Início » Santa Catarina » Urupema


Urupema - Santa Catarina



Urupema faz parte do estado de Santa Catarina. Encontra-se a uma latitude 27º57′20.96" sul e a uma longitude 49º52′34.59" oeste, com altitude média na área urbana de 1.335 metros (junto à Praça Principal, sendo que no nucleo urbano as altitudes variam entre 1320 (CTG) até 1400 m saida para Rio Rufino)),que juntamente com a cidade de São Joaquim, tem as sedes mais altas do sul do Brasil. O núcleo urbano se encontra num pequeno vale abre-se gradualmente para SE, circundado por elevações com até 1.733 m (Morro das Torres), que lhe da abrigo ao N e em cujas encostas foi instalada a pequena cidade. Tem um clima subtropical de altitude e desde que foi instalada uma unidade meteorológica do CIRAM-EPAGRI, registrar as mais baixas temperaturas do Brasil(últimos 3 anos com minimas absolutas perto de -10 graus).Tem temperatura média anual de 13 °C, chuvas bem distribuídas ao logo do ano, elevado numero de dias com nevoeiros nos cumes (morro das Torres, Morro Agudo, etc), alta umidade relativa do ar, exceto em dias de geada que cai abaixo de 30, 20%. Por estar abrigada por todos os lados, menos o SE, pela altitude elevada, pelo relevo local, presença de barreiras elevadas circundantes, suas máximas são sempre baixas, mas um pouco mais elevadas que em outras localidades da Serra Catarinense, localizadas no topo das amplas colinas, coxilhas, de cima da serra. Em janeiro, mês mais quente, a temperatura média é de 17 °C, e julho, mês mais frio, a média é de 8 °C, com possibilidade de queda de neve entre maio a agosto, geadas severas entre abril a setembro e medias a fracas nos demais meses. Assim, e uma das raras cidades brasileiras com geadas em todos os meses do ano, mais raramente em janeiro.Alem de registras as mais baixas temperaturas nacionais,o microclima de Urupema mostra acentuada variação térmica no decorrer do dia.E comum amanhecer muito frio e em poucas horas a temperatura pode dar sensação de muito calor, embora a máxima possa ficar em torno de 15 graus. As quedas de temperaturas são abruptas e as chuvas podem ser copiosas em curto tempo. Elevado e o numero de dias ensolarados.

Sua economia gira em torno das atividades agro-pastoris, com destaque para pecuária de corte, fruticultura da maçã, extracão da semente (pinhão)do Pinheiro-brasileiro (Araucaria angustifolia), já que a sua topografia acidentada, solo pedregoso, de pequena espessura, poucas áreas de relevo plano, quase sempre fortemente encaixados, próximos a drenagem, não permite lavouras de grãos. O turismo, essencialmente de inverno, depende das ondas de frio e o município, embora tenha algumas pousadas explorando o turismo rural, sem enorme carência e infra-estrutura que atenda adequadamente o turismo crescente, pois o Brasil descobriu nos últimos 2 anos a pequena, hospitaleira, maravilhosa Urupema, através principalmente da assessora do departamento de turismo, Marília de Oliveira, através de suas fabulosas fotos na mídia nacional.

Quanto a flora,a região e de transição de matas entrecortadas por campos nativos (estepes).Essas duas classes, com outros subtipos, conforme a altitude, relevo, formam muitas vezes mosaicos, zonas de transição e ao contrario dos demais campos sulinos, sejam eles no Pampa ou nos Campos Gerais do PR ou do interior catarinense,localizados no centro, norte e parte do oeste de SC, ocupam os cumes dos morros e desaparecem no relevo mais acidentado, na constante substituição da vegetação campestre por matas, a medida que o clima esquentou, tornou-se mais úmido, desde a ultima grande glaciação (que terminou por volta de 11500 antes do presente)nos ciclos climáticos naturais do planeta e que o homem, através de sua forte ação, interrompeu com queimadas, pastoreio, etc. Os campos Sulinos,reflexos de um clima mais frio e seco, estão presentes ha milhares de anos no sul do Brasil. Urupema como todas as cidades do Planalto Meridional ou das Araucárias, sofreu severamente, principalmente entre as décadas de 1950-1990,com a exploração madeireira, sendo o pilar econômico, inicio, de praticamente todas a cidades, serranas do sul do Brasil, que posteriormente, mudaram a sua economia, da pecuária extensiva para agricultura de grãos essencialmente. A Floresta das Araucárias ( Floresta Ombrófila Mista, no caso especifico montana e alto-montana), parte do bioma Mata Atlântica, foi praticamente devastada. Recrudescimento das leis, novos ciclos, as pressão da sociedade, embora incipiente por décadas, sobre a riqueza natural existente, abundante, permitiu que nos últimos 30 anos, uma recuperação se desencadeasse e hoje as cidades da Serra Catarinense são o melhor local para se observar, algo que não tem mais sentido de chamar de Pinheiro-do-Parana (Araucaria angustifolia- que explorou muito também e em cujo porto de Paranaguá exportou gigantescos volumes dai o nome) . O alvo sempre foi a Araucária, imbuia, cedros, canelas, xaxim-bugio, etc. Mas o pinheiro-brasileiro foi o alvo essencial e essa conífera de raríssima beleza, que não se parece com nenhuma outra especie arbórea brasileira, teve o azar de ser abundante, cilíndrica o que muito facilitou a sua movimentação, transporte, de madeira durável, de excelente qualidade e a essa especie, deve-se a fixação humana em uma área historicamente muito fria, pelos primeiros aborígines, notavelmente dos grupos kaingang e xokleng. Em função de boa parte de Urupema ser de vegetação de campos nativos, a sua ocupação de descendentes de origem europeia, ocorreu com o Ciclo da pecuária, do tropeirismo, quando ´para abastecer o mercado de carne bovina, muares, equinos,no seculo XIX principalmente de São Paulo, Minas Gerais, muitas localidades nasceram no Planalto Sulbrasileiro, sendo as caravanas inicialmente provenientes do território de São Pedro (RS, que necessitava de entrepostos, local de pernoite, de áreas cercadas para os rebanhos.Posteriormente as rotas de abastecimento mudaram de eixo S-N para o litoral que topograficamente, climaticamente, forte industrialização, concentraram a população catarinense nas proximidades do oceano.

História da cidade de Com a denominação de Santana, Urupema foi fundada por Manoel Pereira de Medeiros. Sua data de fundação é 25 de março de 1918. A escolha do nome foi em homenagem a Santa Ana, a qual o fundador era devoto.

Pela Lei 170 de 27 de outubro de 1923 foi criado o distrito de Santa Ana, cuja instalação ocorreu em 14 de julho do ano seguinte, subordinado ao município de São Joaquim.

A mudança do nome de Santana para Urupema, deve ter ocorrido em fins de 1943, através de um decreto do Ministro dos Transportes, à época, responsável pelos Cor reios e Telégrafos, pois já havia outra localidade, mais antiga, com a mesma denominação.

A emancipação política e administrativa ocorreiu em janeiro de 1988, constituindo-se do distrito sede.

O município é um dos mais frios do Brasil, com ocorrência de geadas e neve durante o inverno.

A economia do município advem da atividade agropecuária, com grande produção de maça, batata semente e morangos. Destáca-se também a produção de flores e psicultura (trutas).

Eventos: Festa da Truta e Festa da Padroeira (Santa Ana).

Fonte: AMURES - ASSOCIAçãO DOS MUNICíPIOS DA REGIãO SERRANA

Autor do Histórico: áUREA ALICE COSTA PUCCI

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 350,037: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 1: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 351: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 73: matrículas
Número de unidades locais: 69: unidades
Pessoal ocupado total: 407: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 21.097,17: reais
População residente : 2.482: pessoas
População residente - Homens: 1.274: pessoas
População residente - Mulheres: 1.208: pessoas
População residente alfabetizada: 2.149: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 641: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 2.266: pessoas
População residente, religião espírita: 14: pessoas
População residente, religião evangélicas: 160: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.289,34: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.900,76: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 400,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 510,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,699:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Urupema: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Urupema? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: