Início » Goiás » Sítio d'Abadia


Sítio d'Abadia - Goiás



Sítio d′Abadia faz parte do estado de Goiás.

Antigo “Barreiro”, surgiu no ano de 1800 num Brasil Colonial quando a viúva Laureana da Silva Barreto, vinda da Bahia, estabeleceu-se com seus escravos no lugar, dai formou lavouras e criação de gado, construir uma igreja de palha, onde hoje a matriz se encontra no exato lugar. “Barreiro” localizava na Capitania de Goiás era governador da capitania João Manuel de Meneses, Capitania que até 1808 incorporava o chamado Território do Triângulo Mineiro, em 1815 o Brasil já um Reino Unido, em 28 de fevereiro de 1821, as capitanias se tornaram províncias. Em 1825 num Brasil há 3 anos independente e Imperial, Goiás já sendo uma província, governada por Caetano Maria Lopes Gama, neste ano de 1825 vindos da Vila de Icó-CE chegaram os irmãos Joaquim Teixeira e João Teixeira . Anos mais tarde chegas o primeiro vigário da localidade, o padre Leonardo de Freitas Costa, assim as irmãs de D. Laureana doaram sua chácara para Nossa Senhora D’Abadia, dai a localidade Antes “Barreiro” passa a ser denominado de “Sítio da Senhora D’Abadia” e mais tarde Sítio D’Abadia. Em 1830, diante do crescimento da população D. Laureana fez a doação para a Igreja de mais meia légua para a formação do patrimônio, assim consolidando-se o arraial 1833 depois da reconstrução da igreja na frente foi colocada uma cruz de Aroeira e nela constou com data a fundação do arraial de Sítio D’Abadia. Pela Lei Provincial nº 19 em 16 de julho de 1850, o arraial passou a município, entretanto, com sede na Vila de Flores, distante 160 km. De 1850 a 1907, conforme os registros arquivados, a sede de Sítio D’Abadia foi alternadamente transferida, para as Vilas de Forte e Flores.

História da cidade de Sítio d′ Abadia Goiás - GO

A origem do povoamento de Sítio D′Abadia remonta ao ano de 1800, quando a viúva Laureana da Silva Barreto, vinda da Bahia, estabeleceu-se com seus escravos no lugar denominado Barreiro, onde passou a cuidar de lavouras e criação de gado.

Após construir uma igreja de palha, onde hoje se ergue a matriz, fixaram-se no local os irmãos Joaquim e João Teixeira Mariz, da Vila de Icó-CE, a partir de 1825. Anos mais tarde, chegava o padre Leonardo de Freitas Costa, primeiro vigário da localidade.

Nesse ano, as irmãs da fundadora doaram sua chácara a Nossa Senhora D′ Abadia, passando o local a denominar-se Sítio da Senhora D′ Abadia, primitivo nome do povoado, mais tarde apenas Sítio D′Abadia, cuja fundação data dessa época e onde crescia de ano para ano a romaria de São Sebastião.

Em 1830, diante do florescimento da povoação, D. Laureana fez a doação de nova área de mais de meia légua de terras à Igreja para a formação do patrimônio, consolidandose o arraial em 1833, com a reconstrução da igreja em cuja frente levantou-se uma cruz de aroeira com data inscrita, assinalando a fundação do arraial de Sítio D′Abadia.

Em 16 de julho de 1850, pela Lei Provincial nº 19, o arraial passou a município, com sede, entretanto, na Vila de Flores, distante 160 km.

No período de 1850 a 1907, conforme registros em arquivo, Sítio D′Abadia teve sua sede transferida, alternadamente, para as Vilas de Forte e Flores, restaurando definitivamente a condição de VILA pela Lei nº 298, de 15 de julho de 1907, dando-se a instalação oficial, em sua própria sede, em 2 de novembro de 1907.

Gentílico: sitiense

Distrito criado com a denominação de Sítio da Abadia, pela lei provincial nº 722, de 22-08-1884.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Sítio da Abadia, pela lei provincial nº 19, de 06-07-1850. Sede na povoação de Flores.

Pela lei provincial n 343, de 18-12-1862, é extinto o município. Sob a mesma lei é criado o município de Forte, tendo a dita lei transferido a sede do município para o Arraial de Forte.

Pela lei nº 359, de 25-07-1864, foi extinto o município de Forte, sendo que pela mesma lei é recriado o município. Com sede em Flores.

Pela lei provincial nº 429, de 02-08-1869, o município foi restaurado de Forte e suprimido o que tinha sede em Flores.

Pela lei nº 542, de 27-07-1875, o município foi restaurado, desmembrado de Fortes. Com sede em Flores.

Pela lei estadual nº 298, de 15-07-1907, transfere a sede municipal de Flores para Arraial de Sitio da Abadia. Sob esta mesma lei o município adquiriu o extinto município de Flores, como simples distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 2 distritos: Sítio da Abadia e Flores.

Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 3 distritos: Sítio da Abadia, Flores e Santa Catarina. E, ainda, o município aparece grafado Sitio d`abadia.

Pelo decreto-lei estadual nº 8305, de 31-12-1943, o distrito de Santa Catarina passou a denominar-se Damianópolis e Flores a chamar-se Urutágua.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 3 distritos: Sítio d`Abadia, Damianópolis ex-Santa Catarina e Urutágua ex-Flores.

Em divisão territorial vigente em 1-VI-1950, o município é constituído de 3 distritos: Sítio d` Abadia, Damianópolis e Urutágua.

Pela lei estadual nº 2149, de 14-11-1958, desmembra do município de Sítio d′Abadia o distrito de Damianópolis. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Sítio d′Abadia e Urutágua.

Pela lei estadual nº 4926, de 14-11-1963, desmembra do município de Sítio d′Abadia o distrito de Aratágua. Elevado à categoria de município com a denominação de Flores de Goiás. .

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 1.598,049: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 1: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 396: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 124: matrículas
Número de unidades locais: 28: unidades
Pessoal ocupado total: 195: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 12.304,25: reais
População residente : 2.825: pessoas
População residente - Homens: 1.519: pessoas
População residente - Mulheres: 1.306: pessoas
População residente alfabetizada: 2.017: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 926: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 2.561: pessoas
População residente, religião espírita: 3: pessoas
População residente, religião evangélicas: 251: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 784,32: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.620,11: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 203,33: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 300,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,617:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Sítio d'Abadia: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Sítio d'Abadia? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: