Início » Mato Grosso do Sul » Itaporã


Itaporã - Mato Grosso do Sul



Itaporã é uma cidade da região Centro-Oeste, localizado no estado de Mato Grosso do Sul. É conhecida como "Cidade do Peixe", pois possui a maior lâmina d′água do estado em matéria de criação e produção de peixes.

Na terceira década do século XX, o então presidente do estado de Mato Grosso, Pedro Celestino da Costa, destinou, para fins de colonização, uma área de 50 000 hectares compreendida entre os Rios Brilhante e Panambi, pertencentes ao município de Ponta Porã.

O prefeito de Dourados deu início aos trabalhos de colonização e criou a denominação "Colônia Municipal de Dourados", procedendo, a seguir, à distribuição dos primeiros lotes do novo povoado, atualmente Itaporã. O município foi criado pela Lei 659, de 10 de dezembro de 1953.

Itaporã

Território habitado primitivamente pelos índios Terenos supõe-se que foi penetrado pelo homem branco no século XVIII. Quando os Bandeirantes. Ganhando as águas do Rio Brilhante. Subiam rumo as minas de Cuiabá.

O Território voltou a ser novamente devastado em meados do século XIX por ocasião da Guerra do Paraguai. E mais tarde, com advento da industria ervateira, por Thomaz Laranjeira auxiliado pelos Guaranis que chegaram a provocar determinadas áreas de exploração.

A idéia de colonização da área que hoje constitui o Município de Dourados. Foi inspirada ainda na 3ª década deste século quando o então Presidente do Estado, Pedro Celestino Corrêa da Costa resolveu pelo Decreto Estadual nº 30 de 20 de Dezembro de 1953, desmembramento do Município de Ponta Porá. Essa área reservada para colonização. Por volta de 1946 o então prefeito João Augusto Capilé Junior resolveu explorar as terras reservadas e que já estavam no firme proposto de levar avante a colonização.

Em uma de suas explorações o Prefeito Capilé encontrou uma pequena área com baixa vegetação que logo escolheu para sede da futura colônia que recebeu o nome de Colônia Agrícola Municipal de Dourados. Terminando o mandato de Capilé Junior, assumiu a Prefeitura de Dourados o SR. Antonio de Carvalho, que continuou a obra de seu antecessor. Na sua administração foram legalizados todos os lotes até então distribuídos e foi intensificada a colonização.

No ano de 1944 chegaram 7 famílias a região onde hoje é o Município de Itaporã, instalando-se próximo ao Córrego Canhadão.

Com a chegada de um maior número de colonos a prefeitura de Dourados nomeou o Sr. Inácio Félix, fiscal e coordenador da distribuição de lotes.

A dificuldade encontrada pelos colonos começava na falta de estradas para se chegar aos lotes.

Em 1945 começou a ministrar aulas na colônia a Srª Olímpia Moura (primeira Professora) que atendia os filhos dos vizinhos.

Tudo na época era construído em sistema de mutirão. O rancho de festa era coberto de sapé onde realizavam os bailes e por muito tempo serviu de igreja (ficava ao lado de onde é hoje o (Colégio Itaporã).

O trabalho de evangelização era realizado pelos Freis pertencentes a Paróquia de Dourados. Frei Servácio Schulte, Antonio Setiwenger, Otaviano Hert.

Os primeiros moradores a residirem onde é hoje a sede do município foi o Sr. Joaquim Domingos que construiu a primeira casa de coqueiro e sapé

Em 1950 foi construída a primeira Capela sob a proteção de São José construção simples com um pequeno salão e uma sacristia.

O que se pode afirmar é que alguns profissionais contribuíram de maneira significativa para a formação da Colônia, como o Sr. Santana, que chegou no ano de 1963 e com sua câmara fotográfica registrou grandes momentos do município.

O Sr Antonio Japonês que com sua farmácia atendeu os moradores com medicamentos e consultas.

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Itaporã, pela Lei Estadual nº 659, de 10-12-1953, desmembrado do município de Dourados.

Sede no atual distrito de Itaporã (ex-povoado).

Constituído do distrito sede. Instalado 20-01-1954.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído do distrito sede.

Pela Lei Estadual nº 1171, de 21-11-1958, é criado o distrito de Carumbé e Montese e anexados ao município de Itaporã.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Itaporã, Carumbé e Montese.

Pela Lei Estadual nº 2060, de 14-12-1963, é criado o distrito de Piraporã e anexado ao município de Itaporã.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 4 distritos: Itaporã, Carumbé, Montese e Piraporã.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.

Pela Lei Estadual nº 326, de 06-01-1982, é criado o distrito de Santa Terezinha e anexado ao município de Itaporã.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 5 distritos: Itaporã, Carumbé, Montese, Pirapora e Santa Terezinha.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

Fonte: www.itapora.ms.gov.br/portal1/municipio/historia.aspiIdMun=100150040

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 1.321,811: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 7: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 2.608: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 652: matrículas
Número de unidades locais: 446: unidades
Pessoal ocupado total: 2.828: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 23.251,18: reais
População residente : 20.865: pessoas
População residente - Homens: 10.407: pessoas
População residente - Mulheres: 10.458: pessoas
População residente alfabetizada: 16.566: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 6.749: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 11.404: pessoas
População residente, religião espírita: 150: pessoas
População residente, religião evangélicas: 5.997: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.038,48: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.940,78: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 196,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 462,50: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,654:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística


Itaporã: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Itaporã? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: