Início » Pernambuco » Solidão


Solidão - Pernambuco



Solidão faz parte do estado de Pernambuco.

O atual município de Solidão teve origem em meados do século XIX, quando o senhor Euzébio, conhecido como o bandeirante, andava a procura de minérios, e chegando a essa localidade montou morada sob um pé de juá, posteriormente comprou terras onde foi morar com sua família.

Tempos depois deu as terras a sua filha chamada Conceição, que depois de algum tempo vendeu a um senhor vindo de Monteiro na Paraíba, chamado Jesuíno Pereira, por volta de 1870, embora só veio morar na localidade em 1907, quando começou a construir algumas casas de alvenaria. Jesuíno era um homem religioso e resolveu convidar o padre Carlos Cottart de Afogados da Ingazeira, para celebrar uma missa em sua casa, no ano de 1910. Quando o padre chegou na casa do senhor Jesuíno, disse: - Que solidão! - Jesuíno não sabia o que significava aquela palavra e perguntou ao padre o seu significado. O padre lhe respondeu que solidão é um lugar deserto, isolado. Desde então o local ficou sendo chamado de Solidão.

História da cidade de Solidão Pernambuco - PE

Segundo depoimento de pessoas idosas, o atual município de Solidão teve origem no meado do século XIX, quando o senhor Euzébio, conhecido como o bandeirante, andava a procura de minérios, e chegando nessa localidade ficou morando sob um juazeiro, depois adquiriu as terras onde fixou residência com sua família.

Com o passar do tempo doou as terras a sua filha de nome Conceição, que posteriormente vendeu a um senhor vindo do município de Monteiro, Paraíba, por nome de Jesuíno Pereira, por volta de 1870, embora só veio morar na localidade em 1907, quando começou a construir algumas casas de tijolos (alvenaria). Por ser um homem religioso resolveu convidar o padre Carlos Cottart que morava em Afogados da Ingazeira, para celebrar uma missa em sua residência, exatamente no ano de 1910, quando o padre chegou na casa do senhor Jesuíno, exclamou Que solidão! e o anfitrião perguntou-lhe, que significa isso e o padre respondeu-lhe, solidão é um lugar deserto, isolado, e então ficou sendo chamado de solidão.

Era vontade do Sr. Jesuíno construir uma capela para devoção, porem faleceu mesmo antes de iniciar a obra, ficando a incumbência com sua viúva e o senhor João Batista de Oliveira, naturalmente com ajuda de todos os moradores. A construção ficou pronta em 1947 e foi colocada a imagem de Nossa Senhora de Lourdes, que é a padroeira do município.

Como a cidade fica localizada no sopé da Serra do mesmo nome, o padre Osvaldo da cidade de Tabira, juntamente com a população, construíram uma escadaria com uma gruta onde colocaram uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes, ao lado da gruta começou a minar por entre as pedras uma água límpida, que foi usada bastante tempo como milagrosa e começou a surgir as romarias, até os dias atuais são pagas bastantes promessas à Nossa Senhora de Lourdes pelos romeiros, por graças alcançadas.

Gentílico: solidanense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Solidão pela lei municipal nº 3, de 10-02-1937, subordinado ao município de Afogados da Ingazeira.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Solidão figura no município de Afogados da Ingazeira.

Pela lei estadual nº 418, de 31-12-1948, o distrito de Solidão passou a fazer parte do novo município de Tabira. Confirmado pela lei estadual nº 421, de 31-12-1948.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Solidão figura no município de Tabira.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de de 1-VII-1960.

Elevado à categoria de município com denominação de Solidão, pela lei estadual nº 4969, de 20-12-1963, desmembrado de Tabira. Sede no antigo distrito de Solidão. Constituído do distrito sede. Instalado em 14-03-1964.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Transferência distrital

Pela lei estadual nº 418, de 31-12-1948, confirmado pela lei estadual nº 421, de 31-12-1948, transfere o distrito de Solidão do município de Afogados da Ingazeira para o novo município de Tabira.

LOCALIZAçãO MUNICIPAL

O município está localizado na Macrorregião do Sertão Pernambucano e na Microrregião do Pajeú, com uma área territorial de 130,1 km2, limitando-se ao Norte com o estado da Paraíba, ao Sul com Carnaíba e Afogados da Ingazeira, Leste com Tabira, ao Oeste com o estado da Paraíba. A sede municipal está a 600 m de altitude em relação ao nível do Mar, Tem sua posição geográfica determinada pelo paralelo de -7º 35 60 da latitude -37 39 07,25 de longitude.

O clima é semiárido quente, com temperaturas variando entre 20º C e 36ºC

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 138,399: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 6: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 955: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 202: matrículas
Número de unidades locais: 23: unidades
Pessoal ocupado total: 420: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 6.383,06: reais
População residente : 5.744: pessoas
População residente - Homens: 2.902: pessoas
População residente - Mulheres: 2.842: pessoas
População residente alfabetizada: 3.895: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 1.737: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 5.467: pessoas
População residente, religião espírita: -: pessoas
População residente, religião evangélicas: 262: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 756,61: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.328,36: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 145,71: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 250,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,585:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Solidão: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Solidão? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: