Início » Maranhão » Tutóia » Notícias


Últimas Notícias da cidade de Tutóia - MA nas Redes Sociais

As Notícias são atualizadas em tempo real.

  • Pedro Vytor

    em 14/09/2013 Via Google+
    BAIXAR - FORRÓ DOS PLAYS - TUTOIA-MA - 13.09.2013
    Tags: • Download CD Forró dos Plays em Tutoia Setembro 2013 Grátis • CD Forró dos Plays Tutoia - Setembro 2013 - Cd Completo ...

    BAIXAR - FORRÓ DOS PLAYS - TUTOIA-MA - 13.09.2013
    skip to main | skip to sidebar. Início · Contato · Anuncie Aqui · Ganhe Dinheiro · VytorDesigner · Forró das Antigas · Termos · Vytor Downloads. Tecnologia do Blogger. Home » Forró dos Plays » BAIXAR - FORRÓ DOS PLAYS - TUTOIA-MA - 13.09.2013 ...
  • Silvana Sol

    em 29/08/2014
    Não vamos perder vai bênção!!!


    .
    novo video promocional do grupo nova voz em tutoia-MA
  • CD Saia Rodada Em Tutóia - MA 16.12.2012

    CD Saia Rodada Em Tutóia - MA 16.12.2012 • ® ElieltonCDs • Gravando Os Melhores Shows Pra Você
    Baixar Saia Rodada Em Tutóia Dezembro de 2012.
  • italo cds

    em 19/12/2012 Via Google+
    Baixar - Saia Rodada - Tutóia - MA - 16.12.2012

    paceria nossos banner Promocionais CDs DVDs Mais Ajuda Como Baixar ...
    Ajuda · ► Como Baixar · ► Notícias · ► Política de Privacidade · ► Termos de Uso. Categorias. ► Cds De Forró E Vaquejada. ► Pagode. ► Reggae. ► Sertanejo. ► Arrocha. ► Djs. ► Axe. ► Pagode Romantico. ...
  • Jovens de Satana dos Carvalhos, Tutóia MA foram confundidos c assaltantes de banco Luzilandia PI

  • Vídeo 04: Vereador Zé Orlando fala do Concurso publico de Tutóia-MA

    Sessão plenaria do dia 06/08/2014.

  • Boi Precioso de Tutoia - MA - Arraial 2014

    Show de evolução!! "Nós vem de areia branca" LINDO DE +++++++++++...VALEU PRECIOSO!! Rainha Elza merecia essa linda homenagem.. PARABÉNS BOI PRECIOSO!!

  • A saúde da República, nas mãos do Hospital Sírio-Libanês Como funcionam as engrenagens da nonagenária instituição paulistana, que reunindo excelência técnica e um time de médicos com trânsito entre os poderosos recebe protagonistas da política nacional Natalia Cuminale Sírio-Libanês: recursos materiais e humanos preparados para lidar com o poder Sírio-Libanês: recursos materiais e humanos preparados para lidar com o poder (Breno Rotatori/VEJA) Divergências e polarizações são parte essencial da vida política. Por vezes, elas são levadas para a esfera pessoal. Há adversários que evitam o aperto de mãos. Outros se recusam a citar o nome do rival ou a dividir o mesmo ambiente. As principais lideranças nacionais, contudo, convergem para o mesmo ponto quando o assunto é saúde: o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. De tucanos a petistas, cardeais de todos os partidos recorrem à instituição quase nonagenária, cravada no tradicional bairro da Bela Vista, para cuidar de enfermidades graves, realizar check-ups regulares ou para uma simples consulta com o especialista de confiança. O ex-vice-presidente José Alencar, que permanece internado, há anos desafia bravamente um câncer abdominal com ajuda do Sírio. Dilma Rousseff, diagnosticada há dois anos com um linfoma já debelado de cerca de 2 centímetros na região da axila, também se tratou ali. Costumam passar pelos andares do hospital (doze no bloco A, oito no B) os tucanos Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, e José Serra, candidato derrotado à Presidência, o petista e ex-ministro Luiz Gushiken e o atual titular da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, um peemedebista. Em 2010, morreram ali, após longos tratamentos, o também peemedebista e ex-governador de São Paulo Orestes Quércia, vítima de câncer de próstata, e o democrata Romeu Tuma, que morreu em decorrência de falência múltipla de órgãos. Veja galeria de imagens com instalações e personagens do hospital Lailson Santos Cardiologista Roberto Kalil, do Hospital Sírio-Libanês Esses líderes, é claro, fazem uma boa escolha. O Sírio é um hospital de ponta, que oferece no Brasil recursos materiais e humanos comparáveis aos de centros de excelência de países ricos. Mas esses políticos poderiam ter optado, por exemplo, pelo Hospital Israelita Albert Einstein, a cerca de 8 quilômetros dali, outro gigante da medicina, que de longe o supera em números. A estrutura do Einstein chega a ser duas vezes maior do que a mantida pelo Sírio em indicadores como área total (200.000 x 100.000 metros quadrados), número de leitos (698 x 333), salas cirúrgicas (38 x 19), funcionários (8.567 x 3.765) e em investimentos: em 2010, foram 255 milhões ante 135 milhões de reais. Políticos de tão elevado poder correm ao Sírio pela mesma razão que leva boa parte dos demais brasileiros a escolher um especialista: a indicação de um familiar, de um amigo ou de outro político de equivalente quilate. São os médicos, com reconhecido saber e largo trânsito político, que atraem a elite dirigente para as salas de consultório, leitos e centros cirúrgicos da instituição – embora, é importante frisar, o Einstein também receba figuras de igual estatura. Em 2009, por exemplo, a atual governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), corrigiu um aneurisma cerebral ali. No ano passado, o então senador Aloízio Mercadante (PT) passou por cirurgia para desobstrução da próstata. "O hospital não tem poder e não é forte. Quem tem poder são o corpo clínico e os funcionários", diz Roberto Kalil, diretor do Centro de Cardiologia do Sírio. Ao que Gonzalo Vecina, superintendente corporativo da instituição, acrescenta: "A maioria das pessoas tem um médico de confiança e esse médico fica no hospital. Os políticos procuram o Sírio devido a seu corpo clínico. Essa é a nossa marca." Media training – Outra particularidade colabora para ampliar a visibilidade do atendimento do Sírio à elite política. Sua direção permite que os membros do corpo clínico concedam entrevistas (literalmente, às vezes) diante da entrada principal do hospital, explicando sob o brasão da instituição o quadro clínico de seus pacientes. "A primeira regra é perguntar ao paciente se ele quer que a imprensa saiba de sua situação", diz Paulo ChapChap, superintendente de estratégia coorporativa. No caso do tratamento do ex-vice-presidente José Alencar, as explicações médicas acabaram ganhando dimensões espetaculares, com dezenas de jornalistas e câmeras se revezando diante da instituição à espera de uma notícia. Acabaram por transformar os médicos em estrelas. Graças a isso, o grande público aprendeu a reconhecer as feições de Kalil, do oncologista Paulo Hoff e do cirurgião Raul Cutait, entre outros. O Einstein segue política diferente, raramente postando suas próprias “estrelas” diante dos flashes e da porta de entrada. "Você já me viu conceder entrevista diante do hospital?", indaga Claudio Lottenberg, presidente do Einstein. Em tempos recentes isso ocorreu uma única vez: quando o jogador Neymar, do Santos, estava internado devido a uma bolada no olho. Oftalmologista, Lottenberg atendeu pessoalmente a imprensa. "A experiência mostra que, quando há alarde desproporcional, a relação entre paciente e hospital é prejudicada", diz. Breno Rotatori Cirurgião Raul Cutait, do Hospital Sírio-Libanês Para encarar a imprensa (e eventualmente brilhar), os médicos do Sírio chegam a passar por um treinamento conduzido pela equipe de comunicação da instituição. "Ministramos um media training completo, com o objetivo de ensiná-los a passar a informação correta da forma mais simples possível", afirma Kátia Camata, gerente de comunicação. Os sete profissionais do setor cuidam também de pequenos mas nada desprezíveis detalhes de um pronunciamento médico, como manter sempre à mão jalecos limpos e impecavelmente passados, de diversos tamanhos. Antes de uma fotografia ou entrevista para a TV, as peças são oferecidas aos especialistas com o previsível aspecto de novo. O setor é responsável ainda por redigir boletins médicos à imprensa usando termos técnicos. Os textos passam pela aprovação de cada membro da equipe clínica: muitos demoram a receber o aval definitivo, pois, não raro, há discordância entre os especialistas. A estrutura material do Sírio também recebeu reparos para lidar com o assédio da imprensa. Se um paciente de grosso calibre está internado, sua assessoria passa a trabalhar no modo "gestão de crise". Os dois ramais disponíveis no escritório ficam congestionados e o celular de plantão, que a cada semana fica com um funcionário, toca uma vez por minuto. Por dia, chegam ao menos uma dezena de solicitações de entrevistas com os porta-vozes da instituição, além de 150 e-mails. No novo prédio do hospital, será inaugurada em breve uma sala com pontos de internet e telefones: dali, os jornalistas poderão disparar suas informações para redações e até diretamente para o público. Os repórteres ganharão ainda um espaço dedicado, onde poderão passar noites em claro à espera de boletins médicos. Caminhões e vans que fazem transmissões ao vivo de TV contarão com fonte de energia exclusiva, a partir de cabeamento subterrâneo. Breno Rotatori Oncologista Paulo Hoff, do Hospital Sírio-Libanês Bico fechado – Um hospital que recebe tantas figuras públicas precisa tomar cuidado redobrado com fofocas nos corredores. Funcionária há 15 anos, Ivana Siqueira, superintendente de atendimento e operação, é responsável por comandar o silêncio de quase 2.000 colaboradores, entre enfermeiras, recepcionistas, secretárias, faxineiras e hoteleiros. "Nossa primeira ordem é garantir a privacidade do paciente. Não é um desafio fácil", diz. Ao serem contratados, os profissionais assinam um termo de confidencialidade e recebem orientações rigorosas sobre como proceder. "Se algum deles conceder uma entrevista e falar algo que não lhe cabe, passará a não ser bem visto por aqui." Nem sempre é possível evitar também investidas externas, de jornalistas e curiosos. No passado, o hospital já teve de lidar com um invasor disfarçado de médico e outro que se passou por advogado. Uma medida de segurança adotada, então, foi transportar os prontuários dos pacientes dentro de sacolas lacradas, dificultando o vazamento de informações confidenciais. Furar o cordão de segurança ficou mais difícil a partir de 2007, quando foram investidos mais de 3,5 milhões de reais em um sistema de segurança. São 500 câmeras de vigilância, que cobrem todo o hospital, e 250 controladores de ponto de acesso entre áreas restritas. Também foram contratados cem profissionais de segurança, divididos em três turnos. Quando o ex-presidente Lula visitava o vice Alencar, por exemplo, o percurso das autoridades pelo interior do hospital era definido em conjunto pelo líder de turno da instituição e pelo chefe da segurança da Presidência. Se um paciente notório pede para não ser percebido, é função da segurança local oferecer rotas alternativas, normalmente em locais de trânsito interno. Os seguranças e os ascensoristas de elevadores mantêm um canal específico de comunicação, facilitando o deslocamento. No momento em que uma autoridade chega, é possível levá-la diretamente para o local desejado – seja um quarto, um consultório ou uma sala cirúrgica – sem paradas indesejadas. "Quando não há visita de grandes autoridades, tudo segue tecnicamente igual", diz Aguinaldo Testa de Lima, líder da segurança. Valéria Gonçalvez/AE Sanitarista Gonzalo Vecina, do Hospital Sírio-Libanês O custo da saúde – Um surrado ditado lembra que não existe almoço gratuito. Pode-se dizer o mesmo dos tratamentos médicos. Os cuidados de primeira classe têm, é claro, um preço alto. O Sírio não foge à regra, mas é consenso que as taxas são justificadamente salgadas. A diária de um quarto simples custa 750 reais. O custo da unidade de terapia intensiva é de 2.133 reais, em média. Uma internação que inclua dez dias de UTI e mais uma semana no quarto não sai por menos de 27.000 reais. Não estão incluídas as despesas com os médicos. No mercado de saúde, comenta-se que o Sírio isentaria os políticos do pagamento de internação e procedimentos em troca de visibilidade. O hospital nega. A hipótese mais provável é que os médicos abram mão da remuneração por consultas, mas é difícil imaginar que façam o mesmo quanto aos honorários relativos a longos tratamentos. No caso de presidentes e vices, as despesas são custeadas pela própria Presidência. Um ex-presidente, no entanto, não tem direito a isso. No caso de Alencar, as despesas são cobertas por um seguro-saúde particular. O Senado, por sua vez, mantém um convênio com instituições como Sírio e Einstein: os senadores só não têm direito a procedimentos estéticos e experimentais. O benefício continua valendo mesmo depois de o parlamentar deixar o cargo e zela até por sua família, no limite de 32.900 reais anuais. Ministros e ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que contam com planos de saúde vitalícios, também podem recorrer ao Sírio – além de outras instituições de ponta. Os deputados federais podem buscar ressarcimento por eventuais gastos, mas em breve deverão se igualar a senadores. Segundo o Sírio, a Câmara estuda firmar um convênio com o hospital, nos moldes do existente com o Senado. A vizinha de Alencar – A despeito de tamanha atenção dedicada à classe política, médicos, gestores e funcionários do hospital repetem insistentemente a versão de que a rotina do hospital não muda. "Com a estrutura que temos, é impossível fechar um andar só para dar mais privacidade a um político, por exemplo", diz Vecina. Ele nega também que haja diferenças entre o tratamento dispensado a pacientes comuns e aos famosos. Assim mesmo, José Alencar está internado no 11º andar, conhecido informalmente como "local dos vips", já que faz parte do setor reformado do hospital e que abriga pacientes de Kalil e Cutait. Por receber muitas visitas, ocupa um quarto duplo, localizado em um dos cantos do hospital – o que lhe garante uma varanda. Mas a acomodação não difere muito das demais, com cama, poltrona, TV de plasma e banheiro. Se solicitado, videogame e notebook. A vizinha de andar Alencar não é vip: Marcela Oka, estudante de psicologia de 21 anos, também internada por conta de um câncer abdominal. Não é muito incomum que, ao caminhar pelo corredor, ela se depare com um ministro ou presidente. Por meio de Cutait, Marcela enviou uma carta a Alencar. "Disse a ele que quando uma pessoa nasce com essa vontade de viver, ninguém pode tirar. Falo isso por experiência própria", diz a vizinha do ex-vice. Tão importante para os médicos do Sírio quanto o juramento de Hipócrates, feito pelos estudantes no momento de sua sagração como médicos, é o compromisso de tratar com igual zelo os pacientes-políticos e os pacientes-cidadãos. Mas o contato diário com poderosos toca definitivamente a vida dos homens de branco. O primeiro a reconhecê-lo é o oncologista de Alencar, Paulo Hoff. Oficialmente, ele está em férias com a família. Na prática, por conta do delicadíssimo estado de saúde do ex-vice, adiou a viagem. "Quando você tem como paciente aluguém como um chefe de estado, está sujeito à agenda dele, que não é normal", diz. "A consequência disso é um nível maior de estresse." É o preço que se paga por cuidar de alguns dos mais poderosos homens – e agora também uma mulher – da República. Recomendados para você Descubra a relação entre as urnas e o seu bolso. Pela Web Descubra a relação entre as urnas e o seu bolso. (Empiricus) Atriz de ‘The Big Bang Theory’ pode se tornar uma das mais bem pagas da TV Atriz de ‘The Big Bang Theory’ pode se tornar uma das mais bem pagas da TV Crise na campanha: Dilma manda marqueteiro alterar programa de TV Crise na campanha: Dilma manda marqueteiro alterar programa de TV Dilma pagou com traição – vídeo Dilma pagou com traição – vídeo ‘You downloaded the level’: fã de Avril Lavigne vira meme na web Pela Web ‘You downloaded the level’: fã de Avril Lavigne vira meme na web (Wise Up Magazine) Em 'Império', José Alfredo descobre que um filho não é seu Em 'Império', José Alfredo descobre que um filho não é seu Laudo confirma suicídio de Robin Williams Laudo confirma suicídio de Robin Williams Vinte milhões de votos sem um claro motivo. Ou: Marina Silva por J.R. Guzzo Vinte milhões de votos sem um claro motivo. Ou: Marina Silva por J.R. Guzzo Descubra a relação entre as urnas e o seu bolso. Atriz de ‘The Big Bang Theory’ pode se tornar uma das mais bem pagas da TV Crise na campanha: Dilma manda marqueteiro alterar programa de TV Dilma pagou com traição – vídeo ‘You downloaded the level’: fã de Avril Lavigne vira meme na web Em 'Império', José Alfredo descobre que um filho não é seu Laudo confirma suicídio de Robin Williams Vinte milhões de votos sem um claro motivo. Ou: Marina Silva por J.R. Guzzo albert einstein Comentários VEJA Nome: E-mail: Comentário: Comentar Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais(e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluidos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário. » Conheça as regras para aprovação de comentários no site de VEJA CAPETA A MALDITA FAMILIA SARNEY DESGRAÇOU E DESGRAÇA O POVO DO NORTE DO PAÍS, MAS QUANDO APODRECEM DOENTES VÊM P ESTE HOSPITAL AS CUSTAS DO POVO, E ATÉ DESTES TURCOS DE MERDA E DE BRANCO FAZENDO MÉDIA P OS LADROES E USURPADORES DO PODER Q PERTENCE AO POVO E NAO AOS CANALHAS Q SE SUCEDEM NOS GOVERNOS DE TODAS AS ESFERAS, NÓS O POVO (..) 12.05.2014 | Ler Mais Claudia Eu só gostaria de saber, quem paga a CONTA dessa palhaçada... 02.12.2013 Netto costa... Eu, só gostaria de ver esses políticos irem se tratar em hospitais públicos, onde o povo que pelo jeito só servem para eleger eles são tratados ""é uma pena que o povo não tenha além de salários absurdos, diárias sem controle, mensalão e agora um Carlinhos Cachoeira a disposição""... 23.05.2012 Marcos Peixoto NÃO ACREDITAM NO SISTEMA DE SAÚDE QUE ELES PRÓPRIOS MANTÉM. 06.05.2012 antonio gimenez se a saude do brasil esta boa conforme diz os chefes de estado porque recorrem sempre ao mais caro onde o povo não tem acesso? nosso ex presidente poderia experimentar os hospitais do nordeste só para conhecer um pouco não é verdade,será que ele sobreviveria!é o povo do nordeste só serve para dar voto pois eu conheço muito (..) 11.04.2012 | Ler Mais walmir costa porque que o nosso "amigo" lula não foi para o hospital de Barretos, para ver como é o tratamento e para tentar valorizar o SUS e brigar pelo povo na saúde. 03.04.2012 daniel domingos rousseff eu uso e aprovo esse hospital 25.11.2011 Ivando Porque os políticos usam o Sírio Libanês em quanto nós (o povo) o patrão fica na fila de um hospital sujo e sem vagas. deveria teruma lei que obrigasse qualquer político de alto escalão a usar o hospitalpúblico e seu filhos estudarem em escolas públicas e assim etc... Só assim essa saúde iria melhorar.. Mas para o brasileiro(..) 02.11.2011 | Ler Mais Gilson Enquanto os polícos gastam o dinheiro público em hospitais particulares,o povo passa dias em filas de hospitais públicos. 31.10.2011 alberico paraguassu Deus castiga tanta desigualdade entre os politicos privilegiados e os brasileiros comuns batalhando no SUS.Muitos deles vao ter cancer e sofrer a danacao eterna a nao ser que se arrependam e cuidem do povo do mesmo jeito que cuidam de si proprios. 30.10.2011 Sidney Affonso E porque nao usam o SUS?!!! E quem paga a conta do Sirio Libanes? 29.10.2011 Ariovaldo Pires Gostaria que esses médicos dotados de tanta sabedoria e de tanto amparato assistissem ao filme baseado na vida do dr Giuseppe Moscati e quem sabe assim eles venham a descobrir o que significa ser médico de verdade. 17.04.2011 Ariovaldo Pires Se o nosso país fosse penta campeão em saúde pública ou seja se o SUS fosse eficiente o setor privado não chegaria no nível que está hoje.Na verdade o setor privado está se beneficiando com o descaso com que a saúde pública é tratada.E tudo é feito de caso pensado,pois há muitos políticos donos ou sócios de hospitais e convê(..) 16.04.2011 | Ler Mais Lopes è isso ai ao menos aqui na reportagem estamos no mesmo nivel "deles" parabens veja, obrigado 06.02.2011 Marcos Célio Sugiro que façam uma reportagem no Hospital Estadual Azevedo Lima onde um técnico de enfermagem ganha 550 reais e tem dia que nem clínico tem,sem contar que o hospital referência em trauma na região.Por isso SUS tá assim largado,eles vão se tratar Sírio e o pobre morre no Azevedo ou em qualquer hospital da rede pública e Cab(..) 31.01.2011 | Ler Mais Izaura oka oque poderia dizer...foi muito bom saber como os politicos sao tratados muitissimo bem ai no Brasil ...valeu! 29.01.2011 tamires enquanto o povo humilde sofre tanto em relação a saúde os''melhores'' tem tratamento vip que vergonha 20.01.2011 lima é.eu sugiro que faça uma reportagem na rede de hospitais públicos no Maranhão em especial na cidade de Tutoia e tentem mostrar a justiça e a essa elite a realidade que eles fingem em não conhecer 20.01.2011 Orlando Turtelli Jr Quem paga toda essa mordomia é o plano de saude,extensivo aos filhos ,netos etc, do planalto,senado e assembleia, bancado por nós usuarios do SUS 20.01.2011 Marilu Hospital de primeira linha, aliás São Paulo é excelência em matéria de Hospitais na América do Sul para quem pode pagar. 17.01.2011 domingos do parana o hospital sirio libanes mostra o exemplo de qualidade administrativa ,enquanto que os politicos que sao tratado nele deveria copiar como exemplo p implantar no sus .pois dinheiro é que nao falta ,falta vergonha 17.01.2011 Edgard de Aguiar Cordeiro Sugiro agora que façam uma reportagem sobre um Hospital da Cidade Tiradentes em Sâo Paulo por exemplo, qual a estrutura dele, como são atendidos os pobres e quem paga o atendimento. 17.01.2011 Joel Bom artigo. 17.01.2011 rosa tereza rodrigues da vida nada se leva e material.......apenas valores morais e espirituais............................................................................................................................................................... 16.01.2011 nadiamarques gadelha pinheiro Extraordinário equipamento técnico científico, contudo seria interessante Veja conhecer o contradit´rio panorâma da saúde pública no Brasil, incluindo os Hospitais de do Rio de Janeiro e Fortaleza.Miséria, má gestão, descaso e incompetência política, maculam Cabrais, e CIDS e Luizianes. 16.01.2011 Iara Muito boa a materia, fazia tempo que me intrigava a preferencia dos politicos por este hospital especificamente. 15.01.2011 PUBLICIDADE: Siga VEJA no Twitter Temas em destaque » Adeus a José Alencar » Aids » Alimentação » Autismo » Câncer » Outros temas Saber mais sistema circulatório Todos os vídeos de saúde Assista aos vídeos com dicas dos médicos Blogs e Colunistas Lucia-mandel Lucia Mandel Espelho meu Doença Conhece aquela do marido com alergia a aliança?
  • Pequeiros no Porto de Tutóia (MA)TUTÓIA - MARANHÃO
  • Tutoia banda

    em 05/08/2014 Via Youtube
    Tutoia - Lembranças

    Segunda faixa do EP Novos Ares, lançado pela banda Tutoia em 2014. Confira todo o EP aqui: https://soundcloud.com/banda-tutoia Acompanhe a banda aqui: https:...

  • Tutóia MA

    em 29/08/2014
    Igreja do Arpoador com Baluarte EcoTurismo


    Tutóia MA compartilhou a foto de Tutóia - MA.
    Igreja do Arpoador
    Fotos da linha do tempo.
  • Para quem quer conhecer Tutoia MA.


    Nilson Lima.
    Tutóia>Simples Assim.
  • Rally Nigth 2014 - saida de Tutoia

    sainda do Rally nigth de tutoia até o Bar Sarapó. muita aventura.

  • RAFINHA DE TUTOIA NO MARANHÃO

    Quem souber onde se encontra Rafinha vai ser premiado com uma cx de brejas estupidamente gelada kkkkkk.

  • Momento do encerramento do circuito motocross de Tutóia-Ma

    O evento foi realizado no bairro São José em 10/08/2014.

  • Tutóia Semed

    em 25/01/2014 Via Google+
    COMEÇA O RECADASTRAMENTO 2014 NOS POVOADOS DE TUTÓIA MA
            A
     equipe de cadastramento do PBF, começou o recadastramento nos povoados
    de Tutóia MA, nas familias que não fizeram a atualização dos seus dados
    no sistema no ano passado, a equipe volante com profissionais
    especializados atendem os cidadãos pa...

    COMEÇA O RECADASTRAMENTO 2014 NOS POVOADOS DE TUTÓIA MA
           A  equipe de cadastramento do PBF, começou o recadastramento nos povoados de Tutóia MA, nas familias que não fizeram a atualização dos seus dados no sistema no ano passado, a equipe volante com profissionais especializ...
  • Mecânico Gericó é assassinado com 4 tiros em Tutóia-MA
    Tutóia, 20/07/2014 Testemunhas  dão conta de  que Gericó estava em um bar  que se localiza   próximo  de sua  casa , no Bairro Paxicá, quando um  motoqueiro se aproximou e fez  4 disparo  sobre   ele. Gericó morreu na hora. O corpo está no  Hospital  Munici...

    Mecânico Gericó é assassinado com 4 tiros em Tutóia-MA
    Tutóia, 20/07/2014 Testemunhas dão conta de  que Gericó estava em um bar  que se localiza  próximo de sua casa, no Bairro Paxicá, quando um  motoqueiro se aproximou e fez  4 disparo sobre  ele. Gericó morreu na hora. ...
  • BOI DE MORROS EM SÃO BERNARDO -MA Filmagem Laercio Cristiano S Sales Tutoia-MA

    UMA FESTA JUNINA SEM O BOI DE MORROS NÃO EXISTE FESTA JUNINA, PARABÉNS A EQUIPE QUE ORGANIZAR O BOI DE MORROS, O PORTFÓLIO ESTA MUITO LINDO E TBM O DVD.

  • Lobão Filho em Tutóia: decepção não apareceu ninguém para ouví-lo

    lobinho em Tutóia.

  • Linda paisagem, Tutóia MA........


  • Robson Pietro

    em 07/07/2012 Via Google+
    Tutóia - MA
    http://m.google.com.br/u/m/z0YaSa

    -2.768221,-42.294253(Tutóia - MA) - Google Maps
    Veja um mapa e encontre empresas da sua região on-line.
  • Integrante do Balakuxe no brasileirinho Tutóia MA

    Esse ja nasceu com o dom. Edson do Balakuxe. É fera ... QUEM GOSTOU DA UM SALVE AEW...

  • JR GamesBR

    em 16/09/2013 Via Google+
    Forró dos Plays - Tutóia - MA - 13.09.2013-MATEUS JR CDS O MORAL
    http://www.suamusica.com.br/#!/ShowDetalhes.php?id=202798&forr%C3%B3-dos-plays-em-tutoia-ma-13.09.13-@_junior0-@forrodosplays-@doidimdmo...

    Forró dos Plays - Tutóia - MA - 13.09.2013-MATEUS JR CDS O MORAL
    http://www.suamusica.com.br/#!/ShowDetalhes.php?id=202798&forr%C3%B3-dos-plays-em-tutoia-ma-13.09.13-@_junior0-@forrodosplays-@doidimdmossoro.html
  • Martin Smith

    em 08/05/2013 Via Google+
    Rubbish dumping prohibited, Tutoia, Ma, Brazil

    Rubbish dumping prohibited, Tutoia, Ma, Brazil
    rubbish.jpg

AVISO: O conteúdo de cada postagem é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Previsão do tempo na Região


Participe e comente sobre a cidade de Tutóia


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)