em sondagem pelos arredores e descobriu ao fim do córrego, um Ribeirão. Comunicada a nova, as duas famílias resolveram ir ver o "Ribeirão do Cláudio". Desde então conservou-se o nome de Cláudio para toda a região, que vio formar, mais tarde, o município ainda assim hoje denominado.

GENTÁLICO: CLAUDIENSE

FORMAÁÁO ADMINISTRATIVA:

Distrito de Aparecida do Cláudio, criado por Lei Provincial n°. 913, de 8 de junho de 1858, e Lei Estadual n°. 2, de 14 de setembro de 1891. Vila criada com a mesma denominação de Aparecida do Cláudio por Lei Estadual n°. 556, de 30 de agosto de 1911. Desmembrada do Município de Oliveira.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o Município de Aparecida do Cláudio se compãoes de 1 Distrito, Aparecida do Cláudio, criado também pela citada Lei

556. A vila foi instalada em 1 de junho de 1912. Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920, o Município de Aparecida do Cláudio permanece com 1 Distrito, Aparecida do Cláudio. Em virtude da Lei Estadual n°. 843, de 7 de setembro de 1923, o Município de Aparecida do Cláudio passou a denomina-se Cláudio. Pela referida Lei 843, foi criado no Município de Cláudio o Distrito de Itamembé, constituído com território desmembrado do Distrito de Cláudio. Pela Lei 843, o Município de Cláudio ( antiga Aparecida do Cláudio) se compãoe de 2 Distritos: Cláudio (antiga Aparecida do Cláudio) e Itamembé. A sede municipal foi elevado à categoria de cidade por Lei Estadula n°. 893, de 10 de setembro de 1925.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de Cláudio permanece com 2 Distritos: Cláudio e Itamembé.

Em divisãoes territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto-Lei Estadual n°. 88, de 30 de março de 1938, o Município de Cláudio figura com os mesmos distritos, citados na divisão de 1933 - e é têrmo judiciário da comarca de Oliveira. Pelo Decreto-Lei Estadula n°. 148, de 17 de dezembro de 1938,

o Município de Cláudio adquiriu para o Distrito de Cláudio parte do território do Município de Itapecerica. Em 1939-1943, o Município de Cláudio é composto dos Distritos de Cláudio e Itamembé - e continua como têrmo judiciário da comarca de Oliveira. Pelo Decreto-Lei Estadual n°. 1958, de 31 de dezembro de 1943, p Município de Cláudio adquiriu para p Distrito de Cláudio, parte do território do Distrito de Marilândia, do Município de Itapecerica. No quadro fixado pelo referido Decreto-Lei n°. 1058 para vigorar no qüinqüênio 1944-1948, o Município de Cláudio ficou composto igualmente dos Distritos de Cláudio e Itamembé - e permanece como têrmo judiciário da comarca de Oliveira. Aparece no quadro fixado pela Lei n°. 336, de 27-XII-1948 para o período de 1949-1953, composto dos Distritos de Cláudio e Monsenhor João Alexandre (ex-Itamembé).

Assim permanecendo no fixado pela Lei n°. 1039, de 12-XII-1953 para vigorar em 1954-1958, comarca de Cláudio. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.


Cláudio: Imagens da cidade e Região

Ainda não temos imagens dessa cidade, se você possui alguma envie pra gente!

Você conhece a cidade de Cláudio? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)




Estados





Compartilhe Esta Página: