Início » Goiás » Goiás


Goiás - Goiás



"Cidade de Goiás"

Oficialmente 25 de julho de 1732

Goiás (também conhecida como Cidade de Goiás ou Goiás Velho) faz parte do estado de Goiás. A população avaliada em 2010 era de 24.727 habitantes de acordo com o IBGE. O município foi reconhecido em 2001 pela UNESCO como sendo Patrimônio Histórico e Cultural Mundial por sua arquitetura barroca peculiar, por suas tradições culturais seculares e pela natureza exuberante que a circunda.

História da cidade de Goiás Goiás - GO

Em 1683, Bartolomeu Bueno da Silva, a frente de numerosa bandeira, da qual fazia parte seu filho, de igual nome, chegou ate o rio das Mortes, seguindo o roteiro que Manuel Correia traçara em 1647. Ali, com o auxilio do bandeirante Pires de Campos, que Ihe indicou um guia, atingiu as cabeceiras de um rio que depois se chamou rio Vermelho. Foi nesse local que Bartolomeu usou a artimanha do prato de aguardente com fogo para impressionar os nativos, sendo cognominado Anhanguera - diabo velho. De regresso, alem de ouro, trouxe grande numero de índios cativos.

Cerca de quarenta anos depois, Bartolomeu Bueno da Silva Filho foi incumbido, pelo governo de São Paulo, de chefiar uma bandeira de cem homens, com o fim de localizar o lugar onde estivera com seu pai. Tendo encontrado o aldeamento dos índios guaiases, ou Goiás, e vestígios da roca cultivada pelo Anhanguera, fundou, em 1726, o arraial da Barra, hoje Buenolândia, e no ano seguinte, os de Ouro Fino, Ferreiro e Santana, originando-se deste ultimo a atual cidade. Foi sede administrativa da Capitania e do Estado de Goiás, de 1744 ate 1937, quando se deu a transferencia oficial da Capital estadual para Goiânia.

O distrito e freguesia foram criados em 1729, com a denominação de Santana de Goiás. Por fora da Carta regia datada de 11 de fevereiro de 1736, foi criado o Município, que recebeu

o nome de vila Boa de Goiás, instalado em 25 de julho de 1739. Em 8 de novembro de 1744, recebeu qualidade de sede administrativa da Capitania de Goiás, por fora do Alvará que a criou. A sede municipal coube foros de cidade, e o topônimo do Município foi simplificado para Goiás, por efeito da Carta de lei de 17 de setembro de 1818. Perdeu a qualidade de sede de governo em obediência ao Decreto estadual n.° 1 816, de 23 de marco de 1937, que oficializou a transferencia da Capital do Estado para Goiânia.

Depois de uma serie de desmembramentos, para formação de novos Municípios, conta 8 distritos: Goiás (sede), Buenolândia, Caiçara, Davinópolis, Itaiú, Jeroaquara, Mozarlândia e Uva; e 8 povoados.

é sede de comarca de 3.a entrância.

Localizado na zona fisiocracia de Mato Grosso de Goiás, o Município se limita com os de Aruanã, Itapirapuã, Novo Brasil, Mossâmedes, Itaberaí, Itapuranga, Rubiataba e Crixás. A sede municipal, aos 520 metros de altura, dista 124 quilômetros, em linha reta, da Capital do Estado. Suas coordenadas geográficas são 15° 55′ de latitude sul e 50° 07′ de longitude W. Gr.

Entre os rios destacam-se o Vermelho, do Peixe e Tesouro; entre as serras, a Dourada e a do Constantino, alem dos morros Dom Francisco, Lajes, Cantagalo e a famosa Pedra Goiana (bloco em forma de mesa, sustentada em um único ponto por outra de dimensões mínimas e o ouro, diamante, pedras preciosas, mica, fonte de água sulfurosa (água de São João) etc.

Gentílico: vilaboense ou goiano

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Santana de Goiás, em 1729.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Boa Vista de Goiás, por Carta Régia, de 11-02-1736. Instalado em 25-07-1739.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Goiás, por Carta de lei de 17-09

1818.

Pelo alvará, de 10-01-1755 e também por resolução provincial nº 12, de 01-08-1842, são criados os distritos de Santa Rita da Anta e Pilar anexados ao município de Goiás.

Pelo decreto de 11-11-1831, desmembra de Goiás o distrito de Pilar. Elevado à categoria de vila.

Pelo decreto de 05-07-1833, é criado o distrito de Rio Claro e anexado do município de Goiás.

Pela lei provincial nº 8, de 25-06-1834, é criado o distrito de São José do Araguaia e anexado ao município de Goiás.

Pela lei provincial nº 6, de 31-07-1845, é criado o distrito de São José de Mossâmedes e anexado ao município de Goiás.

Pela lei provincial nº 8, de 31-07-1845, é criado o distrito de Ouro Fino e anexado ao município de Goiás.

Pela lei provincial nº 5, de 04-06-1850, é criado o distrito de Barra e anexado ao município de Goiás.

Pela Resolução provincial nº 8, de 09-11-1857, é criado o distrito de São Sebastião do Alemão e anexado ao município de Goiás.

Pela lei provincial nº 455, de 30-09-1870, é criado o distrito de Carmo e anexado ao município de Goiás.

Pela lei provincial nº 548, de 02-08-1875, é criado o distrito de Santa Leopoldina e anexado ao município de Goiás.

Pela lei provincial nº 814, de 19-12-1887, desmembra do município de Goiás distrito de São Sebastião do Alemão. Elevado à categoria de município.

Pela lei municipal nº 86, de 09-04-1901, é criado o distrito de Registro e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 87, de 09-04-1901, é criado o distrito de Cachoeira e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 150, de 17-05-1904, é criado o distrito de Bacalhau e anexado ao município de Goiás.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 12 distritos: Santana de Goiás, Bacalhau, Barra, Cachoeira, Carmo, Mossâmedes, Ouro Fino, Registro, Rio Claro, Santa Leopoldina, Santa Rita da Anta e São José do Araguaia.

Nos quadros de Apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920, o município é constituído de 12 distritos: Santana ex-Santana de Goiás Bacalhau, Barra, Cachoeira, Carmo, Leopoldina ex-Santana de Leopoldina, Ouro Fino, Rio Claro, Registro do Araguaia ex-Registro, Santa Rita da Anta, São José de Mosssamedes ex-Mosssâmedes e São José do Araguaia.

Pela lei municipal nº 70, de 17-05-1933, o distrito de Bacalhau passou a denominar-se Davinópolis.

Pela lei municipal nº 83, de 14-09-1933, é criado o distrito de Ilha do Bananal e anexado ao município de Goiás.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 13 distritos: Santana de Goiás, Barra, Cachoeira, Carmo, Davinópolis ex-Bacalhau, Ilha do Bananal, Ouro Fino, Registro do Araguaia, Rio Claro, Leopoldina, Santa Rita da Anta, São José de Mosssâmedes e São José do Araguaia.

Pelo decreto estadual nº 1816, de 23-03-1937, transfere a capital do estado do município de Goiás para o de Goiânia.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei nº 557, de 30-03-1938, os distritos de Carmo e Santana, foram reconduzido à condição de zonas administrativas do distrito sede do município de Goiás e o distrito de São José do Araguaia passou a denominar-se Bandeirantes e São José de Mossâmede a denominar-se simplesmente Mossâmede, sob o mesmo decreto o distrito de Cachoeira deixa de pertencer ao município de Goiás para ser anexado ao município de Paraúna.

Pelo decreto-lei estadual nº 1233, de 31-10-1938, o distrito de Barra passou a denominar-se Buenolândia, Ilha do Bananal a chamar-se Macaúba e Rio Claro tomou o nome de Itajubá.

Pelo decreto-lei estadual nº 8305, de 31-12-1943, são criados os distritos de Ceres expovaodo de Colônia Agrícola e Xixá, ambos com terras desmembradas do distrito de Itaiú e anexados ao município de Goiás. Sob o mesmo decreto o distrito de Macaúba deixa de pertencer ao município de Goiás para ser anexado ao de Porto Nacional e o distrito de Bandeirante a pertencer ao município de Itacê. E ainda os distritos de Santa Rita da Anta a denominar-se Jeroaquara, Itajubá a denominar-se Iporã, Leopoldina a denominar-se Aruanã e Ouro Fino a chamar-se Itaiú.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 13 distritos: Goiás, Buenolândia ex-Barra, Caiçara, Carmo, Davinópolis, Itajubá ex-Rio Claro, Leopoldina, Macaúba ex-Ilha do Bananal, Mossâmedes, Ouro Fino, Registro do Araguaia, Santa Rita da Anta e Bandeirantes ex-São José do Araguaia.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 11 distritos: Goiás, Aruanã ex-Leopoldina, Buenolândia ex-Barra, Ceres ex-povoado de Colônia Agrícola, Davinópolis, Iporá ex-Itajubá, Itaiú ex-Ouro Fino, Jeroaquara ex-Santa Rita de Antas, Mossâmedes, Registro do Araguaia e Xixa.

Pela lei municipal nº 19, de 04-10-1948, é criado o distrito de São Luiz do Montes Belos ex-povoado e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 20, de 04-10-1948, é criado o distrito de Carmo do Rio Verde o povoado e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 21, de 06-10-1948, é criado o distrito de Córrego do Ouro expovoado é anexado ao município de Goiás.

Pela lei estadual nº 249, de 19-11-1948, desmembra do município de Goiás o distrito de Iporá. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 12 distritos: Goiás, Aruanã, Buenolândia, Carmo do Rio Verde, Córrego do Ouro, Ceres, Davinópolis, Itaiú, Jeroaquara, Mossâmedes, Registro do Araguaia, Xixa e São Luiz do Montes Belos.

Pela lei estadual nº 706, de 14-11-1952, desmembra do município de Goiás o distrito de Carmo do Rio Verde. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 772, de 14-11-1952, desmembra do município de Goiás o distrito de Mossâmedes. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 748, de 03-07-1953, desmembra do município de Goiás o distrito de Xixá. Elevado à categoria de município com a denominação de Itapuranga.

Pela lei estadual nº 767, de 04-09-1953, desmembra do município de Goiás o distrito de Ceres. Elevado á categoria de município.

Pela lei municipal nº 137, de 12-09-1953, é criado o distrito de Itapirapuã ex-povoado, criado com terras desmembrada do distrito de Aruanã anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 138, de 12-09-1953, é criado o distrito de Jussara ex-povoado deColônia do água Limpa, criado com terras desmembrada do distrito de Aruanã e anexado ao município de Goiás.

Pela lei estadual nº 805, de 12-10-1953, desmembra do município de Goiás o distrito de São Luiz do Monte Belos. Elevado á categoria de município.

Pela lei estadual nº 776, de 24-11-1953, desmembra do município de Goiás, o distrito de Córrego do Ouro. Elevado à categoria de município.

Pela lei municipal nº 156, de 30-11-1953, é criado o distrito de Caiçara ex-povoado e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal 158, de 10-05-1954, é criado o distrito de Aropi ex-povoado, criados com terras desmembrada do distrito de Registro do Araguaia e anexado ao município de Goiás

Pela lei municipal nº 163, de 10-05-1954, o distrito de Aropi passou a denominar-se Mendelânida.

Pela lei municipal nº 183, de 02-05-1955, o distrito de Mendelândia teve sua denominação alterada para Diorama.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 11 distritos: Goiás, Aruanã, Buenolândia, Caiçara, Davinópolis, Itaiú, Itapirapuã, Jeroaquara, Jussara, Mendelândia e Registro do Araguaia.

Pela lei municipal nº 203, de 17-11-1956, o distrito de Davinópolis passou a denominarse Davidópolis.

Pela lei municipal nº 203, de 25-04-1956, é criado o distrito de Uvá e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 203, de 17-11-1956, o distrito de Davinópolis passou a denominarse Davidópolis.

Pela lei municipal nº 216, de 18-05-1957, é criado o distrito de Santa Fé ex-povoado e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 217, de 18-05-1957, é criado o distrito de São Sebastião do Rio Claro ex-povoado, criado com terras desmembradas dos distritos de Jussara, Aruanã e Registro do Araguaia. E anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 115, de 14-11-1958, é criado o distrito de Juscelândia e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 244, de 30-01-1958, é criado o distrito de Salobinho ex-povaodo e anexado ao município de Goiás.

Pela lei municipal nº 245, de 30-01-1958, é criado o distrito de Mozarlândia e anexado ao município de Goiás.

Pela lei estadual nº 2113, de 14-11-1958, desmembra do município de Goiás o distrito de Itapirapuã. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2116, de 14-11-1958, desmembra do município de Goiás os distritos de Jussara, Juscelãndia, Santa Fé e São Sebastião do Rio Claro, para formar o novo município de Jussara.

Pela lei estadual nº 2390, de 17-12-1958, desmembra do município de Goiás os distritos de Diorama, Registro do Araguaia e Salobinha, para formar o novo município de Diorama.

Pela lei estadual nº 2427, de 18-12-1958, desmembra do município Goiás o distrito de Aruanã. Elevado á categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 8 distritos: Goiás, Buenolândia, Caiçara, Davidópolis ex Davinópolis, Itaiú, Jeroaquara, Mozarlândia e Uvá.

Pela lei municipal nº 366, de 18-06-1963, é criado o distrito Cavalo Queimado e anexado ao município de Goiás.

Pela lei estadual nº 4702, de 23-10-1963, desmembra do município de Goiás o distrito de Mozarlândia. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 8 distritos: Goiás, Buenolândia, Caiçara, Cavalo Queimado, Davidópolis, Itaiú, Jeroaquara e Uvá.

Pela lei estadual nº 2, de 24-03-1966, o distrito de Itaiú passou a denominar-se Calcilãndia.

Pela lei municipal nº 21, de 20-09-1966, é criado o distrito de Faina e anexado ao município de Goiás.

Pela lei estadual nº 6944, de 19-06-1968, é criado o distrito de São João e anexado ao município de Goiás.

Pela lei estadual nº 7058, de 26-08-1968, o distrito de Cavalo Queimado passou a denominar-se Araguapaz.

Pelo ato complementar nº 46, de 07-02-1969, são extintos os distritos de São João e Faina sendo seus territórios anexados ao distrito sede do município de Goiás.

Pela lei estadual nº 8111, de 14-05-1976, é recriado o distrito de São João, sendo seu território anexado ao município de Goiás.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 9 distritos: Goiás, Araguapaz ex-Cavalo Queimado, Buenolândia, Caiçara, Calcilândia ex-Itaiú, Davidópolis, Jeroaquara, São João e Uvá.

Pela lei estadual nº 9179, de 14-05-1982, desmembra do município de Goiás o distrito de Araguapaz. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 8 distritos: Goiás, Buenolândia, Caiçara, Calcilândia, Davidópolis, Jeroaquara, São João e Uvá.

Pela lei estadual nº 10434, de 09-01-1988, desmembra do município de Goiás os distritos de Faina, Caiçara e Jereoquara, para formar o novo município de Faina.

Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 6 distritos: Goiás, Buenolândia, Calcilândia, Davidópolis, São João e Uvá.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 3.108,019: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 16: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 2.830: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 1.059: matrículas
Número de unidades locais: 649: unidades
Pessoal ocupado total: 3.409: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 17.168,46: reais
População residente : 24.727: pessoas
População residente - Homens: 12.256: pessoas
População residente - Mulheres: 12.471: pessoas
População residente alfabetizada: 20.148: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 8.569: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 15.304: pessoas
População residente, religião espírita: 550: pessoas
População residente, religião evangélicas: 6.624: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.341,75: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.224,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 340,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 510,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,709:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Goiás: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Goiás? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: