Início » Rio Grande do Sul » Canoas » Notícias


Últimas Notícias da cidade de Canoas - RS nas Redes Sociais

As Notícias são atualizadas em tempo real.

  • Bianca Rosa

    em 11/08/2014 Via Youtube
    Trilha de fusca canoas rs

    Guajuviras.

  • SEJAS MUITO BEM VINDO SETEMBRO! *11 de Setembro dia da Independência Gaúcha. *20 de Setembro dia do levante contra o Brasil, o dia Do Gaúcho. Quem tem Orgulho de ser Gaúcho Comemora o mês da Pátria Gaúcha! Nós Gaúchos Rio-Grandenses, somos os precursores dos direitos Humanos 107 anos antes da criação da ONU, e 52 anos antes da abolição da escravatura do Brazil! Proclamamos nossa República baseada na IGUALDADE FRATERNIDADE E HUMANIDADE 54 anos antes de ser proclamada a República Brasileira! Criamos a nossa Constituição, a primeira em solo brasileiro, Constituição de 1843 da República Rio-Grandense, http://www.paginadogaucho.com.br/hist/texto-constituicao.pdf A constituição brasileira só foi criada 46 anos depois, quase meio século mais tarde em 1889! RECONHECIMENTO DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: O Uruguai, através de tratado de cooperação mútua, reconheceu a legitimidade da República Rio-Grandense. As Províncias Unidas do Rio da Prata à época estavam sendo unificadas pelo ditador Rosas e tentavam recuperar o território uruguaio (Guerra Grande), não afastando também a possibilidade de auxílio aos separatistas Rio-Grandenses. Juan Manuel de Rosas, o ditador argentino, ofereceu apoio para que David Canabarro continuasse a luta. Juan Manuel de Rosas foi afastado do poder na Argentina em confronto de que participaram tropas brasileiras. Pacto ou Protocolo de Paysandu entre as Províncias Independentes do Norte Argentino e a República Rio-Grandense reconhecida como tal. Pacto ou Protocolo de Paysandú assinado em 14 de outubro de 1842 entre: José María Paz, ex-governador de Córdoba e vencedor na Província Independente de Entre Ríos; Juan Pablo López, Governador da Província Independente de Santa Fe; Pedro Ferré, Governador da Província Independente de Corrientes; e Bento Gonçalves, Presidente da República Rio-Grandense, em uma coalizão contra Rosas. PERENIDADE: A República Rio-Grandense está simbolicamente perenizada na Bandeira e no Brasão do estado do Rio Grande do Sul, da mesma forma que outros estados brasileiros mantiveram em seus símbolos cívicos evocações a feitos relevantes. Seu território derivou de cisão parcial da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, que teve seus limites totalmente definidos em relação ao Uruguai somente após o final da Guerra dos Farrapos (1835-45). Após a proclamação da República brasileira (1889), todo o território da Província passou a constituir uma das unidades federativas do Brasil, o estado do Rio Grande do Sul. Entretanto, a República Rio-Grandense está "simbolicamente" perenizada na bandeira e no brasão do estado do Rio Grande do Sul. No interior do estado desenvolveram-se posteriormente cidades cujos epônimos evocam alguns dos protagonistas da época: Caxias do Sul , Bento Gonçalves , Garibaldi , Farroupilha. O separatismo Rio-Grandense atual é fortemente inspirado nos eventos republicanos do século XIX. Há no Estado diversos movimentos de conscientização popular buscando, direta ou indiretamente, a restauração da República Rio-Grandense. Entre eles; O Movimento Pampa Livre, O Movimento Pró-Restauração da República Rio-Grandense e a ONG RS Livre. CAPITAL DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: A primeira capital da nova República foi a cidade de Piratini. Em 1839, forças lideradas pelo revolucionário Italiano Giuseppe Garibaldi e pelo Gaúcho Davi Canabarro Proclamaram a República Juliana na província de Santa Catarina, tomando a cidade de Laguna. A nova República formou uma confederação com a Rio-Grandense mas não durou muito, pois não conseguiu tomar a capital provincial de Nossa Senhora do Desterro (depois renomeada Florianópolis). A República Rio-Grandense foi dissolvida em 1 de março de 1845, pelo Tratado de Poncho Verde, QUE MANTEVE EM VIGOR ALGUMAS LEIS derivadas da Constituição Rio-Grandense. Teve ao todo cinco capitais durante os seus NOVE ANOS de existência: Piratini, Caçapava do Sul, Alegrete e São Gabriel (capitais oficiais), Bagé (somente por duas semanas) e São Borja. Os seus presidentes foram: Bento Gonçalves e Gomes Jardim. TRATADO, CONVENÇÃO OU PAZ DE PONCHO VERDE: O Tratado de Poncho Verde, Convenção de Poncho Verde ou Paz de Poncho Verde é o nome dado a um acordo que pôs fim à Revolução Farroupilha, voltando o território litigante a fazer parte do Império do Brasil, de D. Pedro II. É aceita como data de sua assinatura o 1º de março de 1845, quando foi anunciada a paz. Ponche Verde ou Poncho Verde, que é uma região assim denominada pelas suas verdes campinas, ótimas para o pastoreio de gado, hoje o lugar tem como sede o município de Dom Pedrito, no estado do Rio Grande do Sul. Em Poncho Verde, no final de fevereiro de 1845, foram examinados pelos Republicanos os termos do documento, já assinado pelo Barão de Caxias, intitulado Convenção de paz entre o Brasil e os Republicanos. O General David Canabarro, Comandante-em-chefe do exército Republicano, investido de poderes para representar a presidência da República, aceitou as condições. Farrapos e imperiais se reuniram no Acampamento Imperial de Carolina, em Ponche Verde, região do atual município de Dom Pedrito, para decretar a pacificação da província. Eram 12 as cláusulas da pacificação. Foram lidas em Ponche Verde no dia 25 de fevereiro, por Antônio Vicente da Fontoura: Art. 1° - Fica nomeado Presidente da Província o indivíduo que for indicado pelos Republicanos. Art. 2° - Pleno e inteiro esquecimento de todos os atos praticados pelos Republicanos durante a luta, sem ser, em nenhum caso, permitida a instauração de processos contra eles, nem mesmo para reivindicação de interesses privados. Art. 3° - Dar-se-á pronta liberdade a todos os prisioneiros e serão estes, às custas do Governo Imperial, transportados ao seio de suas famílias, inclusive os que estejam como praça no Exército ou na Armada. Art. 4° - Fica garantida a Dívida Pública, segundo o quadro que dela se apresente, em um prazo preventório. Art. 5° - Serão revalidados os atos civis das autoridades Republicanas, sempre que nestes se observem as leis vigentes. Art. 6° - Serão revalidados os atos do Vigário Apostólico. Art. 7° - Está garantida pelo Governo Imperial a liberdade dos escravos que tenham servido nas fileiras republicanas, ou nelas existam. Art. 8° - Os oficiais Republicanos não serão constrangidos a serviço militar algum; e quando, espontaneamente, queiram servir, serão admitidos em seus postos. Art. 9° - Os soldados Republicanos ficam dispensados do recrutamento. Art. 10° - Só os Generais deixam de ser admitidos em seus postos, porém, em tudo mais, gozarão da imunidade concedida aos oficiais. Art. 11° - O direito de propriedade é garantido em toda plenitude. Art. 12° - Ficam perdoados os desertores do Exército Imperial. (ass.) O Barão de Caxias. ( citação da Revista Militar Brasileira, abril-junho, 1978, vol. CXIII, ano LXIV, pp. 116–117. Apud Henrique Wiederspahn, ob. cit., pp. 11–12). Assinada a paz em Ponche Verde, David Canabarro redigiu uma proclamação em que anunciava o fim da Guerra dos Farrapos. O texto tem a data de 28 de fevereiro de 1845: "Concidadãos! Competentemente autorizado pelo magistrado civil a quem obedecíamos e na qualidade de comandante-em-chefe, concordando com a unânime vontade de todos os oficiais da força de meu comando, vos declaro que a guerra civil que há mais de nove anos devasta esse belo país está acabada. Concidadãos! Ao desprender-me do grau que me havia confiado o poder que dirigia a revolução, cumpre-me assegurar-vos que podeis volver tranqüilos ao seio de vossas famílias. Vossa segurança individual e vossa propriedade estão garantidas pela palavra sagrada do monarca e o apreço de vossas virtudes confiado ao seu magnânimo coração. União, fraternidade, respeito às leis e eterna gratidão ao ínclito Presidente da Província, o ilustríssimo e excelentíssimo Barão de Caxias, pelos afanosos esforços na pacificação da Província". QUESTÕES SOBRE O TRATADO: 1 - A PALAVRA ANISTIA NÃO CONSTA NO DOCUMENTO POIS UMA NAÇÃO NÃO PODE ANISTIAR OUTRA NAÇÃO, JÁ QUE DO PONTO DE VISTA INTERNACIONAL ESTÃO EM PÉ DE IGUALDADE. A anistia pressupõe que uma personalidade está em situação de poder punir a outra e não o faz. ( Observação: o Brasil era ainda um império, enquanto a República Rio-Grandense já estava proclamada como República e com as suas leis, símbolos, Hino Republicano Rio-Grandense de 1835 e Constituição próprias! ). 2 - O representante da República foi David Canabarro. Os principais líderes, criadores e comandantes da República beligerante NÃO ESTAVAM PRESENTES NO ATO DA ASSINATURA. O Tratado NÃO foi assinado pelo Presidente da República Gomes Jardim. SEU LÍDER MÁXIMO, Bento Gonçalves havia se afastado por motivo de uma enfermidade que o levaria a morte 2 anos após. Há que se salientar, todavia, que o General Canabarro encontrava-se como Comandante em-chefe das Forças Republicanas à altura da Convenção.O representante do Império foi o Barão de Caxias, que havia recebido poderes para tanto através de Decreto. DESCUMPRIMENTO DAS CLÁUSULAS: 3 - Descumprimento: As cláusulas do tratado não foram integralmente cumpridas. Os farrapos não escolheram seu Presidente Provincial, e o Barão de Caxias, General Luís Alves de Lima e Silva, foi indicado senador do Império; O Império não ressarciu integralmente as dívidas de Guerra contraídas pela província do Rio Grande do Sul, tendo essas não sido devidamente contabilizadas e tendo sido pago, a alguns, uma irrisória porcentagem das perdas; Não houve a libertação de todos escravos que lutaram no Exército Farroupilha, a fim de se evitar a insurgência dos negros pelo resto do Império. Alguns foram devolvidos aos seus donos, mediante reivindicação, outros foram levados para o Rio de Janeiro e vendidos a outros senhores. Os que faziam parte do corpo de Lanceiros negros comandados por Davi Canabarro foram massacrados na Batalha de Porongos ou massacre de Porongos. 120 foram mandados incorporar pelo Barão de Caxias aos três Regimentos de Cavalaria de Linha do Exército na Província. 4 - Permaneceram seqüelas, inclusive entre as dissidências Farroupilhas. É factual o assassinato (em 1860) de Vicente da Fontoura, que liderava o grupo anti Bento Gonçalves . Tais antagonismos afloraram novamente na Revolução Federalista de 1893. Tal processo completou-se com a Revolução de 1923 . As correntes Rio-Grandenses antagônicas uniram-se na ascensão de Getúlio Vargas à presidência da República do Brasil em 1930 (Revolução de 1930). REVOLUÇÃO FARROUPILHA, HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL, PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: A economia da então província de São Pedro do Rio Grande do Sul do Império do Brasil era voltada principalmente para a produção de charque e couro. A província voltava a sua produção para o mercado interno, do qual dependia inteiramente. Mas com o câmbio sobrevalorizado e os benefícios tarifários então oferecidos, o charque importado tinha um custo inferior ao nacional. Assim sendo, os estancieiros da região iniciaram uma rebelião contra o Império do Brasil, e, no dia 10 de setembro de 1836, ocorreu a Batalha do Seival. Com a fulminante vitória dos revoltosos, liderados por Antônio de Sousa Neto, a idéia separatista tomou forma. No dia seguinte, em 11 de Setembro, o General Souza Neto proclamou a República Rio-Grandense. Outro líder separatista, Bento Gonçalves, então preso por forças imperiais na província da Bahia, foi aclamado Presidente em 6 de novembro de 1836, junto com 4 Vice-Presidentes: Antônio Paulino da Fontoura, José Mariano de Matos, Domingos José de Almeida, Inácio José de Oliveira Guimarães. Como Bento Gonçalves estava preso, foi necessário eleger um novo Presidente, José Gomes de Vasconcelos Jardim, que imediatamente nomeou o Ministério da República: Domingos José de Almeida – Ministro do interior e fazenda José Pinheiro de Ulhoa Cintra – Ministro da justiça e estrangeiros José Mariano de Matos – Ministro da guerra e marinha Ao longo da guerra foram nomeados Generais da República: João Manuel de Lima e Silva Bento Gonçalves Antônio de Sousa Neto Bento Manuel Ribeiro Davi Canabarro João Antônio da Silveira A primeira capital da nova república foi a cidade de Piratini. Em 1839, forças lideradas pelo revolucionário italiano Giuseppe Garibaldi e pelo Gaúcho Davi Canabarro proclamaram a República Juliana na província de Santa Catarina, tomando a cidade de Laguna. A nova República formou uma confederação com a Rio-Grandense mas não durou muito, pois não conseguiu tomar a capital provincial de Nossa Senhora do Desterro (depois renomeada Florianópolis). A República Rio-Grandense foi dissolvida em 1 de março de 1845, pelo Tratado de Poncho Verde, que manteve em vigor algumas leis derivadas da Constituição Rio-Grandense. Teve ao todo cinco capitais durante os seus nove anos de existência: Piratini, Caçapava do Sul, Alegrete e São Gabriel (capitais oficiais), Bagé (somente por duas semanas) e São Borja. Os seus presidentes foram Bento Gonçalves e Gomes Jardim. REFERENCIAS: "A República" (blogue), Movimento Gaúcho Independente, Google. SPALDING, Walter (1956), "A revolução farroupilha", Enciclopédia Rio-grandense, Canoas: Regional. Hastenteufel, Zeno, O Rio Grande do Sul no tempo do Brasil Império, Fórum da igreja católica. História da Igreja no Rio Grande do Sul, 1, EdiPUCRS, 1994, 181 pp. D Canabarro, BR: AHIMTB. http://www.britannica.com/EBchecked/topic/390844/Montevideo-Convention Não somos melhores nem piores do que ninguém, apenas temos Muito Orgulho de Ser Gaúcho juntamente com os demais povos do sul, Uruguaios, Argentinos etc., gostamos do nosso Pago, nossas Tradições, nosso Folclore, nosso linguajar diferenciado, e todos os símbolos e referencias a nossa terra porque amamos este Pago de São Pedro, este torrão Gaúcho esta República Rio-Grandense!


    .
  • Convite Eh Expresso - MACHADO & MARCELO DO TCHÊ (Clube Tradição - Canoas RS)

    Publicado em 04/08/2014 Convite de Gabriel (Eh Expresso) para gravação dia 05 de Agosto no Clube Tradição em Canoas - Esperamos todos vocês para esse grande ...

  • MC Tchesko

    em 02/08/2014 Via Youtube
    MC TCHESKO AO VIVO NO ANIVERSÁRIO DO FATDUO - CANOAS RS

    VEM CON NÓS (AO VIVO) É BEM ASSIM QUE A GENTE TÁ ( AO VIVO )

  • SEJAS MUITO BEM VINDO SETEMBRO! *11 de Setembro dia da Independência Gaúcha. *20 de Setembro dia do levante contra o Brasil, o dia Do Gaúcho. Quem tem Orgulho de ser Gaúcho Comemora o mês da Pátria Gaúcha! Nós Gaúchos Rio-Grandenses, somos os precursores dos direitos Humanos 107 anos antes da criação da ONU, e 52 anos antes da abolição da escravatura do Brazil! Proclamamos nossa República baseada na IGUALDADE FRATERNIDADE E HUMANIDADE 54 anos antes de ser proclamada a República Brasileira! Criamos a nossa Constituição, a primeira em solo brasileiro, Constituição de 1843 da República Rio-Grandense, http://www.paginadogaucho.com.br/hist/texto-constituicao.pdf A constituição brasileira só foi criada 46 anos depois, quase meio século mais tarde em 1889! RECONHECIMENTO DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: O Uruguai, através de tratado de cooperação mútua, reconheceu a legitimidade da República Rio-Grandense. As Províncias Unidas do Rio da Prata à época estavam sendo unificadas pelo ditador Rosas e tentavam recuperar o território uruguaio (Guerra Grande), não afastando também a possibilidade de auxílio aos separatistas Rio-Grandenses. Juan Manuel de Rosas, o ditador argentino, ofereceu apoio para que David Canabarro continuasse a luta. Juan Manuel de Rosas foi afastado do poder na Argentina em confronto de que participaram tropas brasileiras. Pacto ou Protocolo de Paysandu entre as Províncias Independentes do Norte Argentino e a República Rio-Grandense reconhecida como tal. Pacto ou Protocolo de Paysandú assinado em 14 de outubro de 1842 entre: José María Paz, ex-governador de Córdoba e vencedor na Província Independente de Entre Ríos; Juan Pablo López, Governador da Província Independente de Santa Fe; Pedro Ferré, Governador da Província Independente de Corrientes; e Bento Gonçalves, Presidente da República Rio-Grandense, em uma coalizão contra Rosas. PERENIDADE: A República Rio-Grandense está simbolicamente perenizada na Bandeira e no Brasão do estado do Rio Grande do Sul, da mesma forma que outros estados brasileiros mantiveram em seus símbolos cívicos evocações a feitos relevantes. Seu território derivou de cisão parcial da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, que teve seus limites totalmente definidos em relação ao Uruguai somente após o final da Guerra dos Farrapos (1835-45). Após a proclamação da República brasileira (1889), todo o território da Província passou a constituir uma das unidades federativas do Brasil, o estado do Rio Grande do Sul. Entretanto, a República Rio-Grandense está "simbolicamente" perenizada na bandeira e no brasão do estado do Rio Grande do Sul. No interior do estado desenvolveram-se posteriormente cidades cujos epônimos evocam alguns dos protagonistas da época: Caxias do Sul , Bento Gonçalves , Garibaldi , Farroupilha. O separatismo Rio-Grandense atual é fortemente inspirado nos eventos republicanos do século XIX. Há no Estado diversos movimentos de conscientização popular buscando, direta ou indiretamente, a restauração da República Rio-Grandense. Entre eles; O Movimento Pampa Livre, O Movimento Pró-Restauração da República Rio-Grandense e a ONG RS Livre. CAPITAL DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: A primeira capital da nova República foi a cidade de Piratini. Em 1839, forças lideradas pelo revolucionário Italiano Giuseppe Garibaldi e pelo Gaúcho Davi Canabarro Proclamaram a República Juliana na província de Santa Catarina, tomando a cidade de Laguna. A nova República formou uma confederação com a Rio-Grandense mas não durou muito, pois não conseguiu tomar a capital provincial de Nossa Senhora do Desterro (depois renomeada Florianópolis). A República Rio-Grandense foi dissolvida em 1 de março de 1845, pelo Tratado de Poncho Verde, QUE MANTEVE EM VIGOR ALGUMAS LEIS derivadas da Constituição Rio-Grandense. Teve ao todo cinco capitais durante os seus NOVE ANOS de existência: Piratini, Caçapava do Sul, Alegrete e São Gabriel (capitais oficiais), Bagé (somente por duas semanas) e São Borja. Os seus presidentes foram: Bento Gonçalves e Gomes Jardim. TRATADO, CONVENÇÃO OU PAZ DE PONCHO VERDE: O Tratado de Poncho Verde, Convenção de Poncho Verde ou Paz de Poncho Verde é o nome dado a um acordo que pôs fim à Revolução Farroupilha, voltando o território litigante a fazer parte do Império do Brasil, de D. Pedro II. É aceita como data de sua assinatura o 1º de março de 1845, quando foi anunciada a paz. Ponche Verde ou Poncho Verde, que é uma região assim denominada pelas suas verdes campinas, ótimas para o pastoreio de gado, hoje o lugar tem como sede o município de Dom Pedrito, no estado do Rio Grande do Sul. Em Poncho Verde, no final de fevereiro de 1845, foram examinados pelos Republicanos os termos do documento, já assinado pelo Barão de Caxias, intitulado Convenção de paz entre o Brasil e os Republicanos. O General David Canabarro, Comandante-em-chefe do exército Republicano, investido de poderes para representar a presidência da República, aceitou as condições. Farrapos e imperiais se reuniram no Acampamento Imperial de Carolina, em Ponche Verde, região do atual município de Dom Pedrito, para decretar a pacificação da província. Eram 12 as cláusulas da pacificação. Foram lidas em Ponche Verde no dia 25 de fevereiro, por Antônio Vicente da Fontoura: Art. 1° - Fica nomeado Presidente da Província o indivíduo que for indicado pelos Republicanos. Art. 2° - Pleno e inteiro esquecimento de todos os atos praticados pelos Republicanos durante a luta, sem ser, em nenhum caso, permitida a instauração de processos contra eles, nem mesmo para reivindicação de interesses privados. Art. 3° - Dar-se-á pronta liberdade a todos os prisioneiros e serão estes, às custas do Governo Imperial, transportados ao seio de suas famílias, inclusive os que estejam como praça no Exército ou na Armada. Art. 4° - Fica garantida a Dívida Pública, segundo o quadro que dela se apresente, em um prazo preventório. Art. 5° - Serão revalidados os atos civis das autoridades Republicanas, sempre que nestes se observem as leis vigentes. Art. 6° - Serão revalidados os atos do Vigário Apostólico. Art. 7° - Está garantida pelo Governo Imperial a liberdade dos escravos que tenham servido nas fileiras republicanas, ou nelas existam. Art. 8° - Os oficiais Republicanos não serão constrangidos a serviço militar algum; e quando, espontaneamente, queiram servir, serão admitidos em seus postos. Art. 9° - Os soldados Republicanos ficam dispensados do recrutamento. Art. 10° - Só os Generais deixam de ser admitidos em seus postos, porém, em tudo mais, gozarão da imunidade concedida aos oficiais. Art. 11° - O direito de propriedade é garantido em toda plenitude. Art. 12° - Ficam perdoados os desertores do Exército Imperial. (ass.) O Barão de Caxias. ( citação da Revista Militar Brasileira, abril-junho, 1978, vol. CXIII, ano LXIV, pp. 116–117. Apud Henrique Wiederspahn, ob. cit., pp. 11–12). Assinada a paz em Ponche Verde, David Canabarro redigiu uma proclamação em que anunciava o fim da Guerra dos Farrapos. O texto tem a data de 28 de fevereiro de 1845: "Concidadãos! Competentemente autorizado pelo magistrado civil a quem obedecíamos e na qualidade de comandante-em-chefe, concordando com a unânime vontade de todos os oficiais da força de meu comando, vos declaro que a guerra civil que há mais de nove anos devasta esse belo país está acabada. Concidadãos! Ao desprender-me do grau que me havia confiado o poder que dirigia a revolução, cumpre-me assegurar-vos que podeis volver tranqüilos ao seio de vossas famílias. Vossa segurança individual e vossa propriedade estão garantidas pela palavra sagrada do monarca e o apreço de vossas virtudes confiado ao seu magnânimo coração. União, fraternidade, respeito às leis e eterna gratidão ao ínclito Presidente da Província, o ilustríssimo e excelentíssimo Barão de Caxias, pelos afanosos esforços na pacificação da Província". QUESTÕES SOBRE O TRATADO: 1 - A PALAVRA ANISTIA NÃO CONSTA NO DOCUMENTO POIS UMA NAÇÃO NÃO PODE ANISTIAR OUTRA NAÇÃO, JÁ QUE DO PONTO DE VISTA INTERNACIONAL ESTÃO EM PÉ DE IGUALDADE. A anistia pressupõe que uma personalidade está em situação de poder punir a outra e não o faz. ( Observação: o Brasil era ainda um império, enquanto a República Rio-Grandense já estava proclamada como República e com as suas leis, símbolos, Hino Republicano Rio-Grandense de 1835 e Constituição próprias! ). 2 - O representante da República foi David Canabarro. Os principais líderes, criadores e comandantes da República beligerante NÃO ESTAVAM PRESENTES NO ATO DA ASSINATURA. O Tratado NÃO foi assinado pelo Presidente da República Gomes Jardim. SEU LÍDER MÁXIMO, Bento Gonçalves havia se afastado por motivo de uma enfermidade que o levaria a morte 2 anos após. Há que se salientar, todavia, que o General Canabarro encontrava-se como Comandante em-chefe das Forças Republicanas à altura da Convenção.O representante do Império foi o Barão de Caxias, que havia recebido poderes para tanto através de Decreto. DESCUMPRIMENTO DAS CLÁUSULAS: 3 - Descumprimento: As cláusulas do tratado não foram integralmente cumpridas. Os farrapos não escolheram seu Presidente Provincial, e o Barão de Caxias, General Luís Alves de Lima e Silva, foi indicado senador do Império; O Império não ressarciu integralmente as dívidas de Guerra contraídas pela província do Rio Grande do Sul, tendo essas não sido devidamente contabilizadas e tendo sido pago, a alguns, uma irrisória porcentagem das perdas; Não houve a libertação de todos escravos que lutaram no Exército Farroupilha, a fim de se evitar a insurgência dos negros pelo resto do Império. Alguns foram devolvidos aos seus donos, mediante reivindicação, outros foram levados para o Rio de Janeiro e vendidos a outros senhores. Os que faziam parte do corpo de Lanceiros negros comandados por Davi Canabarro foram massacrados na Batalha de Porongos ou massacre de Porongos. 120 foram mandados incorporar pelo Barão de Caxias aos três Regimentos de Cavalaria de Linha do Exército na Província. 4 - Permaneceram seqüelas, inclusive entre as dissidências Farroupilhas. É factual o assassinato (em 1860) de Vicente da Fontoura, que liderava o grupo anti Bento Gonçalves . Tais antagonismos afloraram novamente na Revolução Federalista de 1893. Tal processo completou-se com a Revolução de 1923 . As correntes Rio-Grandenses antagônicas uniram-se na ascensão de Getúlio Vargas à presidência da República do Brasil em 1930 (Revolução de 1930). REVOLUÇÃO FARROUPILHA, HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL, PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: A economia da então província de São Pedro do Rio Grande do Sul do Império do Brasil era voltada principalmente para a produção de charque e couro. A província voltava a sua produção para o mercado interno, do qual dependia inteiramente. Mas com o câmbio sobrevalorizado e os benefícios tarifários então oferecidos, o charque importado tinha um custo inferior ao nacional. Assim sendo, os estancieiros da região iniciaram uma rebelião contra o Império do Brasil, e, no dia 10 de setembro de 1836, ocorreu a Batalha do Seival. Com a fulminante vitória dos revoltosos, liderados por Antônio de Sousa Neto, a idéia separatista tomou forma. No dia seguinte, em 11 de Setembro, o General Souza Neto proclamou a República Rio-Grandense. Outro líder separatista, Bento Gonçalves, então preso por forças imperiais na província da Bahia, foi aclamado Presidente em 6 de novembro de 1836, junto com 4 Vice-Presidentes: Antônio Paulino da Fontoura, José Mariano de Matos, Domingos José de Almeida, Inácio José de Oliveira Guimarães. Como Bento Gonçalves estava preso, foi necessário eleger um novo Presidente, José Gomes de Vasconcelos Jardim, que imediatamente nomeou o Ministério da República: Domingos José de Almeida – Ministro do interior e fazenda José Pinheiro de Ulhoa Cintra – Ministro da justiça e estrangeiros José Mariano de Matos – Ministro da guerra e marinha Ao longo da guerra foram nomeados Generais da República: João Manuel de Lima e Silva Bento Gonçalves Antônio de Sousa Neto Bento Manuel Ribeiro Davi Canabarro João Antônio da Silveira A primeira capital da nova república foi a cidade de Piratini. Em 1839, forças lideradas pelo revolucionário italiano Giuseppe Garibaldi e pelo Gaúcho Davi Canabarro proclamaram a República Juliana na província de Santa Catarina, tomando a cidade de Laguna. A nova República formou uma confederação com a Rio-Grandense mas não durou muito, pois não conseguiu tomar a capital provincial de Nossa Senhora do Desterro (depois renomeada Florianópolis). A República Rio-Grandense foi dissolvida em 1 de março de 1845, pelo Tratado de Poncho Verde, que manteve em vigor algumas leis derivadas da Constituição Rio-Grandense. Teve ao todo cinco capitais durante os seus nove anos de existência: Piratini, Caçapava do Sul, Alegrete e São Gabriel (capitais oficiais), Bagé (somente por duas semanas) e São Borja. Os seus presidentes foram Bento Gonçalves e Gomes Jardim. REFERENCIAS: "A República" (blogue), Movimento Gaúcho Independente, Google. SPALDING, Walter (1956), "A revolução farroupilha", Enciclopédia Rio-grandense, Canoas: Regional. Hastenteufel, Zeno, O Rio Grande do Sul no tempo do Brasil Império, Fórum da igreja católica. História da Igreja no Rio Grande do Sul, 1, EdiPUCRS, 1994, 181 pp. D Canabarro, BR: AHIMTB. http://www.britannica.com/EBchecked/topic/390844/Montevideo-Convention Não somos melhores nem piores do que ninguém, apenas temos Muito Orgulho de Ser Gaúcho juntamente com os demais povos do sul, Uruguaios, Argentinos etc., gostamos do nosso Pago, nossas Tradições, nosso Folclore, nosso linguajar diferenciado, e todos os símbolos e referencias a nossa terra porque amamos este Pago de São Pedro, este torrão Gaúcho esta República Rio-Grandense!


    wp.clicrbs.com.br
    Maioria aprova separar o Sul do restante do país | Pancho.
    Dos 19,5 mil entrevistados no RS, SC e PR em pesquisa do Grupo de Estudos Sul Livre (Gesul), 54% aprovam a criação de um país envolvendo os três estados do Sul. No Rio Grande do Sul, claro, o índice é maior (60%). A pesquisa foi feita em 48 municípios com mais de 100 mil habitantes.
  • Castracao ja


    Arlete Menezes Alvares compartilhou a foto de Tais Carolina Agostini.
    CANOAS RS - SOS - ajuda urgente para castração e tratamento dessa cadelinha! Ela vive no estacionamento do mercado Rissul na Venâncio Aires! Esta entrando no cio e tem a patas traseiras deformadas, acho que dói, pois tem dificuldade pra andar! Precisamos de consulta, Castração e algumas diárias do pós operatório! Por favor quem puder ajudar entrar em contato pelo face com a prof Margarete Leonardi. Obrigada! — com Sandra Nunes e outras 19 pessoas.
    Arquivos de dispositivos móveis.
  • Acompanhantes em Canoas, Acompanhantes Canoas, Acompanhantes Canoas - RS, Garotas de Programa Canoas, Garotas de Programa em Canoas, Anúncios de Acompanhantes Canoas,Anúncios de Acompanhantes Sexo Anal Sexo Oral Encontros Eróticos Canoas.

    As mais Lindas e Sensuais Acompanhantes de Luxo do Sul estão aqui!
    Prontas para proporcionar a você horas de prazer intenso.
    Você vai delirar de tanto prazer!

    Anuncie você também!
    Acesse: http://www.deliriosacompanhantes.com.br

    Acompanhantes em Canoas
    Acompanhantes em Canoas, Acompanhantes Canoas, Acompanhantes Canoas - RS, Garotas de Programa Canoas, Garotas de Programa em Canoas, Anúncios de Acompanhantes Canoas,Anúncios de Acompanhantes Sexo Anal Sexo Oral Encontros Eró...
  • PROJETO Pão E VIDA CANOAS RS

    PROJECT Bread and Life Canoas RS God is Here.

  • Roberto Mouta

    em 23/10/2013 Via Google+
    Caos em Canoas/RS.... temporal e muita chuva, acabou por desviar o trânsito da BR116 para as ruas da cidade.... então, já viram o que virou nossa cidade!!!!!!!!!!!!

    Caos em Canoas/RS.... temporal e muita chuva, acabou por desviar o trânsito da BR116 para as ruas da cidade.... então, já viram o que virou nossa cidade!!!!!!!!!!!!
    DSC_0545.jpg
  • Júlio Garcia

    em 01/09/2014 Via Google+
    #EUVOTOSIM *Plebiscito Popular Constituinte p/Reforma Política!
    *Plebiscito Constituinte: "fazendo a minha parte!!!" (votando SIM à Constituinte da RP na urna nº 90, localizada no Comitê Júlio Garcia/Paulo Ferreira PT/RS, centro de Canoas/RS).  - Créditos da foto:  Laís Garcia

    #EUVOTOSIM *Plebiscito Popular Constituinte p/Reforma Política!
    *Plebiscito Constituinte: "fazendo a minha parte!!!" (votando SIM à Constituinte da RP na urna nº 90, localizada no Comitê Júlio Garcia/Paulo Ferreira PT/RS, centro de Canoas/RS).  - Créditos da foto: Laís Garcia
  • Pelo amor de Deus ajudem esses anjinhos por favor!!!


    Nivea Santana compartilhou a foto de Maria Elisa Santos.
    CANOAS-RS-MISÉRIA EXTREMA.ELA NA ANGUSTIA DE TER COMIDA DEVORA AS PEDRAS DO PÁTIO. NÃO TEM UMA GOTA DE LEITE. E ESTÃO COM MILHARES DE CARRAPATOS. PRECISAM DE RAÇÃO URGENTEEEEEE.....Pessoal, Conheci uma família canina no Guajuviras,mãe e filhotes passam muita fome é um cena chocante de se ver. Ela na angústia de ter comida,devora as pedras pelo pátio. Os filhotes querem mamar mas nada tem e também querem ganhar ração pois já comem tem dentinhos. Por favor quem puder ajudar a situação é de total miséria os moradores da casa um casal e filho pequeno não tem nem para eles. A cadela tem milhares de carrapatos e os filhotes também. Dentro da casinha tinha um bebê morto mas não quis fotografar. O morador não faz cara muito boa,quando chega estranhos. Eles querem doar a cadela e os filhotes alegam que não tem ração para os bichos. Os filhotes são fêmeas e 1 macho,eles precisam sair dali ou vão morrer. Preciso de ajuda para doar os filhotes, A mãe precisa ser castrada primeiro. Mas no momento a fome é o maior problema,alguém ajuda com ração? Se puder ajudar me avise,que dou um geito de buscar. Hoje eles não tem nada para comer. Meus fones(51)99380468-89044085-81484338-Canoas-RS Abraços — com Margarete Leonardi e outras 43 pessoas em Canoas/RS.
    Álbum sem título.
  • Escolinha Futebol Vitória - Canoas - RS - Matheus Silveira

    Entrevista com aluno Matheus Silveira após treino da Escolinha de Futebol Vitória. Conheça a Escolimnha de Futebol Vitoria em: www.vitoriafutsal.blogspot.com.

  • Convite Nosso Balanço - MACHADO & MARCELO DO TCHÊ (Clube Tradição - Canoas RS).

    Convite do Nosso Balanço para gravação dia 05 de Agosto no Clube Tradição em Canoas - Esperamos todos vocês para esse grande evento.

  • Notícias

    em 05/08/2014 Via Youtube
    Rio Grande Acidente Entre Carro E Moto Deixa Motociclista Ferido Levemente Em Canoas, Rs

  • Igidio Garra

    em 01/09/2014
    divulgando espalhem esse post e se possível for vamos derrubar o preconceito também a nosso respeito.. muito que agora nos condenam já fizeram pior isso é pura hipocrisia.... fica a dica ... divulguem se para neymnar todos somos macacos (eu ja disse e esse muleke que sou humano). O aranha deveria processa-lo e reclamar junto a isbn, placar, globo, band e todo o resto da mídia anti-grêmio desse brasil inteiro de ALGUNS jornalistas hipócritas, irresponsáveis e indignos dessa profissão que é formadora de opinião, pena que seja pelo lado torpe da informação, um desserviço a sociedade esportiva com o um todo. ARANHA, deveria ser mais inteligente mas é querer demais.... da minha parte. Seria simples, justo e racional, ele ter ido a o juizado na ARENA E PRESTADO QUEIXA COM O TESTEMUNHO DOS JORNALISTAS, MAS NÃO o fizeram. Preferiram DENEGRIR OS GAUCHOS, O GREMIO E SUA TORCIDA ... EU SO OS CLASSIFICO COMO APROEITADORES IDIOTAS, OPORTUNISTAS E IRRESPONSSAVEIS POR COLOCAR VIDAS EM PERIGO. E PIOR ACIRRAR O ODIO JA NUTRIDO EM LARGA ESCALA AO GREMIO, SUA TORCIDA E AO POVO GAÚCHO. "QUE SIRVAM NOISSAS FAÇANHAS DE MODELO A TODA A TERRA" LIBERDADE, FRATERNIDADE E LEALDADE... ASSIM É O GAÚCHO NA SUA GRABDE MAIORIA


    Igidio Garra compartilhou a foto de Uma página que zoa o inter 2.0.
    Olá, agora é hora de falar sério. Pra quem não sabe, nossa torcida está sendo tachada por quase todo o Brasil como racista, na verdade sendo tachada como a vilã por causa de uma garota que chamou o goleiro do Santos (Aranha) de macaco. Mas não é só isso, os gaúchos estão sendo motivo de chacota também, o próprio Aranha falou que o gaúcho na sua grande maioria é racista, coisa que não é verdade. Eu moro em Gravataí, já fui pra Caxias, Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Gramado, Cachoeirinha, Canoas, Cambará, tenho amigos de Venâncio Aires e posso afirmar com plena absoluta certeza que o RS não é um estado racista ! Muito pelo contrário Aranha, aqui temos muito respeito e tradição e sentimos muito por tudo isso. Uma pena que ainda exista gente assim. Mas isso é em toda torcida, acredito que todas as torcidas organizadas do Brasil tem marginais ou pessoas de má fé! Exemplos? Torcedores do internacional quebrando cadeiras da Arena, torcedores do Corinthians brigando com torcedores do Coritiba, torcedores do Flamengo envolvidos em brigas e etc.. Infelizmente isso é em todo o Brasil, mas devemos saber que isso é em sua minoria e não devemos generalizar, coisa que estão fazendo por aí a fora! Acho deplorável, pois quando os torcedores do internacional ou do Grêmio ou de qualquer time gaúcho sai pra jogar em outros estados lá de cima, é tachado como “gaúcho viado” e isso é de extrema ignorância, pode ser tachado tanto como homofobia como preconceito com os gaúchos, ou seja, isso está sendo um ato de hipocrisia do resto do Brasil contra os gaúchos. O Rio Grande do Sul sendo chamado de racista, a torcida do Grêmio sendo chamada de lixo, o Grêmio sendo chamado de lixo e dizem que o Grêmio merece punição, mas na verdade, quem merece punição foi quem fez o ato racista. Agora me diz como a justiça é, quando o internacional foi jogar na Vila Belmiro contra o Santos pela Libertadores da America (não lembro o ano, acho que 2011) a torcida do Santos começou a cantar "gaúcho viado ♫" e isso poderia ser interpretado como homofobia? preconceito contra homossexuais? ou preconceito contra os gaúchos? Sim, poderia! Mas não foi, ninguém se pronunciou e ficou por isso mesmo. Não digo que um erro justifica o outro, só digo que a justiça é uma bosta e por causa disso tenho certeza que o Grêmio será injustiçado. Agora querem outro exemplo? Então, não foi o próprio Neymar que disse que SOMOS TODOS MACACOS? " Ah mas era uma campanha " , certo, então porque o Neymar fez uma campanha chamando todo mundo de macaco temos que aceitar? Os negros aceitaram de forma muito especial a expressão macaco por causa que era uma campanha contra racismo... Isso chega ser pouco estranho, chega soar meio IMBECIL. Enfim, o fato é que os torcedores dos outros clubes estão generalizando, e o fato dos outros torcedores ter chamado gaúcho de viado não foi só uma vez, só mencionei um exemplo! E o fato é que o Aranha ter chamado os gaúchos de preconceituosos, generalizando, é no mínimo uma acusação grave. Não é? Mas isso vai passar em branco e ninguém vai perceber isso. Então assim, pessoas de bem, torcedores do Grêmio que apoiam ao time, que gostam do futebol e que acima de tudo respeitam. São essas pessoas que pedem desculpa pelo que a MINORIA de cabeça fraca fez de errado. E pedimos também respeito ao Grêmio por sua historia e respeito a torcida do Grêmio, pois essa garota que praticou o ato racista, infelizmente faz parte dessa minoria que toda torcida tem. Sei que esse texto não vai ser lido por muitos e muito menos compartilhado, mas peço tanto aos Gremistas quanto a colorados e qualquer outra pessoa de bem, que por favor, COMPARTILHEM PARA MOSTRAR QUE O POVO GAÚCHO NÃO É RACISTA ! E sim, queremos nos desculpar pela atitude HORRÍVEL daquela torcedora gremista. OBS: Pra quem não sabe, o Grêmio fez uma nota de repúdio. Veja: http://www.gremio.net/news/view.aspx?id=17667&language=0&news_type_id=1 Grande abraço. ~Leo — com Eliane Lima e outras 30 pessoas.
    Fotos da linha do tempo.
  • Denilson Reis

    em 01/09/2014 Via Google+
    Prezados Amigos!
    Com os amigos almoçando no intervalo da 6ª Usina de Quadrinhos, durante a 30º Feira do Livro de Canoas/RS.

    Denilson Reis - 6ª Usina dos Quadrinhos | Facebook
    Denilson Reis posted this photo on 2014-06-16. 5 likes. 0 comments. 1 shares.
  • Palacete Vila Mimosa em Canoas RS
                                                                         Palacete Vila Mimosa 1904                      A Vila Mimosa é um dos prédios mais antigos existentes na zona urbana de Canoas RS, e sua arquitetura possui características do neoclás...

    Palacete Vila Mimosa em Canoas RS



  • Neusa Machado compartilhou a foto de Seu Time na Rede.
    O Campeão do Campeonato Citadino 2014 de Canoas, vai ganhar uma vaga para a Copa dos Campeões de 2015. A Liga Canoense de Futsal firmou parceria com a Copa dos Campeões Futsal de Esteio, que organiza o maior e melhor campeonato de futsal amador do RS, para que o campeão do Citadino 2014, seja premiado com uma vaga nesta seletiva liga de futsal. As inscrições já estão abertas. Vale dizer que esta competição pode contar com equipes da cidade e da região metropolitana. Segundo o Jéferson Pess, Presidente da Liga informou, já tem 27 equipes pré-inscritas. O congresso técnico acontece no dia 10 de setembro na sede de entidade, que fica na rua Dr. Barcelos 1271 Centro de Canoas, no C.C. Canoense. Confirmações e contatos pelo telefone (51)34191371 e (51)96291371 ou ainda pelo email: [email protected] ou ainda na pagina do facebook: https://www.facebook.com/ligacanoensedefutsal.canoas?fref=ts
    Fotos da linha do tempo.



  • Claudia Viana de Paula compartilhou a foto de SOS Animais Brasil.
    AMIGOS COMPARTILHEM PARA QUE A AJUDA CHEGA RÁPIDO! Canoas Rs, SOCORRO! Amigos passei hj na rua Antonio Wobeto no Mato Grande e me deparei com uma cadela e 3 filhotoes abandonados com corda no pescoço, andando no meio do mato, loucos de medo, fome, sede e sem abrigo. A cadela e um doce virou de barriga para cima para ganhar carinho. Como todos sabem estou sobrecarregada de casos, nao tenho como acolhe los, mas fotografei para tentar ajuda pois alguém pode ter um espacinho e abrigar algum que seja. Por favor vamos compartilhar para essa turminha ter chance de serem salvos. Contato: [email protected], 51 92048777
    Fotos da linha do tempo.
  • (COMPARTILHANDO)


    Anjos De Quatro Patas compartilhou a foto de Ursas CatsDogs.
    Olha a pose da moça! Folgada. hehehehe... <3 Ágata esta com 7 meses,já esta castrada e negativa para Fiv/Felv.É uma gatinha super dócil. Sera doada somente para local telado. Esta em Canoas-RS... — com Chatterie Saúde Do Gato.
    Fotos da linha do tempo.
  • Projeta Canoas/RS

    Projeta Frachising inaugura mais uma franquia, agora na cidade de Canoas/RS.

  • Corsa turbo 1.0 - canoas Rs

    via Capture YouTube.

  • Ana Coelho

    em 01/09/2014



    Ana Coelho compartilhou a foto de Direitos dos Animais.
    AJUDEM!!! AJUDEM !! SOCOROO !!!! É IMPERATIVA A URGÊNCIA DESSE RESGATE !!! MAMÃE SEM FORÇA PRA LEVANTAR E NEM LEITE PRA DAR PROS FILHOTES QUE SÃO QUASE RECÉM NASCIDOS !!!! PARECE QUE OS BEBÊS E A MÃE FORAM ESPANCADOS TEM QUE SER RESGATADOS E INTERNADOS AGORA!!! AGORA !!!!! AVENIDA ANTÔNIO WOBETO,MATO ALTO,CANOS -RIO GRANDE DO SUL Por:SOS Animais Brasil AMIGOS COMPARTILHEM PARA QUE A AJUDA CHEGA RÁPIDO! Canoas Rs, SOCORRO! Amigos passei hj na rua Antonio Wobeto no Mato Grande e me deparei com uma cadela e 3 filhotoes abandonados com corda no pescoço, andando no meio do mato, loucos de medo, fome, sede e sem abrigo. A cadela e um doce virou de barriga para cima para ganhar carinho. Como todos sabem estou sobrecarregada de casos, nao tenho como acolhe los, mas fotografei para tentar ajuda pois alguém pode ter um espacinho e abrigar algum que seja. Por favor vamos compartilhar para essa turminha ter chance de serem salvos. Contato: [email protected], 51 92048777 I.A
    Fotos da linha do tempo.
  • Mês Vocacional na Comunidade de Canoas-RS
    O bem-aventurado Tiago Alberione nos diz que “ A vocação é um
    ato do amor de Deus com o qual o Senhor prepara para si e seu ministério
    algumas pessoas para um serviço especial ”. Com essa certeza, a comunidade de
    Canoas/RS está vivendo de forma intensa Agos...

    Blog Vocacional: Mês Vocacional na Comunidade de Canoas-RS
    O bem-aventurado Tiago Alberione nos diz que “A vocação é um ato do amor de Deus com o qual o Senhor prepara para si e seu ministério algumas pessoas para um serviço especial”. Com essa certeza, a comunidade de Canoas/RS está vivendo de forma intensa Agosto, o Mês Vocacional como um tempo ...



  • Plinio Danny Freire compartilhou a foto de Canadá no Brasil.
    Quer saber tudo sobre bolsas de estudo, cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado no #Canadá? Então não perca a palestra "Imagine Estudar no Canadá" no dia 03 de setembro na Unilasalle Canoas em #Canoas (RS) as 18h. Os representantes do Consulado do Canadá estarão na universidade para dar diversas dicas e tirar todas as dúvidas sobre estudos no país. Não perca! http://goo.gl/Mxf78r
    Fotos da linha do tempo.
  • MIRIAN DIAS

    em 02/05/2014 Via Google+
    JORNALISTA MORTO VITIMA DE ASSALTANTES! CANOAS RS!
    Polícia já tem dois suspeitos de matarem jornalista em Canoas, RS Dupla é especializada em furto e roubo de veículos, diz delegado. Investigação descarta possível execução e trata o caso como latrocínio. Estêvão Pires Do G1 RS Comente agora Jornalista de 44...

    JORNALISTA MORTO VITIMA DE ASSALTANTES! CANOAS RS!
    Polícia já tem dois suspeitos de matarem jornalista em Canoas, RS Dupla é especializada em furto e roubo de veículos, diz delegado. Investigação descarta possível execução e trata o caso como latrocínio. Estêvão PiresD...
  • SEJAS MUITO BEM VINDO SETEMBRO! *11 de Setembro dia da Independência Gaúcha. *20 de Setembro dia do levante contra o Brasil, o dia Do Gaúcho. Quem tem Orgulho de ser Gaúcho Comemora o mês da Pátria Gaúcha! Nós Gaúchos Rio-Grandenses, somos os precursores dos direitos Humanos 107 anos antes da criação da ONU, e 52 anos antes da abolição da escravatura do Brazil! Proclamamos nossa República baseada na IGUALDADE FRATERNIDADE E HUMANIDADE 54 anos antes de ser proclamada a República Brasileira! Criamos a nossa Constituição, a primeira em solo brasileiro, Constituição de 1843 da República Rio-Grandense, http://www.paginadogaucho.com.br/hist/texto-constituicao.pdf A constituição brasileira só foi criada 46 anos depois, quase meio século mais tarde em 1889! RECONHECIMENTO DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: O Uruguai, através de tratado de cooperação mútua, reconheceu a legitimidade da República Rio-Grandense. As Províncias Unidas do Rio da Prata à época estavam sendo unificadas pelo ditador Rosas e tentavam recuperar o território uruguaio (Guerra Grande), não afastando também a possibilidade de auxílio aos separatistas Rio-Grandenses. Juan Manuel de Rosas, o ditador argentino, ofereceu apoio para que David Canabarro continuasse a luta. Juan Manuel de Rosas foi afastado do poder na Argentina em confronto de que participaram tropas brasileiras. Pacto ou Protocolo de Paysandu entre as Províncias Independentes do Norte Argentino e a República Rio-Grandense reconhecida como tal. Pacto ou Protocolo de Paysandú assinado em 14 de outubro de 1842 entre: José María Paz, ex-governador de Córdoba e vencedor na Província Independente de Entre Ríos; Juan Pablo López, Governador da Província Independente de Santa Fe; Pedro Ferré, Governador da Província Independente de Corrientes; e Bento Gonçalves, Presidente da República Rio-Grandense, em uma coalizão contra Rosas. PERENIDADE: A República Rio-Grandense está simbolicamente perenizada na Bandeira e no Brasão do estado do Rio Grande do Sul, da mesma forma que outros estados brasileiros mantiveram em seus símbolos cívicos evocações a feitos relevantes. Seu território derivou de cisão parcial da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul, que teve seus limites totalmente definidos em relação ao Uruguai somente após o final da Guerra dos Farrapos (1835-45). Após a proclamação da República brasileira (1889), todo o território da Província passou a constituir uma das unidades federativas do Brasil, o estado do Rio Grande do Sul. Entretanto, a República Rio-Grandense está "simbolicamente" perenizada na bandeira e no brasão do estado do Rio Grande do Sul. No interior do estado desenvolveram-se posteriormente cidades cujos epônimos evocam alguns dos protagonistas da época: Caxias do Sul , Bento Gonçalves , Garibaldi , Farroupilha. O separatismo Rio-Grandense atual é fortemente inspirado nos eventos republicanos do século XIX. Há no Estado diversos movimentos de conscientização popular buscando, direta ou indiretamente, a restauração da República Rio-Grandense. Entre eles; O Movimento Pampa Livre, O Movimento Pró-Restauração da República Rio-Grandense e a ONG RS Livre. CAPITAL DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: A primeira capital da nova República foi a cidade de Piratini. Em 1839, forças lideradas pelo revolucionário Italiano Giuseppe Garibaldi e pelo Gaúcho Davi Canabarro Proclamaram a República Juliana na província de Santa Catarina, tomando a cidade de Laguna. A nova República formou uma confederação com a Rio-Grandense mas não durou muito, pois não conseguiu tomar a capital provincial de Nossa Senhora do Desterro (depois renomeada Florianópolis). A República Rio-Grandense foi dissolvida em 1 de março de 1845, pelo Tratado de Poncho Verde, QUE MANTEVE EM VIGOR ALGUMAS LEIS derivadas da Constituição Rio-Grandense. Teve ao todo cinco capitais durante os seus NOVE ANOS de existência: Piratini, Caçapava do Sul, Alegrete e São Gabriel (capitais oficiais), Bagé (somente por duas semanas) e São Borja. Os seus presidentes foram: Bento Gonçalves e Gomes Jardim. TRATADO, CONVENÇÃO OU PAZ DE PONCHO VERDE: O Tratado de Poncho Verde, Convenção de Poncho Verde ou Paz de Poncho Verde é o nome dado a um acordo que pôs fim à Revolução Farroupilha, voltando o território litigante a fazer parte do Império do Brasil, de D. Pedro II. É aceita como data de sua assinatura o 1º de março de 1845, quando foi anunciada a paz. Ponche Verde ou Poncho Verde, que é uma região assim denominada pelas suas verdes campinas, ótimas para o pastoreio de gado, hoje o lugar tem como sede o município de Dom Pedrito, no estado do Rio Grande do Sul. Em Poncho Verde, no final de fevereiro de 1845, foram examinados pelos Republicanos os termos do documento, já assinado pelo Barão de Caxias, intitulado Convenção de paz entre o Brasil e os Republicanos. O General David Canabarro, Comandante-em-chefe do exército Republicano, investido de poderes para representar a presidência da República, aceitou as condições. Farrapos e imperiais se reuniram no Acampamento Imperial de Carolina, em Ponche Verde, região do atual município de Dom Pedrito, para decretar a pacificação da província. Eram 12 as cláusulas da pacificação. Foram lidas em Ponche Verde no dia 25 de fevereiro, por Antônio Vicente da Fontoura: Art. 1° - Fica nomeado Presidente da Província o indivíduo que for indicado pelos Republicanos. Art. 2° - Pleno e inteiro esquecimento de todos os atos praticados pelos Republicanos durante a luta, sem ser, em nenhum caso, permitida a instauração de processos contra eles, nem mesmo para reivindicação de interesses privados. Art. 3° - Dar-se-á pronta liberdade a todos os prisioneiros e serão estes, às custas do Governo Imperial, transportados ao seio de suas famílias, inclusive os que estejam como praça no Exército ou na Armada. Art. 4° - Fica garantida a Dívida Pública, segundo o quadro que dela se apresente, em um prazo preventório. Art. 5° - Serão revalidados os atos civis das autoridades Republicanas, sempre que nestes se observem as leis vigentes. Art. 6° - Serão revalidados os atos do Vigário Apostólico. Art. 7° - Está garantida pelo Governo Imperial a liberdade dos escravos que tenham servido nas fileiras republicanas, ou nelas existam. Art. 8° - Os oficiais Republicanos não serão constrangidos a serviço militar algum; e quando, espontaneamente, queiram servir, serão admitidos em seus postos. Art. 9° - Os soldados Republicanos ficam dispensados do recrutamento. Art. 10° - Só os Generais deixam de ser admitidos em seus postos, porém, em tudo mais, gozarão da imunidade concedida aos oficiais. Art. 11° - O direito de propriedade é garantido em toda plenitude. Art. 12° - Ficam perdoados os desertores do Exército Imperial. (ass.) O Barão de Caxias. ( citação da Revista Militar Brasileira, abril-junho, 1978, vol. CXIII, ano LXIV, pp. 116–117. Apud Henrique Wiederspahn, ob. cit., pp. 11–12). Assinada a paz em Ponche Verde, David Canabarro redigiu uma proclamação em que anunciava o fim da Guerra dos Farrapos. O texto tem a data de 28 de fevereiro de 1845: "Concidadãos! Competentemente autorizado pelo magistrado civil a quem obedecíamos e na qualidade de comandante-em-chefe, concordando com a unânime vontade de todos os oficiais da força de meu comando, vos declaro que a guerra civil que há mais de nove anos devasta esse belo país está acabada. Concidadãos! Ao desprender-me do grau que me havia confiado o poder que dirigia a revolução, cumpre-me assegurar-vos que podeis volver tranqüilos ao seio de vossas famílias. Vossa segurança individual e vossa propriedade estão garantidas pela palavra sagrada do monarca e o apreço de vossas virtudes confiado ao seu magnânimo coração. União, fraternidade, respeito às leis e eterna gratidão ao ínclito Presidente da Província, o ilustríssimo e excelentíssimo Barão de Caxias, pelos afanosos esforços na pacificação da Província". QUESTÕES SOBRE O TRATADO: 1 - A PALAVRA ANISTIA NÃO CONSTA NO DOCUMENTO POIS UMA NAÇÃO NÃO PODE ANISTIAR OUTRA NAÇÃO, JÁ QUE DO PONTO DE VISTA INTERNACIONAL ESTÃO EM PÉ DE IGUALDADE. A anistia pressupõe que uma personalidade está em situação de poder punir a outra e não o faz. ( Observação: o Brasil era ainda um império, enquanto a República Rio-Grandense já estava proclamada como República e com as suas leis, símbolos, Hino Republicano Rio-Grandense de 1835 e Constituição próprias! ). 2 - O representante da República foi David Canabarro. Os principais líderes, criadores e comandantes da República beligerante NÃO ESTAVAM PRESENTES NO ATO DA ASSINATURA. O Tratado NÃO foi assinado pelo Presidente da República Gomes Jardim. SEU LÍDER MÁXIMO, Bento Gonçalves havia se afastado por motivo de uma enfermidade que o levaria a morte 2 anos após. Há que se salientar, todavia, que o General Canabarro encontrava-se como Comandante em-chefe das Forças Republicanas à altura da Convenção.O representante do Império foi o Barão de Caxias, que havia recebido poderes para tanto através de Decreto. DESCUMPRIMENTO DAS CLÁUSULAS: 3 - Descumprimento: As cláusulas do tratado não foram integralmente cumpridas. Os farrapos não escolheram seu Presidente Provincial, e o Barão de Caxias, General Luís Alves de Lima e Silva, foi indicado senador do Império; O Império não ressarciu integralmente as dívidas de Guerra contraídas pela província do Rio Grande do Sul, tendo essas não sido devidamente contabilizadas e tendo sido pago, a alguns, uma irrisória porcentagem das perdas; Não houve a libertação de todos escravos que lutaram no Exército Farroupilha, a fim de se evitar a insurgência dos negros pelo resto do Império. Alguns foram devolvidos aos seus donos, mediante reivindicação, outros foram levados para o Rio de Janeiro e vendidos a outros senhores. Os que faziam parte do corpo de Lanceiros negros comandados por Davi Canabarro foram massacrados na Batalha de Porongos ou massacre de Porongos. 120 foram mandados incorporar pelo Barão de Caxias aos três Regimentos de Cavalaria de Linha do Exército na Província. 4 - Permaneceram seqüelas, inclusive entre as dissidências Farroupilhas. É factual o assassinato (em 1860) de Vicente da Fontoura, que liderava o grupo anti Bento Gonçalves . Tais antagonismos afloraram novamente na Revolução Federalista de 1893. Tal processo completou-se com a Revolução de 1923 . As correntes Rio-Grandenses antagônicas uniram-se na ascensão de Getúlio Vargas à presidência da República do Brasil em 1930 (Revolução de 1930). REVOLUÇÃO FARROUPILHA, HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO SUL, PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA RIO-GRANDENSE: A economia da então província de São Pedro do Rio Grande do Sul do Império do Brasil era voltada principalmente para a produção de charque e couro. A província voltava a sua produção para o mercado interno, do qual dependia inteiramente. Mas com o câmbio sobrevalorizado e os benefícios tarifários então oferecidos, o charque importado tinha um custo inferior ao nacional. Assim sendo, os estancieiros da região iniciaram uma rebelião contra o Império do Brasil, e, no dia 10 de setembro de 1836, ocorreu a Batalha do Seival. Com a fulminante vitória dos revoltosos, liderados por Antônio de Sousa Neto, a idéia separatista tomou forma. No dia seguinte, em 11 de Setembro, o General Souza Neto proclamou a República Rio-Grandense. Outro líder separatista, Bento Gonçalves, então preso por forças imperiais na província da Bahia, foi aclamado Presidente em 6 de novembro de 1836, junto com 4 Vice-Presidentes: Antônio Paulino da Fontoura, José Mariano de Matos, Domingos José de Almeida, Inácio José de Oliveira Guimarães. Como Bento Gonçalves estava preso, foi necessário eleger um novo Presidente, José Gomes de Vasconcelos Jardim, que imediatamente nomeou o Ministério da República: Domingos José de Almeida – Ministro do interior e fazenda José Pinheiro de Ulhoa Cintra – Ministro da justiça e estrangeiros José Mariano de Matos – Ministro da guerra e marinha Ao longo da guerra foram nomeados Generais da República: João Manuel de Lima e Silva Bento Gonçalves Antônio de Sousa Neto Bento Manuel Ribeiro Davi Canabarro João Antônio da Silveira A primeira capital da nova república foi a cidade de Piratini. Em 1839, forças lideradas pelo revolucionário italiano Giuseppe Garibaldi e pelo Gaúcho Davi Canabarro proclamaram a República Juliana na província de Santa Catarina, tomando a cidade de Laguna. A nova República formou uma confederação com a Rio-Grandense mas não durou muito, pois não conseguiu tomar a capital provincial de Nossa Senhora do Desterro (depois renomeada Florianópolis). A República Rio-Grandense foi dissolvida em 1 de março de 1845, pelo Tratado de Poncho Verde, que manteve em vigor algumas leis derivadas da Constituição Rio-Grandense. Teve ao todo cinco capitais durante os seus nove anos de existência: Piratini, Caçapava do Sul, Alegrete e São Gabriel (capitais oficiais), Bagé (somente por duas semanas) e São Borja. Os seus presidentes foram Bento Gonçalves e Gomes Jardim. REFERENCIAS: "A República" (blogue), Movimento Gaúcho Independente, Google. SPALDING, Walter (1956), "A revolução farroupilha", Enciclopédia Rio-grandense, Canoas: Regional. Hastenteufel, Zeno, O Rio Grande do Sul no tempo do Brasil Império, Fórum da igreja católica. História da Igreja no Rio Grande do Sul, 1, EdiPUCRS, 1994, 181 pp. D Canabarro, BR: AHIMTB. http://www.britannica.com/EBchecked/topic/390844/Montevideo-Convention Não somos melhores nem piores do que ninguém, apenas temos Muito Orgulho de Ser Gaúcho juntamente com os demais povos do sul, Uruguaios, Argentinos etc., gostamos do nosso Pago, nossas Tradições, nosso Folclore, nosso linguajar diferenciado, e todos os símbolos e referencias a nossa terra porque amamos este Pago de São Pedro, este torrão Gaúcho esta República Rio-Grandense!


    .



  • Rodrigo Moreira compartilhou a foto de Uma página que zoa o inter 2.0.
    Olá, agora é hora de falar sério. Pra quem não sabe, nossa torcida está sendo tachada por quase todo o Brasil como racista, na verdade sendo tachada como a vilã por causa de uma garota que chamou o goleiro do Santos (Aranha) de macaco. Mas não é só isso, os gaúchos estão sendo motivo de chacota também, o próprio Aranha falou que o gaúcho na sua grande maioria é racista, coisa que não é verdade. Eu moro em Gravataí, já fui pra Caxias, Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Gramado, Cachoeirinha, Canoas, Cambará, tenho amigos de Venâncio Aires e posso afirmar com plena absoluta certeza que o RS não é um estado racista ! Muito pelo contrário Aranha, aqui temos muito respeito e tradição e sentimos muito por tudo isso. Uma pena que ainda exista gente assim. Mas isso é em toda torcida, acredito que todas as torcidas organizadas do Brasil tem marginais ou pessoas de má fé! Exemplos? Torcedores do internacional quebrando cadeiras da Arena, torcedores do Corinthians brigando com torcedores do Coritiba, torcedores do Flamengo envolvidos em brigas e etc.. Infelizmente isso é em todo o Brasil, mas devemos saber que isso é em sua minoria e não devemos generalizar, coisa que estão fazendo por aí a fora! Acho deplorável, pois quando os torcedores do internacional ou do Grêmio ou de qualquer time gaúcho sai pra jogar em outros estados lá de cima, é tachado como “gaúcho viado” e isso é de extrema ignorância, pode ser tachado tanto como homofobia como preconceito com os gaúchos, ou seja, isso está sendo um ato de hipocrisia do resto do Brasil contra os gaúchos. O Rio Grande do Sul sendo chamado de racista, a torcida do Grêmio sendo chamada de lixo, o Grêmio sendo chamado de lixo e dizem que o Grêmio merece punição, mas na verdade, quem merece punição foi quem fez o ato racista. Agora me diz como a justiça é, quando o internacional foi jogar na Vila Belmiro contra o Santos pela Libertadores da America (não lembro o ano, acho que 2011) a torcida do Santos começou a cantar "gaúcho viado ♫" e isso poderia ser interpretado como homofobia? preconceito contra homossexuais? ou preconceito contra os gaúchos? Sim, poderia! Mas não foi, ninguém se pronunciou e ficou por isso mesmo. Não digo que um erro justifica o outro, só digo que a justiça é uma bosta e por causa disso tenho certeza que o Grêmio será injustiçado. Agora querem outro exemplo? Então, não foi o próprio Neymar que disse que SOMOS TODOS MACACOS? " Ah mas era uma campanha " , certo, então porque o Neymar fez uma campanha chamando todo mundo de macaco temos que aceitar? Os negros aceitaram de forma muito especial a expressão macaco por causa que era uma campanha contra racismo... Isso chega ser pouco estranho, chega soar meio IMBECIL. Enfim, o fato é que os torcedores dos outros clubes estão generalizando, e o fato dos outros torcedores ter chamado gaúcho de viado não foi só uma vez, só mencionei um exemplo! E o fato é que o Aranha ter chamado os gaúchos de preconceituosos, generalizando, é no mínimo uma acusação grave. Não é? Mas isso vai passar em branco e ninguém vai perceber isso. Então assim, pessoas de bem, torcedores do Grêmio que apoiam ao time, que gostam do futebol e que acima de tudo respeitam. São essas pessoas que pedem desculpa pelo que a MINORIA de cabeça fraca fez de errado. E pedimos também respeito ao Grêmio por sua historia e respeito a torcida do Grêmio, pois essa garota que praticou o ato racista, infelizmente faz parte dessa minoria que toda torcida tem. Sei que esse texto não vai ser lido por muitos e muito menos compartilhado, mas peço tanto aos Gremistas quanto a colorados e qualquer outra pessoa de bem, que por favor, COMPARTILHEM PARA MOSTRAR QUE O POVO GAÚCHO NÃO É RACISTA ! E sim, queremos nos desculpar pela atitude HORRÍVEL daquela torcedora gremista. OBS: Pra quem não sabe, o Grêmio fez uma nota de repúdio. Veja: http://www.gremio.net/news/view.aspx?id=17667&language=0&news_type_id=1 Grande abraço. ~Leo — com Eliane Lima e outras 30 pessoas.
    Fotos da linha do tempo.
  • Cooperativas de Canoas/RS começam a ter acesso a linhas de crédito do Banco do Brasil para investir na produção de orgânicos. http://goo.gl/OFydvI


    BIO BRAZIL - Programa Ecoforte em Canoas.jpg
  • SIMERS na Estrada: Canoas

    Acompanhe as negociações do Sindicato de Acordo Coletivo com HPS de Canoas.

  • Edna Cataneo

    em 01/09/2014



    CANOAS RS - SOS ALEMOA Ela vive numa esquina do bairro Fátima. Um amor de bichinho, ótima companhia para qualquer pessoa, inclusive doentes, pois é calma, não fica pulando...ela é excepcional! Acontece que a dona Margarete Leonardi ,que a alimenta diariamente, notou que ela anda triste, sem vontade de continuar na luta, apresentando os mesmos sintomas que a irmã tinha e morreu há alguns meses! Alemoa é castrada! Imploro um cantinho pra ela... Interessados entrem em contato comigo pelo face ou com a Margarete. Pode ligar no fone 81556765 ou [email protected] Por amor, se não puder adotar, nos ajude compartilhando! — com Margarete Leonardi e outras 12 pessoas.
    Arquivos de dispositivos móveis.
  • Falta pouco <333
    Thainá Antoni compartilhou o evento de W+ Entertainment.
    .



  • Rosemary Marques compartilhou a foto de Jornal Animal.
    Canoas/RS ( rua Antonio Wobeto no Mato Grande) Contato: [email protected], 51 92048777 MAIS MEIGA, IMPOSSIVEL..Cadela e 3 filhotoes abandonados com corda no pescoço, andando no meio do mato, loucos de medo, fome, sede e sem abrigo. PRECISAM DE AJUDA URGENTE! Ela é muito dócil.. Por SOS Animais Brasil: AMIGOS COMPARTILHEM PARA QUE A AJUDA CHEGA RÁPIDO! Canoas Rs, SOCORRO! Amigos passei hj na rua Antonio Wobeto no Mato Grande e me deparei com uma cadela e 3 filhotoes abandonados com corda no pescoço, andando no meio do mato, loucos de medo, fome, sede e sem abrigo. A cadela e um doce virou de barriga para cima para ganhar carinho. Como todos sabem estou sobrecarregada de casos, nao tenho como acolhe los, mas fotografei para tentar ajuda pois alguém pode ter um espacinho e abrigar algum que seja. Por favor vamos compartilhar para essa turminha ter chance de serem salvos. Contato: [email protected], 51 92048777 Link: https://www.facebook.com/SosAnimaisbras/photos/a.213950935428231.1073741828.203263343163657/359523467537643/?type=1&theater Jornal Animal #jornalanimal
    Fotos da linha do tempo.
  • Luis Carlos

    em 01/09/2014



    Luis Carlos compartilhou a foto de SOS Animais Brasil.
    AMIGOS COMPARTILHEM PARA QUE A AJUDA CHEGA RÁPIDO! Canoas Rs, SOCORRO! Amigos passei hj na rua Antonio Wobeto no Mato Grande e me deparei com uma cadela e 3 filhotoes abandonados com corda no pescoço, andando no meio do mato, loucos de medo, fome, sede e sem abrigo. A cadela e um doce virou de barriga para cima para ganhar carinho. Como todos sabem estou sobrecarregada de casos, nao tenho como acolhe los, mas fotografei para tentar ajuda pois alguém pode ter um espacinho e abrigar algum que seja. Por favor vamos compartilhar para essa turminha ter chance de serem salvos. Contato: [email protected], 51 92048777
    Fotos da linha do tempo.
  • Vagas POA

    em 01/09/2014



    Vagas POA compartilhou um link.
    www.vagaspoa.com.br
    Motorista Particular – Canoas | Vagas de Emprego em Porto Alegre - RS com atualização diária.
    Descrição do cargo: Levar e buscar pessoas, serviços externos de bancos e outros serviços de coletas e entregas. Pré-requisitos: CNH B, vaga masculina, idade
  • Eu desafio...Não, eu não desafio ninguém! Eu apenas convido quem quiser doar um pouco do seu cabelo, para a ONG Cabelaço. O cabelo que cortei vai ajudar na confecção de peruca para crianças que tem câncer. É fácil e muito bom poder ajudar! Como participar: Os cabeços doados podem ser naturais ou com química, mas tem que ter, no mínimo 15 centímetros de comprimento. Deve ser cortado limpo e seco, preso por uma borrachinha ou um atilho. Coloque dentro de um saco plástico e envie para: A/C Cabelaço Caixa Postal 58 Canoas/RS CEP 92.010-300.


    .

AVISO: O conteúdo de cada postagem é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Previsão do tempo na Região


Participe e comente sobre a cidade de Canoas


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)