Início » Minas Gerais » Coração de Jesus » Notícias


Últimas Notícias da cidade de Coração de Jesus - MG nas Redes Sociais

As Notícias são atualizadas em tempo real.




  • Desperta, Crente. compartilhou a foto de Jonathan Neves.
    CARTA DE AGRADECIMENTO E DESPEDIDA Venho através desta carta oficializar o meu desligamento da Igreja Cristã Maranata (ICM-PES). Lembro-me de minha trajetória desde a conversão, aos 11 anos, em 2003. Juntamente com minha mãe, passamos a conhecer ao Senhor e congregar na igreja de Vila Maria, em Lagoa Santa, MG. Ainda adolescente, subia no púlpito após o culto e sempre media minha altura pra saber se teria condição de pregar na igreja (coisa de criança rsrsrs). Com 12 anos, fui chamado pelo Senhor para ser instrumentista, onde acompanhava durante o culto os louvores tocando um violão simples batido. Era uma igreja simples, com irmãos simples e humildes, a igreja era como uma família e assim me receberam. Lembro daqueles queridos irmãos os quais pude desfrutar de grandes experiências ainda que tão menino. Cito nomes importantes como Pedro Salomão e Joana, juntamente com os filhos Estevão e Isabela, Neide, Zilda, Zeni e Paulinho, Izaias, meu grande amigo, Edval e Simone, e a filha Letícia, Elmo e Jaqueline. As minhas professoras de classe Flávia e Mônica que me instruíram durante minha fase de intermediário. Os diáconos Davi e Alisson que posteriormente puderam me acompanhar na trajetória espiritual e contribuíram com meu crescimento e conhecimento espiritual. Durante meu crescimento na ICM, sempre tive como referência uma pessoa que por tamanho carinho e admiração, o chamava de pai, Alaécio Antônio Rabelo Junior (Junior ou Juninho). Amigo e conselheiro durante as dúvidas e tentações da adolescência, repreendeu-me quando necessário, mas sempre me ensinou da melhor maneira possível a ser zeloso com as coisas de Deus, me deu base pra muito do conhecimento que possuo hoje. Agradeço de forma especial a você que sempre esteve ao meu lado e por ter contribuído tanto para minha formação e crescimento. Agradeço também à sua esposa Alessandra, minha segunda mãe, por todo carinho e apoio que tanto me deu sempre que precisei. Sentirei saudades de vocês sempre. Aos 16 anos, em 15 de Agosto de 2008 pude passar pelas águas e ser batizado, lembro com carinho e saudades do amoroso Pastor Luis Maciel, que era meu pastor nesta época. Nesta data, tive a felicidade de ser batizado ao lado de minha mãe e de nossa amiga da família e irmã Márcia Moreira. Exatos 15 dias após meu batismo, fui usado no púlpito pela primeira vez, onde pude pregar a palavra de Deus. Aos 16 anos pude sair pra pregar nas igrejas do interior da Serra do Cipó, Dom Joaquim, Morro do Pilar e Conceição do Mato Dentro. Agradeço aos irmãos que sempre me recebeu em suas casas de forma tão carinhosa e gentil. Que Deus abençoe a todos vocês. Faço questão de agradecer a toda amizade e companheirismo da família Eder, Marcia, Júlia e Nathalia. Família a qual tenho total amor e gratidão pela hospitalidade e amizade gratuita e sincera sempre recebida por eles durante todos estes anos. Tenho certeza que nossa amizade perdurará por longos e longos anos. Amo de todo coração a todos vocês. Em agosto de 2010 mudei da igreja de Vila Maria, onde congreguei durante 7 anos de forma firme e com postura exemplar, sempre fiel às orientações e servindo com submissão e amor a Deus e também cumprindo a todas as doutrinas da igreja. Durante este período, fui levantado para o Grupo de louvor da igreja e fui secretário da mesma. Passei por vários ministérios, onde pude aprender com todos eles e mantive excelente comportamento disciplinar e doutrinário, comprovado e inquestionável por qualquer um que me conheça de perto e tenha convivido comigo neste período. Mudei-me então para Belo Horizonte, e passei a congregar na igreja Central da Pampulha, situada em Venda Nova. Desde o primeiro dia até hoje já se passaram 3 anos e 11 meses. Neste período, todo ele sob ministério do Pr. Kleber, pude crescer muito como obreiro e alcançar novas experiências com o Senhor. Amadureci muito durante todo este período. Nesta igreja fui muito bem recebido por todos e logo, formei amizades que perduram até hoje de forma sincera. Neste período fui vice responsável do grupo de assistência junto do diácono Silas, meu nobre amigo. De igual modo, sempre mantive uma conduta ilibada e inquestionável dentro da ICM, servindo ao Senhor com fidelidade e firmeza, sempre me dispondo a todas as solicitações do ministério constituído e orientações advindas do Presbitério. Logo quando cheguei, no primeiro culto, sábado à noite, fui assistido pelo amigo Thiago Gonçalves. Pude neste dia comprovar que o pré-julgamento é um grande equívoco que todos cometemos, pois pensava, antes de o conhecer pessoalmente, que não seria uma boa pessoa. Este tipo de comportamento é de certa forma comum dentro da instituição, infelizmente. Ao passar do tempo a amizade fortaleceu-se e hoje, com alegria, agradeço a este amado amigo e irmão em Cristo, pela paciência e carinho sempre demonstrado. Um dos meus grandes amigos que ainda hoje permanece comigo e permanecerá até o dia glorioso. Outro jovem que marcou muito minha vida neste período em que congreguei na Central Pampulha foi o Carlinhos. Amigo companheiro e fiel. Sempre juntos, nos momentos bons e ruins, nas grandes experiências e também nos momentos de lutas. Aprendi com ele sempre a ter alegria nos lábios independente de qualquer situação. Humilde e muito fiel, servo de oração. Grande exemplo para mim. Obrigado por tudo valente. Em julho de 2010, antes de mudar pra BH, fui recebido na equipe de limpeza do Maanaim de Divinópolis-MG. Desde o primeiro seminário até o ultimo, sempre foi o melhor lugar onde pude estar servindo a Deus. Breno Reis, Milton Nogueira, Silas Melo, Moisés Fonseca, Obedi, Daniela e Gabriela. A estes nomes em especial meus sinceros agradecimentos. Obrigado pelo apoio e companheirismo de todos, o carinho, a alegria que sempre compartilhamos, os momentos de alegria, as lutas que passamos juntos, tudo sempre foi muito bom. Foram quase 4 anos na equipe, fiz grandes amizades, pude colher grandes experiências com o Senhor naquele lugar, além de provar de livramentos e bênçãos infinitas de Deus em minha vida. Aos Pastores Doracy e José Roberto, agradeço também pelo amor e carinho demonstrado durante todo este período. Sentirei muitas saudades daquele lugar abençoado e de estar junto dos irmão e, por certo, carregarei as melhores lembranças possíveis de tudo o que vivemos juntos na equipe. Fico com o coração pesado de não poder despedir de todos da equipe pessoalmente e poder abraça-los. Nos últimos dois anos, pude estar como monitor à frente de um dos grupos do trabalho com Jovens na área Pampulha. Dois anos intensos de trabalho e frutos maravilhosos colhidos juntamente com demais irmãos. Nestes dois anos pude conhecer muitas igrejas e irmãos, pra glória de Deus, um testemunho vivo daquilo que Deus sempre fez em minha vida pude deixar a todos os que me acompanharam neste período. Pela misericórdia de Deus e para louvor do nome D’Ele, pude, juntamente com alguns outros jovens irmãos, subir ao púlpito no Maanaim de BH para ministrar uma aula no seminário de jovens deste ano. Experiência maravilhosa o Senhor nos deu neste dia e nos marcou profundamente. Neste período, gostaria de destacar a amizade alcançada com o jovem amigo Stefan Franco, jovem valente e fiel a Deus, que sempre foi companheiro e firme no propósito de servir a Deus, juntos, pudemos crescer na intimidade e conhecimento dos mistérios de Deus. Agradeço a todos os monitores pelos momentos que vivemos juntos e todas as experiências alcançadas. Agradeço a Família Rocha, que me acolheram como um agregado da família e pelo tratamento especial que sempre me deram desde meu primeiro contato. Carlos Mauricio, Rozane, Suellen, Tia Lediane, Jayme, Samya e vó Idê, muito obrigado pelo carinho sempre recebido por todos vocês. Agradeço também ao Pr. Robson por todos os ensinamentos e companheirismo neste período onde trabalhamos juntos. Aos seus filhos lindos e queridos e esposa, Mirlene, sentirei saudades das bagunças no Maanaim com as crianças. Agradeço ao meu atual Pr. Kleber, coordenador da Área Pampulha. Agradeço ao apoio e todo o ensinamento que me deu até hoje. Pelas instruções para meu crescimento espiritual, mas também, para todos os campos da minha vida. Agradeço a hospitalidade agradável sempre demonstrada por ele e sua esposa, Tia Nancy. Agradeço a todos os pastores o qual fui submetido ao ministério, obrigado pelo amor e carinho sempre recebidos. Os princípios e valores que pude absorver servindo a Deus na Igreja Cristã Maranata, carrego comigo e tenho muito apego, estes, por certo, ajudaram a formar grande parte da minha personalidade e do meu caráter. Foram ao todo 11 anos, metade da minha vida, de muito empenho e dedicação, servi ao Senhor sempre com alegria e fidelidade, atendendo a todas as orientações sem questionamentos ou murmuras, sempre fui muito bem quisto e aceito pela grande maioria dos irmão, sabendo eu que meu perfil não era agradável a alguns, porém, nunca fiz questão de me moldar de modo a agradar a todos ou a pessoas específicas, mas sempre mantive firme os meus princípios e personalidade, buscando sempre, acima de todas as coisas, agradar a Deus. Por todos os lugares por onde passei, tenho sã consciência que pude deixar um bom testemunho e até mesmo, manter uma postura padrão dentro do esperado de um membro da ICM. Estou saindo dirigido pelo Espírito Santo de Deus, de forma clara e muito objetiva, o Senhor me orientou. Ele tem me mostrado que há um evangelho genuíno que está sendo anunciado por outros irmãos e denominações que também estão comprometidas com o verdadeiro evangelho de Cristo. A Obra de Deus não é exclusiva de uma denominação, como alguns ainda insistem em pensar e crer, mas ela está inserida no coração daqueles que estão comprometidos com a vontade de Deus e foram chamados Tenho aprendido muito sobre o amor, o amor ente irmãos, o amor ao próximo e o amor grandioso de Deus. Estes ensinos tem me proporcionado grandes bênçãos e me aproximado cada dia mais de Deus. Permaneço firme na fé que me mantém de pé durante todos estes anos em que tenho dedicado a minha vida ao evangelho. Desejo a todos os meus amados irmãos e amigos, que a bênção de Deus permaneça sobre todos, e que possamos desfrutar em breve, da Jerusalém celestial. Aos meus irmãos da Igreja Central da Pampulha, sintam-se abraçados, todos, sem exceção. Aprendi a amar a vida de todos vocês, às Senhoras, obrigado pelo carinho e amor de todas, pelas orações e conselhos, ganhei várias “tias” ao longo dos anos que permaneci nesta igreja. Aos meus irmãos do grupo de louvor, obrigado a todos pelo amor, companheirismo pela paciência que sempre demonstram por mim. Erlon e Ana Marina, Ronaldo e Déborah, irmãos amados que já foram transferidos da Central, mas que permanecem em nosso coração e nas orações, obrigado por tudo também. Permaneçam firmes, sempre servindo a Deus com alegria, na certeza que Ele é Senhor sobre todas as coisas, e que a Ele, somente a Ele, será sempre dado o nosso louvor e adoração. Que Deus abençoe a todos vocês. Às crianças desta igreja que tenho tanto carinho, que Deus possa conduzi-las sempre no caminho eterno e que possam crescer e se tornarem servos valentes do Deus vivo. Romanos 08 “Portanto, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espirito. Vs.1 Porque a inclinação da carne é morte, mas a inclinação do Espirito é vida e paz. Vs.6 Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai! Vs. 14 e 15 Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Vs.19 E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Vs. 28 Que diremos, pois a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Vs.31 Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todos o dia; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores por aqueles que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos nem os principados, nem coisa presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Vs. 35 a 38 Obrigado por tudo! Que Deus abençoe a vida de todos a cada dia. Um abraço. Graça e paz. Fraternalmente, Jonathan Neves *Carta redigida em 25/07/14 e entregue em 27/07/2014. — com Thiago Augusto e outras 50 pessoas.
    Arquivos de dispositivos móveis.
  • Sobrevoo no aeroporto de Coração de Jesus -MG

    Coração de Jesus- domingo 29 de junho. 2014. Autor do vídeo: José Pinheiro Filho.

  • Caminho religioso da ESTRADA REAL começa a ser sinalizado.CON.LAFAIETE MG esta incluída BASÍLICA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS,MATRIZ DE N.SENHORA DA CONCEIÇÃO e SANTUÁRIO SÃO JUDAS TADEU.
    

    Caminho religioso da ESTRADA REAL começa a ser sinalizado.CON.LAFAIETE MG esta incluída BASÍLICA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS,MATRIZ DE N.SENHORA DA CONCEIÇÃO e SANTUÁRIO SÃO JUDAS TADEU.



  • Luiz Carlos Fernandes compartilhou a foto de Jonathan Neves.
    CARTA DE AGRADECIMENTO E DESPEDIDA Venho através desta carta oficializar o meu desligamento da Igreja Cristã Maranata (ICM-PES). Lembro-me de minha trajetória desde a conversão, aos 11 anos, em 2003. Juntamente com minha mãe, passamos a conhecer ao Senhor e congregar na igreja de Vila Maria, em Lagoa Santa, MG. Ainda adolescente, subia no púlpito após o culto e sempre media minha altura pra saber se teria condição de pregar na igreja (coisa de criança rsrsrs). Com 12 anos, fui chamado pelo Senhor para ser instrumentista, onde acompanhava durante o culto os louvores tocando um violão simples batido. Era uma igreja simples, com irmãos simples e humildes, a igreja era como uma família e assim me receberam. Lembro daqueles queridos irmãos os quais pude desfrutar de grandes experiências ainda que tão menino. Cito nomes importantes como Pedro Salomão e Joana, juntamente com os filhos Estevão e Isabela, Neide, Zilda, Zeni e Paulinho, Izaias, meu grande amigo, Edval e Simone, e a filha Letícia, Elmo e Jaqueline. As minhas professoras de classe Flávia e Mônica que me instruíram durante minha fase de intermediário. Os diáconos Davi e Alisson que posteriormente puderam me acompanhar na trajetória espiritual e contribuíram com meu crescimento e conhecimento espiritual. Durante meu crescimento na ICM, sempre tive como referência uma pessoa que por tamanho carinho e admiração, o chamava de pai, Alaécio Antônio Rabelo Junior (Junior ou Juninho). Amigo e conselheiro durante as dúvidas e tentações da adolescência, repreendeu-me quando necessário, mas sempre me ensinou da melhor maneira possível a ser zeloso com as coisas de Deus, me deu base pra muito do conhecimento que possuo hoje. Agradeço de forma especial a você que sempre esteve ao meu lado e por ter contribuído tanto para minha formação e crescimento. Agradeço também à sua esposa Alessandra, minha segunda mãe, por todo carinho e apoio que tanto me deu sempre que precisei. Sentirei saudades de vocês sempre. Aos 16 anos, em 15 de Agosto de 2008 pude passar pelas águas e ser batizado, lembro com carinho e saudades do amoroso Pastor Luis Maciel, que era meu pastor nesta época. Nesta data, tive a felicidade de ser batizado ao lado de minha mãe e de nossa amiga da família e irmã Márcia Moreira. Exatos 15 dias após meu batismo, fui usado no púlpito pela primeira vez, onde pude pregar a palavra de Deus. Aos 16 anos pude sair pra pregar nas igrejas do interior da Serra do Cipó, Dom Joaquim, Morro do Pilar e Conceição do Mato Dentro. Agradeço aos irmãos que sempre me recebeu em suas casas de forma tão carinhosa e gentil. Que Deus abençoe a todos vocês. Faço questão de agradecer a toda amizade e companheirismo da família Eder, Marcia, Júlia e Nathalia. Família a qual tenho total amor e gratidão pela hospitalidade e amizade gratuita e sincera sempre recebida por eles durante todos estes anos. Tenho certeza que nossa amizade perdurará por longos e longos anos. Amo de todo coração a todos vocês. Em agosto de 2010 mudei da igreja de Vila Maria, onde congreguei durante 7 anos de forma firme e com postura exemplar, sempre fiel às orientações e servindo com submissão e amor a Deus e também cumprindo a todas as doutrinas da igreja. Durante este período, fui levantado para o Grupo de louvor da igreja e fui secretário da mesma. Passei por vários ministérios, onde pude aprender com todos eles e mantive excelente comportamento disciplinar e doutrinário, comprovado e inquestionável por qualquer um que me conheça de perto e tenha convivido comigo neste período. Mudei-me então para Belo Horizonte, e passei a congregar na igreja Central da Pampulha, situada em Venda Nova. Desde o primeiro dia até hoje já se passaram 3 anos e 11 meses. Neste período, todo ele sob ministério do Pr. Kleber, pude crescer muito como obreiro e alcançar novas experiências com o Senhor. Amadureci muito durante todo este período. Nesta igreja fui muito bem recebido por todos e logo, formei amizades que perduram até hoje de forma sincera. Neste período fui vice responsável do grupo de assistência junto do diácono Silas, meu nobre amigo. De igual modo, sempre mantive uma conduta ilibada e inquestionável dentro da ICM, servindo ao Senhor com fidelidade e firmeza, sempre me dispondo a todas as solicitações do ministério constituído e orientações advindas do Presbitério. Logo quando cheguei, no primeiro culto, sábado à noite, fui assistido pelo amigo Thiago Gonçalves. Pude neste dia comprovar que o pré-julgamento é um grande equívoco que todos cometemos, pois pensava, antes de o conhecer pessoalmente, que não seria uma boa pessoa. Este tipo de comportamento é de certa forma comum dentro da instituição, infelizmente. Ao passar do tempo a amizade fortaleceu-se e hoje, com alegria, agradeço a este amado amigo e irmão em Cristo, pela paciência e carinho sempre demonstrado. Um dos meus grandes amigos que ainda hoje permanece comigo e permanecerá até o dia glorioso. Outro jovem que marcou muito minha vida neste período em que congreguei na Central Pampulha foi o Carlinhos. Amigo companheiro e fiel. Sempre juntos, nos momentos bons e ruins, nas grandes experiências e também nos momentos de lutas. Aprendi com ele sempre a ter alegria nos lábios independente de qualquer situação. Humilde e muito fiel, servo de oração. Grande exemplo para mim. Obrigado por tudo valente. Em julho de 2010, antes de mudar pra BH, fui recebido na equipe de limpeza do Maanaim de Divinópolis-MG. Desde o primeiro seminário até o ultimo, sempre foi o melhor lugar onde pude estar servindo a Deus. Breno Reis, Milton Nogueira, Silas Melo, Moisés Fonseca, Obedi, Daniela e Gabriela. A estes nomes em especial meus sinceros agradecimentos. Obrigado pelo apoio e companheirismo de todos, o carinho, a alegria que sempre compartilhamos, os momentos de alegria, as lutas que passamos juntos, tudo sempre foi muito bom. Foram quase 4 anos na equipe, fiz grandes amizades, pude colher grandes experiências com o Senhor naquele lugar, além de provar de livramentos e bênçãos infinitas de Deus em minha vida. Aos Pastores Doracy e José Roberto, agradeço também pelo amor e carinho demonstrado durante todo este período. Sentirei muitas saudades daquele lugar abençoado e de estar junto dos irmão e, por certo, carregarei as melhores lembranças possíveis de tudo o que vivemos juntos na equipe. Fico com o coração pesado de não poder despedir de todos da equipe pessoalmente e poder abraça-los. Nos últimos dois anos, pude estar como monitor à frente de um dos grupos do trabalho com Jovens na área Pampulha. Dois anos intensos de trabalho e frutos maravilhosos colhidos juntamente com demais irmãos. Nestes dois anos pude conhecer muitas igrejas e irmãos, pra glória de Deus, um testemunho vivo daquilo que Deus sempre fez em minha vida pude deixar a todos os que me acompanharam neste período. Pela misericórdia de Deus e para louvor do nome D’Ele, pude, juntamente com alguns outros jovens irmãos, subir ao púlpito no Maanaim de BH para ministrar uma aula no seminário de jovens deste ano. Experiência maravilhosa o Senhor nos deu neste dia e nos marcou profundamente. Neste período, gostaria de destacar a amizade alcançada com o jovem amigo Stefan Franco, jovem valente e fiel a Deus, que sempre foi companheiro e firme no propósito de servir a Deus, juntos, pudemos crescer na intimidade e conhecimento dos mistérios de Deus. Agradeço a todos os monitores pelos momentos que vivemos juntos e todas as experiências alcançadas. Agradeço a Família Rocha, que me acolheram como um agregado da família e pelo tratamento especial que sempre me deram desde meu primeiro contato. Carlos Mauricio, Rozane, Suellen, Tia Lediane, Jayme, Samya e vó Idê, muito obrigado pelo carinho sempre recebido por todos vocês. Agradeço também ao Pr. Robson por todos os ensinamentos e companheirismo neste período onde trabalhamos juntos. Aos seus filhos lindos e queridos e esposa, Mirlene, sentirei saudades das bagunças no Maanaim com as crianças. Agradeço ao meu atual Pr. Kleber, coordenador da Área Pampulha. Agradeço ao apoio e todo o ensinamento que me deu até hoje. Pelas instruções para meu crescimento espiritual, mas também, para todos os campos da minha vida. Agradeço a hospitalidade agradável sempre demonstrada por ele e sua esposa, Tia Nancy. Agradeço a todos os pastores o qual fui submetido ao ministério, obrigado pelo amor e carinho sempre recebidos. Os princípios e valores que pude absorver servindo a Deus na Igreja Cristã Maranata, carrego comigo e tenho muito apego, estes, por certo, ajudaram a formar grande parte da minha personalidade e do meu caráter. Foram ao todo 11 anos, metade da minha vida, de muito empenho e dedicação, servi ao Senhor sempre com alegria e fidelidade, atendendo a todas as orientações sem questionamentos ou murmuras, sempre fui muito bem quisto e aceito pela grande maioria dos irmão, sabendo eu que meu perfil não era agradável a alguns, porém, nunca fiz questão de me moldar de modo a agradar a todos ou a pessoas específicas, mas sempre mantive firme os meus princípios e personalidade, buscando sempre, acima de todas as coisas, agradar a Deus. Por todos os lugares por onde passei, tenho sã consciência que pude deixar um bom testemunho e até mesmo, manter uma postura padrão dentro do esperado de um membro da ICM. Estou saindo dirigido pelo Espírito Santo de Deus, de forma clara e muito objetiva, o Senhor me orientou. Ele tem me mostrado que há um evangelho genuíno que está sendo anunciado por outros irmãos e denominações que também estão comprometidas com o verdadeiro evangelho de Cristo. A Obra de Deus não é exclusiva de uma denominação, como alguns ainda insistem em pensar e crer, mas ela está inserida no coração daqueles que estão comprometidos com a vontade de Deus e foram chamados Tenho aprendido muito sobre o amor, o amor ente irmãos, o amor ao próximo e o amor grandioso de Deus. Estes ensinos tem me proporcionado grandes bênçãos e me aproximado cada dia mais de Deus. Permaneço firme na fé que me mantém de pé durante todos estes anos em que tenho dedicado a minha vida ao evangelho. Desejo a todos os meus amados irmãos e amigos, que a bênção de Deus permaneça sobre todos, e que possamos desfrutar em breve, da Jerusalém celestial. Aos meus irmãos da Igreja Central da Pampulha, sintam-se abraçados, todos, sem exceção. Aprendi a amar a vida de todos vocês, às Senhoras, obrigado pelo carinho e amor de todas, pelas orações e conselhos, ganhei várias “tias” ao longo dos anos que permaneci nesta igreja. Aos meus irmãos do grupo de louvor, obrigado a todos pelo amor, companheirismo pela paciência que sempre demonstram por mim. Erlon e Ana Marina, Ronaldo e Déborah, irmãos amados que já foram transferidos da Central, mas que permanecem em nosso coração e nas orações, obrigado por tudo também. Permaneçam firmes, sempre servindo a Deus com alegria, na certeza que Ele é Senhor sobre todas as coisas, e que a Ele, somente a Ele, será sempre dado o nosso louvor e adoração. Que Deus abençoe a todos vocês. Às crianças desta igreja que tenho tanto carinho, que Deus possa conduzi-las sempre no caminho eterno e que possam crescer e se tornarem servos valentes do Deus vivo. Romanos 08 “Portanto, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espirito. Vs.1 Porque a inclinação da carne é morte, mas a inclinação do Espirito é vida e paz. Vs.6 Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai! Vs. 14 e 15 Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Vs.19 E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Vs. 28 Que diremos, pois a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Vs.31 Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todos o dia; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores por aqueles que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos nem os principados, nem coisa presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Vs. 35 a 38 Obrigado por tudo! Que Deus abençoe a vida de todos a cada dia. Um abraço. Graça e paz. Fraternalmente, Jonathan Neves *Carta redigida em 25/07/14 e entregue em 27/07/2014. — com Thiago Augusto e outras 50 pessoas.
    Arquivos de dispositivos móveis.
  • MINAS GERAIS

    em 27/01/2013 Via Google+


    CARNEIROS / CORAÇÃO DE JESUS - POVOADO DE ITAÚNA
    ESTE EH O POVOADO DE CARNEIROS, NO CENTRO OESTE, QUE FICA AS MARGENS DA BR 431. RODOVIA QUE LIGA ITAUNA A PARÁ DE MINAS. PERTENCE A CIDADE UNIVERSITÁRIA DE ITAÚNA. AQUI A PRAÇINHA NA ENTRADA DO POVOA...


  • 5° CONFERENCIA DAS CIDADES REALIZADO EM CORAÇÃO DE JESUS
    5°CONFERÊNCIA MUNICIPAL DAS CIDADES. REALIZADA PELA SECRETÁRIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EM CORAÇÃO DE JESUS -MG
  • Festa do Sagrado Coração de Jesus - Cristais MG

    O Apostolado da Oração (AO) constitui a união dos fiéis que, por meio do oferecimento cotidiano de si mesmos, se juntam ao Sacrifício Eucarístico, no qual se...

  • Modelismo em coração de Jesus 29 junho 2014 Dom.

    José Pinheiro faz sobrevoo de aeromodelo em aeroporto de Coração de Jesus-MG.

  • BANDA VÍRUS AO VIVO NA PRAÇA DA MATRIZ EM CORAÇÃO DE JESUS -MG

    BANDA VÍRUS AO VIVO NA PRAÇA DA MATRIZ EM CORAÇÃO DE JESUS -MG.

  • Homenagem ao Sagrado Coração de Jesus

    Coral da comunidade de Carmo do Cajuru/MG Apresentação dia 06.06.2014.

  • O crânio à sua frente é, de longe, a peça mais importante entre as dezenas de ossos e fragmentos que a equipe do museu desenterrou em Coração de Jesus (MG) nos últimos cinco anos. Um crânio completo, desde o focinho até a nuca, e ainda com a mandíbula e todos os dentes preservados nos seus devidos lugares. Em resumo: o mais completo crânio de titanossauro já encontrado no mundo, segundo o professor Hussam Zaher, atual diretor e curador das coleções de herpetologia e paleontologia do museu. "É uma descoberta para os livros de paleontologia", diz ele, principal responsável pela pesquisa. "Todo mundo que estuda dinossauros vai olhar para esse bicho."
    http://vandobeltran.blogspot.com.br/2011/02/um-dinossauro-no-coracao-de-jesus-uma.html

    Um dinossauro no Coração de Jesus, "UMA DAS MAIORES DESCOBERTAS DO MUNDO !"
    Biologa: Pamela Gentile - UNIABC Comprimento do crânio é de 48 cm, pequeno para animal de 13 metros. Foto: Tiago Queiroz/AE Crânio é o mais completo de um titanossauro já descoberto no mundo 13 de se...
  • MINAS GERAIS

    em 12/01/2013 Via Google+


    CORAÇÃO DE JESUS / O ELO PERDIDO
    BEM VINDO A CIDADE QUE EH UMA HOMENAGEM AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS. BEM VINDO A CIDADE DE CORAÇÃO DE JESUS. imagem de "?" CORAÇÃO DE JESUS TEM 26.033 HABITANTES (IBGE 2010) QUEM NASCE EM CORAÇÃO DE...



  • Neide Lima Reis compartilhou a foto de Moises Di Souza Souza.
    "EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO. POR ISTO TE PEÇO NOME DE JESUS, PARA QUE DEUS COLOQUE ARREPENDIMENTO NO CORAÇÃO DA CAROLINE, E ELA VOLTE PARA CASA. ELA É FILHA DO PR. Joanir Oliveira e da Karine Oliveira. ..OS PAIS ESTÃO ANGUSTIADOS... PEÇO EM NOME DE JESUS." COMPARTILHEM POR FAVOR.... ELA É DA REGIÃO DE SARZEDO... BETIM. MG. Pr. Moises Di Souza.
    Fotos da publicação de Moises Di Souza Souza em CLUBE FACEBOOK DE ORAÇÃO..


  • UVioO - Jornalzinho 3 ,SUPER COMEDIA,Coração de Jesus-MG
    UVioO - Alô galerinha,,,,assistir ai jornal 3,,vcs vai rir d mais,,,SUPER COMEDIA ,,2012 ,.,.Noticias engraçadas ,.,.Apoios engraçados ,.,..Piadas engraçadas Assitir tambem jornal 2 ,,,muito engraça...



  • Vita De Andrade Marques compartilhou a foto de Mãos Ensanguentadas de Jesus - TV Século 21.
    A Equipe Missionária da Associação do Senhor Jesus e Rede Século 21, estará nesta quarta-feira (30/07) na Paróquia Sagrado Coração de Jesus na cidade de Formiga - MG (Rua Coronel Aureliano, 08 - Bairro Sagrado Coração de Jesus) Missa às 19h. Deixe nos comentários suas intenções para a Missa, estaremos rezando por você!
    Fotos da linha do tempo.
  • Diego Cobucci

    em 30/06/2014 Via Youtube
    Ordem da Visitação de Barbacena MG, Festa do Sagrado Coração de Jesus- com Diego Cobucci

    Irmãs da Comunidade da Ordem da Visitação de Barbacena MG, promovem a 28º Novena Solene em Honra ao Sagrado Coração de Jesus. Festa foi realizada no Mosteiro...




  • Renata Eliane compartilhou a foto de Moises Di Souza Souza.
    "EU CREIO NO PODER DA ORAÇÃO. POR ISTO TE PEÇO NOME DE JESUS, PARA QUE DEUS COLOQUE ARREPENDIMENTO NO CORAÇÃO DA CAROLINE, E ELA VOLTE PARA CASA. ELA É FILHA DO PR. Joanir Oliveira e da Karine Oliveira. ..OS PAIS ESTÃO ANGUSTIADOS... PEÇO EM NOME DE JESUS." COMPARTILHEM POR FAVOR.... ELA É DA REGIÃO DE SARZEDO... BETIM. MG. Pr. Moises Di Souza.
    Fotos da publicação de Moises Di Souza Souza em CLUBE FACEBOOK DE ORAÇÃO..



  • Luciane Muniz Garbo compartilhou uma atualização de status de Vida Espiritual Vida Espiritual.
    Vida Espiritual Vida Espiritual.
    Mortes Coletivas Por: José Francisco Costa Rebouças Mortes Coletivas Nas mortes coletivas, como no caso tão dramático ocorrido na Ásia, provocadas pela fúria das ondas gigantes conhecidas por TSUNAMIS, nos recentes DESASTRES AÉREOS, e em diversos outros provocados pela FÚRIA DA NATUREZA, ocorridos em todo o mundo, que causaram tanta destruição, morte e sofrimento para os envolvidos direta ou indiretamente, só encontraremos uma justificativa lógica para os respectivos acontecimentos, se colocarmos em prática os conhecimentos que só a doutrina espírita nos pode fornecer, para confirmar que até mesmo nessas catástrofes a Lei de Justiça se faz presente, pois como nos afirma o codificador, não há efeito sem uma causa que o justifique. Na medida em que vivemos a dizer em todas as correntes religiosas que Deus é infinitamente Bom e Justo daí em diante, não mais aceitamos crer que possa acontecer algo com quem quer que seja, que não esteja dentro dos parâmetros traçados pela sua justiça perfeita, ou então, estamos simplesmente a falar de algo que ainda não cremos. Quando a doutrina espírita nos ensina que, a reencarnação é a chave para que possamos entender a justiça de Deus, muitos religiosos ainda arraigados em conceitos milenares e recheados de dogmas, superstições, e tendo como base a fé cega não vêem assim, pois muitos ainda acreditam que a graça de Deus lhes dará a salvação pela fé, sem levarem em consideração o ensinamento contido na Epístola de Tiago, Cap.2 v.17 que nos diz que “assim também a fé, se não tiver obras é morta em si mesma”, não atentando para o fato de que, se a fé sem obra é morta, não poderá garantir salvação a ninguém. ¹ Alicerçam suas justificativas pueris, na crença de que é simplesmente por que Deus julgou que assim deveria proceder, não dando qualquer importância à vida e ao destino dessas criaturas, não percebendo que agindo dessa maneira por simples desejo seu sem qualquer justificativa para o fato, estaria ELE, obrando como qualquer ser humano insensato e até mesmo irresponsável e injusto, pois estaria atingindo seres como inúmeras crianças atingidas pelos citados desastres, sem que a pobre criatura saiba porque, está sendo incluída no rol dos infelizes inimigos desse Deus que resolveu dar vazão a sua ira, e, sem qualquer motivo plausível, resolveu punir essas desafortunadas vítimas selecionadas por ele; não levando em conta sequer que seres “inocentes”, com poucos dias de vida estariam sendo também atingidos. Sendo assim, nos damos o direito de perguntar aos que assim pensam: que Deus é esse tão imprevisível e injusto, que deva merecer nossa confiança, nossa fé, nossa esperança? O Deus que conhecemos na doutrina espírita é antes de tudo Pai, amoroso, justo e bom, incapaz por isso mesmo, de cometer atos dessa natureza com quem quer que seja, e justifica sua maravilhosa filosofia consoladora, nos afirmando que para todos esses irmãos envolvidos de alguma forma nesses terríveis acontecimentos, a Lei de causa e efeito se faz presente, confirmando o ensinamento de Jesus ao nos instruir que “a cada um segundo as suas obras”. Todos os nossos irmãos que pereceram pelo efeito devastador das citadas catástrofes coletivas, carregavam consigo motivos para se ajustarem com a Lei, a fim de quitar seus débitos com a Justiça Divina que não falha jamais, encontrando aí a oportunidade sublime do resgate libertador. O Codificador da Doutrina espírita elaborou uma série de questões pertinentes ao tema contidas no Livro dos Espíritos, PARTE 3ª - CAPÍTULO – VI. DA LEI DE DESTRUIÇÃO, que achamos oportuno trazer para nossa melhor compreensão sobre o assunto em pauta: Flagelos destruidores Pergunta: 737. Com que fim fere Deus a Humanidade por meio de flagelos destruidores? “Para fazê-la progredir mais depressa. Já não dissemos ser a destruição uma necessidade para a regeneração moral dos Espíritos, que, em cada nova existência, sobem um degrau na escala do aperfeiçoamento? Preciso é que se veja o objetivo, para que os resultados possam ser apreciados. Somente do vosso ponto de vista pessoal os apreciais; daí vem que os qualificais de flagelos, por efeito do prejuízo que vos causam. Essas subversões, porém, são freqüentemente necessárias para que mais pronto se dê o advento de uma melhor ordem de coisas e para que se realize em alguns anos o que teria exigido muitos séculos.” (744) Pergunta: 738. Para conseguir a melhora da Humanidade, não podia Deus empregar outros meios que não os flagelos destruidores? “Pode e os emprega todos os dias, pois que deu a cada um os meios de progredir pelo conhecimento do bem e do mal. O homem, porém, não se aproveita desses meios. Necessário, portanto, se torna que seja castigado no seu orgulho e que se lhe faça sentir a sua fraqueza.” a) - Mas, nesses flagelos, tanto sucumbe o homem de bem como o perverso. Será justo isso? “Durante a vida, o homem tudo refere ao seu corpo; entretanto, de maneira diversa pensa depois da morte. Ora, conforme temos dito, a vida do corpo bem pouca coisa é. Um século no vosso mundo não passa de um relâmpago na eternidade. Logo, nada são os sofrimentos de alguns dias ou de alguns meses, de que tanto vos queixais. Representam um ensino que se vos dá e que vos servirá no futuro. Os Espíritos, que preexistem e sobrevivem a tudo, formam o mundo real (85). Esses os filhos de Deus e o objeto de toda a Sua solicitude. Os corpos são meros disfarces com que eles aparecem no mundo. Por ocasião das grandes calamidades que dizimam os homens, o espetáculo é semelhante ao de um exército cujos soldados, durante a guerra, ficassem com seus uniformes estragados, rotos, ou perdidos. O general se preocupa mais com seus soldados do que com os uniformes deles.” b) - Mas, nem por isso as vítimas desses flagelos deixam de o ser. “Se considerásseis a vida qual ela é e quão pouca coisa representa com relação ao infinito, menos importância lhe daríeis. Em outra vida, essas vítimas acharão ampla compensação aos seus sofrimentos, se souberem suportá-los sem murmurar.” Venha por um flagelo a morte, ou por uma causa comum, ninguém deixa por isso de morrer, desde que haja soado a hora da partida. A única diferença, em caso de flagelo, é que maior número parte ao mesmo tempo. Se, pelo pensamento, pudéssemos elevar-nos de maneira a dominar a Humanidade e abrangê-la em seu conjunto, esses tão terríveis flagelos não nos pareceriam mais do que passageiras tempestades no destino do mundo. Pergunta: 739. Têm os flagelos destruidores utilidade, do ponto de vista físico, não obstante os males que ocasionam? “Têm. Muitas vezes mudam as condições de uma região. Mas, o bem que deles resulta só as gerações vindouras o experimentam.” Pergunta: 740. Não serão os flagelos, igualmente, provas morais para o homem, por porem-no a braços com as mais aflitivas necessidades? “Os flagelos são provas que dão ao homem ocasião de exercitar a sua inteligência, de demonstrar sua paciência e resignação ante a vontade de Deus e que lhe oferecem ensejo de manifestar seus sentimentos de abnegação, de desinteresse e de amor ao próximo, se o não domina o egoísmo.” Pergunta: 741. Dado é ao homem conjurar os flagelos que o afligem? “Em parte, é; não, porém, como geralmente o entendem. Muitos flagelos resultam da imprevidência do homem. À medida que adquire conhecimentos e experiência, ele os vai podendo conjurar, isto é, prevenir, se lhes sabe pesquisar as causas. Contudo, entre os males que afligem a Humanidade, alguns há de caráter geral, que estão nos decretos da Providência e dos quais cada indivíduo recebe, mais ou menos, o contragolpe. A esses nada pode o homem opor, a não ser sua submissão à vontade de Deus. Esses mesmos males, entretanto, ele muitas vezes os agrava pela sua negligência.” Na primeira linha dos flagelos destruidores, naturais e independentes do homem, devem ser colocados a peste, a fome, as inundações, as intempéries fatais às produções da terra. Não tem, porém, o homem encontrado na Ciência, nas obras de arte, no aperfeiçoamento da agricultura, nos afolhamentos e nas irrigações, no estudo das condições higiênicas, meios de impedir, ou, quando menos, de atenuar muitos desastres? Certas regiões, outrora assoladas por terríveis flagelos, não estão hoje preservadas deles? Que não fará, portanto, o homem pelo seu bem-estar material, quando souber aproveitar-se de todos os recursos da sua inteligência e quando aos cuidados da sua conservação pessoal, souber aliar o sentimento de verdadeira caridade para com os seus semelhantes? (707) ² No Livro Obras Póstumas, Segunda Parte, pág. 215, no Capítulo intitulado: Questões e problemas - As expiações coletivas, o espírito Clélie DUPLANTIER, assim nos esclarece em um dos trechos de sua mensagem sobre o tema: “Salvo exceção, pode-se admitir como regra geral que todos aqueles que têm uma tarefa comum reunidos numa existência, já viveram juntos para trabalharem pelo mesmo resultado, e se acharão reunidos ainda no futuro, até que tenham alcançado o objetivo, quer dizer, expiado o passado, ou cumprido a missão aceita. Graças ao Espiritismo, compreendeis agora a justiça das provas que não resultam de atos da vida presente, porque já vos foi dito que é a quitação de dívidas do passado; por que não ocorreria o mesmo com as provas coletivas? Dissestes que as infelicidades gerais atingem o inocente como o culpado; mas sabeis que o inocente de hoje pode ter sido o culpado de ontem? Que tenha sido atingido individualmente ou coletivamente, é que o mereceu. E, depois, como dissemos, há faltas do indivíduo e do cidadão; a expiação de umas não livra da expiação das outras, porque é necessário que toda dívida seja paga até o último centavo. As virtudes da vida privada não são as da vida pública; um, que é excelente cidadão, pode ser muito mau pai de família, e outro, que é bom pai de família, probo e honesto em seus negócios, pode ser um mau cidadão, ter soprado o fogo da discórdia, oprimido o fraco, manchado as mãos em crimes de lesa-sociedade. São essas faltas coletivas que são expiadas coletivamente pelos indivíduos que para elas concorreram, os quais se reencontram para sofrerem juntos a pena de talião, ou ter a ocasião de repararem o mal que fizeram, provando o seu devotamento à coisa pública, socorrendo e assistindo aqueles que outrora maltrataram. O que é incompreensível, inconciliável com a justiça de Deus, sem a preexistência da alma, se torna claro e lógico pelo conhecimento dessa lei. A solidariedade, que é o verdadeiro laço social, não está, pois, só para o presente; ela se estende no passado e no futuro, uma vez que as mesmas individualidades se encontraram, se reencontram e se encontrarão para subirem juntas a escala do progresso, prestando-se concurso mútuo. Eis o que o Espiritismo faz compreender pela equitativa lei da reencarnação e a continuidade das relações entre os mesmos seres”. ³ Em Outras Obras Vamos encontrar na valorosa obra mediúnica do extraordinário médium Chico Xavier, mais precisamente no Livro Chico Xavier pede Licença, no capítulo 19, intitulado “Desencarnações Coletivas”, as sábias explicações para o fenômeno das mortes coletivas, quando o benfeitor Emmanuel, responde pergunta endereçada a ele por algumas dezenas de pessoas em reunião pública realizada na noite de 22/08/1972, em Uberaba, MG, que transcrevemos na íntegra conforme abaixo: Pergunta: Sendo Deus a Bondade Infinita, porque permite a morte aflitiva de tantas pessoas enclausuradas e indefesas, como nos casos de incêndios? Resposta: “Realmente reconhecemos em Deus o Perfeito Amor aliada à Justiça Perfeita. E o Homem, filho de deus, crescendo em amor, traz consigo a Justiça imanente, convertendo-se, em razão disso, em qualquer situação, no mais severo julgador de si próprio. Quando retornamos da Terra para o Mundo Espiritual, conscientizados nas responsabilidades próprias, operamos o levantamento dos nossos débitos passados e rogamos os meios precisos a fim de resgatá-los devidamente. É assim que, muitas vezes, renascemos no Planeta em grupos compromissados para a redenção múltipla. Invasores ilaqueados pela própria ambição, que esmagávamos coletividades na volúpia do saque, tornamos à Terra com encargos diferentes, mas em regime de encontro marcado para a desencarnação conjunta em acidentes públicos. Exploradores da comunidade, quando lhe exauríamos as forças em proveito pessoal, pedimos a volta ao corpo denso para facearmos unidos o ápice de epidemias arrasadoras. Promotores de guerras manejadas para assalto e crueldade pela megalomania do ouro e do poder, em nos fortalecendo para a regeneração, pleiteamos o Plano Físico a fim de sofrermos a morte de partilha, aparentemente imerecida, em acontecimentos de sangue e lágrimas. Corsários que ateávamos fogo a embarcações e cidades na conquista de presas fáceis, em nos observando no Além com os problemas da culpa, solicitamos o retorno à Terra para a desencarnação coletiva em dolorosos incêndios, inexplicáveis sem a reencarnação. Criamos a culpa e nós mesmos engenhamos os processos destinados a extinguir-lhe as conseqüências. E a Sabedoria Divina se vale dos nossos esforços e tarefas de resgate e reajuste a fim de induzir-nos a estudos e progressos sempre mais amplos no que diga respeito à nossa própria segurança. É por este motivo que, de todas as calamidades terrestres, o Homem se retira com mais experiência e mais luz no cérebro e no coração, para defender-se e valorizar a vida. Lamentemos sem desespero quantos se fizeram vítimas de desastres que nos confrangem a alma. A dor de todos eles é a nossa dor. Os problemas com que se defrontam são igualmente nossos. Não nos esqueçamos, porém, de que nunca estamos sem a presença de Misericórdia Divina junto às ocorrências da Divina Justiça, que o sofrimento é invariavelmente reduzido ao mínimo para cada um de nós, que tudo se renova para o bem de todos e que Deus nos concede sempre o melhor”. No Livro O Consolador, de Emmanuel através da abençoada psicografia de Chico Xavier, encontramos a seguinte pergunta e respectiva resposta que abaixo transcrevemos: Pergunta 250: Como se processa a provação coletiva? Resposta: “Na provação coletiva verifica-se a convocação dos Espíritos encarnados, participantes do mesmo débito, com referência ao passado delituoso e obscuro. O mecanismo da justiça, na lei das compensações, funciona então espontaneamente, através dos prepostos do Cristo, que convocam os comparsas da dívida do pretérito para os resgates em comum, razão porque, muitas vezes, intitulais “doloroso caso” às circunstâncias que reúnem as criaturas mais díspares no mesmo acidente, que lhes ocasiona a morte do corpo físico ou as mais variadas mutilações, no quadro dos seus compromissos individuais”. No Livro Temas da Vida e da Morte, de Manoel Philomeno de Miranda, por Divaldo Pereira Franco, no capítulo intitulado “Flagelos e Males”, encontramos a seguinte explicação para esse tipo de acontecimento que entristece toda humanidade: “O abuso das paixões, e não o uso correto que leva aos ideais do amor e ao arrebatamento pelas causas nobres, é o agente dos flagelos e males que se voltam contra o próprio homem e o infelicitam”. Diante de tantos lúcidos esclarecimentos não podemos ter mais quaisquer dúvidas de que a justiça divina exerce sua ação exatamente com todos aqueles que em algum momento contrariaram a harmonia da Lei de Amor e Caridade e, por isso mesmo, cedo ou tarde se defrontarão inexoravelmente com a Lei de Causa e Efeito, ou se preferirem com a máxima proferida pela doutrina cristã quando nos assevera: “A semeadura é livre, mas, a colheita é obrigatória”. Passamos, agora, fundamentados pelos ensinamentos hauridos nesta abençoada doutrina a analisar alguns dos efeitos dessa Lei maior, utilizando o recurso da morte coletiva conforme segue: Na TRAGÉDIA DO CIRCO ocorrida em Niterói Estiveram envolvidos naquele episódio, ocorrido no circo em Niterói, os mesmos personagens que no ano de 177 de nossa era, queimaram cerca de mil crianças e mulheres cristãs numa arena de um circo na Gália, região da França. E, para o devido reajuste com a Lei de Causa e efeito foram convocados ao devido resgate acontecido naquele inesquecível dia 17 de dezembro de 1961, em comovedora tragédia acontecida no circo em Niterói, onde a justiça da Lei Divina, através da reencarnação, reuniu os responsáveis em diversas situações e graus de comprometimento no desatino ocorrido no pretérito, para a dolorosa expiação de seus atos selvagens praticados contra os cristãos indefesos sem dó nem piedade, sob os auspício da fúria sanguinolenta dos Imperadores da Roma Antiga. Nos casos de ACIDENTES DE AVIÃO No Livro Ação e Reação, capítulo 18, intitulado “Resgates Coletivos”, do espírito André Luiz, através da psicografia de Chico Xavier, nos traz as explicações do orientador Druso sobre as vítimas de um acidente ocorrido com um avião provocando várias mortes: “Imaginemos que fossem analisar as origens da provação a que se acolheram os acidentados de hoje... Surpreenderiam, decerto, delinqüentes que, em outras épocas, atiraram irmãos indefesos do cimo de torres altíssimas, para que seus corpos se espatifassem no chão; companheiros que, em outro tempo, cometeram hediondos crimes sobre o dorso do mar, pondo a pique existências preciosas, ou suicidas que se despenharam de arrojados edifícios ou de picos agrestes, em supremo atestado de rebeldia, perante a Lei, os quais, por enquanto, somente encontram recurso em tão angustioso episódio para transformarem a própria situação”. Nos casos de mortes causadas por TERREMOTOS Sabemos que a justiça está concedendo a oportunidade para que os antigos guerreiros covardes e desumanos do passado que destruíram cidades, arrasaram lares, matando mulheres e crianças e velhos, sob os escombros de suas casas, fazendo milhares de vítimas, ao reencarnarem em novos corpos, atraídos por uma força magnética provocadas pelos crimes praticados coletivamente, se reúnem em determinadas circunstâncias, e sofrem “na pele” por meio de um terremoto ou outra catástrofe semelhante, o mal na mesma proporção do que impuseram às suas vítimas indefesas de ontem. Nas OUTRAS VÁRIAS SITUAÇÕES Conforme nos esclareceu Emmanuel na mensagem acima transcrita, solicitamos nossa redenção perante a justiça divina, ao compreendermos o quanto fomos danosos para a sociedade em que nos comprometemos, e o Pai por infinita bondade nos dá a suprema oportunidade de nos quitarmos perante nossa própria consciência que abriga todas as suas soberanas Leis, para que conquistemos por nossos próprios atos a libertação do grilhão que nos prendem aos abismos das trevas, com objetivo de buscarmos reparar nossos delitos e irresponsabilidades contraídas no passado, para então procedermos em direção a nossa essência espiritual que é fonte de amor e harmonia. Finalizando, este nosso modesto estudo, sobre tão grave assunto deste instante doloroso, vivido por inúmeras famílias que perderam seus entes queridos de forma tão trágica, alertamos para o cuidado que devemos ter com a nossa semeadura presente que serão decisivas para o nosso porvir, visto que não temos como alterar as nossas ações efetuadas no passado distante, mas podemos se quisermos modificar para melhor o nosso destino futuro, levando em consideração que: “só os atos definem o verdadeiro cristão”, pois o reino de Deus não se conquista com aparências exteriores, e devemos sempre ter em mente que: “o universo é o lar de uma só família, onde Deus é por todos, e cada criatura por seus irmãos”. Que a presença de Jesus nos mantenha os corações alegres e unidos hoje e sempre. Fontes: 1) Epístola de Tiago, Cap.2 v.17. 2) O Livro do Espíritos – FEB. 76ª edição. 3) Obras Póstumas – FEB. 13ª edição – Segunda Parte, pág. 215, Capítulo intitulado: Questões e problemas - As expiações coletivas. 4) Livro Chico Xavier pede Licença, no capítulo 19, intitulado “Desencarnações Coletivas” 5) Livro O Consolador – Chico Xavier pelo Espírito Emmanue l, Pergunta 250. 6) Livro Temas da Vida e da Morte, de Manoel Philomeno de Miranda, por Divaldo Pereira Franco, no capítulo intitulado “Flagelos e Males. 7) Livro Ação e Reação – Chico Xavier pelo espírito Emmanuel, capítulo 18, intitulado “Resgates Coletivos. 8) Grifos Nossos. Francisco Rebouças.
  • Procissão do Sagrado Coração de Jesus 2014

    Solenidades em honra ao Sagrado Coração de Jesus na Catedral Basílica Nossa Senhora do Pilar em São João del-Rei MG Data : 27 de junho de 2014.



  • QUINTILIANO BUFFET - Caete MG - IGREJA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS | Catálogo Virthuz Anunciante Virtual
    Quintiliano Buffet, Caete MG Eventos de casamentos, aniversários, batizados, confraternizações empresariais
  • Sagrado Coração de Jesus da casa de LOLA hj na igreja matriz de Rio Pomba-MG2013-10-07
  • Encontro de Som Automotivo Coração de Jesus MG SOM LEGAL

    Encontro de Som Automotivo Coração de Jesus MG SOM LEGAL.

  • Café e Política. Vem?
    Preso ex-prefeito de cidade do Norte de Minas que vinha sendo monitorado por tornozeleira eletrônica.

    D.e.s.d.e : Ex-prefeito de Coração de Jesus-MG é preso
    Ex-prefeito de Coração de Jesus-MG é preso pela Operação Odin II da Polícia Federal.
  • Aeromodelo em Coração de Jesus MG-domingo

    Criei este vídeo com o Editor de vídeos do YouTube (http://www.youtube.com/editor)

  • Convite para a primeira sexta-feira
    Imagem do "Sagrado Coração de Jesus da Lola" na Igreja de São Manoel, em Rio Pomba/MG Voz do Mestre ( Jesus Cristo):  - O vosso amor generoso me consola… Ouvi, ainda, filhos amados, um desejo do vosso Senhor  e vosso Deus… Peço-vos que a primeira sexta-feir...

    Convite para a primeira sexta-feira
    Imagem do "Sagrado Coração de Jesus da Lola" na Igreja de São Manoel, em Rio Pomba/MG Voz do Mestre ( Jesus Cristo):  - O vosso amor generoso me consola… Ouvi, ainda, filhos amados, um desejo do vosso Senhor  e vosso Deu...



  • Marco Alexandre da Silva compartilhou a foto de Jonathan Neves.
    CARTA DE AGRADECIMENTO E DESPEDIDA Venho através desta carta oficializar o meu desligamento da Igreja Cristã Maranata (ICM-PES). Lembro-me de minha trajetória desde a conversão, aos 11 anos, em 2003. Juntamente com minha mãe, passamos a conhecer ao Senhor e congregar na igreja de Vila Maria, em Lagoa Santa, MG. Ainda adolescente, subia no púlpito após o culto e sempre media minha altura pra saber se teria condição de pregar na igreja (coisa de criança rsrsrs). Com 12 anos, fui chamado pelo Senhor para ser instrumentista, onde acompanhava durante o culto os louvores tocando um violão simples batido. Era uma igreja simples, com irmãos simples e humildes, a igreja era como uma família e assim me receberam. Lembro daqueles queridos irmãos os quais pude desfrutar de grandes experiências ainda que tão menino. Cito nomes importantes como Pedro Salomão e Joana, juntamente com os filhos Estevão e Isabela, Neide, Zilda, Zeni e Paulinho, Izaias, meu grande amigo, Edval e Simone, e a filha Letícia, Elmo e Jaqueline. As minhas professoras de classe Flávia e Mônica que me instruíram durante minha fase de intermediário. Os diáconos Davi e Alisson que posteriormente puderam me acompanhar na trajetória espiritual e contribuíram com meu crescimento e conhecimento espiritual. Durante meu crescimento na ICM, sempre tive como referência uma pessoa que por tamanho carinho e admiração, o chamava de pai, Alaécio Antônio Rabelo Junior (Junior ou Juninho). Amigo e conselheiro durante as dúvidas e tentações da adolescência, repreendeu-me quando necessário, mas sempre me ensinou da melhor maneira possível a ser zeloso com as coisas de Deus, me deu base pra muito do conhecimento que possuo hoje. Agradeço de forma especial a você que sempre esteve ao meu lado e por ter contribuído tanto para minha formação e crescimento. Agradeço também à sua esposa Alessandra, minha segunda mãe, por todo carinho e apoio que tanto me deu sempre que precisei. Sentirei saudades de vocês sempre. Aos 16 anos, em 15 de Agosto de 2008 pude passar pelas águas e ser batizado, lembro com carinho e saudades do amoroso Pastor Luis Maciel, que era meu pastor nesta época. Nesta data, tive a felicidade de ser batizado ao lado de minha mãe e de nossa amiga da família e irmã Márcia Moreira. Exatos 15 dias após meu batismo, fui usado no púlpito pela primeira vez, onde pude pregar a palavra de Deus. Aos 16 anos pude sair pra pregar nas igrejas do interior da Serra do Cipó, Dom Joaquim, Morro do Pilar e Conceição do Mato Dentro. Agradeço aos irmãos que sempre me recebeu em suas casas de forma tão carinhosa e gentil. Que Deus abençoe a todos vocês. Faço questão de agradecer a toda amizade e companheirismo da família Eder, Marcia, Júlia e Nathalia. Família a qual tenho total amor e gratidão pela hospitalidade e amizade gratuita e sincera sempre recebida por eles durante todos estes anos. Tenho certeza que nossa amizade perdurará por longos e longos anos. Amo de todo coração a todos vocês. Em agosto de 2010 mudei da igreja de Vila Maria, onde congreguei durante 7 anos de forma firme e com postura exemplar, sempre fiel às orientações e servindo com submissão e amor a Deus e também cumprindo a todas as doutrinas da igreja. Durante este período, fui levantado para o Grupo de louvor da igreja e fui secretário da mesma. Passei por vários ministérios, onde pude aprender com todos eles e mantive excelente comportamento disciplinar e doutrinário, comprovado e inquestionável por qualquer um que me conheça de perto e tenha convivido comigo neste período. Mudei-me então para Belo Horizonte, e passei a congregar na igreja Central da Pampulha, situada em Venda Nova. Desde o primeiro dia até hoje já se passaram 3 anos e 11 meses. Neste período, todo ele sob ministério do Pr. Kleber, pude crescer muito como obreiro e alcançar novas experiências com o Senhor. Amadureci muito durante todo este período. Nesta igreja fui muito bem recebido por todos e logo, formei amizades que perduram até hoje de forma sincera. Neste período fui vice responsável do grupo de assistência junto do diácono Silas, meu nobre amigo. De igual modo, sempre mantive uma conduta ilibada e inquestionável dentro da ICM, servindo ao Senhor com fidelidade e firmeza, sempre me dispondo a todas as solicitações do ministério constituído e orientações advindas do Presbitério. Logo quando cheguei, no primeiro culto, sábado à noite, fui assistido pelo amigo Thiago Gonçalves. Pude neste dia comprovar que o pré-julgamento é um grande equívoco que todos cometemos, pois pensava, antes de o conhecer pessoalmente, que não seria uma boa pessoa. Este tipo de comportamento é de certa forma comum dentro da instituição, infelizmente. Ao passar do tempo a amizade fortaleceu-se e hoje, com alegria, agradeço a este amado amigo e irmão em Cristo, pela paciência e carinho sempre demonstrado. Um dos meus grandes amigos que ainda hoje permanece comigo e permanecerá até o dia glorioso. Outro jovem que marcou muito minha vida neste período em que congreguei na Central Pampulha foi o Carlinhos. Amigo companheiro e fiel. Sempre juntos, nos momentos bons e ruins, nas grandes experiências e também nos momentos de lutas. Aprendi com ele sempre a ter alegria nos lábios independente de qualquer situação. Humilde e muito fiel, servo de oração. Grande exemplo para mim. Obrigado por tudo valente. Em julho de 2010, antes de mudar pra BH, fui recebido na equipe de limpeza do Maanaim de Divinópolis-MG. Desde o primeiro seminário até o ultimo, sempre foi o melhor lugar onde pude estar servindo a Deus. Breno Reis, Milton Nogueira, Silas Melo, Moisés Fonseca, Obedi, Daniela e Gabriela. A estes nomes em especial meus sinceros agradecimentos. Obrigado pelo apoio e companheirismo de todos, o carinho, a alegria que sempre compartilhamos, os momentos de alegria, as lutas que passamos juntos, tudo sempre foi muito bom. Foram quase 4 anos na equipe, fiz grandes amizades, pude colher grandes experiências com o Senhor naquele lugar, além de provar de livramentos e bênçãos infinitas de Deus em minha vida. Aos Pastores Doracy e José Roberto, agradeço também pelo amor e carinho demonstrado durante todo este período. Sentirei muitas saudades daquele lugar abençoado e de estar junto dos irmão e, por certo, carregarei as melhores lembranças possíveis de tudo o que vivemos juntos na equipe. Fico com o coração pesado de não poder despedir de todos da equipe pessoalmente e poder abraça-los. Nos últimos dois anos, pude estar como monitor à frente de um dos grupos do trabalho com Jovens na área Pampulha. Dois anos intensos de trabalho e frutos maravilhosos colhidos juntamente com demais irmãos. Nestes dois anos pude conhecer muitas igrejas e irmãos, pra glória de Deus, um testemunho vivo daquilo que Deus sempre fez em minha vida pude deixar a todos os que me acompanharam neste período. Pela misericórdia de Deus e para louvor do nome D’Ele, pude, juntamente com alguns outros jovens irmãos, subir ao púlpito no Maanaim de BH para ministrar uma aula no seminário de jovens deste ano. Experiência maravilhosa o Senhor nos deu neste dia e nos marcou profundamente. Neste período, gostaria de destacar a amizade alcançada com o jovem amigo Stefan Franco, jovem valente e fiel a Deus, que sempre foi companheiro e firme no propósito de servir a Deus, juntos, pudemos crescer na intimidade e conhecimento dos mistérios de Deus. Agradeço a todos os monitores pelos momentos que vivemos juntos e todas as experiências alcançadas. Agradeço a Família Rocha, que me acolheram como um agregado da família e pelo tratamento especial que sempre me deram desde meu primeiro contato. Carlos Mauricio, Rozane, Suellen, Tia Lediane, Jayme, Samya e vó Idê, muito obrigado pelo carinho sempre recebido por todos vocês. Agradeço também ao Pr. Robson por todos os ensinamentos e companheirismo neste período onde trabalhamos juntos. Aos seus filhos lindos e queridos e esposa, Mirlene, sentirei saudades das bagunças no Maanaim com as crianças. Agradeço ao meu atual Pr. Kleber, coordenador da Área Pampulha. Agradeço ao apoio e todo o ensinamento que me deu até hoje. Pelas instruções para meu crescimento espiritual, mas também, para todos os campos da minha vida. Agradeço a hospitalidade agradável sempre demonstrada por ele e sua esposa, Tia Nancy. Agradeço a todos os pastores o qual fui submetido ao ministério, obrigado pelo amor e carinho sempre recebidos. Os princípios e valores que pude absorver servindo a Deus na Igreja Cristã Maranata, carrego comigo e tenho muito apego, estes, por certo, ajudaram a formar grande parte da minha personalidade e do meu caráter. Foram ao todo 11 anos, metade da minha vida, de muito empenho e dedicação, servi ao Senhor sempre com alegria e fidelidade, atendendo a todas as orientações sem questionamentos ou murmuras, sempre fui muito bem quisto e aceito pela grande maioria dos irmão, sabendo eu que meu perfil não era agradável a alguns, porém, nunca fiz questão de me moldar de modo a agradar a todos ou a pessoas específicas, mas sempre mantive firme os meus princípios e personalidade, buscando sempre, acima de todas as coisas, agradar a Deus. Por todos os lugares por onde passei, tenho sã consciência que pude deixar um bom testemunho e até mesmo, manter uma postura padrão dentro do esperado de um membro da ICM. Estou saindo dirigido pelo Espírito Santo de Deus, de forma clara e muito objetiva, o Senhor me orientou. Ele tem me mostrado que há um evangelho genuíno que está sendo anunciado por outros irmãos e denominações que também estão comprometidas com o verdadeiro evangelho de Cristo. A Obra de Deus não é exclusiva de uma denominação, como alguns ainda insistem em pensar e crer, mas ela está inserida no coração daqueles que estão comprometidos com a vontade de Deus e foram chamados Tenho aprendido muito sobre o amor, o amor ente irmãos, o amor ao próximo e o amor grandioso de Deus. Estes ensinos tem me proporcionado grandes bênçãos e me aproximado cada dia mais de Deus. Permaneço firme na fé que me mantém de pé durante todos estes anos em que tenho dedicado a minha vida ao evangelho. Desejo a todos os meus amados irmãos e amigos, que a bênção de Deus permaneça sobre todos, e que possamos desfrutar em breve, da Jerusalém celestial. Aos meus irmãos da Igreja Central da Pampulha, sintam-se abraçados, todos, sem exceção. Aprendi a amar a vida de todos vocês, às Senhoras, obrigado pelo carinho e amor de todas, pelas orações e conselhos, ganhei várias “tias” ao longo dos anos que permaneci nesta igreja. Aos meus irmãos do grupo de louvor, obrigado a todos pelo amor, companheirismo pela paciência que sempre demonstram por mim. Erlon e Ana Marina, Ronaldo e Déborah, irmãos amados que já foram transferidos da Central, mas que permanecem em nosso coração e nas orações, obrigado por tudo também. Permaneçam firmes, sempre servindo a Deus com alegria, na certeza que Ele é Senhor sobre todas as coisas, e que a Ele, somente a Ele, será sempre dado o nosso louvor e adoração. Que Deus abençoe a todos vocês. Às crianças desta igreja que tenho tanto carinho, que Deus possa conduzi-las sempre no caminho eterno e que possam crescer e se tornarem servos valentes do Deus vivo. Romanos 08 “Portanto, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espirito. Vs.1 Porque a inclinação da carne é morte, mas a inclinação do Espirito é vida e paz. Vs.6 Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai! Vs. 14 e 15 Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Vs.19 E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Vs. 28 Que diremos, pois a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Vs.31 Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todos o dia; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores por aqueles que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos nem os principados, nem coisa presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Vs. 35 a 38 Obrigado por tudo! Que Deus abençoe a vida de todos a cada dia. Um abraço. Graça e paz. Fraternalmente, Jonathan Neves *Carta redigida em 25/07/14 e entregue em 27/07/2014. — com Thiago Augusto e outras 50 pessoas.
    Arquivos de dispositivos móveis.



  • Sabrina Oliveira compartilhou a foto de Marcos Tiago.
    Prezados irmãos-amigos, Povo de Deus! Venho comunicar-lhes o horário do velório do Pe. Reginaldo Campos Pereira: Início: nesta 2ª feira ás 16h00 Local: Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus. Rua: Cel. Aureliano, 8, Bairro Sagrado Coração de Jesus - Formiga - MG Obs.: O horário e local do sepultamento serão confirmados posteriormente. Pedimos as orações de todos pelos familiares e amigos de Padre Reginaldo e por todo o Clero de Luz. Pe. Marcos Tiago da Silva. Representante dos Presbíteros da Diocese de Luz
    Fotos da linha do tempo.



  • Cleide Santos compartilhou a foto de Bezete Leite.
    NOVO CARTÃO POSTAL DE CORAÇÃO DE JESUS MG BRA
    Fotos da linha do tempo.
    Publicadas
  • Paróquia Sagrado Coração de Jesus

    Maquete Eletrônica Paróquia Sagrado Coração de Jesus de Iturama-MG, ajude você também com a reforma e ampliação de nossa Paróquia Produção/Maquete Eletrônica...


AVISO: O conteúdo de cada postagem é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Previsão do tempo na Região


Participe e comente sobre a cidade de Coração de Jesus


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)