Início » Rio de Janeiro » Nilópolis » Notícias


Últimas Notícias da cidade de Nilópolis - RJ

Redes Sociais

  • Fonte: O Dia em 25/01/2015

    Passista da Beija-Flor é torturado e morto por traficantes em Nilópolis
    Rio ... de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) está ouvindo testemunhas e familiares do passista da escola de samba Beija-Flor, Cláudio da Silva, o Piu. O rapaz foi morto após ser torturado por traficantes supostamente do Morro da Mina, em Nilópolis.

  • Show de bola aqui em nilopolis muito lindo


  • Fonte: Momento Verdadeiro em 25/01/2015

    Travesti passista da Beija-Flor foi encontrada morta após tortura em favela.
    Rio de Janeiro - A morte de uma componente da Beija-Flor depois de uma sessão de tortura praticada por criminosos do Morro da Mina, em Nilópolis, na Baixada Fluminense, causa revolta na escola de samba. Na última quinta-feira, no tradicional ensaio da A ...

  • Padaria centro de nilopolis

    Vendo padaria centro de nilopolis n.190 tel:77411587.

  • Câmera de Viatura Grava Policial Atirando de Fuzil Em Perseguição em Nilópolis

    PMs do Rio de Janeiro culpam vítimas por ação policial que terminou com a morte de uma estudante a tiros de fuzil.

  • Arthur Rocha

    em 19/07/2012 Via Google++
    Campo do Gericinó - Nilópolis

    Campo do Gericinó - Nilópolis.avi
  • Ação Policial Que Matou Jovem Por Engano em Nilópolis

    Especialistas em segurança pública criticaram a ação policial que resultou na morte da jovem Haíssa Vargas Motta, de 22 anos, baleada nas costas por um PM, e...

  • Lorena Cal

    em 22/03/2014 Via Google++
    Meu primeiro ensaio Fotográfico em Nilópolis Rio de Janeiro .
    

    Meu primeiro ensaio Fotográfico em Nilópolis Rio de Janeiro .
  • Nunca vi o rio tao bem descrito por alguem de fora... SENSACIONAL!!! FODA!!!

    "E então eu parei o carro, puxei o freio de mão e pensei: “Cheguei em casa”.

    Faz 1 ano. Desembarquei com esposa, cachorro e umas malas. A mudança veio no dia seguinte. Levei 33 anos imaginando “como seria”, e agora tenho 1 pra contar “como foi”.

    O Rio de Janeiro é a minha Paris. Eu não sonho com a tal de torre, nem me importo com o Louvre e nem acho do cacete tomar café naquela tal de Champs-Élysées. Eu acho charmoso ir a praia de Copacabana, tomar cerveja de chinelo no leblon e ir a um samba numa grande escola.

    Sou paulista, nunca tive rivalidade bairrista em casa. Nunca me ensinaram a odiar o estado vizinho, ao contrário, sempre me foi dada a idéia de que estando no Brasil, estou em casa.

    Ouvi mil mentiras e outras mil verdades sobre o Rio enquanto morei em São Paulo. Todas justas no final das contas.

    Carioca exagera tudo, pra baixo e pra cima. Se elogiar a praia, ele exalta dizendo que é “a melhor praia do mundo”. Se falar que é perigoso, ele não nega. Diz que é “perigoso pra caralho”.

    Trata sua cidade como filho. Só ele pode falar mal.

    Cariocas não marcam encontro. Simplesmente se encontram.

    A confirmação de um convite aqui não quer dizer nada. Você sugere “Vamos?”, eles dizem “Vamo!”. O que não implica em ter aceitado a sugestão.

    Hora marcada no Rio é “por volta de”. Domingo é domingo. E relaxa, irmão. Pra que a pressa?

    Em 5 minutos são amigos de infância, no segundo encontro te abraçam e já te colocam apelidos.

    Não te levam pra casa. Te convidam pra rua. É curioso. Mas é que a “rua” aqui é tão linda que se trancar em casa é desperdício.

    Cariocas andam de chinelo e não se julgam por isso. São livres, desprovidos de qualquer senso de sofisticação.

    Ao cont...(Continuar Lendo)

    Nunca vi o rio tao bem descrito por alguem de fora... SENSACIONAL!!! FODA!!! "E então eu parei o carro, puxei o freio de mão e pensei: “Cheguei em casa”. Faz 1 ano. Desembarquei com esposa, ca
  • VAGA PROMOTORA DE VENDAS - RIO DE JANEIRO, VILAR DOS TELES, NILÓPOLIS, DUQUE DE CAXIAS - RJ… http://www.vagasurgentes.net/2012/06/vaga-promotora-de-vendas-rio-de-janeiro.html
  • Fonte: G1 em 13/01/2015 Brasil

    MP-RJ denuncia PMs envolvidos em morte de Haíssa em Nilópolis
    O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio da 9ª Promotoria de Justiça ... Haíssa foi morta durante uma abordagem policial em Nilópolis, na Baixada Fluminense, há cinco meses, mas só agora o vídeo se tornou público.

  • Beija-flor de Nilópolis 2015 - Lançamento do CD - Grupo Especial (01/12/2014)

    G.R.E.S. Beija-flor de Nilópolis - Lançamento do CD - Grupo Especial - Carnaval 2015 (01/12/2014) "Um Griô conta a história: Um olhar sobre a África e o desp...

  • NILÓPOLIS RECEBE HOJE, DIA 21, SHOW DA CANTORA PAULA FERNANDES
    Nilópolis, na Baixada Fluminense, comemora seus 66 anos de emancipação com quatro dias de festa gratuita e show da cantora Paula Fernandes, que se apresenta hoje, dia 21.


  • Agentes Comunitários de Saúde de Nilopolis em Greve

    Por nao cumprimento da lei 129444 os Agentes Comunitarios de Saude do Municipio de Nilopolis estão em greve por tempo indeterminado.

  • Jovem morre em perseguição policial em Nilópolis - câmera da viatura da PM

    Vídeo divulgado neste sábado mostra a ação dos policiais militares que, depois de disparar nove tiros de fuzil contra o carro que ela ocupava, mataram Haíssa...




  • Carlos R. Matos Filho compartilhou a foto de Antonio Marques.
    A DESCRIÇAO DO CARIOCA POR UM PAULISTA, SENSACIONAL,VALE A PENA LER!" "Faz 1 ano. Desembarquei com esposa, cachorro e umas malas. A mudança veio no dia seguinte. Levei 33 anos imaginando “como seria”, e agora tenho 1 pra contar “como foi”. O Rio de Janeiro é a minha Paris. Eu não sonho com a tal de torre, nem me importo com o Louvre e nem acho do cacete tomar café naquela tal de Champs-Élysées. Eu acho charmoso ir a praia de Copacabana, tomar cerveja de chinelo no leblon e ir a um samba numa grande escola. Sou paulista, nunca tive rivalidade bairrista em casa. Nunca me ensinaram a odiar o estado vizinho, ao contrário, sempre me foi dada a idéia de que estando no Brasil, estou em casa. Ouvi mil mentiras e outras mil verdades sobre o Rio enquanto morei em São Paulo. Todas justas no final das contas. Carioca exagera tudo, pra baixo e pra cima. Se elogiar a praia, ele exalta dizendo que é “a melhor praia do mundo”. Se falar que é perigoso, ele não nega. Diz que é “perigoso pra caralho”. Trata sua cidade como filho. Só ele pode falar mal. Cariocas não marcam encontro. Simplesmente se encontram. A confirmação de um convite aqui não quer dizer nada. Você sugere “Vamos?”, eles dizem “Vamo!”. O que não implica em ter aceitado a sugestão. Hora marcada no Rio é “por volta de”. Domingo é domingo. E relaxa, irmão. Pra que a pressa? Em 5 minutos são amigos de infância, no segundo encontro te abraçam e já te colocam apelidos. Não te levam pra casa. Te convidam pra rua. É curioso. Mas é que a “rua” aqui é tão linda que se trancar em casa é desperdício. Cariocas andam de chinelo e não se julgam por isso. São livres, desprovidos de qualquer senso de sofisticação. Ao contrário, parecem se sentir mal num ambiente formal e de algum requinte. “Porra” é um termo que abre toda e qualquer frase na cidade. Ainda vou a uma Igreja conferir, mas desconfio que até missa comece com “Porra, Pai nosso que estais…”. Cariocas são pouco competitivos. Eu acho isso maravilhoso, afinal, venho da terra mais competitiva do país. E confesso: competir o tempo todo cansa. Acho graça quando eles defendem o clube rival pelo mero orgulho de dizer que “o futebol do Rio” vai bem. Eles nem notam, mas as vezes se protegem. Eles amam essa porra. É impressionante. Carioca é o povo mais brasileiro que há, mas que é tão orgulhoso do que é que nem parece brasileiro. Tem um sorriso gostoso, um ar arrogante de quem “se garante”. Papudos, malandros, invocados. Faaaaalam pra cacete. E sabem que estão exagerando. Eles acham que sabem o que é frio. Imagine, fazem fondue com 20 graus! A Barra é longe. Buzios, logo ali! Niterói é um pedaço do Rio que eles não contam pra turista. Só eles aproveitam. Nilópolis é longe. Bangu também. Madureira é um bairro gostoso. O Leblon, vale os 22 mil por metro quadrado sugeridos pelos corretores. Aliás, corretores no Rio são bem irritantes. Carioca, num geral, acha que está te fazendo um favor mesmo se estiver trabalhando. É tudo absolutamente pessoal, informal. Se ele gostar de você, te atende bem. Se não, não. Tá com pressa? Vai se irritar. Eles não tem pressa pra nada. Sabe aquela garota gostosa que sabe que é gostosa? Cariocas sabem onde moram. O bairrismo deles é único. Nem separatista, nem coitadinho. Apenas orgulhoso. Ao invés de odiar um estado vizinho, o sacaneiam e se matam de rir de quem se ofende. Cariocas tem vocação pra ser feliz. São tradicionais, não gostam que o mundo evolua. Um novo prédio no lugar daquele casarão antigo não é visto como progresso, mas sim com saudades. São folgados. Juram ser o povo mais sortudo do mundo. E quem vai dizer que não? No Rio você vira até mais religioso. Aquele Cristo te olha todo santo dia, de braços abertos. Não dá! Você começa a gostar do cara… E aí vem a sexta-feira e o dom de mudar o ambiente sem mexer em nada. O Rio que trabalha vira uma cidade de férias. As roupas somem, aparecem os sorrisos a toa, o sol, o futebol, o samba, o Rio. Já ouvi um cara me dizer um dia que o “Rio é uma mentira bem contada pela mídia”. Ele era paulista, odiava o Rio, jamais tinha vindo até aqui. E é um cara esperto. Se você não gosta do Rio de Janeiro, fique longe dele. É a única maneira de manter sua opinião. Em quase toda grande cidade que vou noto uma força extrema para fazer o turista se sentir em casa. Um italiano em São Paulo está na Itália dependendo de onde for. Um japones, idem. Um argentino vai a restaurantes e ambientes argentinos em qualquer grande cidade. No Rio de Janeiro ninguém te dá o que você já tem. Aqui, ou você vira “carioca”, ou vai perder muito tempo procurando um pedaço da sua terra por aqui. Não é verdade que são preconceituosos. É preciso entender que o carioca não se diz carioca por nascer aqui. Carioca é um perfil. Renato, o gaúcho, é um dos caras mais cariocas do mundo. Tem todo um ritual, um jeitinho de se aproximar. Chame o garçom pelo nome, os colegas de “irmão”. Sorria, abrace quando encontrar. Aceite o convite, mesmo que você não vá. Faça planos para amanhã, esqueça-os 10 minutos depois. Faça amigos, o máximo de amigos que conseguir. Quanto mais amigos, mais cerveja, mais risadas, mais churrascos, mais carioca você fica. E quanto mais carioca você é, mais você ama o Rio. Como eles. Gosto deles. Gosto de olhar pra frente e não ver onde acaba. Gosto de sol, de abraço, de rir muito alto e de não me achar um merda por estar sem grana. Gosto de como eles se viram. Gosto da simplicidade e da informalidade que os aproxima do amadorismo. A vida não tem que ser profissional. Tem que ser gostosa. E de gostosa, convenhamos, o Rio tá cheio. Ops! Desculpa, amor! Escapou. abs, merrrrmão!" Rica Perrone
    Fotos da Linha do Tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Fonte: UOL Notícias em 26/01/2015

    Travesti passista da Beija-Flor é morto em Nilópolis
    Rio de Janeiro - Claudio da Silva ... Na internet foram postadas imagens da tortura a que Claudio foi submetido, supostamente no Morro da Mina, em Nilópolis. Usando perfis falsos, pessoas afirmaram em rede social que Piu havia ido até o morro a mando ...

  • Fonte: R7 Notícias em 14/01/2015

    Justiça manda prender e aceita denúncia contra PMs que perseguiram carro de jovem morta em Nilópolis
    em Nilópolis, na Baixada Fluminense. A jovem morreu após ser atingida por um tiro de fuzil nas costas disparado por Alves. O (MPRJ) Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Alves e Ferreira nesta terça-feira (13), por meio da 9ª Promotoria de ...

  • Suzy Batalha

    em 23/09/2013 Via Google++
    Adorei essa iniciativa!
     Trem escola em Nilópolis  
    www.faetec.rj.gov.br


  • What'samba

    em 26/01/2015
    O início das escolas de samba, Carnaval/Samba As escolas de samba e os sambas-enredo Com relação às escolas de samba cariocas – cujos terreiros (terreiros e não “quadras”, como hoje) até os anos de 1970 obedeciam a um regimento semelhante ao dos barracões de candomblé, com acesso à roda permitido somente às mulheres, por exemplo –, veja-se que elas, hoje, são, ainda, um veículo em que a temática africana é recorrente. Muito embora seus enredos e sambas enfoquem a África por uma perspectiva meramente folclórica. O samba-enredo – esclareçamos – é uma modalidade de samba que consiste em letra e melodia criadas a partir do resumo do tema elaborado como enredo de uma escola de samba. Os primeiros sambas-enredo eram de livre criação: falavam da natureza, do próprio samba, da realidade dos sambistas. Com a oficialização dos concursos, na década de 1930, veio a exaltação dirigida de personagens e fatos históricos. Os enredos passaram a contar a história do ponto de vista da classe dominante, abordando os acontecimentos de forma nostálgica e ufanística. A reversão desse quadro só começou a vir em 1959, quando a escola de samba Acadêmicos do Salgueiro https://www.youtube.com/watch?v=EBRSZ9k5mbg apresentou, com uma homenagem ao pintor francês Debret, e com grande efeito visual, o cotidiano dos negros no Brasil à época da colônia e do Império, o que motivou uma sequência de enredos sobre Palmares, Chica da Silva, Aleijadinho e Chico Rei, voltados para o continente africano. Mas, se a ingerência governamental já não era tão forte, pelo menos enquanto cerceamento da liberdade na criação dos temas, um outro tipo de interferência começava a nascer: a dos cenógrafos de formação erudita ou treinados no show-business, criadores desses enredos, os quais imprimiram ao carnaval das escolas a feição que ele hoje ostenta e que, direta ou indiretamente, selaram o destino dos sambas-enredo. Tanto que, no final do século XIX, o...(Continuar Lendo)


    Salgueiro 1959 - áudio.
    VIAGEM PITORESCA E HISTÓRICA AO BRASIL Obras de vulto e encantos mil legou Debret às nossas belas-artes, ao Brasil Pintou com genial saber para sua era reviv...
  • Em mais um caso de tortura, polícia investiga se morte de travesti no Rio de Janeiro tem motivação homofóbica.


    brasil.estadao.com.br
    Travesti passista da Beija-Flor é morta em Nilópolis - Brasil - Estadão.
    Corpo da vítima foi encontrado em Duque de Caxias com sinais de tortura; Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense investiga
  • URGENTE:NILÓPOLIS, VILA NORMA E ADJACÊNCIAS: ACABAMOS DE RECEBER UMA NOTÍCIA, DE QUE A NOSSA BEBEZINHA "BELINHA" FOI VISTA NA ENTRADA DA VIA LIGHT PARA NILÓPOLIS, TOMANDO A DIREÇÃO DE VILA NORMA.
    DISSERAM QUE ELA ESTAVA COM O COLARZINHO, E MUITO MAGRINHA. NÃO CONSEGUIRAM PEGA-LA, PORQUE O TRÂNSITO ESTAVA INTENSO.
    POR FAVOR QUEM CONSEGUIR ENCONTRA-LA, SE VERDADEIRAMENTE FOR ELA GRATIFICAREMOS. CONTATO: 8248-2606/ 8655-0933 (TIM) 8657-4641(OI) 9865-6314(VIVO) 9151-4602(CLARO) LUCIANE/ISRAEL

    URGENTE:NILÓPOLIS, VILA NORMA E ADJACÊNCIAS: ACABAMOS DE RECEBER UMA NOTÍCIA, DE QUE A NOSSA BEBEZINHA "BELINHA" FOI VISTA NA ENTRADA DA VIA LIGHT PARA NILÓPOLIS, TOMANDO A DIREÇÃO DE VILA NORMA
  • Fonte: Terra Notícias em 20/01/2015

    MP-RJ amplia denúncia de PMs envolvidos em morte de jovem
    O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) decidiu ampliar a denúncia apresentada ... em agosto do ano passado, em Nilópolis, na Baixada Fluminense. Segundo o MPRJ, a promotora da Promotoria de Justiça junto à 1ª Vara Criminal de Nilópolis ...

  • Fonte: cbnfoz.com.br em 20/01/2015

    MP-RJ quer que PMs envolvidos em morte de jovem respondam por mais quatro crimes
    O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) decidiu ampliar a denúncia apresentada ... em agosto do ano passado, em Nilópolis, na Baixada Fluminense. Segundo o MPRJ, a promotora da 1ª Vara Criminal de Nilópolis Juliana Pompeu quer que os policiais ...

  • Fonte: UOL Notícias em 13/01/2015

    Policiais do Rio denunciados por matar jovem são investigados por outra morte
    Os dois policiais militares do Rio de Janeiro envolvidos na morte da atendente de telemarketing Haíssa Vargas Motta, 22, ocorrida em agosto de 2014 em Nilópolis, na Baixada Fluminense, já haviam participado de outra perseguição com morte de inocente ...

  • João Victor

    em 26/01/2015
    Olha Bangu na área.


    A DESCRIÇAO DO CARIOCA POR UM PAULISTA, SENSACIONAL,VALE A PENA LER!" "Faz 1 ano. Desembarquei com esposa, cachorro e umas malas. A mudança veio no dia seguinte. Levei 33 anos imaginando “como seria”, e agora tenho 1 pra contar “como foi”. O Rio de Janeiro é a minha Paris. Eu não sonho com a tal de torre, nem me importo com o Louvre e nem acho do cacete tomar café naquela tal de Champs-Élysées. Eu acho charmoso ir a praia de Copacabana, tomar cerveja de chinelo no leblon e ir a um samba numa grande escola. Sou paulista, nunca tive rivalidade bairrista em casa. Nunca me ensinaram a odiar o estado vizinho, ao contrário, sempre me foi dada a idéia de que estando no Brasil, estou em casa. Ouvi mil mentiras e outras mil verdades sobre o Rio enquanto morei em São Paulo. Todas justas no final das contas. Carioca exagera tudo, pra baixo e pra cima. Se elogiar a praia, ele exalta dizendo que é “a melhor praia do mundo”. Se falar que é perigoso, ele não nega. Diz que é “perigoso pra caralho”. Trata sua cidade como filho. Só ele pode falar mal. Cariocas não marcam encontro. Simplesmente se encontram. A confirmação de um convite aqui não quer dizer nada. Você sugere “Vamos?”, eles dizem “Vamo!”. O que não implica em ter aceitado a sugestão. Hora marcada no Rio é “por volta de”. Domingo é domingo. E relaxa, irmão. Pra que a pressa? Em 5 minutos são amigos de infância, no segundo encontro te abraçam e já te colocam apelidos. Não te levam pra casa. Te convidam pra rua. É curioso. Mas é que a “rua” aqui é tão linda que se trancar em casa é desperdício. Cariocas andam de chinelo e não se julgam por isso. São livres, desprovidos de qualquer senso de sofisticação. Ao contrário, parecem se sentir mal num ambiente formal e de algum requinte. “Porra” é um termo que abre toda e qualquer frase na cidade. Ainda vou a uma Igreja conferir, mas desconfio que até missa comece com “Porra, Pai nosso que estais…”. Cariocas são pouco competitivos. Eu acho isso maravilhoso, afinal, venho da terra mais competitiva do país. E confesso: competir o tempo todo cansa. Acho graça quando eles defendem o clube rival pelo mero orgulho de dizer que “o futebol do Rio” vai bem. Eles nem notam, mas as vezes se protegem. Eles amam essa porra. É impressionante. Carioca é o povo mais brasileiro que há, mas que é tão orgulhoso do que é que nem parece brasileiro. Tem um sorriso gostoso, um ar arrogante de quem “se garante”. Papudos, malandros, invocados. Faaaaalam pra cacete. E sabem que estão exagerando. Eles acham que sabem o que é frio. Imagine, fazem fondue com 20 graus! A Barra é longe. Buzios, logo ali! Niterói é um pedaço do Rio que eles não contam pra turista. Só eles aproveitam. Nilópolis é longe. Bangu também. Madureira é um bairro gostoso. O Leblon, vale os 22 mil por metro quadrado sugeridos pelos corretores. Aliás, corretores no Rio são bem irritantes. Carioca, num geral, acha que está te fazendo um favor mesmo se estiver trabalhando. É tudo absolutamente pessoal, informal. Se ele gostar de você, te atende bem. Se não, não. Tá com pressa? Vai se irritar. Eles não tem pressa pra nada. Sabe aquela garota gostosa que sabe que é gostosa? Cariocas sabem onde moram. O bairrismo deles é único. Nem separatista, nem coitadinho. Apenas orgulhoso. Ao invés de odiar um estado vizinho, o sacaneiam e se matam de rir de quem se ofende. Cariocas tem vocação pra ser feliz. São tradicionais, não gostam que o mundo evolua. Um novo prédio no lugar daquele casarão antigo não é visto como progresso, mas sim com saudades. São folgados. Juram ser o povo mais sortudo do mundo. E quem vai dizer que não? No Rio você vira até mais religioso. Aquele Cristo te olha todo santo dia, de braços abertos. Não dá! Você começa a gostar do cara… E aí vem a sexta-feira e o dom de mudar o ambiente sem mexer em nada. O Rio que trabalha vira uma cidade de férias. As roupas somem, aparecem os sorrisos a toa, o sol, o futebol, o samba, o Rio. Já ouvi um cara me dizer um dia que o “Rio é uma mentira bem contada pela mídia”. Ele era paulista, odiava o Rio, jamais tinha vindo até aqui. E é um cara esperto. Se você não gosta do Rio de Janeiro, fique longe dele. É a única maneira de manter sua opinião. Em quase toda grande cidade que vou noto uma força extrema para fazer o turista se sentir em casa. Um italiano em São Paulo está na Itália dependendo de onde for. Um japones, idem. Um argentino vai a restaurantes e ambientes argentinos em qualquer grande cidade. No Rio de Janeiro ninguém te dá o que você já tem. Aqui, ou você vira “carioca”, ou vai perder muito tempo procurando um pedaço da sua terra por aqui. Não é verdade que são preconceituosos. É preciso entender que o carioca não se diz carioca por nascer aqui. Carioca é um perfil. Renato, o gaúcho, é um dos caras mais cariocas do mundo. Tem todo um ritual, um jeitinho de se aproximar. Chame o garçom pelo nome, os colegas de “irmão”. Sorria, abrace quando encontrar. Aceite o convite, mesmo que você não vá. Faça planos para amanhã, esqueça-os 10 minutos depois. Faça amigos, o máximo de amigos que conseguir. Quanto mais amigos, mais cerveja, mais risadas, mais churrascos, mais carioca você fica. E quanto mais carioca você é, mais você ama o Rio. Como eles. Gosto deles. Gosto de olhar pra frente e não ver onde acaba. Gosto de sol, de abraço, de rir muito alto e de não me achar um merda por estar sem grana. Gosto de como eles se viram. Gosto da simplicidade e da informalidade que os aproxima do amadorismo. A vida não tem que ser profissional. Tem que ser gostosa. E de gostosa, convenhamos, o Rio tá cheio. Ops! Desculpa, amor! Escapou. abs, merrrrmão!" Rica Perrone
    Fotos da Linha do Tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Fonte: R7 Notícias em 13/01/2015

    MP denuncia por homicídio PMs que perseguiram carro de jovem em Nilópolis
    em Nilópolis, na Baixada Fluminense. A jovem morreu após ser atingida por um tiro de fuzil nas costas disparado por Alves. O (MPRJ) Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou Alves e Ferreira nesta terça-feira (13), por meio da 9ª Promotoria de ...

  • Onde Comprar - Rio de Janeiro - Parte 3
    Nilópolis Mundo Verde http://www.mundoverde.com.br/categoria/nossas-lojas/?estado=RJ Estr. Getúlio Vargas, 1377 - Lj Tel: (21) 2791-1060 Niterói Mundo Verde (várias lojas) http://www.mundoverde.com.br/categoria/nossas-lojas/?estado=RJ Ponto Natural http://w...

    Onde Comprar - Rio de Janeiro - Parte 3
  • Fonte: O repórter.com em 25/01/2015

    Beija-Flor e Grande Rio contagiam o público durante ensaio técnico na Sapucaí
    arrancou aplausos dos espectadores RIO DE JANEIRO (O REPÓRTER) - A festa no Sambódromo carioca ficou por conta de duas agremiações da Baixada Fluminense neste domingo (25). Beija-Flor de Nilópolis e Acadêmicos do Grande Rio fizeram a festa do ...

  • Jacques RH

    em 26/01/2015
    Vendedores externos - Orientadores de crédito – para empresa do Grupo da Caixa Econômica – vagas para diversos Bairros do Rio de Janeiro – 20 vagas Atividades: Irá atuar com atendimento e oferta para pessoas físicas e jurídicas de microcrédito produtivo e orientado e demais produtos financeiros. Orientar o uso do crédito e acompanhar a aplicação dos recursos disponibilizados. Vendas externas. Bairros: Temos vagas para diversos bairros – deve residir próximo a pelo menos um dos bairros a seguir ou em uma das cidades do Grande Rio citadas: • Zona Sul: Copacabana, Gávea, Leblon, Leme, Ipanema, Botafogo, Vidigal, Cosme Velho, Laranjeiras, Flamengo, Catete, Rocinha, Gávea, São Conrado, Lagoa, Urca, Jardim Botânico, Glória e Humaitá • Zona Oeste: Jacarepaguá (qualquer bairro de Jacarepaguá), Vargem Grande, Vargem Pequena, Itanhangá, Barra, Recreio dos Bandeirantes, Curicica, Rio Centro, Rio das Pedras. • Zona Norte: Madureira, Turiaçu, Cavalcanti, Engenheiro Leal, Vaz Lobo, Oswaldo Cruz, Bento Ribeiro, Vicente de Carvalho, Rocha Miranda, Honório Gurgel, Tomás Coelho, Tijuca, Penha, Bonsucesso, Braz de Pina, Vila da Penha, Ramos, Benfica, São Cristovão, Triagem, Maria da Graça, Inhaúma, • Baixada Fluminense: qualquer bairro das cidades a seguir: Mesquita, Nilópolis, Piabetá, Xerém, Duque de Caxias, São João de Meriti, Vilar dos Teles, Belford Roxo e Nova Iguaçu. • Niterói e adjacências – qualquer bairro de Niterói ou São Gonçalo Interesse e disponibilidade para atuar com abordagem na rua e em comunidades (o trabalho é externo – desejável que tenha trabalhado com atendimento ou vendas). Escolaridade – Ensino Médio completo Horário de Trabalho: segunda à sexta 09:00 às 18:00h e sábado até 13h Salário Fixo de R$ 820,00 + VT + VR de 12,00 por dia + Plano de Saúde (100% funcionário + 50% do primeiro dependente) + Seguro de vida + variável por resultado (podendo ter até cerca de R$ 1000 a 1200,00 de comis...(Continuar Lendo)
    ...(Continuar Lendo)
  • Olá família! (Também quero me apresentar, rs.) Me chamo Hevelyn Souza de Andrade, Sou filha mais velha do Marco Andrade e da Tania S. de Andrade, e tenho uma irmã que se chama Ingrid Andrade. Sou neta da vó Minalda, que é irmã da Tia Aparecida. ^_^ Moro no Rio de Janeiro, na pequenina cidade de Nilópolis. Bom, como vocês já devem ter percebido, não temos #Vieira. Pois, infelizmente, o meu bisavô não registrou a minha avó com o Vieira; logo nenhum dos descendentes dela possui esse nome :/ ... enfim, não temos Vieira no nome, mas o temos no sangue!!! :D Bjus família...
    ...(Continuar Lendo)
  • EPO-RJ- Caixa de Loja – Nilópolis - Loja de Roupa Feminina Seleciona para Loja localizada em Nilópolis. Procuramos por pessoas que: Te http://ow.ly/2umrII

    EPO-RJ- Caixa de Loja – Nilópolis
  • Turma LAÇO FORTE de Nilópolis 2014 na RIOTUR Cinelândia

    Bruno magia: O nº1 em vídeos de batebola! Turma LAÇO FORTE de Nilópolis, desfilando no palanque da RIOTUR, na Cinelândia Centro do Rio de Janeiro.

  • Redação Uai

    em 14/01/2015 Via Youtube
    Jovem morre em perseguição policial em Nilópolis, no Rio de Janeiro

    Vídeo divulgado pela revista Veja, nesse sábado, mostra a ação dos policiais militares que, depois de disparar tiros de fuzil contra o carro em perseguição, ...

  • Jovem morre em perseguição policial em Nilópolis, no Rio de Janeiro

    Vídeo divulgado pela revista Veja, nesse sábado, mostra a ação dos policiais militares que, depois de disparar tiros de fuzil contra o carro em perseguição, ...

  • João Almeida

    em 12/01/2015 Via Youtube
    Governador Pezão comenta ação policial que matou jovem por engano em Nilópolis: ‘Lamentável’

    O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, comentou, na tarde desta segunda-feira, a ação policial que resultou na morte da jovem Haíssa Vargas Motta, de 22 a...

  • Marta Lacerda leia! rs


    Maria Helena Bittar Belluccio compartilhou a foto de Antonio Marques.
    A DESCRIÇAO DO CARIOCA POR UM PAULISTA, SENSACIONAL,VALE A PENA LER!" "Faz 1 ano. Desembarquei com esposa, cachorro e umas malas. A mudança veio no dia seguinte. Levei 33 anos imaginando “como seria”, e agora tenho 1 pra contar “como foi”. O Rio de Janeiro é a minha Paris. Eu não sonho com a tal de torre, nem me importo com o Louvre e nem acho do cacete tomar café naquela tal de Champs-Élysées. Eu acho charmoso ir a praia de Copacabana, tomar cerveja de chinelo no leblon e ir a um samba numa grande escola. Sou paulista, nunca tive rivalidade bairrista em casa. Nunca me ensinaram a odiar o estado vizinho, ao contrário, sempre me foi dada a idéia de que estando no Brasil, estou em casa. Ouvi mil mentiras e outras mil verdades sobre o Rio enquanto morei em São Paulo. Todas justas no final das contas. Carioca exagera tudo, pra baixo e pra cima. Se elogiar a praia, ele exalta dizendo que é “a melhor praia do mundo”. Se falar que é perigoso, ele não nega. Diz que é “perigoso pra caralho”. Trata sua cidade como filho. Só ele pode falar mal. Cariocas não marcam encontro. Simplesmente se encontram. A confirmação de um convite aqui não quer dizer nada. Você sugere “Vamos?”, eles dizem “Vamo!”. O que não implica em ter aceitado a sugestão. Hora marcada no Rio é “por volta de”. Domingo é domingo. E relaxa, irmão. Pra que a pressa? Em 5 minutos são amigos de infância, no segundo encontro te abraçam e já te colocam apelidos. Não te levam pra casa. Te convidam pra rua. É curioso. Mas é que a “rua” aqui é tão linda que se trancar em casa é desperdício. Cariocas andam de chinelo e não se julgam por isso. São livres, desprovidos de qualquer senso de sofisticação. Ao contrário, parecem se sentir mal num ambiente formal e de algum requinte. “Porra” é um termo que abre toda e qualquer frase na cidade. Ainda vou a uma Igreja conferir, mas desconfio que até missa comece com “Porra, Pai nosso que estais…”. Cariocas são pouco competitivos. Eu acho isso maravilhoso, afinal, venho da terra mais competitiva do país. E confesso: competir o tempo todo cansa. Acho graça quando eles defendem o clube rival pelo mero orgulho de dizer que “o futebol do Rio” vai bem. Eles nem notam, mas as vezes se protegem. Eles amam essa porra. É impressionante. Carioca é o povo mais brasileiro que há, mas que é tão orgulhoso do que é que nem parece brasileiro. Tem um sorriso gostoso, um ar arrogante de quem “se garante”. Papudos, malandros, invocados. Faaaaalam pra cacete. E sabem que estão exagerando. Eles acham que sabem o que é frio. Imagine, fazem fondue com 20 graus! A Barra é longe. Buzios, logo ali! Niterói é um pedaço do Rio que eles não contam pra turista. Só eles aproveitam. Nilópolis é longe. Bangu também. Madureira é um bairro gostoso. O Leblon, vale os 22 mil por metro quadrado sugeridos pelos corretores. Aliás, corretores no Rio são bem irritantes. Carioca, num geral, acha que está te fazendo um favor mesmo se estiver trabalhando. É tudo absolutamente pessoal, informal. Se ele gostar de você, te atende bem. Se não, não. Tá com pressa? Vai se irritar. Eles não tem pressa pra nada. Sabe aquela garota gostosa que sabe que é gostosa? Cariocas sabem onde moram. O bairrismo deles é único. Nem separatista, nem coitadinho. Apenas orgulhoso. Ao invés de odiar um estado vizinho, o sacaneiam e se matam de rir de quem se ofende. Cariocas tem vocação pra ser feliz. São tradicionais, não gostam que o mundo evolua. Um novo prédio no lugar daquele casarão antigo não é visto como progresso, mas sim com saudades. São folgados. Juram ser o povo mais sortudo do mundo. E quem vai dizer que não? No Rio você vira até mais religioso. Aquele Cristo te olha todo santo dia, de braços abertos. Não dá! Você começa a gostar do cara… E aí vem a sexta-feira e o dom de mudar o ambiente sem mexer em nada. O Rio que trabalha vira uma cidade de férias. As roupas somem, aparecem os sorrisos a toa, o sol, o futebol, o samba, o Rio. Já ouvi um cara me dizer um dia que o “Rio é uma mentira bem contada pela mídia”. Ele era paulista, odiava o Rio, jamais tinha vindo até aqui. E é um cara esperto. Se você não gosta do Rio de Janeiro, fique longe dele. É a única maneira de manter sua opinião. Em quase toda grande cidade que vou noto uma força extrema para fazer o turista se sentir em casa. Um italiano em São Paulo está na Itália dependendo de onde for. Um japones, idem. Um argentino vai a restaurantes e ambientes argentinos em qualquer grande cidade. No Rio de Janeiro ninguém te dá o que você já tem. Aqui, ou você vira “carioca”, ou vai perder muito tempo procurando um pedaço da sua terra por aqui. Não é verdade que são preconceituosos. É preciso entender que o carioca não se diz carioca por nascer aqui. Carioca é um perfil. Renato, o gaúcho, é um dos caras mais cariocas do mundo. Tem todo um ritual, um jeitinho de se aproximar. Chame o garçom pelo nome, os colegas de “irmão”. Sorria, abrace quando encontrar. Aceite o convite, mesmo que você não vá. Faça planos para amanhã, esqueça-os 10 minutos depois. Faça amigos, o máximo de amigos que conseguir. Quanto mais amigos, mais cerveja, mais risadas, mais churrascos, mais carioca você fica. E quanto mais carioca você é, mais você ama o Rio. Como eles. Gosto deles. Gosto de olhar pra frente e não ver onde acaba. Gosto de sol, de abraço, de rir muito alto e de não me achar um merda por estar sem grana. Gosto de como eles se viram. Gosto da simplicidade e da informalidade que os aproxima do amadorismo. A vida não tem que ser profissional. Tem que ser gostosa. E de gostosa, convenhamos, o Rio tá cheio. Ops! Desculpa, amor! Escapou. abs, merrrrmão!" Rica Perrone
    Fotos da Linha do Tempo.
    ...(Continuar Lendo)

AVISO: O conteúdo de cada postagem é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem. Se você encontrou algum conteúdo ofencivo ou pornográfico, por favor entre em contato conosco. Você também pode enviar seu texto para gente.


Previsão do tempo na Região