Início » São Paulo » Mogi Guaçu


Mogi Guaçu - São Paulo



Mogi Guaçu faz parte do estado de São Paulo. Encontra-se a uma latitude 22º22′15" sul e a uma longitude 46º56′38" oeste, estando a uma altitude de 591 metros. Sua população é de 137.286 habitantes e possui uma área de 885,00km².

Nos termos da nova Reforma Ortográfica, a grafia correta é Mojiguaçu pois prescreve-se o uso da letra J para palavras de origem tupi-guarani. O nome vem do tupi M′Boiji-Guaçu (ou M′Boîj), grande rio que serpenteia (referindo-se ao Rio Mojiguaçu). Ao longo dos anos, a grafia M′Boijy foi alterada para Boigy, depois para Mogy, Mogi e finalmente para Moji. Ademais, deve-se escrever junto porque, embora a sílaba "ji" seja tônica, não é acentuada graficamente. E somente quando acentuadas graficamente é que devem receber a hifenização. Ex: Ceará-mirim. Caso não seja acentuada graficamente (ainda que a sílaba seja tônica), não se deve colocar o hífen. Ex. Mojimirim, Mojiguaçu. Nas formações por sufixação apenas se emprega o hífen nos vocábulos terminados por sufixos de origem tupi-guarani que representam formas adjetivas, como açu, guaçu e mirim, quando o primeiro elemento acaba em vogal acentuada graficamente ou quando a pronúncia exige a distinção gráfica dos dois elementos: amoré-guaçu, anajá-mirim, andá-açu, etc.

Contudo, mesmo que em desacordo com as normas ortográficas vigentes no pais desde 1943 e do Acordo Ortográfico de 1990, foi criada uma lei municipal que oficializa a grafia do município com a letra G.

História da cidade de Moji -Guaçu São Paulo

O devassamento da região de Moji-Guaçu, iniciou-se em 1662, quando a bandeira de Bartolomeu Bueno da Silva, abriu a primeira trilha em direção às cabeceiras do rio São Francisco e Goiás, às margens do rio Moji-Guaçu (corruptela do tupi, que significa "rio grande das cobras"), que deu origem à denominação da cidade, foi estabelecida uma pousada de tropeiros e desbravadores, iniciando o povoado. No fim do século XVIII, foram implantadas as atividades agrícolas para abastecimento dos tropeiros.

Os irmãos Salvador João Franco de Godoy e a família Pedrosa, entre outros, construíram a capela de Nossa Senhora da Conceição, cuja paróquia foi elevada à categoria de freguesia, em 1740.

A decadência de exploração do ouro, desestimulou o comércio de Moji-Guaçu. A retração de seu desenvolvimento, perdurou até 1830, quando o café começou a ser cultivado no Leste Paulista, fase em que houve um aumento populacional e vários melhoramentos implantados, inclusive a estação da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro (atual FEPASA) para escoamento da produção local.

Alguns anos depois, em 1877, foi criado o Município de Moji-Guaçu.

O Padre Armani, sacerdote e engenheiro, introduziu, em fins do século XIX, a indústria cerâmica para fabricação de telha francesa. O projeto foi desenvolvido por Luís Martini que, em 1921, iniciou a produção em escala industrial. Mais tarde foram fabricadas as primeiras manilhas, verificando então, grande progresso no Município, novas indústrias do ramo, foram instaladas, sendo então base sócio econômica de Moji-Guaçu.

Gentílico: Guaçuano

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de Moji-Guassú em 1740, no município de Jundiaí.

Em 1769, transfere a Freguesia de Moji-Guaçu do Município de Jundiaí para o de Moji-Mirim.

Elevado a categoria de vila com a denominação de Moji-Guassú, por lei provincial nº 16, de 09-041877, desmembrado de Mogi-Mirim. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-01-1881.

Cidade por lei estadual nº 1038, de 19-12-1906.

Em divisão administrativa do Brasil, referente ao ano de 1911, o município de Moji-Guassú é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão administrativa, referente ao ano de 1933.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído do distrito sede.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município de Moji-Guassú é constituído do distrito sede.

Em virtude do Decreto-lei Estadual nº 14334, de 30-11-1944, que fixou o quadro territorial para vigorar em 1945-1948, o topônimo está grafado "Moji Guaçu".

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 01-VII-1960.

Pela lei estadual nº 3198, de 23-12-1981, é criado o distrito de Martinho Prado Júnior e anexado ao município de Moji-Guaçu.

Em divisão territorial datada de 01-VI-1995, o município é constituído de 2 distritos: Moji-Guaçu e Martinho Prado Júnior.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001.

ALTERAçãO TOPONíMICA MUNICIPAL

Moji-Guassú para Moji-Guaçu teve sua grafia alterado, por força do decreto-lei estadual no 14334, de 30-11-1944.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 812,753: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 28: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 18.295: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 5.077: matrículas
Número de unidades locais: 4.589: unidades
Pessoal ocupado total: 45.103: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 34.555,20: reais
População residente : 137.245: pessoas
População residente - Homens: 68.094: pessoas
População residente - Mulheres: 69.151: pessoas
População residente alfabetizada: 122.455: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 37.220: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 87.989: pessoas
População residente, religião espírita: 2.305: pessoas
População residente, religião evangélicas: 34.360: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 2.017,72: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.670,04: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 502,50: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 625,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,774:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Mogi Guaçu: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Mogi Guaçu? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: