Início » Rio de Janeiro » Três Rios » Notícias


Últimas Notícias da cidade de Três Rios - RJ

Redes Sociais

  • Nelson Luiz

    em 23/10/2014
    "Agora a Dilma vai ter de se explicar também pela incompetência na área de administração dos recursos hídricos, já que a ANA é de responsabilidade Federal. " Fonte Terra Networks. TCU Determina investigação da responsabilidade do Governo Federal e da ANA sobre a falta de água em São Paulo. O plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu nesta quarta-feira (22) abrir auditoria para apurar a responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Ministério do Meio Ambiente pela crise no abastecimento de água nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro A proposta de investigação é do ministro-substituo André Luís de Carvalho, que argumentou em seu relatório que a crise não deve ser atribuída somente aos estados. Para o magistrado, como há crise em outras unidades da federação além de São Paulo, a União também deve ser investigada. O TCU pretende identificar quais medidas preventivas deveriam ter sido adotados pelo governo federal a fim de evitar ou reduzir os efeitos do desabastecimento. Para o ministro André Luís de Carvalho, a União é o "ator principal para a solução dessa crise hídrica". "Nesse cenário, que, inegavelmente, envolve diversas unidades da federação, faz-se necessária a atuação do TCU no sentido de fiscalizar a atuação dos órgãos federais responsáveis pelas medidas preventivas e até mesmo pelos planos de contingência que foram ou que já deveriam ter sido adotados para evitar ou mesmo para reduzir os efeitos perversos dessa lamentável crise hídrica que assola o país", afirmou o ministro no relatório. Carvalho citou um decreto que trata das atribuições do Ministério do Meio Ambiente, segundo o qual a pasta tem a tarefa de "planejar as ações destinadas a prevenir ou minimizar os efeitos das secas e inundações no âmbito do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos." O magistrado pediu ainda "urgência" na auditoria, mas não há prazo para o fim ...(Continuar Lendo)
    ...(Continuar Lendo)
  • Publicidade
  • Você já parou pra pensar no impacto social dos escândalos de corrupção deste governo? Pois bem, veja abaixo. Só com o que JÁ FOI APURADO pelo Tribunal de Contas da União - o TCU em APENAS TRÊS OBRAS da Petrobrás, as irregularidades denunciadas já somam mais de R$ 25.000.000.000,00 (VINTE E CINCO BILHÕES DE REAIS): 1. Refinaria de Pasadena (comprada no Texas) - Prejuízo denunciado: US$ 792mn 2. Refinaria de Abreu e Lima (construída em Pernambuco) - Prejuízo denunciado: R$1.9bi 3. Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (construído em Itaboraí) - Prejuízo denunciado: US$ 9bi Com este dinheiro, daria para: - atender durante 1 ano cerca de 14 milhões de famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa-Família; - construir mais de 400 mil casas populares; - construir mais de 1700 hospitais; - construir mais de 28000 escolas públicas; E se além disto pensarmos que de acordo com o Paulo Roberto Costa (ex-diretor da Petrobrás que presta delação premiada), o governo recolhe 3% de cada obra da Petrobrás p/ abastecer o PT e os partidos aliados, e que tb aparelhou Correios, Fundos de Pensão (Previ, Funcef, Petros, Postalis, etc.), estatais (Eletrobrás, Furnas, Chesf, Itaipu, Eletronorte, Telebrás, etc.), Bancos Públicos (Banco do Brasil, Caixa Econômica) todas as agências reguladoras (ANTT, ANA, ANEEL, ANATEL, ANAC etc.), criou 39 ministérios... Quanto será toda a roubalheira? E quanto não daria pra fazer em projetos sociais para quem realmente precisa? Quem é que governa pensando nos pobres mesmo? Mas não é só isso. Este governo tb aparelhou o STF - Suprema Corte Federal p/ reduzir o tempo de prisão dos mensaleiros e não punir mais ninguém que esteja envolvido nos escândalos de corrupção que abastecem o PT. PENSE NISSO E AJUDE A COMBATER A CORRUPÇÃO COM SEU VOTO. Fontes: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2014/09/23/cpi-tenta-obter-conteudo-da-delacao-premiada-de-paulo-roberto-costa/ http://www.ilustrado.com.br/...(Continuar Lendo)


    g1.globo.com
    TCU aponta que irregularidades no Comperj deram prejuízo de US$ 9 bi.
    Custo de equipamentos deixados de lado ultrapassa R$ 50 milhões. Imagens exclusivas mostram áreas abandonadas na obra do complexo.
  • I'm at Avenida Condessa do Rio Novo in Três Rios, Rio de Janeiro https://t.co/7uF1Vjbg9e
  • Angelo Marcos

    em 18/10/2014 Via Youtube
    Morro do Asa Delta ( Três Rios- Rj )

  • Fonte: O Dia em 21/10/2014

    Família envolvida com tráfico é presa sob acusação de atirar contra UPP
    Rio - Os irmãos Roger, Jonathan Luiz e Jean Francisco Sousa da Costa, de 19, 21 e 24 anos, foram presos na segunda-feira, após o cumprimento de três mandados de prisão e outros dez de busca e apreensão, na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana ...

  • Publicidade
  • Faculdade de medicina em Três Rios (Secretária Carla Nasser)

  • Somente 28 dos motivos que me fazem NÃO VOTAR em Aécio Neves. CENSURA 1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG. 2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo para retirada de links relacionados ao seu uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde. 3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradou. 4- Em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 investigações barradas. CORRUPÇÃO 5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde. 6- Construiu 5 aeroportos em cidades com menos de 25 mil habitantes no entorno de sua fazenda. 7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões e fica na fazenda de seu tio. 8- Pagou R$ 56 mil reais ao ex-ministro do STF Ayres Britto para arquivar a investigação de ilegalidade no aeroporto na fazenda de seu tio. 9- Quando governador, desapropriou um terreno de seu tio-avô no valor de R$ 1 milhão e fez o Estado pagar a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões. A LEI 10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de 1 milhão de reais. Quem passeia nesses carros? 11- Foi pego pela polícia embriagado dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover no valor de R$ 192.000,00; e se recusou a fazer o teste do bafômetro. 12- Troca de favores ou compra de votos? Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal. 13- Nepotismo? Meritocracia? Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal por seu primo, Francisco, o então Ministro da Fazenda. EDUCAÇÃO E SAÚDE 14- Durante seu governo, Minas Gerais passou a pagar o piso salarial mais baixo do Brasil a professores. 15- Aliás, tal piso era mais baixo que o permitido pela lei do piso salarial de professores, e portanto, ilegal. 16- Diminuiu o salário-base dos m...(Continuar Lendo)
    ...(Continuar Lendo)
  • #Sul_RJ > Trio Ternura faz show em Três Rios, no sul do Rio de Janeiro http://t.co/kR48ltk25j
  • 1º Encontro de Veículos Antigos em Três Rios, parte 01 Agosto 2014.

    Três Rios, RJ, realiza 1º Encontro de Carros Antigos Realizado no dia 17 de agosto 2014 o 1° Encontro de Carros Antigos de Três Rios, no sul do Rio de Janeir...

  • I'm at Shopping Américo Silva in Três Rios, Rio de Janeiro https://t.co/0K7eFFrmak
  • I'm at Service Center Contabilidade Ltda. in Três Rios, Rio de Janeiro https://t.co/sPiMrWoHka
  • Fonte: Jornal do Brasil em 22/10/2014

    Oba! Paul McCartney estende turnê e inclui o Rio de Janeiro em seu roteiro!
    Primeiro, o eterno ‘Beatle’ esticou o giro de três para cinco cidades. Agora, mais uma acaba de ser adicionada ao roteiro. O Rio de Janeiro, que tinha ficado de fora das escolhas iniciais de Paul, agora está na rota de shows que Macca fará.

  • Crisalmeida09

    em 07/10/2014 Via Youtube
    Me leva Três Rios 04/10/2014.

    Close pro Inicio do vídeo em que você grita como louca na Música que leva uma história top da sua vida com o nome do seu Fã Clube... Daí Marlos vê e fica fel...

  • Poste Pegando Fogo-Três Rios-RJ

    Esse vídeo não tem nada haver com nosso canal, mais achei interessante postar aqui devido a ocasião!!! Fato ocorrido dia 08/10/2014 Comente, Deixe seu Joinha...

  • 04, 05 e 06 de julho 13º Moto Route - Três Rios - RJ
    13º Moto Route Dias 4, 5 e 6 de julho de 2014 Local: Em frente ao SESI - Margem do Rio, Centro, Três Rios/RJ Um dos melhores eventos de motociclistas
    do Estado do Rio de Janeiro, o Moto Route de Três Rios chega à sua
    décima terceira edição com shows inídi...

    04, 05 e 06 de julho 13º Moto Route - Três Rios - RJ
  • TimBetaLab

    em 18/10/2014
    RT @ITBioenergia: Trio Ternura faz show em Três Rios, no sul do Rio de Janeiro http://t.co/OhLNSoJYmm #timbeta #OperacaoBetaLab #SDV
  • #POLÍCIA EM AÇÃO: #PMERJ - 38ºBPM(Três Rios) prende homem por injúria racial em Sapucaia, no #RJ > http://t.co/S5NQCJ6CeN
  • Pierre Rowan

    em 23/10/2014
    grande salvador da patria kkkkk.....


    Pierre Rowan compartilhou a foto de Aécio Never.
    28 motivos pra dar um chute no Aécio Neves. VEJAM O AÉCIO NEVES QUE A IMPRENSA NÃO MOSTRA: Se vc, eleitor, acha que AÉCIO NEVES merece seu voto, deve saber de algumas coisas verdadeiras, leia os 28 motivos básicos que me fazem votar contra o Aécio e fazer campanha contra ele: CENSURA 1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG. 2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo para retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde. 3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradaram. 4- Não gosta de ser investigado: em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 investigações barradas. CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS 5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde. 6- Construiu 5 aeroportos em cidades com menos de 25 mil habitantes no entorno de sua fazenda. 7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões e fica na fazenda de seu tio. 8- Pagou R$ 56 mil reais ao ex-ministro do STF Ayres Britto para arquivar a investigação de ilegalidade no aeroporto na fazenda de seu tio. 9- Quando governador, desapropriou um terreno de seu tio-avô no valor de R$ 1 milhão e fez o Estado pagar a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões. INFRINGINDO A LEI 10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de 1 milhão e reais. Quem passeia nesses carros? 11- Foi pego pela polícia dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover no valor de R$ 192.000,00. O pior: estava embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro. 12- Troca de favores ou compra de votos? Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal. 13- Nepotismo? Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal por seu primo, o então Ministro da Fazenda Francisco. EDUCAÇÃO E SAÚDE 14- Durante seu governo, Minas Gerais passou a pagar o piso salarial mais baixo do Brasil a professores. 15- Aliás, tal piso era mais baixo que o permitido pela lei do piso salarial de professores, e portanto, ilegal. 16- Diminuiu o salário-base dos médicos em Minas para apenas R$ 1.050,00 -o segundo mais baixo do Brasil. 17- Quando governador de MG, pagou com dinheiro do Estado uma dívida da Rede Globo de US$ 269 milhões referente à compra da Light. ECONOMIA 18- Em 2013 quando Dilma anunciou redução de 20% na conta de luz, os tucanos de Minas se posicionaram contra. Pediram um aumento de 30%. Em vez de a conta abaixar, subiu 14,76% (que foi o que a Aneel aprovou). 19- Ele e seu sucessor fizeram a dívida de Minas crescer 127% em 11 anos. MENSALÃO E PROTEGIDO DA IMPRENSA 20- Tem um dos réus do mensalão tucano como assessor. O publicitádio Eduardo Guedes, acusado de desviar R$ 3,5 milhões para a empresa de Marcos Valério. 21- Tem em seu palanque em Minas o maior réu e mentor do mensalão tucano, seu antecessor no governo de MG, Eduardo Azeredo. 22- Seu primo, Rogério Lanza Tolentino, era braço direito de Marcos Valério e foi condenado por lavagem de dinheiro em MG. 23- Seu outro primo, Tancredo Aladin Rocha Tolentino, foi preso por vender sentenças judiciais. A Globo se calou. 24- Por falar em sentença, conseguiu um mandado de busca e apreensão para que a polícia invadisse o apartamento de uma jornalista. Computador, hd externo, pen drives e arquivos foram detonados. SENADOR EXEMPLAR? 25- Nos quatro anos como senador, apresentou menos projetos que o deputado Tiririca. 26- Gastou 63% do dinheiro com passagens de avião pagas pelo senado com viagens para o Rio de Janeiro. Apenas 27% das viagens foram para MG, estado que o elegeu senador. 27- Aliás, torrou 589 mil reais em passagens de avião para o Rio em pouco mais de 3 anos e meio como Senador. AGRESSÃO CONTRA MULHER 28-Aécio Neves bateu em sua ex-mulher, em público, numa festa num hotel no Rio de Janeiro. Apesar de tentar censurar a matéria Aécio perdeu na justiça.
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Fica pertinho de Teresópolis, Petrópolis, Três Rios, Duque de Caxias, Rio de Janeiro
    Juizdeforano explicando onde fica Juiz de Fora
  • A cara do brasileiro....


    Esther Marina França Braga.
    Acredito ser esse o caminho da mudança no cenário político do país. Eleições, tio Arthur e a geladeira Folha de S.Paulo ANTONIO PRATA DE SÃO PAULO 21/10/2014 - 18h38 Nós, brasileiros, sofremos de uma curiosa disfunção cognitiva, que incide sobre a população com a mesma frequência que a intolerância à lactose, entre os japoneses, ou a inclinação para os trocadilhos, entre os ingleses. Falo da nossa capacidade de nos indignar com a corrupção alheia ao mesmo tempo em que ignoramos completamente os próprios desvios. Conforme o segundo turno das eleições presidenciais se aproxima, dia 26, o mal se alastra como uma epidemia. Nos bares, nas ruas e nas redes sociais, defensores de Dilma Rousseff, do PT, candidata à reeleição, e do senador oposicionista Aécio Neves, do PSDB, não se cansam de apontar o dedo uns pros outros e relembrar as roubalheiras em que o partido rival se envolveu. Os petistas costumam citar o escândalo da reeleição, em que o PSDB é acusado de subornar congressistas para aprovarem uma emenda constitucional, permitindo que Fernando Henrique Cardoso concorresse novamente à Presidência, em 1998. Os psdbistas citam o caso do mensalão, em que políticos da base do PT, na Câmara, recebiam mensalmente dinheiro desviado do caixa 2 da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002. Infelizmente, quando se trata de reconhecer as próprias lambanças, o silêncio é sepulcral. Nem aqueles poucos que conseguem se manter isentos no meio do tiroteio partidário escapam à disfunção cognitiva. É comum ouvirmos que o problema não seria o PT nem PSDB, mas os políticos, como um todo; como se os políticos fossem uma espécie à parte, ETs infiltrados com o intuito de corromper nossa idônea população. Nesse quesito, porém, a população não precisa de ajuda. Lembro bem de quando fui apresentado à corrupção. Era domingo, eu tinha uns sete, oito anos de idade e almoçava na casa de um tio. Vamos chamá-lo de Arthur. Arth...(Continuar Lendo)
  • 28 motivos pra dar um chute no Aécio Neves. VEJAM O AÉCIO NEVES QUE A IMPRENSA NÃO MOSTRA: Se vc, eleitor, acha que AÉCIO NEVES merece seu voto, deve saber de algumas coisas verdadeiras, leia os 28 motivos básicos que me fazem votar contra o Aécio e fazer campanha contra ele: CENSURA 1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG. 2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo para retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde. 3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradaram. 4- Não gosta de ser investigado: em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 investigações barradas. CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS 5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde. 6- Construiu 5 aeroportos em cidades com menos de 25 mil habitantes no entorno de sua fazenda. 7- Um dos aeroportos custou R$ 14 milhões e fica na fazenda de seu tio. 8- Pagou R$ 56 mil reais ao ex-ministro do STF Ayres Britto para arquivar a investigação de ilegalidade no aeroporto na fazenda de seu tio. 9- Quando governador, desapropriou um terreno de seu tio-avô no valor de R$ 1 milhão e fez o Estado pagar a ele uma indenização superfaturada de R$ 20 milhões. INFRINGINDO A LEI 10- Apesar de declarar apenas R$ 100 mil em bens, sua rádio tem uma frota de carros de luxo e de passeio no valor de mais de 1 milhão e reais. Quem passeia nesses carros? 11- Foi pego pela polícia dirigindo o carro de sua rádio, um Land Rover no valor de R$ 192.000,00. O pior: estava embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro. 12- Troca de favores ou compra de votos? Quando governador contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal. 13- Nepotismo? Com apenas 25 anos foi nomeado diretor da Caixa Econômica Federal por seu primo, o então Ministro da F...(Continuar Lendo)
    ...(Continuar Lendo)
  • MULHER VALENTE!!!! VOTO EM DILMA OUTRA VEZ !!!!


    Ana Paula Porto compartilhou a foto de Dilma Rousseff.
    "AS MARCAS DA TORTURA SOU EU" No dia 16 de janeiro de 1970, uma jovem mineira de apenas 22 anos passou a conhecer o inferno dos porões da ditadura militar. Dilma Rousseff sentiu no próprio corpo, durante inúmeras sessões de tortura, até que ponto um regime de exceção é capaz de chegar para massacrar uma pessoa. Foram dois anos e dez meses de sofrimento, violência e solidão em presídios de São Paulo, Rio de Janeiro e Juiz de Fora. Então secretária de governo no Rio Grande do Sul, Dilma prestou em 2001 um longo depoimento para integrantes do Conselho dos Direitos Humanos de Minas Gerais (Conedh-MG). É o relato vivo, real e doloroso sobre o que ela sofreu nos presídios, sobretudo quando foi mandada à cidade de Juiz de Fora (MG) para ser interrogada. Ao todo, Dilma ficou presa nove meses a mais do que previa a sentença estipulada pela Justiça Militar. Onze anos depois do depoimento e já no cargo de Presidente da República, Dilma foi a responsável pela implantação da Comissão Nacional da Verdade, que está colhendo relatos de quem sobreviveu e investigando casos de violação dos diretos humanos no período da ditadura (1964-1985). Nos textos abaixo, estão trechos do depoimento dela à Conedh-MG em que relata como uma pessoa tão jovem foi obrigada a ver a morte de tão perto e a enfrentar o medo e a solidão. Marcas da Tortura “Acredito hoje ter sido por isso que fui levada no dia 18 de maio de 1970 para Minas Gerais, especificamente para Juiz de Fora, sob a alegação de que ia prestar esclarecimentos no processo que ocorria na 4ª CJM. Mas, depois do depoimento, eu fui levada (ou melhor, teria de ser levada para São Paulo), mas fui colocada num local (encapuzada) que sobre ele tinha várias suposições: ou era uma instalação do Exército ou Delegacia de Polícia. Mas acho que não era do Exército, pois depois estive no QG do Exército e não era lá.” “Nesse lugar fiquei sendo interrogada sistematicamente. Não era sobretudo sobre minha militância em Minas. Supuseram que, tendo apreendido documentos do Ângelo [Pezzutti, militante do grupo de Dilma] que integram o processo, achavam que nossa organização tinha contatos com as polícias Militar ou Civil mineiras que possibilitassem fugas de presos. Acredito ter sido por isso que a tortura foi muito intensa, pois não era presa recente; não tinha ‘pontos’ e ‘aparelhos’ para entregar.” “As marcas da tortura sou eu. Fazem parte de mim.” Dente Podre “Uma das coisas que me aconteceu naquela época é que meu dente começou a cair e só foi derrubado posteriormente pela Oban [Operação Bandeirantes, em São Paulo]. Minha arcada [dentária] girou para o lado, me causando problemas até hoje, problemas no osso do suporte do dente. Me deram um soco e o dente se deslocou e apodreceu. Tomava de vez em quando Novalgina em gotas para passar a dor. Só mais tarde, quando voltei para São Paulo, o Albernaz completou o serviço com um soco, arrancando o dente.” Pau de Arara “No início, não tinha rotina [nas sessões de tortura]. Não se distinguia se era dia ou noite. O interrogatório começava. Geralmente, o básico era choque. Começava assim: ‘Em 1968 o que você estava fazendo?’, e acabava no Ângelo Pezzuti e sua fuga, ganhando intensidade, com sessões de pau de arara, o que a gente não aguenta muito tempo.” Palmatória “Se o interrogatório é de longa duração, com interrogador ‘experiente’, ele te bota no pau de arara alguns momentos e depois leva para o choque, uma dor que não deixa rastro, só te mina. Muitas vezes também usava palmatória; usava em mim muita palmatória. Em São Paulo usaram pouco esse ‘método’. No fim, quando estava para ir embora, começou uma rotina. No início, não tinha hora. Era de dia e de noite. Emagreci muito, pois não me alimentava direito. Motivos “Quando eu tinha hemorragia, na primeira vez foi na Oban (…) foi uma hemorragia de útero. Me deram uma injeção e disseram para não bater naquele dia. Em Minas, quando comecei a ter hemorragia, chamaram alguém que me deu comprimido e depois injeção. Mas me davam choque elétrico e depois paravam. Acho que tem registros disso no final da minha prisão, pois fiz um tratamento no Hospital das Clínicas.” Morte e solidão “Fiquei presa três anos. O estresse é feroz, inimaginável. Descobri, pela primeira vez, que estava sozinha. Encarei a morte e a solidão. Lembro-me do medo quando minha pele tremeu. Tem um lado que marca a gente o resto da vida.” Visita da mãe “Em Minas, estava sozinha. Não via gente. [A solidão] era parte integrante da tortura. Mas a minha mãe me visitava às vezes, porém, não nos piores momentos. Minha mãe sabia que estava presa, mas eles não a deixavam me ver. Mas a doutora Rosa Maria Cardoso da Cunha, advogada, me viu em São Paulo, logo após a minha chegada de Minas. Hoje ela mora no Rio e posso contatá-la” Ameaças “Depois [vinham] as ameaças: ‘Eu vou esquecer a mão em você. Você vai ficar deformada e ninguém vai te querer. Ninguém vai saber que você está aqui. Você vai virar um ‘presunto’ e ninguém vai saber’. Em São Paulo me ameaçaram de fuzilamento e fizeram a encenação. Em Minas não lembro, pois os lugares se confundem um pouco.” Sequelas “Acho que nenhum de nós consegue explicar a sequela: a gente sempre vai ser diferente. No caso específico da época, acho que ajudou o fato de sermos mais novos; agora, ser mais novo tem uma desvantagem: o impacto é muito grande. Mesmo que a gente consiga suportar a vida melhor quando se é jovem, fisicamente, a médio prazo, o efeito na gente é maior por sermos mais jovens. Quando se tem 20 anos o efeito é mais profundo, no entanto, é mais fácil aguentar no imediato.” Sozinha na cela “Dentro da Barão de Mesquita (RJ), ninguém via ninguém. Havia um buraquinho na porta, por onde se acendia cigarro. Na Oban, as mulheres ficavam junto às celas de tortura. Em Minas sempre ficava sozinha, exceto quando fui a julgamento, quando fiquei com a Terezinha. Na ida e na vinda todas as mulheres presas no Tiradentes sabiam que eu estava presa: por exemplo, Maria Celeste Martins e Idoina de Souza Rangel, de São Paulo.” Bomba “Em Minas, fiquei só com a Terezinha. Uma bomba foi jogada na nossa cela. Voltei em janeiro de 1972 para Juiz de Fora. Nunca me levaram para BH [Belo Horizonte]. Quando voltei para o julgamento, me colocaram numa cela, na 4ª Cia. de Polícia do Exército, 4ª Região Militar, lá apareceu outra vez o Dops que me interrogava. Mas foi um interrogatório bem mais leve. Fiquei esperando o julgamento lá dentro.” Frio de cão “Um dia, a gente estava nessa cela, sem vidro. Um frio de cão. Eis que entra uma bomba de gás lacrimogênio, pois estavam treinando lá fora. Eu e Terezinha ficamos queimadas nas mucosas e fomos para o hospital. Tive o ‘prazer’ de conhecer o comandante general Sílvio Frota, que posteriormente me colocaria na lista dos infiltrados no poder público, me levando a perder o emprego.” #DitaduraNuncaMais
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Jornal Extra

    em 23/10/2014
    O policiamento na região foi reforçado. http://glo.bo/ZOEjae


    extra.globo.com
    Bases da UPP no Rio de Janeiro são incendiadas após tiroteio com três feridos.
    O policiamento no Complexo do Lins, no Lins de Vasconcelos, Zona Norte do Rio, está reforçado, na manhã desta quinta-feira, informou o “Bom Dia Rio”. Os...
  • Fonte: G1 em 19/10/2014

    Zeca Baleiro é atração do Circuito Sesc de Música em Três Rios, RJ
    O Circuito Sesc de Música vai levar nesta domingo (19) a Três Rios, no sul do Rio de Janeiro, o show do cantor Zeca Baleiro. Ele subirá ao palco a partir das 20h. No repertório estão sucesso da carreira do artista, como “Telegrama” e “Quase nada ...

  • Flores en´Bouganville-, Três Rios, Rio de Janeiro - BRASIL.

    Flores en´Bouganville-, Três Rios, Rio de Janeiro - BRASIL.
  • Amanhã Tuca toca em Três Rios - RJ! Galera do Rio de Janeiro já está preparada? | Equipe TF

    #TucaFernandes #folia
  • INTELIGÊNCIA - ANTONIO PRATA Eleições, tio Arthur e a geladeira Conquistas não eliminaram velhos hábitos brasileiros São Paulo Nós, brasileiros, sofremos de uma curiosa disfunção cognitiva, que incide sobre a população com a mesma frequência que a intolerância à lactose, entre os japoneses, ou a inclinação para os trocadilhos, entre os ingleses. Falo da nossa capacidade de nos indignar com a corrupção alheia ao mesmo tempo em que ignoramos completamente os próprios desvios. Conforme o segundo turno das eleições presidenciais se aproxima, dia 26, o mal se alastra como uma epidemia. Nos bares, nas ruas e nas redes sociais, defensores de Dilma Rousseff, do PT, candidata à reeleição, e do senador oposicionista Aécio Neves, do PSDB, não se cansam de apontar o dedo uns pros outros e relembrar as roubalheiras em que o partido rival se envolveu. Os petistas costumam citar o escândalo da reeleição, em que o PSDB é acusado de subornar congressistas para aprovarem uma emenda constitucional, permitindo que Fernando Henrique Cardoso concorresse novamente à Presidência, em 1998. Os psdbistas citam o caso do mensalão, em que políticos da base do PT, na Câmara, recebiam mensalmente dinheiro desviado do caixa 2 da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002. Infelizmente, quando se trata de reconhecer as próprias lambanças, o silêncio é sepulcral. Nem aqueles poucos que conseguem se manter isentos no meio do tiroteio partidário escapam à disfunção cognitiva. É comum ouvirmos que o problema não seria o PT nem PSDB, mas os políticos, como um todo; como se os políticos fossem uma espécie à parte, ETs infiltrados com o intuito de corromper nossa idônea população. Nesse quesito, porém, a população não precisa de ajuda. Lembro bem de quando fui apresentado à corrupção. Era domingo, eu tinha uns sete, oito anos de idade e almoçava na casa de um tio. Vamos chamá-lo de Arthur. Arthur era o meu parente mais rico e morava nu...(Continuar Lendo)


    www1.folha.uol.com.br
    Eleições, tio Arthur e a geladeira.
    Inteligência - Antonio Prata Eleições, tio Arthur e a geladeira Conquistas não eliminaram velhos hábitos brasileiros São Paulo Nós, brasileiros, sofremos de uma curiosa disfunção cognitiva, que incide sobre a população com a mesma frequência que a intolerância à lactose, entre os japoneses, ou a inc…
  • Facebook Twitter Instagram Instagram Instagram Linkedin RSS NOTÍCIAS FUTEBOL MULTIMÍDIA O CLUBE ESPORTES OLÍMPICOS ÁREA DO SÓCIO Candidatos ao Governo do Estado falam sobre o Flamengo Sócios e torcedores rubro-negros podem conferir o que Luis Fernando Pezão e Marcelo Crivella pensam a respeito do esporte no Rio e sobre o nosso clube RSS Em 22/10/2014 às 13h25 O Conselho Diretor do Clube de Regatas do Flamengo enviou aos candidatos ao governo do Estado do Rio de Janeiro, Luis Fernando Pezão e Marcelo Crivella, uma série de perguntas sobre importantes temas de interesse do Clube. Apresentamos abaixo estas respostas, mantendo o texto enviado por cada candidato sem qualquer edição ou alteração. 1. Qual sua visão sobre o esporte no Estado do Rio de Janeiro? Crivella: O desenvolvimento mental e intelectual dos jovens é fortemente influenciado pela prática de esportes. Faz parte do processo educacional dos jovens ter uma vida desportiva saudável, seja praticando esportes, seja assistindo aos esportes. Pezão: O esporte é a maior ferramenta de saúde que nós temos. É um instrumento de prevenção e tratamento de problemas causados pelo sedentarismo que a vida, às vezes, impõe devido à velocidade dos acontecimentos com que precisamos lidar, hoje em dia. Além dessa questão, temos no esporte um aliado para a educação porque a prática esportiva depende de disciplina e respeito, fatores fundamentais para a formação de uma sociedade com a mente saudável. Essa importância nos leva a fazer investimentos em diversas áreas para estimular a vida no esporte. Temos academias a céu aberto em todo o estado, com pessoas de todas as idades fazendo atividades físicas. Fizemos núcleos esportivos nas comunidades pacificadas, com pistas de skate, quadras de vôlei, vôlei de praia, basquete, futsal, campo de grama sintética e ciclovias. Adotamos o modelo de escolinhas esportivas, sempre trazendo um símbolo de sucesso para estimular as pes...(Continuar Lendo)
    ...(Continuar Lendo)
  • Fonte: cbn.globoradio.globo.com em 22/10/2014

    Ambulante morre atropelado antes de partida entre Flamengo e Internacional, no Maracanã
    Isaías S. Teixeira, de 22 anos, estaria fugindo da fiscalização próximo ao portão 3 do estádio, quando invadiu a Radial Oeste e foi atropelado por um carro em alta velocidade. O ambulante Isaías S. Teixeira, de 22 anos, morreu atropelado no entorno ...

  • Fonte: globoesporte.com em 21/10/2014

    Marcel e Geovane Maranhão fizeram 70% dos gols do Resende na Copa Rio
    O único invicto na Copa Rio ... de empréstimo à Cabofriense, que disputou a Série C do Campeonato Brasileiro. Chegou na última rodada da primeira fase e foi o grande nome do jogo contra o Bonsucesso, que confirmou a classificação da equipe. Foram ...

  • Três Rios é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Sua população urbana aferida em 2010 pelo Censo é de 77.503 habitantes mas possui uma população flutuante que gira em torno de 400 mil pessoas devido ser cidade-polo da região centro sul fluminense, atraindo visitantes de todas os munícipios vizinhos e também de munícipios de Minas Gerais em busca de empregos, comércio e lazer.6
    Os três rios que fizeram o município receber essa denominação são os rios: Piabanha, Paraibuna e Paraíba do Sul. A cidade, antes chamada de Entre-Rios, foi elevada à categoria de município em 1938, chamando-se Três Rios. Porém, manteve-se o nome Entre-rios em várias instituições e estabelecimentos comerciais, como forma de resguardar a história da região.2013-10-18
  • Joelma, a vocalista da Banda Calypso, passou a tarde desta segunda-feira (4) com os fãs em uma livraria de São Paulo. A cantora recebeu os admiradores para sessão de autógrafos no lançamento do CD "Eternos Namorados".

    Além disso, Joelma aproveitou para apresentar ao público o novo site da banda, que entrou no ar nesta segunda-feira. Centenas de pessoas se aglomeraram na frente da livraria e chegaram cedo para não perder a oportunidade de se encontrar com a musa do forró.

    Para o Carnaval, a agenda da banda está lotada e em diversas partes do país. A folia começa na sexta-feira (8), com um show na cidade de Três Rios, no interior do Rio de Janeiro. Dia 10 eles, se apresentam Salvador, mas longe dos trios. O show será na Praça Castro Alves. Dia 11, a festa é em Uruçu, em Goiás, e, no dia 12, na Terça-Feira Gorda de Carnaval o grupo chega a Parauapebas, no Pará.

    Além de lançar o álbum e o site, a cantora se prepara para acompanhar as gravações do filme "Isto é Calypso". Quem viverá a cantora será a atriz Deborah Secco, já o marido de Joelma, o guitarrista Chimbinha, seria vivido por Bruno Gagliasso, mas ele teve que recusar o papel por conta das gravações da próxima novela das 18h, "O Pequeno Buda".oelma, a vocalista da Banda Calypso, passou a tarde desta segunda-feira (4) com os fãs em uma livraria de São Paulo. A cantora recebeu os admiradores para sessão de autógrafos no lançamento do CD "Eternos Namorados".

    Além disso, Joelma aproveitou para apresentar ao público o novo site da banda, que entrou no ar nesta segunda-feira. Centenas de pessoas se aglomeraram na frente da livraria e chegaram cedo para não perder a oportunidade de se encontrar com a musa do forró.

    Para o Carnaval, a agenda da banda está lotada e em diversas partes do país. A folia começa na sexta-feira (8), com um show na cidade de Três Rios, no interior do Rio de J...(Continuar Lendo)


  • Fonte: Jornal do Brasil em 21/10/2014

    Três carros roubados são recuperados pela PRF na BR-101
    Três carros roubados foram recuperados e dois suspeitos foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante fiscalização na Niterói-Manilha (BR-101), região metropolitana do Rio de Janeiro, na tarde desta terça-feira (21). Por volta das ...

  • Fonte: Bem Parana em 22/10/2014

    Paul McCartney anuncia show no Rio de Janeiro
    Desde 2010, o músico já passou três vezes pelo país ... as apresentações do ex-guitarrista do Guns N’ Roses serão realizadas no Rio de Janeiro (14/3), Belo Horizonte (15/3), Brasília (17/3), Curitiba (19/3), Porto Alegre (20/3) e São Paulo ...

  • elizabeth

    em 20/10/2014
    Venda: Apartamento, 3 quartos RIO DE JANEIRO RJ JACAREPAGUA FREGUESIA Capital Zona Oeste ESTRADA... http://t.co/J9qvxTsCI5
  • I'm at Rua Dr. Walmir Peçanha in Três Rios, Rio de Janeiro https://t.co/tXq69bxtWA
  • Fonte: globoesporte.com em 21/10/2014

    Mendes, Santo André, Fortaleza e Rio Branco avançam no Capixaba de fut 7
    O pivô Camillo Neves fez três gols para o Mendes, que goleou o André Carlone, pelas quartas de final do Campeonato Capixaba de futebol 7 (Foto: Federação do Espírito Santo de futebol 7) Feras 1 x 4 Rio Branco-ES - 14/10 - Praça dos Pescadores ...

  • Portal On

    em 18/09/2014 Via Youtube
    Assalto em posto de combustível em Três Rios

    A Polícia Civil divulgou a imagem do suspeito de assaltar um posto de combustível em Três Rios/RJ no último domingo, 14. O assalto aconteceu por volta das 23...

  • Esclarecimento da secretária de educação de Três Rios Carla Nasser

    Esclarecimento da secretária de educação de Três Rios Carla Nasser à rádio 107. Na entrevista, a secretária falou sobre a excursão dos alunos do Colégio Muni...

  • I'm at Centro de Três Rios in Três Rios, Rio de Janeiro https://t.co/Q956cY9BlT
  • Rio de Janeiro – Transamérica: (21) 3878-2929 / Oi FM: (21) 3131-9207 / Jovem Pan (Três Rios): (24) 2255-1996 / Sociedade FM: (24) 3323-3300
  • Fonte: G1 em 18/10/2014

    Circuito Sesc de Música leva show de Zélia Duncan a Três Rios, RJ
    Zélia Duncan é a grande atração da noite deste sábado (18), em Três Riosx, no sul do Rio de Janeiro. Ela vai subir ao palco a partir das 20h, pelo Circuito Sesc de Música. A cantora terá no repertório as canções de seu álbum mais recente ...

  • Partiu trabalhar (@ Rua Professor Moreira in Três Rios, Rio de Janeiro) https://t.co/pclLR2sntx http://t.co/fDLmFzPAC1
  • Fonte: R7 Notícias em 22/10/2014

    Suspeito em liberdade condicional assalta taxistas na zona norte do Rio
    William Souza Pereira foi preso na madrugada desta quarta-feira (22) por suspeita de assaltar taxistas na zona norte do Rio. Ele estava em liberdade condicional há três meses, após cumprir oito anos de prisão por latrocínio — roubo seguido de morte.

  • Não voto em playboy...


    Augusto Rochadel compartilhou a foto de Muda Mais.
    Aécio tenta se descolar da imagem da elite e vender o papel de homem do povo, mas as evidências tornam o trabalho do tucano cada dia mais difícil. Em 77, o jovem Aécio Neves deu uma entrevista ao jornal de Franklin, Nova Jersey. Ao falar sobre a vida do menino rico do Rio de Janeiro, afirmou que "nunca arrumou a própria cama" e que “as mulheres do Brasil têm vida fácil. A maioria não trabalha, porque não precisa. Então, passam a maior parte do tempo na praia e passeando no shopping”. Enquanto isso, a jovem Dilma cursava Economia na UFRGS e tentava reconstruir sua vida depois dos três anos de prisão política e das torturas de que fôra vítima. Vamos comparar? Leia mais: http://goo.gl/5ca9pB — com Alice Riff e outras 18 pessoas.
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Auxi Leite

    em 23/10/2014
    voto 13....Seja consciente,,,vote também!!! Se você é um Nordestino..


    Auxi Leite compartilhou a foto de Dilma Rousseff.
    "AS MARCAS DA TORTURA SOU EU" No dia 16 de janeiro de 1970, uma jovem mineira de apenas 22 anos passou a conhecer o inferno dos porões da ditadura militar. Dilma Rousseff sentiu no próprio corpo, durante inúmeras sessões de tortura, até que ponto um regime de exceção é capaz de chegar para massacrar uma pessoa. Foram dois anos e dez meses de sofrimento, violência e solidão em presídios de São Paulo, Rio de Janeiro e Juiz de Fora. Então secretária de governo no Rio Grande do Sul, Dilma prestou em 2001 um longo depoimento para integrantes do Conselho dos Direitos Humanos de Minas Gerais (Conedh-MG). É o relato vivo, real e doloroso sobre o que ela sofreu nos presídios, sobretudo quando foi mandada à cidade de Juiz de Fora (MG) para ser interrogada. Ao todo, Dilma ficou presa nove meses a mais do que previa a sentença estipulada pela Justiça Militar. Onze anos depois do depoimento e já no cargo de Presidente da República, Dilma foi a responsável pela implantação da Comissão Nacional da Verdade, que está colhendo relatos de quem sobreviveu e investigando casos de violação dos diretos humanos no período da ditadura (1964-1985). Nos textos abaixo, estão trechos do depoimento dela à Conedh-MG em que relata como uma pessoa tão jovem foi obrigada a ver a morte de tão perto e a enfrentar o medo e a solidão. Marcas da Tortura “Acredito hoje ter sido por isso que fui levada no dia 18 de maio de 1970 para Minas Gerais, especificamente para Juiz de Fora, sob a alegação de que ia prestar esclarecimentos no processo que ocorria na 4ª CJM. Mas, depois do depoimento, eu fui levada (ou melhor, teria de ser levada para São Paulo), mas fui colocada num local (encapuzada) que sobre ele tinha várias suposições: ou era uma instalação do Exército ou Delegacia de Polícia. Mas acho que não era do Exército, pois depois estive no QG do Exército e não era lá.” “Nesse lugar fiquei sendo interrogada sistematicamente. Não era sobretudo sobre minha militância em Minas. Supuseram que, tendo apreendido documentos do Ângelo [Pezzutti, militante do grupo de Dilma] que integram o processo, achavam que nossa organização tinha contatos com as polícias Militar ou Civil mineiras que possibilitassem fugas de presos. Acredito ter sido por isso que a tortura foi muito intensa, pois não era presa recente; não tinha ‘pontos’ e ‘aparelhos’ para entregar.” “As marcas da tortura sou eu. Fazem parte de mim.” Dente Podre “Uma das coisas que me aconteceu naquela época é que meu dente começou a cair e só foi derrubado posteriormente pela Oban [Operação Bandeirantes, em São Paulo]. Minha arcada [dentária] girou para o lado, me causando problemas até hoje, problemas no osso do suporte do dente. Me deram um soco e o dente se deslocou e apodreceu. Tomava de vez em quando Novalgina em gotas para passar a dor. Só mais tarde, quando voltei para São Paulo, o Albernaz completou o serviço com um soco, arrancando o dente.” Pau de Arara “No início, não tinha rotina [nas sessões de tortura]. Não se distinguia se era dia ou noite. O interrogatório começava. Geralmente, o básico era choque. Começava assim: ‘Em 1968 o que você estava fazendo?’, e acabava no Ângelo Pezzuti e sua fuga, ganhando intensidade, com sessões de pau de arara, o que a gente não aguenta muito tempo.” Palmatória “Se o interrogatório é de longa duração, com interrogador ‘experiente’, ele te bota no pau de arara alguns momentos e depois leva para o choque, uma dor que não deixa rastro, só te mina. Muitas vezes também usava palmatória; usava em mim muita palmatória. Em São Paulo usaram pouco esse ‘método’. No fim, quando estava para ir embora, começou uma rotina. No início, não tinha hora. Era de dia e de noite. Emagreci muito, pois não me alimentava direito. Motivos “Quando eu tinha hemorragia, na primeira vez foi na Oban (…) foi uma hemorragia de útero. Me deram uma injeção e disseram para não bater naquele dia. Em Minas, quando comecei a ter hemorragia, chamaram alguém que me deu comprimido e depois injeção. Mas me davam choque elétrico e depois paravam. Acho que tem registros disso no final da minha prisão, pois fiz um tratamento no Hospital das Clínicas.” Morte e solidão “Fiquei presa três anos. O estresse é feroz, inimaginável. Descobri, pela primeira vez, que estava sozinha. Encarei a morte e a solidão. Lembro-me do medo quando minha pele tremeu. Tem um lado que marca a gente o resto da vida.” Visita da mãe “Em Minas, estava sozinha. Não via gente. [A solidão] era parte integrante da tortura. Mas a minha mãe me visitava às vezes, porém, não nos piores momentos. Minha mãe sabia que estava presa, mas eles não a deixavam me ver. Mas a doutora Rosa Maria Cardoso da Cunha, advogada, me viu em São Paulo, logo após a minha chegada de Minas. Hoje ela mora no Rio e posso contatá-la” Ameaças “Depois [vinham] as ameaças: ‘Eu vou esquecer a mão em você. Você vai ficar deformada e ninguém vai te querer. Ninguém vai saber que você está aqui. Você vai virar um ‘presunto’ e ninguém vai saber’. Em São Paulo me ameaçaram de fuzilamento e fizeram a encenação. Em Minas não lembro, pois os lugares se confundem um pouco.” Sequelas “Acho que nenhum de nós consegue explicar a sequela: a gente sempre vai ser diferente. No caso específico da época, acho que ajudou o fato de sermos mais novos; agora, ser mais novo tem uma desvantagem: o impacto é muito grande. Mesmo que a gente consiga suportar a vida melhor quando se é jovem, fisicamente, a médio prazo, o efeito na gente é maior por sermos mais jovens. Quando se tem 20 anos o efeito é mais profundo, no entanto, é mais fácil aguentar no imediato.” Sozinha na cela “Dentro da Barão de Mesquita (RJ), ninguém via ninguém. Havia um buraquinho na porta, por onde se acendia cigarro. Na Oban, as mulheres ficavam junto às celas de tortura. Em Minas sempre ficava sozinha, exceto quando fui a julgamento, quando fiquei com a Terezinha. Na ida e na vinda todas as mulheres presas no Tiradentes sabiam que eu estava presa: por exemplo, Maria Celeste Martins e Idoina de Souza Rangel, de São Paulo.” Bomba “Em Minas, fiquei só com a Terezinha. Uma bomba foi jogada na nossa cela. Voltei em janeiro de 1972 para Juiz de Fora. Nunca me levaram para BH [Belo Horizonte]. Quando voltei para o julgamento, me colocaram numa cela, na 4ª Cia. de Polícia do Exército, 4ª Região Militar, lá apareceu outra vez o Dops que me interrogava. Mas foi um interrogatório bem mais leve. Fiquei esperando o julgamento lá dentro.” Frio de cão “Um dia, a gente estava nessa cela, sem vidro. Um frio de cão. Eis que entra uma bomba de gás lacrimogênio, pois estavam treinando lá fora. Eu e Terezinha ficamos queimadas nas mucosas e fomos para o hospital. Tive o ‘prazer’ de conhecer o comandante general Sílvio Frota, que posteriormente me colocaria na lista dos infiltrados no poder público, me levando a perder o emprego.” #DitaduraNuncaMais
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Foto minha neta Ana Clara


  • Trio Ternura faz show em Três Rios, no sul do Rio de Janeiro http://t.co/YU8BYlAWic #MelhorComDilma13 #Raynniere #BuyRaynniereOniTunes
  • Publicidade



  • Denise Maria Moreira Silva compartilhou a foto de Dilma Rousseff.
    "AS MARCAS DA TORTURA SOU EU" No dia 16 de janeiro de 1970, uma jovem mineira de apenas 22 anos passou a conhecer o inferno dos porões da ditadura militar. Dilma Rousseff sentiu no próprio corpo, durante inúmeras sessões de tortura, até que ponto um regime de exceção é capaz de chegar para massacrar uma pessoa. Foram dois anos e dez meses de sofrimento, violência e solidão em presídios de São Paulo, Rio de Janeiro e Juiz de Fora. Então secretária de governo no Rio Grande do Sul, Dilma prestou em 2001 um longo depoimento para integrantes do Conselho dos Direitos Humanos de Minas Gerais (Conedh-MG). É o relato vivo, real e doloroso sobre o que ela sofreu nos presídios, sobretudo quando foi mandada à cidade de Juiz de Fora (MG) para ser interrogada. Ao todo, Dilma ficou presa nove meses a mais do que previa a sentença estipulada pela Justiça Militar. Onze anos depois do depoimento e já no cargo de Presidente da República, Dilma foi a responsável pela implantação da Comissão Nacional da Verdade, que está colhendo relatos de quem sobreviveu e investigando casos de violação dos diretos humanos no período da ditadura (1964-1985). Nos textos abaixo, estão trechos do depoimento dela à Conedh-MG em que relata como uma pessoa tão jovem foi obrigada a ver a morte de tão perto e a enfrentar o medo e a solidão. Marcas da Tortura “Acredito hoje ter sido por isso que fui levada no dia 18 de maio de 1970 para Minas Gerais, especificamente para Juiz de Fora, sob a alegação de que ia prestar esclarecimentos no processo que ocorria na 4ª CJM. Mas, depois do depoimento, eu fui levada (ou melhor, teria de ser levada para São Paulo), mas fui colocada num local (encapuzada) que sobre ele tinha várias suposições: ou era uma instalação do Exército ou Delegacia de Polícia. Mas acho que não era do Exército, pois depois estive no QG do Exército e não era lá.” “Nesse lugar fiquei sendo interrogada sistematicamente. Não era sobretudo sobre minha militância em Minas. Supuseram que, tendo apreendido documentos do Ângelo [Pezzutti, militante do grupo de Dilma] que integram o processo, achavam que nossa organização tinha contatos com as polícias Militar ou Civil mineiras que possibilitassem fugas de presos. Acredito ter sido por isso que a tortura foi muito intensa, pois não era presa recente; não tinha ‘pontos’ e ‘aparelhos’ para entregar.” “As marcas da tortura sou eu. Fazem parte de mim.” Dente Podre “Uma das coisas que me aconteceu naquela época é que meu dente começou a cair e só foi derrubado posteriormente pela Oban [Operação Bandeirantes, em São Paulo]. Minha arcada [dentária] girou para o lado, me causando problemas até hoje, problemas no osso do suporte do dente. Me deram um soco e o dente se deslocou e apodreceu. Tomava de vez em quando Novalgina em gotas para passar a dor. Só mais tarde, quando voltei para São Paulo, o Albernaz completou o serviço com um soco, arrancando o dente.” Pau de Arara “No início, não tinha rotina [nas sessões de tortura]. Não se distinguia se era dia ou noite. O interrogatório começava. Geralmente, o básico era choque. Começava assim: ‘Em 1968 o que você estava fazendo?’, e acabava no Ângelo Pezzuti e sua fuga, ganhando intensidade, com sessões de pau de arara, o que a gente não aguenta muito tempo.” Palmatória “Se o interrogatório é de longa duração, com interrogador ‘experiente’, ele te bota no pau de arara alguns momentos e depois leva para o choque, uma dor que não deixa rastro, só te mina. Muitas vezes também usava palmatória; usava em mim muita palmatória. Em São Paulo usaram pouco esse ‘método’. No fim, quando estava para ir embora, começou uma rotina. No início, não tinha hora. Era de dia e de noite. Emagreci muito, pois não me alimentava direito. Motivos “Quando eu tinha hemorragia, na primeira vez foi na Oban (…) foi uma hemorragia de útero. Me deram uma injeção e disseram para não bater naquele dia. Em Minas, quando comecei a ter hemorragia, chamaram alguém que me deu comprimido e depois injeção. Mas me davam choque elétrico e depois paravam. Acho que tem registros disso no final da minha prisão, pois fiz um tratamento no Hospital das Clínicas.” Morte e solidão “Fiquei presa três anos. O estresse é feroz, inimaginável. Descobri, pela primeira vez, que estava sozinha. Encarei a morte e a solidão. Lembro-me do medo quando minha pele tremeu. Tem um lado que marca a gente o resto da vida.” Visita da mãe “Em Minas, estava sozinha. Não via gente. [A solidão] era parte integrante da tortura. Mas a minha mãe me visitava às vezes, porém, não nos piores momentos. Minha mãe sabia que estava presa, mas eles não a deixavam me ver. Mas a doutora Rosa Maria Cardoso da Cunha, advogada, me viu em São Paulo, logo após a minha chegada de Minas. Hoje ela mora no Rio e posso contatá-la” Ameaças “Depois [vinham] as ameaças: ‘Eu vou esquecer a mão em você. Você vai ficar deformada e ninguém vai te querer. Ninguém vai saber que você está aqui. Você vai virar um ‘presunto’ e ninguém vai saber’. Em São Paulo me ameaçaram de fuzilamento e fizeram a encenação. Em Minas não lembro, pois os lugares se confundem um pouco.” Sequelas “Acho que nenhum de nós consegue explicar a sequela: a gente sempre vai ser diferente. No caso específico da época, acho que ajudou o fato de sermos mais novos; agora, ser mais novo tem uma desvantagem: o impacto é muito grande. Mesmo que a gente consiga suportar a vida melhor quando se é jovem, fisicamente, a médio prazo, o efeito na gente é maior por sermos mais jovens. Quando se tem 20 anos o efeito é mais profundo, no entanto, é mais fácil aguentar no imediato.” Sozinha na cela “Dentro da Barão de Mesquita (RJ), ninguém via ninguém. Havia um buraquinho na porta, por onde se acendia cigarro. Na Oban, as mulheres ficavam junto às celas de tortura. Em Minas sempre ficava sozinha, exceto quando fui a julgamento, quando fiquei com a Terezinha. Na ida e na vinda todas as mulheres presas no Tiradentes sabiam que eu estava presa: por exemplo, Maria Celeste Martins e Idoina de Souza Rangel, de São Paulo.” Bomba “Em Minas, fiquei só com a Terezinha. Uma bomba foi jogada na nossa cela. Voltei em janeiro de 1972 para Juiz de Fora. Nunca me levaram para BH [Belo Horizonte]. Quando voltei para o julgamento, me colocaram numa cela, na 4ª Cia. de Polícia do Exército, 4ª Região Militar, lá apareceu outra vez o Dops que me interrogava. Mas foi um interrogatório bem mais leve. Fiquei esperando o julgamento lá dentro.” Frio de cão “Um dia, a gente estava nessa cela, sem vidro. Um frio de cão. Eis que entra uma bomba de gás lacrimogênio, pois estavam treinando lá fora. Eu e Terezinha ficamos queimadas nas mucosas e fomos para o hospital. Tive o ‘prazer’ de conhecer o comandante general Sílvio Frota, que posteriormente me colocaria na lista dos infiltrados no poder público, me levando a perder o emprego.” #DitaduraNuncaMais
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Mais ou menos como querer fazer faxina com água da privada.


    Juliana Guido compartilhou a foto de Marlene Senna.
    "PARA TIRAR ESSE PT CORRUPTO DO PODER EU PRECISO: . Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato investigado pelo desvio de R$ 4,3 bilhões da área da saúde em seu estado. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que construiu cinco aeroportos com dinheiro público no entorno de suas fazendas. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que contratou 98 mil servidores públicos sem concurso e de maneira ilegal. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que baixou o piso salarial de professores e médicos durante sua administração. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que dobrou a dívida de seu estado. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que, como senador, apresentou menos projetos que o Tiririca. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que torrou 600 mil reais do Senado em passagens de avião para o Rio de Janeiro e não para seu estado natal. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que teve seu nome envolvido em um escândalo envolvendo um helicóptero e meia tonelada de cocaína. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que barrou 70 CPIs. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que tentou censurar até o Google. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato cujo partido quebrou o país três vezes, vendeu nossas estatais a preço de banana e, em São Paulo, está atolado num escândalo de cartel do metrô e ingerência da Sabesp. Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato cuja única proposta memorável é preservar o Bolsa Família e que pretende colocar como ministro um caboclo que acha o salário mínimo "muito alto". Pensando bem, não me parece uma boa ideia." (Patty Castanha) . E ACRESCENTO: Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato cujo primo que indicou Aécio aos 25 anos para presidir a Caixa Federal, indicou tbm o delator Paulo Roberto na Petrobrás e o outro primo o QUEDO que comprava habeas corpus para soltar traficantes e tinha a chave do aeroporto do titio... Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que como “secretário” do avô, tinha carteira de policial, pela MERITOCRACIA óbvio. Que foi pego na Lei Seca dirigindo embriagado e com carteira vencida... Para tirar esse PT corrupto do poder, vou votar num candidato que tem suas fazendas adquiridas por usucapião... e finalizo com as palavras de Patty Castanha... "Pensando bem, não me parece uma boa ideia."
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Evangelismo Três Rios - Rio de Janeiro

  • Trio Ternura faz show em Três Rios, no sul do Rio de Janeiro http://t.co/OhLNSoJYmm #timbeta #OperacaoBetaLab #SDV
  • Participação do prefeito de Três Rios, Vinícius Farah na rádio FM 87.7

    O prefeito de Três Rios Vinícius Farah rebateu as críticas do advogado Pablo Mathias na Rádio 87.7.

  • Josy Santos

    em 15/04/2013 Via Google++
    em casa

    em casa
  • Trio Ternura faz show em Três Rios, no sul do Rio de Janeiro http://t.co/UsHhSqifAd
  • Três Rios, RJ, realiza 1º Encontro de Carros Antigos parte 02, AGO 2014

    Três Rios, RJ, realiza 1º Encontro de Carros Antigos Realizado no dia 17 de agosto 2014 o 1° Encontro de Carros Antigos de Três Rios, no sul do Rio de Janeir...

  • Minha Universidade! (@ Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - Instituto Três Rios (UFRRJ - ITR)) https://t.co/aT59WYvXQf

AVISO: O conteúdo de cada postagem é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Previsão do tempo na Região


Participe e comente sobre a cidade de Três Rios


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)