Início » Ceará » Marco » Notícias


Últimas Notícias da cidade de Marco - CE

Redes Sociais

  • 25 de Março: 130 anos de abolição da escravatura no Ceará
    Município de Redenção/Ce O
    Ceará foi a primeira província do Brasil a abolir a escravidão. Em relação as
    demais províncias era a que menos possuía escravos, pois eram traficados para
    os centros cacaueiros, cafeeiro e açucareiro por bons preços. Essa
    explora...

    25 de Março: 130 anos de abolição da escravatura no Ceará
  • Atenção!


    Luciana Alves compartilhou a foto de Cass Uepb.
    NOTA DE ESCLARECIMENTO O Centro Acadêmico Oito de Março – Gestão: “Quem Sabe Faz a Hora!” – vem por meio desta, esclarecer alguns pontos acerca das Eleições 2014-2015 à nova gestão do CASS/UEPB. O CASS UEPB, em reunião interna, chegou ao consenso de que este seria o momento inadequado para a realização das eleições no final deste semestre, já que, no Estatuto da entidade o prazo para que as eleições sejam realizadas é de, no mínimo, 15 dias antes do termino da gestão atual. A Gestão: “Quem Sabe Faz a Hora!” encerraria suas atividades no dia 27 de Novembro de 2014 e o ano letivo se encerra no dia 10 de Dezembro do referido ano, onde, o processo eleitoral em si não seria possível de viabilizar. Entendemos também a necessidade de se fazer um trabalho de base junto com as chapas candidatas para que a UEPB tenha um Movimento Estudantil de Serviço Social Forte, Atuante e Representativo. Alguns fatores além do final de semestre foram detectados que impossibilitariam a eleição e a Representação do Centro Acadêmico nas ações inerentes ao mesmo, tais como: ENPESS: Encontro Nacional de Pesquisadores de Serviço Social, que será realizado entre os dias 30 a 05 de Dezembro de 2014 na UFRN, onde, uma parcela dos/as estudantes de Serviço Social da UEPB estará presente; Ampliada da ABEPSS: Evento este que ocorrerá no dia 05 de Dezembro de 2014 na UFRN e que é necessário que a representação da UEPB esteja presente; CORESS: Conselho Regional de Estudantes de Serviço Social: Evento este que contará com a Representação Estudantil de Serviço Social da Região II (Paraíba, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte) entre os dias 05 -07 de Dezembro de 2014 na UFRN e, caso entrássemos em processo eleitoral não teríamos representação e com isso fragmentaria o MESS. Pelos motivos já expostos, pedimos a compreensão de todos/as os/as estudantes de Serviço Social da UEPB para o adiamento do processo eleitoral. No mais ,segue em anexo a proposta de calendário para a efetivação das eleições no inicio do ano letivo 2015.1. De acordo com o calendário acadêmico o retorno das aulas acontecerá a partir do dia 23 de Fevereiro de 2015. Atenciosamente, Centro Acadêmico Oito de Março Gestão: “Quem Sabe Faz a Hora!” 2013-2014.
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Hino do Municipio de Marco Ceará

    As terras, onde, atualmente, se encontra o Município, pertenciam à Santana do Acaraú, eram provavelmente habitadas por Índios Tremembés – exímios nadadores ...

  • Fonte: Folha de São Paulo - F5 em 24/11/2014

    Após deixar 'Pânico', Ceará começa a gravar em março seu novo programa no Multishow
    Wellington Muniz, o Ceará, começa a gravar em março a sua série de humor no Multishow. O humorista ainda não gravou seu programa de despedida do "Pânico na Band", mas está com tudo encaminhado na nova emissora. Na última sexta-feira (21), Ceará ...

  • Marcus Paulo

    em 13/10/2014 Via Youtube
    Ceará Produtores De Marco Fazem Devolução De Embalagens De Produtos Químicos Para Reciclagem

  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/ivDhJxR08w


  • Fonte: Tribuna do Norte em 16/11/2014

    ABC pega um Ceará embalado
    Com a vitória de 2×0 sobre o Vasco, o Ceará chegou aos 54 pontos, e chega vivíssimo para o jogo da próxima terça-feira na Arena das Dunas contra o ABC, que não tem outro resultado para buscar que não seja o de vencer o time alencarino ...

  • PROGRAMA SKYDIVE CEARÁ MARÇO DE 2014 PARTE 4

    DEUS É FIEL!!!!!!!!

  • Capital já teve investimento de R$ 888 milhões em obras. De minha parte, o mazembão ali revolucionou ida e volta para o trabalho!


    Vini Grezelle compartilhou a foto de Sebastião Melo.
    Deu na Rádio Gaúcha - Balanço das Obras em Porto Alegre Rádio Gaúcha – Gaúcha Atualidade – Carolina Bahia, Leandro Staudt e Rosane de Olivera – 26/11/2014 – 09:15 Capital teve investimento de R$ 888 milhões em obras Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, o Secretário de Gestão, Urbano Schimitt, falou sobre as obras que ainda não foram concluídas em Porto Alegre. A primeira questão levantada foi às obras nos corredores de ônibus e sobre o BRT. Os dados apresentados foram os seguintes: O da Bento Gonçalves já está com 97% concluído, já o da Protásio Alves falta apenas 7% para a conclusão, o que deve ser feito até março, enquanto o da João Pessoa que começou a obra atrasada após uma demora no repasse das verbas, já tem 65% dos serviços concluídos, com previsão de finalização para junho de 2015. No viaduto da Pinheiro Borda os reparos devem ficar prontos até o final deste mês. Urbano Schimitt destacou que a obra que mais pode demorar é a da avenida Tronco que custa mais de R$ 150 milhões. “Além da complexidade dela na questão da montagem do projeto, tínhamos que ver a remoção das famílias principalmente na região do Teresópolis”, salienta. A obra vai até 2016. Com 25% das obras concluídas os trabalhos na avenida Ceará estão parados desde a desistência da empresa responsável pela execução, o secretário falou sobre as novidades no caso. “A empresa deve voltar atrás da decisão nas próximas semanas, o que significa que em janeiro ela retome os trabalhos, com data limite de finalização em junho de 2016”, destaca. Já na obra da Voluntários da Pátria onde o consórcio de empresas desistiu do serviço após o problema na desapropriação do local, o responsável pela pasta de Gestão ressaltou que os trabalhos devem voltar em breve, após discussões entre a Prefeitura e as empresas, com finalização prevista para junho do ano que vem. Quando questionado sobre as três passagens de nível da Terceira Perimetral, o Secretário falou que depois de algumas negociações com empresas da Anita Garibaldi e Cristóvão Colombo, os serviços estão andando normalmente. Já na Plínio Brasil Milano a Prefeitura precisa de uma liberação judicial para a desapropriação de um terreno que foi doado a uma entidade privada. Em relação ao metrô de Porto Alegre ele garante que a reunião no Ministério das Cidades tranqüiliza a Prefeitura sobre a liberação de verbas para a execução dos projetos e que até o fim do primeiro semestre de 2015 a licitação deverá acontecer. Desde o início das obras da Copa do Mundo foram investidos R$ 888 milhões em obras na Capital. Schimitt ressaltou que Fortunati deve terminar o seu mandato com todas as obras entregues à população.
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Manuel Dimas

    em 15/05/2014 Via Youtube
    40 ANOS DE ASSEMBLEIA DE DEUS EM MARCO CEARA

    COMEMORAÇÃO DOS 40 ANOS DE ASSEMBLEIA DE DEUS EM MARCO CEARA. VOCÊ NÃO PODE PERDER!!

  • Ceará Chuvas De Março Mês De Santo Antônio Animam Agricultores Do Ceará

  • Carteira de Identidade de Jornalista da FENAJ AGUARDE CARTA ABERTA ÀS COMISSÕES DE ÉTICA DA FENAJ E DO SINDJORCE Após condenação de primeira instância: SINDJORCE E FENAJ DESRESPEITAM O DIREITO ADQUIRIDO, ATO JURÍDICO PERFEITO E A COISA JULGADA Depois de serem condenados em primeira instância, no processo de autoria do Ministério Público Federal (MPF-PRCE) em setembro de 2012, na 2ª Vara Federal do Ceará, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Ceará (SINDJORCE) e Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), desrespeitaram o Direito Constitucional, concedido em Ação de Mandado de Segurança, no processo Nº 0015630-94.2005.4.05.8100, originário da 10ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará, do jornalista profissional JOSELITO ELIEZER DE LIMA. O jornalista ganhou o direito de ter em sua CTPS o registro de jornalista, na função de Jornalista Profissional, no processo mencionado, em acórdão publicado no dia 28 de maio de 2010, transitado em julgado, em 11 de agosto do mesmo ano. O jornalista tem registro profissional de jornalista, na função de Jornalista Profissional, concedido por Mandado de Segurança desde o dia 21 de março de 2002 na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Ceará (SRTE-CE), por ser formado pelo Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo (curso sequencial), da Universidade Gama Filho, turma 2002.1, sede Fortaleza. Quando o jornalista fez o pedido para expedirem sua identidade de jornalista, conforme Lei 7.084/82, sem MANDADO DE SEGURANÇA ESPECÍFICO, contra o SINDJORCE/FENAJ, ele estava no exercício de seu direito adquirido em processo já transitado em julgado, estando plenamente registrado na SRTE-CE, como JORNALISTA PROFISSIONAL. O direito adquirido é um direito fundamental, alcançado constitucionalmente, sendo encontrado no art. 5º, XXXVI, da Constituição Federal, bem como na Lei de Introdução ao Código Civil, em seu art. 6º § 2º.Tal direito não...(Continuar Lendo)


    Ética no Jornalismo.
    Carteira de Identidade de Jornalista da FENAJ AGUARDE CARTA ABERTA ÀS COMISSÕES DE ÉTICA DA FENAJ E DO SINDJORCE Após condenação de primeira instância: SINDJORCE E FENAJ DESRESPEITAM O DIREITO ADQUIRIDO, ATO JURÍDICO PERFEITO E A COISA JULGADA Depois de serem condenados em primeira instância, no processo de autoria do Ministério Público Federal (MPF-PRCE) em setembro de 2012, na 2ª Vara Federal do Ceará, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Ceará (SINDJORCE) e Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), desrespeitaram o Direito Constitucional, concedido em Ação de Mandado de Segurança, no processo Nº 0015630-94.2005.4.05.8100, originário da 10ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará, do jornalista profissional JOSELITO ELIEZER DE LIMA. O jornalista ganhou o direito de ter em sua CTPS o registro de jornalista, na função de Jornalista Profissional, no processo mencionado, em acórdão publicado no dia 28 de maio de 2010, transitado em julgado, em 11 de agosto do mesmo ano. O jornalista tem registro profissional de jornalista, na função de Jornalista Profissional, concedido por Mandado de Segurança desde o dia 21 de março de 2002 na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Ceará (SRTE-CE), por ser formado pelo Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo (curso sequencial), da Universidade Gama Filho, turma 2002.1, sede Fortaleza. Quando o jornalista fez o pedido para expedirem sua identidade de jornalista, conforme Lei 7.084/82, sem MANDADO DE SEGURANÇA ESPECÍFICO, contra o SINDJORCE/FENAJ, ele estava no exercício de seu direito adquirido em processo já transitado em julgado, estando plenamente registrado na SRTE-CE, como JORNALISTA PROFISSIONAL. O direito adquirido é um direito fundamental, alcançado constitucionalmente, sendo encontrado no art. 5º, XXXVI, da Constituição Federal, bem como na Lei de Introdução ao Código Civil, em seu art. 6º § 2º.Tal direito nã...(Continuar Lendo)
  • A Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) lançou o Edital nº10/2012 – Programa de Bolsas de Formação Acadêmica – modalidade: mestrado e doutorado. As bolsas serão concedidas pela fundação sob a forma de cotas institucionais aos programas de pós-graduação.

    Podem se candidatar às cotas os programas de pós-graduação stricto sensu das modalidades mestrado e doutorado, reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em funcionamento no Ceará e previamente cadastrados por suas respectivas pró-reitorias de pós-graduação ou órgãos equivalentes.

    Em 2012, a Funcap concedeu 621 cotas de bolsas de mestrado e 314 de doutorado, totalizando 935 cotas de bolsas concedidas aos programas de pós-graduação cearenses. Atualmente, o Ceará possui 78 programas de pós-graduação stricto-sensu recomendados pela Capes.

    Cronograma

    - Até as 17 horas do dia 31 de janeiro de 2013: Inscrições por meio de envio do formulário de solicitação de cotas de bolsa de mestrado e/ou doutorado disponível no site da Funcap;

    - 5 de março de 2013: Divulgação do resultado final das cotas para os programas;

    - De 6 de março de 2013 até as 17 horas do dia 15 de março de 2013: Cadastramento de bolsistas novos e renovações;

    - De 6 de março de 2013 até as 16h30 do dia 18 de março de 2013 : Entrega da documentação exigida à Funcap

    Confira o edital na íntegra:
    http://montenegro.funcap.ce.gov.br/sugba/edital/147.pdf

    Link da notícia: http://bit.ly/FUNCAP_Edital


  • Evaldo Lima

    em 25/03/2014 Via Google++
    Nesta terça, 25 de março, o Ceará comemora 130 anos do fim da escravidão. Resultado da intensa luta do movimento abolicionista, a libertação dos escravos no nosso estado aconteceu em 1884, quatro anos antes da assinatura da Lei Áurea, tornando o Ceará a primeira província a decretar oficialmente a abolição da escravatura no Brasil. A emenda que instituiu o feriado como Data Magna do Ceará foi de autoria do deputado Lula Morais.

    [+] http://bit.ly/1ruIilQ

    Nesta terça, 25 de março, o Ceará comemora 130 anos do fim da escravidão. Resultado da intensa luta do movimento abolicionista, a libertação dos escravos no nosso estado aconteceu em 1884, quatr
  • Fonte: MSN em 24/11/2014

    Ceará começa a gravar seu novo programa do Multishow em março
    Após deixar o “Pânico”, Wellington Muniz, o Ceará, começará a gravar sua série de humor no Multishow em outubro. O humorista, no entanto, ainda não gravou seu programa de despedida do “Pânico na Band”, segundo o jornal “Folha de S.

  • Alexsandro Lima olha ai alex!


    Felipe Pereira compartilhou a foto de Prefeitura de Itaitinga.
    Livre da seca, Itaitinga amplia rede de abastecimento d’água Em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, o problema não é exatamente a falta d’água. Enquanto 178 dos 184 municípios cearenses decretaram estado de emergência por conta da estiagem, a cidade, que conta com água de pelo menos três grandes açudes (Riachão, parte do Pacoti e do Gavião) e dois canais (Integração e Trabalhador), luta para fazer com que o abastecimento chegue a toda a sua população. Para isso, uma parceria entre a Prefeitura de Itaitinga e a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) vem permitindo a ampliação da rede de abastecimento em diversas comunidades do município. Caso do bairro Carapió, onde já foram realizadas obras nas ruas Geraldo Magela Novais e Francisco Alencar, com a instalação de 165 metros de ampliação de tubulação de água. Nem o sol do meio dia arrefeceu os ânimos do casal Maria Ponciano, 64 anos, e Natanael Araújo, 73. Juntos, os dois ajudavam nos trabalhos de ampliação da rede, que fez a idosa pôr a “mão na massa” dentro da vala aberta no meio da rua. “Moramos há 14 anos aqui, e nunca tivemos água encanada. Foram muitas promessas não cumpridas, e hoje finalmente estamos ajudando a realizar nosso sonho”, conta Natanael. A água utilizada pelas cerca de 18 residências da área era oriunda de poços, e chegavam a faltar quando a bomba apresentava defeitos. “A gente ficava sem água”, lembra. Em visita às obras no Carapió, o prefeito de Itaitinga, Abel Cercelino Rangel Júnior, explica que o objetivo da parceria com a Cagece é beneficiar cerca de 3 mil itaitinguenses que ainda não contam com água encanada. As obras são feitas com recursos próprios do município e material da Companhia, que também disponibiliza um técnico para supervisionar as obras. “São obras de baixo custo, porém de um impacto social enorme”, avalia. De acordo Marcos Daniel, técnico da Cagece que acompanha as obras, a ampliação da rede de abastecimento deve beneficiar nos próximos dias moradores do Parque Santo Antônio e Riachão. “Temos serviços previstos para serem executados paulatinamente nos bairros Caracanga, Lagoa de Dentro, Vila dos Pedros, Laje dos Gatos, entre outros”, acrescenta. Marcos Daniel explica que para ampliar a rede, a Prefeitura solicita à Cagece a medição da pressão da água da área, a fim de verificar se há condições técnicas. A Cagece faz o estudo de viabilidade. “Somente se a pressão foi acima de 1,0 kgf/cm3, que corresponde a 10 metros de coluna d’água, é possível”, detalha. — com Vereador Alonso Bessa.
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Fonte: FutNet em 15/11/2014

    João Marcos exalta 300 jogos com a camisa do Ceará e manutenção de sonho de acesso
    Neste sábado, João Marcos completou 300 jogos pelo Ceará e viu a sua equipe manter o sonho de, em 2015, estar na elite do futebol nacional ao derrotar, na Arena Castelão, o Vasco por 2 a 0, em partida da 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/IbocYktlT5


  • CCR T2014E01 - 1ª etapa Campeonato Cearense de Rally - Etapa Águas de Março

  • AGUARDE CARTA ABERTA ÀS COMISSÕES DE ÉTICA DA FENAJ E DO SINDJORCE E A ÉTICA... Como fica colega??? O CURSO SEQUENCIAL DE JORNALISMO Episódio em que o jornalismo de qualidade foi esquecido em defesa do corporativismo. E a verdade? Que se dane... Quando o jornalismo não faz seu papel social com imparcialidade e comprometimento com a verdade, as consequenciais são desastrosas para toda sociedade. A VERDADE É FILHA DO TEMPO... “Não é o diploma de curso superior de jornalismo que qualifica o jornalista, mas o jornalista é que qualifica o seu diploma, pelo o exemplo ético e compromisso com a verdade, na atividade diária do jornalismo.” California Jr. – Jornalista, publicitário, radialista, especialista em marketing Veja o artigo na íntegra.


    Esperidiao Jr Oliveira compartilhou a foto de Ética no Jornalismo.
    AGUARDE CARTA ABERTA ÀS COMISSÕES DE ÉTICA DA FENAJ E DO SINDJORCE E A ÉTICA... Como fica colega??? O CURSO SEQUENCIAL DE JORNALISMO Episódio em que o jornalismo de qualidade foi esquecido em defesa do corporativismo. E a verdade? Que se dane... Quando o jornalismo não faz seu papel social com imparcialidade e comprometimento com a verdade, as consequenciais são desastrosas para toda sociedade. A VERDADE É FILHA DO TEMPO... “Não é o diploma de curso superior de jornalismo que qualifica o jornalista, mas o jornalista é que qualifica o seu diploma, pelo o exemplo ético e compromisso com a verdade, na atividade diária do jornalismo.” California Jr. – Jornalista, publicitário, radialista, especialista em marketing Histórico do caso Desde o ano de 2002 – após colação de grau em 22 de fevereiro – os ex-estudantes de jornalismo, turma 2002.1, da Universidade Gama Filho, sede Fortaleza (na atualidade, jornalistas profissionais), tentam levar às páginas dos jornais impressos e espaços nos veículos de comunicação eletrônica, as suas versões para os fatos publicados pela imprensa cearense entre os anos de 2000 e 2002, sobre a validade e reconhecimento do diploma de Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo (sequencial), tendo como pauteiros oficiais da imprensa cearense, à época, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Ceará (SINDJORCE) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), e nada conseguem. Tocar nesse assunto é remoer um passado, que a maioria dos jornalistas que estavam nas redações cearenses, no início da década de 2000, não deseja falar. É melhor esquecer, já que a Justiça Federal deu ganho de causa aos 115 formados para o exercício profissional de jornalista, na função de Jornalista Profissional, com o diploma de Curso Superior (sequencial), equiparado a graduação de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, quando era obrigatório o curso superior em jornalismo para trabalhar nas redações brasileiras (antes de junho de 2009). Esse assunto tem sido evitado por mais de uma década nas redações de jornais, TVs e rádios, pois envolve as duas principais entidades sindicais que deveriam prezar pela ética e moral do jornalismo do Ceará e Brasil, em um episódio que a Constituição Federal e o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros foram desrespeitados com o discurso que “os fins justificam os meios”. Abaixo, linha do tempo e histórico sobre o assunto, que está na pauta do Judiciário Federal desde fevereiro de 2004: LINHA DO TEMPO - RESUMO DOS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS (1999 – 2014) Dezembro de 1999 – Publicação do Edital 1/99 pela Universidade Gama Filho, sede Rio de Janeiro (UGF-RJ), convocando o vestibular para o Curso Superior de Jornalismo em Fortaleza-Ceará; Janeiro de 2000 – Vestibular para o Curso Superior de Jornalismo na unidade educacional da UGF-CE; Fevereiro de 2000 – Matrícula no Curso Superior de Jornalismo na UGF-CE; Setembro de 2000 - Nota veiculada do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará (SINDJORCE) nos jornais impressos do Ceará, “Diário do Nordeste” e “O Povo” dizendo que a UGF-CE não pode formar nenhum jornalista, chamando a Universidade de mentirosa. “(...) A UGF não pode formar os repórteres do futuro, pois, em Fortaleza, não pode capacitar ninguém ao exercício da profissão de jornalista.... Conclamamos a sociedade civil cearense em geral e, em particular, os jornalistas profissionais, a reagirem com energia às tentativas de mercantilização do ensino superior e desregulamentação da profissão de jornalista.” Como o SINDJORCE não se retratou após a entrega do diploma de CURSO SUPERIOR DE JORNALISMO no ano de 2002, reconhecido pelo MEC aos concludentes, ele feriu o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros (CEJB), conforme denúncia do MPF-PRCE. Cap. III – Da responsabilidade profissional do jornalista Art. 12 – O jornalista deve VI – promover a retificação das informações que se revelem falsas ou inexatas e defender o direito de resposta às pessoas ou organizações envolvidas ou mencionadas em matérias de sua autoria ou por cuja publicação foi responsável. Janeiro de 2002 – Nasce a Comissão Estudantil de Jornalismo (COEJ) em Assembleia-Geral no Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UGF-CE, com a presença e voto direto de 101 dos 115 estudantes de jornalismo, concludentes do Curso Superior de Jornalismo, que assinaram Ata de Colação de Grau, no dia 18 de fevereiro de 2002 e seus respectivos nomes estão grafados no Diário Oficial da União, publicação do MEC, reconhecendo o CURSO SUPERIOR DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM TÉCNICAS DE JORNALISMO. O estudante de jornalismo, publicitário, radialista e apresentador de TV (à época), Esperidião Júnior de Oliveira (California Jr.) é eleito presidente da COEJ, que tem como objetivo lutar pelo reconhecimento do Diploma de Jornalismo no mercado de trabalho; Fevereiro de 2002 – Colação de Grau dos concludentes no Curso Superior de Jornalismo; Outubro de 2002 – Publicação do reconhecimento do Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo da UGF-CE, turma 2002.1 no Diário Oficial da União (DOU); Janeiro de 2003 – Entrega dos primeiros diplomas do Curso Superior de Jornalismo aos seus portadores. Os jornalistas portadores do diploma de Curso Superior de Jornalismo, protocolam requerimento junto à Delegacia Regional do Trabalho (DRT-CE), hoje SRTE-CE, solicitando os seus respectivos registros de jornalista profissional. Os três primeiros registros de jornalista, na função Jornalista Profissional, são expedidos pela DRT-CE, por meio dos diplomas apresentados. Em seguida, uma colega jornalista e apresentadora de TV, solicita em requerimento, protocolado por esse jornalista, a carteira de identidade da FENAJ e sua filiação ao SINDJORCE, ambos os pedidos são negados pela entidade. Vejamos a resposta do presidente do SINDJORCE naquele ano: “(...) O documento de Vossa Senhoria consiste em requerimento de filiação aos quadros de associados dessa entidade sindical, bem como de expedição da carteira de identificação profissional, face a concessão de seu registro de Jornalista Profissional pela Delegacia Regional do Trabalho (DRT-CE), a partir do diploma do Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo da Universidade Gama Filho. “(...) No caso dos profissionais que obtiveram seus registros profissionais a partir de Cursos Sequenciais, a orientação dada pela Federação Nacional é no sentido de que as respectivas carteiras não sejam expedidas pelos sindicatos, mas sim, diretamente pela própria Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ). “De modo que, essa entidade não poderá expedir sua Carteira de identificação de Jornalista Profissional, nem poderá atender seu requerimento de filiação como associada.” Fevereiro de 2003 – Após inúmeros requerimentos enviados à FENAJ, sem nenhuma resposta sobre a expedição da identidade e filiação, o ex-relator da Comissão Estudantil de Jornalismo (COEJ), foi pessoalmente conversar com a presidente da FENAJ à época em Brasília-DF. A representante da Federação não protocolou o requerimento da colega jornalista e apresentadora de TV, que tinha começado um procedimento administrativo no Ceará, e não quis produzir nenhum documento resposta, alegando que no momento estava suspensa a expedição de carteiras da FENAJ e em estudo a filiação dos formados nos Cursos Sequenciais de Jornalismo no Ceará e Rio de Janeiro. Sua resposta foi que o representante da jornalista requerente e dos demais formados em Jornalismo, aguardasse que a FENAJ orientaria o SINDJORCE quanto ao caso. Março de 2003 – O SINDJORCE apresenta parecer contrário aos registros expedidos na DRT-CE, alegando que os diplomas não são de graduação em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, por isso não podem garantir registro profissional de jornalista; Agosto de 2003 – O Delegado Regional do Trabalho, acata o parecer do SINDJORCE e caça os respectivos registros profissionais expedidos nos meses anteriores. A Advocacia Geral da União (AGU) é acionada para fazer a defesa do órgão regional do trabalho, pois o ex-presidente da Comissão Estudantil de Jornalismo (COEJ), Esperidião Júnior de Oliveira (California Jr.) transforma a comissão de ex-estudantes de jornalismo, em Comissão de Estudos Jurídicos (COEJ). Alguns dos ex-estudantes de Jornalismo da UGF-CE, turma 2002.1 optaram cursar Direito em Fortaleza, como segundo curso superior; Novembro de 2003 – Os formados no Curso Superior de Jornalismo da UGF-CE, turma 2002.1, contratam os serviços advocatícios do advogado e juiz aposentado, Dr. Luiz Otávio Brígido Memória e de sua banca de operadores do direito; Fevereiro de 2004 – A assessoria jurídica do Dr. Otávio Memória entra com dezenas de ações de Mandado de Segurança (MS) na Justiça Federal, contra o Delegado Regional do Trabalho, solicitando registro profissional de jornalista, na função Jornalista Profissional para os concludentes do Curso Superior de Jornalismo da UGF-CE, turma 2002.1, alegando a equiparação do Curso Superior com a graduação em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, pois o Decreto-lei 972/69, art. 4º, V e Decreto 83.284/79, art. 4º, III – que regulamentam a profissão de jornalista - solicitam Curso Superior em Jornalismo e LDB 9.394/98, que regula a educação brasileira, Cap. IV – educação superior, no art. 44, I, diz que os cursos sequenciais são superiores, acrescentando o art. 48 do mesmo capítulo, que relata: “Os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular.” Vejamos uma das dezenas de sentenças publicadas à época. Abaixo, a proferida pelo Dr. LEOPOLDO FONTELENE TEIXEIRA, Juiz Substituto da 5ª Vara Federal, Seção Judiciária do Ceará, dando a segurança requerida: “Pela junção dos dispositivos destacados, tem-se que: os cursos sequenciais reconhecidos constituem modalidade de ensino superior que tornam aptos os que deles participaram a ingressar nos diversos setores profissionais, tendo os diplomas neles fornecidos, quando registrados, validade nacional como prova da formação recebida por seu titular. Se o legislador quisesse restringir o acesso à profissão de Jornalista aos que portassem diploma de graduação, deveria ter feito de forma expressa, tal como o estatuto da Advocacia, Lei 8.906/94, fez, no seu art.8º, II, em relação aos advogados. “Como o curso de jornalismo frequentado pelos impetrantes é reconhecido (vide, às fls 34, Portaria 2.929/2002, do Ministro da Educação), deve ser concedida a segurança pretendida. “Isto posto, CONCEDO A SEGURANÇA, garantindo aos impetrantes o direito de ter reconhecido a validade de seus diplomas, nos termos do art. 4º, V, do Decreto-Lei 972/69 e Art. 4º, III, do Decreto 83.284/79, para fins de obtenção do registro da profissão de jornalista.” Fortaleza-Ce, 02 de maio de 2005 (data da sentença prolatada) Leopoldo Fontenele Teixeira Juiz Federal Substituto atuando nos termos do Ato nº 325, de 20.04.2005 da presidência do TRF-5ª Região. Fonte: Sentença de Primeira Instância nº. 292/2005 - Processo: 2004.81.00.002430-3 Maio de 2004 – Todas as ações de Mandado de Segurança (MS) são acatadas em primeira instância na Justiça Federal no Ceará; Setembro de 2005 – Os processos contra a DRT-CE, sobem para o TRF-5ª Região com recursos da AGU. Fevereiro de 2007 – O jornalista profissional, Esperidião Júnior de Oliveira (California Jr.), após três requerimentos coletivos seguidos, sem resposta, protocolados no SINDJORCE, com cópias para a Federação Nacional dos Jornalistas, solicitando a carteira da FENAJ – Cartão de Identidade de Jornalista, embasados na Lei Federal 7.084/82 e comprovando seu registro e dos demais jornalistas requerentes, na função de Jornalista Profissional, concedidos na Justiça Federal, resolve entrar com Mandado de Segurança para garantir o documento profissional contra o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará (SINDJORCE); 2008 e 2009 – Os processos federais com Ação Constitucional de Mandado de Segurança (MS) contra a Delegacia Regional do Trabalho (DRT-CE), solicitando o registro profissional, na função de jornalista profissional, transitam em julgados a favor da decisão de primeiro grau, equiparando o diploma do Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo, a graduação de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, garantindo a coisa julgada, o ato jurídico perfeito e o direito adquirido, antes da decisão do STF de inconstitucionalidade do decreto 972/69, que regulamenta a profissão de jornalista, declarando a não obrigatoriedade do diploma de jornalismo para o exercício profissional. Observemos o Voto e Acórdão da Primeira Turma do Egrégio Tribunal Regional Federal da 5ª Região, tendo como relator o desembargador federal, Dr. JOSÉ MARIA LUCENA: “O Art. 44, I, da Lei nº. 9.394/96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, reconhece como integrantes da educação superior, ao lado da graduação, da pós-graduação e da extensão, os cursos sequenciais por campo do saber. Tal como o curso frequentado pelo impetrante. “Outrossim, compulsionando os autos, observo que o curso superior concluído pelo demandante possui reconhecimento pelo MEC, através da Portaria nº. 2.929/2002. “Não há óbice legal, para que se proceda ao registro profissional do requerente na condição de jornalista. Remessa obrigatória improvida”. “Vistos e relatados estes autos em que são partes acima indicadas, decide a Primeira Turma do Egrégio Tribunal Federal da 5ª. Região, por unanimidade, negar provimento a remessa obrigatória, nos termos do voto do relator e notas taquigráficas constantes dos autos, que integram o presente julgado”. Recife, 13 de novembro de 2008 (data do julgamento) José Maria Lucena Desembargador Federal Relator Fonte: Acórdão Nº 2008.000042 – Processo Nº 2004.81.00.003576-3 Maio de 2011 – O Mandado de Segurança em litisconsórcio (coletivo) contra o SINDJORCE, requerendo a Carteira de Identidade de Jornalista Profissional da FENAJ, no processo federal Nº 000.2828-93.2007.4.05.8100, oriundo da 1º Vara Federal, transita em julgado, obrigando a entidade a expedir Carteira de Identificação da FENAJ aos requerentes da Ação Constitucional; Junho de 2011 – Após o Mandado de Cumprimento de Sentença Nº 0001.000872-3/2011, contra o SINDJORCE, expedido pelo Juiz da 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará, Dr. LUÍS PRAXEDES VIEIRA DA SILVA ser protocolado no Sindicato, pelo oficial de justiça, esse jornalista vai pegar seu documento de identidade e dos demais colegas requerentes no processo e verifica que existem dois tipos de Carteira de Identidade de Jornalista expedidos pela FENAJ: 1. FUNÇÃO: JORNALISTA PROFISSIONAL DIPLOMADO Quem é graduado em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, tem em sua identidade a função de JORNALISTA PROFISSIONAL DIPLOMADO. Função inexistente para o Ministério do Trabalho e Lei Federal 7.084/82; 2. FUNÇÃO: JORNALISTA PROFISSIONAL Os requerentes no processo federal em Mandado de Segurança, receberam seus documentos de identidade profissional conforme as regras e normas dos Ministério do Trabalho e Emprego, função de JORNALISTA PROFISSIONAL. A situação gera uma distinção entre os dois profissionais portadores de curso superior, o que feri a Constituição Federal, Lei Federal Nº 7.084/82 e o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros (CEJB), além das normas e regras do MTE; Julho de 2011 – Esse jornalista entra com representação no Ministério Público Federal (MPF) – Procuradoria da República no Ceará (PRCE), contra FENAJ/SINDJORCE, por conduta abusiva, desrespeito à Constituição Federal, desrespeito ao Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros (CEJB) e discriminação profissional, apresentando diversos documentos em dossiê denúncia. O MPF-PRCE investiga as entidades sindicais em Inquérito Civil Público. A representação é direcionada ao Procurador da República, Dr. MARCELO MESQUITA MONTE. O MPF-PRCE começa o procedimento administrativo (P.A) Nº 15.000.001207/2011-84; Agosto de 2011 – Esse jornalista envia MANIFESTO AOS JORNALISTAS, relatando o caso à imprensa cearense, via internet; Outubro de 2011 – O MPF-PRCE diz em documento público, que no tratamento dado ao CURSO SUPERIOR DE JORNALISMO (sequencial) da UGF-CE, turma 2002.1, a FENAJ e SINDJORCE feriram o próprio Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros (CEJB), no art. 6º, incisos: I, IV, XI, XIV, entre outros. O Procurador da República, Dr. Marcelo Mesquita Monte, denuncia o fato no despacho Nº 91/2011 – 5º OTC/PRCE/MPF; Dezembro de 2011 – Após o MPF, na pessoa do Dr. Marcelo Mesquita Monte, investigar a denúncia e terminar com o inquérito civil público, transformando o procedimento administrativo em procedimento jurídico, afirmando que apresentará a denúncia em forma de processo jurídico à Justiça Federal, pelos indícios e provas apresentadas. Esse jornalista protocola nas portarias dos veículos de comunicação de massa do Ceará, o resumo do dossiê denúncia contra a FENAJ/SINDJORCE e direciona o material às chefias das redações e principais jornalistas cearenses, em "PRESS KIT": 12 documentos, contendo 50 páginas em cada kit, inclusive o MANIFESTO AOS JORNALISTAS; A imprensa cearense não publica nada sobre o dossiê denúncia. Fevereiro de 2012 – O MPF entra com processo jurídico Nº 000.1783-78.2012.4.05.8100 na 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Ceará, tendo como corréus SINDJORCE e FENAJ. O Juiz Federal Substituto, Dr. FELINI DE OLIVEIRA WANDERLEY, aceita a denúncia do MPF; Abril de 2012 – Esse jornalista entra com petição na 2ª Vara Federal, solicitando permissão para ter cópias das peças jurídicas por ser o representante da denúncia e para uso jornalístico, pois o processo é uma Ação Civil Pública (ACP) e não está sob segredo de justiça. O Juiz Federal Substituto da 2ª Vara, aceita o nosso requerimento; Agosto de 2012 – Esse jornalista procura o OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA (O.I) para publicar artigos assinados sobre o caso e fazer o acompanhamento do processo. Os artigos no O.I são publicados nas redes sociais (Facebook) em forma de postagens, pois a imprensa cearense se recusa divulgar a denúncia apresentada pelo MPF à Justiça. Setembro de 2012 – O Juiz Substituto da 2ª Vara Federal publica sentença parcial, condenando os corréus a recolherem os documentos de identidade de jornalista expedidos ilegalmente, após o trânsito em julgado e comunica que não poderão expedir carteira da FENAJ ao jornalista graduado em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, na função JORNALISTA PROFISSIONAL DIPLOMADO, pois tal função inexiste nas regras que regulamenta a profissão de jornalista e manda seguir a Lei Federal 7.084/82 e normas do Ministério do Trabalho e Emprego. As normas que regulamentam a profissão de jornalista no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), dizem que só existe uma função para os portadores de diploma de Curso Superior de Jornalismo: JORNALISTA PROFISSIONAL. Novamente a imprensa cearense não publica a sentença prolatada do Dr. Juiz da 2ª Vara Federal Fevereiro de 2013 – Esse jornalista tem acesso às peças jurídicas de defesa dos corréus (APELAÇÃO/CONTRARRAZÕES) e publica os novos acontecimentos aos jornalistas e formadores de opinião do Ceará no Facebook; Março de 2013 – É fundada a página ÉTICA NO JORNALISMO no Facebook, fan page (COMUNIDADE) canal de comunicação para tratar do assunto que não tem espaço nos veículos de comunicação cearenses, além de debater temas que visem a moralização da política e respeito ao cidadão brasileiro; Abril de 2013 - O processo federal (Ação Civil Pública 1638/2012) contra o SINDJORCE/FENAJ sobe para segunda instância, ele é distribuído para a Primeira Turma do TRF-5ª Região, ficando responsável pela relatoria, o desembargador federal, Dr. MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT; Abril de 2014 - O desembargador federal relator, Dr. MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT, encaminha o processo ao Ministério Público Federal - Procuradoria Regional da República no Estado de Pernambuco, para dar parecer, por ser uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA (ACP); Junho de 2014 – O desembargador federal relator, Dr. MANOEL DE OLIVEIRA ERHARDT, publica pauta de julgamento; Julho de 2014 - Julgamento e publicação do Acórdão Nº 2014.000093, condenando por unanimidade os Réus a recolherem todas as Carteiras Profissionais de Identificação de Jornalista, em território nacional, nas quais constem a informação "Jornalista Profissional Diplomado", devendo proceder, em seguida, às devidas retificações para que conste tão-somente a informação "Jornalista Profissional", necessitando ainda ser observadas, doravante, as prescrições da Lei nº 7.084/82 e normas emanadas do Ministério do Trabalho e Emprego. O TRF-5ª Região por unanimidade obriga os réus a expedir carteira de "Jornalista Profissional" para todos aqueles que tenham concluído o Curso Sequencial de Formação Específica em Técnica de Jornalismo, considerado de nível superior e equiparado ao curso de graduação de Comunicação Social, habilitação em Jornalismo. Participam do julgamento, além do desembargador relator, os desembargadores federais, Dr. JOSÉ MARIA LUCENA e o Dr. FRANCISCO CAVALCANTI; Julho de 2014 - Esse jornalista, entra com uma nova representação contra o SINDJORCE e a FENAJ, dessa vez, no Ministério Público do Trabalho – Procuradoria Regional do Trabalho da 7ª Região, por serem sujeitos ativos de ilícitos (CONDUTAS ANTISSINDICAIS – CONVENÇÃO Nº 98 da OIT e CLT), ao ferir a igualdade de tratamento e uso de discriminação profissional, má-fé e abuso de poder, em Notícia de Fato (NF) Nº 000873.2014.07.000/8, pois as entidades continuam desrespeitando o direito adquirido dos jornalistas, não respondendo aos requerimentos, nos quais os formados no Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo, solicitam respostas para aquisição de suas identidades profissionais da FENAJ, por meio de protocolo no Sindicato dos Jornalistas, mesmo depois da sentença prolatada, condenando as duas entidades sindicais parcialmente em juízo de primeiro grau, na 2ª Vara Federal, Seção Judiciária do Ceará, no processo de autoria do MPF-PRCE, em setembro de 2012. O procurador do Trabalho, Dr. FRANCISCO JOSÉ PARENTE VASCONCELOS JÚNIOR, entende pelo indeferimento, alegando o art. 5º, alínea “b”, da Resolução nº 69 do Conselho Superior do Ministério Público do Trabalho (CSMPT). Isso quer dizer que o fato denunciado já se encontra em Ação Civil Pública de autoria do MPF, não podendo ser aberto procedimento preparatório ao inquérito civil público pelo MPT, enquanto estiver sob júdice. “(...) Ainda, por força do art.5º, § 5º, da referida resolução, determino a remessa da presente denúncia ao procurador oficiante no referido processo judicial”, diz o procurador do Trabalho em despacho com o título ‘Indeferimento de Instauração de Procedimento Preparatório’, no dia 18 de julho, assinado eletronicamente, no dia 21 de julho de 2014. Ou seja: o procurador do Trabalho dá ciência ao procurador da República, autor do processo nº 0001783-78.2012.4.05.8100, Ação Civil Pública 1638/2012, de nossa representação (DENÚNCIA), contra as entidades sindicais, na ocasião, buscando resposta por conduta ilegal na jurisdição e competência da Justiça do Trabalho. Os procuradores do Trabalho buscam dar proteção aos direitos fundamentais e sociais do cidadão diante de ilegalidades praticadas na seara trabalhista. O próprio sindicato pode ser sujeito ativo de ilícito em condutas antissindicais, quando feri por exemplo, a livre filiação e desfiliação, ou ainda, tratando de forma desigual o jornalista, independente que ele seja, ou não, filiado ao sindicato ou federação. Outubro de 2014 – A Ação Civil Pública (ACP) 1638/2012 – processo federal Nº 000.1783-78.2012.4.05.8100 de autoria do MPF-PRCE, que equipara o Curso Superior de Formação Específica em Técnicas de Jornalismo (sequencial) ao Curso Superior de Comunicação Social, Habilitação em Jornalismo (graduação), transita em julgado, tendo como réus condenados por unanimidade em segunda instância, SINDJORCE e FENAJ. Jornalista Responsável: Esperidião Júnior de Oliveira (California Jr.) Registro Profissional de Jornalista: JP 1327 CE – Concedido em 25/03/2002 pela SRTE-CE. Para melhor entender o caso, consulte: Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF 5ª Região) www.trf5.jus.br - Processo nº 0001783-78.2012.4.05.8100 Justiça Federal no Ceará www.jfce.jus.br – Processo nº 0001783-78.2012.4.05.8100 Ministério Público Federal – Procuradoria da República no Ceará www.prce.mpf.mp.br Procedimento Administrativo (P.A) – Nº.1.15.000.001207/2011-84 Procedimento Judicial – Nº. 0001783-78.2012.4.05.8100 Contato: E-mail: [email protected] Facebook: www.Facebook.com/californiajunior Fan Page: Ética no Jornalismo (link abaixo) https://www.facebook.com/pages/%C3%89tica-no-Jornalismo/235874329892767?notif_t=page_user_activity
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)



  • Iza Maria Lippel Gomes compartilhou a foto de Carlos Carvalho Junior.
    RESPOSTA DO GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO À MIRIAM LEITÃO À Senhora Jornalista Miriam Leitão Li o seu artigo "ENQUANTO ISSO", com todo cuidado possível. Senti, em suas linhas, que a senhora procura mostrar que os MILITARES BRASILEIROS de HOJE, são bem diferentes dos MILITARES BRASILEIROS de ONTEM. Penso que esse é o ponto central de sua tese. Para criar credibilidade nas suas afirmativas, a senhora escreveu: "houve um tempo em que a interpretação dos militares brasileiros sobre LEI E ORDEM era rasgar as leis e ferir a ordem. Hoje em dia, eles demonstram com convicção terem aprendido o que não podem fazer". Permita-me discordar dessa afirmativa de vez que vejo nela uma injustiça, pois fiz parte dos MILITARES DE ONTEM e nunca vi os meus camaradas militares rasgarem leis e ferir a ordem. Nem ontem nem hoje. Vou demonstrar a minha tese. No Império, as LEIS E A ORDEM foram rasgadas no Pará, Ceará, Minas, Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul pelas paixões políticas da época. AS LEIS E A ORDEM foram restabelecidas pelo Grande Pacificador do Império, um Militar de Ontem, o Duque de Caxias, que com sua ação manteve a Unidade Nacional. Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Pelo contrário. Vem a queda do Império e a República. Pelo que sei, e a História registra, foram políticos que acabaram envolvendo os velhos Marechais Deodoro e Floriano nas lides políticas. A política dos governadores criando as oligarquias regionais, não foi obra dos Militares de Ontem, quando as leis e a ordem foram rasgadas e feridas pelos donos do Poder, razão maior das revoltas dos tenentes da década de 20, que sonhavam com um Brasil mais democrático e justo. Os Militares de Ontem ficaram ao lado da lei e da Ordem. Lembro à nobre jornalista que foram os civis políticos que fizeram a revolução de 30, apoiados, contudo, pelos tenentes revolucionários, menos Prestes, que abraçou o comunismo russo. Veio a época getuliana, que, aos poucos, foi afastando os tenentes das decisões políticas. A revolução Paulista não foi feita pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos paulistas que não aceitavam a ditadura de Vargas. Não foram os Militares de Ontem que fizeram a revolução de 35 (senão alguns, levados por civis a se converterem para a ideologia vermelha, mas logo combatidos e derrotados pelos verdadeiros Militares de Ontem); nem fizeram a revolta de 38; nem deram o golpe de 37. Penso que a senhora, dentro de seu espírito de justiça, há de concordar comigo que foram as velhas raposas GETÚLIO - CHICO CAMPOS - OSWALDO ARANHA e os chefetes que estavam nos governos dos Estados, que aceitaram o golpe de 37. Não coloque a culpa nos Militares de Ontem. Veio a segunda guerra mundial. O Nazismo e o Fascismo tentam dominar o mundo. Assistimos ao primeiro choque da hipocrisia da esquerda. A senhora deve ter lido - pois àquela época não seria nascida -, sobre o acordo da Alemanha e a URSS para dividirem a pobre Polônia e os sindicatos comunistas do mundo ocidental fazendo greves contra os seus próprios países a favor da Alemanha por imposição da URSS e a mudança de posição quando a "Santa URSS" foi invadida por Hitler. O Brasil ficou em cima de muro até que nossos navios (35) foram afundados. Era a guerra, a FEB e seu término. Getúlio - o ditador - caiu e vieram as eleições. As Forças Armadas foram chamadas a intervir para evitar o pior. Foram os políticos que pressionaram os Militares de Ontem para manter a ordem. Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Chamou-se o Presidente do Supremo Tribunal Federal para, como Presidente, governar a transição. Não se impôs MILITAR algum. O mundo dividiu-se em dois. O lado democrático, chamado pelos comunistas de imperialistas, e o lado comunista com as suas ditaduras cruéis e seus celebres julgamentos "democráticos". Prefiro o primeiro e tenho certeza de que a senhora, também. No lado ocidental não se tinham os GULAGs. O período Dutra (ESCOLHIDO PELOS CIVIS E ELEITO PELO VOTO DIRETO DO POVO) teve seus erros - NUNCA CONTRA A LEI E A ORDEM - e virtudes como toda obra humana. A colocação do Partido Comunista na ilegalidade foi uma obra do Congresso Nacional por inabilidade do próprio Carlos Prestes, que declarou ficar ao lado da URSS e não do Brasil em caso de guerra entre os dois países. Dutra vivia com o "livrinho" (a Constituição) na mão, pois os políticos, nas suas ambições, queriam intervenções em alguns Estados, inclusive em São Paulo. A senhora deve ter lido isso, pois há vasta literatura sobre a História daqueles idos. Novo período de Getúlio Vargas. Ele já não tinha mais o vigor dos anos trinta. Quem leu CHATÔ, SAMUEL WEINER (a senhora leu?) sente que os falsos amigos de Getúlio o levaram à desgraça, eles eram políticos. Os Militares de Ontem não se envolveram no caso, senão para investigar os crimes que vinham sendo cometidos sem apuração pela Polícia; nem rasgaram leis nem feriram a ordem. Eram os políticos que se degladiavam e procuravam nos colocar como fiéis da balança. O seu suicídio foi uma tragédia nacional, mas não foram os Militares de Ontem os responsáveis pela grande desgraça, sabe bem disso! A senhora permita-me ir resumindo para não ficar longo. Veio Juscelino e as Forças Armadas garantiram a posse, mesmo com pequenas divergências. Mais uma vez eram os políticos que queriam rasgar as leis e ferir a ordem e não os Militares de Ontem. Nessa época, há o segundo grande choque da esquerda. No XX Congresso do Partido Comunista da URSS (1956) Kruchov coloca a nu a desgraça do stalinismo na URSS. Os intelectuais esquerdistas ficam sem rumo. Juscelino chega ao fim e seu candidato perde para o senhor Jânio Quadros, a Esperança da vassoura, Desastre total. Não foram os Militares de Ontem que rasgaram a lei e feriram a ordem. Quem declarou vago o cargo de Presidente foi o Congresso Nacional. A Nação ficou ao Deus dará. Ameaça de guerra civil e os políticos tocando fogo no País e as Forças Armadas divididas pelas paixões políticas, disseminadas pelas "vivandeiras dos quartéis" como muito bem alcunhou Castello. Parlamentarismo, volta ao presidencialismo, aumento das paixões políticas, Prestes indo até Moscou afirmando que já estavam no governo, faltando-lhes apenas o Poder. Os militares calados e o chefe do Estado Maior do Exército (Castello) recomendando que a cadeia de comando deveria ser mantida de qualquer maneira. A indisciplina chegando e incentivada dentro dos Quartéis, não pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos de esquerda; e as vivandeiras tentando colocar o Exército na luta política. Revoltas de Polícias Militares, revolta de sargentos em Brasília, indisciplina na Marinha, comícios da Central e do Automóvel Clube representavam a desordem e o caos contra a LEI e a ORDEM. Lacerda, Ademar de Barros, Magalhães Pinto e outros governadores e políticos (todos civis)incentivavam o povo à revolta. As marchas com Deus, pela Família e pela Liberdade (promovidas por mulheres) representavam a angústia do País. Todo esse clima não foi produzido pelos MILITARES DE ONTEM. Eles, contudo, sempre à escuta dos apelos do povo, pois ELES são o povo em armas, para garantir as Leis e a Ordem. Minas desce. Liderança primeira de civil; a era Magalhães Pinto. Era a contra-revolução que se impunha para evitar que o Brasil soçobrasse ao comunismo. O governador Miguel Arraes declarava em Recife, nas vésperas de 31 de março: haverá golpe, só não sabemos se deles ou nosso. Não vamos ser hipócritas, a senhora, inteligente como é, deve ter lido muitos livros que reportam a luta política daquela época (exemplos: A Revolução Impossível de Luis Mir - Combates nas Trevas de Jacob Gorender - Camaradas de William Waack - etc) sabe que a esquerda desejava implantar uma ditadura de esquerda. Quem afirma é Jacob Gorender. Diz ele no seu livro: "a luta armada começou a ser tentada pela esquerda em 1965 e desfechada em definitiva a partir de 1968". Não há, em nenhuma parte do mundo, luta armada em que se vão plantar rosas e é por essa razão que GORENDER afirma: "se quiser compreendê-la na perspectiva da sua história, A ESQUERDA deve assumir a violência que praticou". Violência gera violência e os políticos sempre jogam a responsabilidade em manter a ordem aos militares. Afinal eles levaram a desordem. Castello, Costa e Silva, Médici, Geisel e João Figueiredo com seus erros e virtudes desenvolveram o País. Não vamos perder tempo com isso. A senhora é uma economista e sabe bem disso. Veio a ANISTIA e João Figueiredo dando murro na mesa e clamando que era para todos, pois Ulisses Guimarães não desejando que Brizolla, Arraes e outros pudessem tomar parte no novo processo eleitoral, para não lhe disputarem as chances de Poder. João bateu o pé e todos tiveram direito, pois "lugar de Brasileiro é no Brasil", como dizia. Não esquecer o terceiro choque sofrido pela a esquerda: Queda do Muro de Berlim, que até hoje a nossa esquerda não sabe desse fato histórico. DIRETAS JÁ! Sarney, Collor com seu desastre, Itamar, FHC, LULA e chegamos aos dias atuais. Os Militares de Hoje, silentes, que não são responsáveis pelas desgraças que vivemos agora, mas sempre aguardando a voz do Povo. Não houve no passado, nem há, nos dias de hoje, nenhum militar metido em roubo, compra de voto, CPI, dólar em cueca, mensalões ou mensalinhos. Não há nenhum Delúbio, Zé Dirceu, José Genoíno, e que tais. A corrupção e a desordem estão ficando acima da lei e da ordem! O que já se ouve, passamos a escutar, é o povo dizendo: SÓ OS MILITARES PODERÃO SALVAR A NAÇÃO. Pois àquela época da "ditadura" era que se era feliz e não se sabia... Certo, houveram excessos contra os civis. Então me diga: Como controlar o que o país vivia naquela época? Com vários grupos, uns querendo o comunismo, outro o socialismo, outro o presidencialismo e a maioria a democracia. Se chegaria a um concenso na conversa? Existia controle social para tal? Mas os Militares de Hoje, como os de Ontem, não querem ditadura, pois são formados democratas. E irão garantir a Lei e a Ordem, sempre que preciso. Os militares não irão às ruas sem o povo ao seu lado. OS MILITARES DE HOJE SÃO OS MESMOS QUE OS MILITARES DE ONTEM. A nossa desgraça é que políticos de hoje (olhe os PICARETAS do Lula!) - as exceções justificando a regra - são ainda piores do que os de ontem. Estamos sem ética e sem moral, estão esquecendo os bons princípios e mais, os políticos são despudorados. O Brasil vem sofrendo, não por conta dos MILITARES, mas de ALGUNS POLÍTICOS - uma corja de canalhas, que rasgam as leis e criam as desordens, desrespeitam a todos e só pensam na sobrevivência política, independente do preço a ser pago pelo povo! Como sei que a senhora é uma democrata, espero que publique esta carta no local onde a senhora escreve os seus artigos, que os leio atenta e religiosamente, como se fossem uma Bíblia. Perfeitos no campo econômico, mas não muitos católicos ou evangélicos no campo político por uma razão muito simples: quando parece que a senhora tem o vírus de uma reacionária de esquerda. Atenciosa e respeitosamente, GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO 12 de março de 2012
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Lucio

    em 25/11/2014
    Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/ReYFsCgypy


  • Fonte: Tribuna do Norte em 18/11/2014

    ABC definido para enfrentar o Ceará
    Zambi, João Paulo e Rodrigo. Foi com este trio ofensivo que o técnico Roberto Fonseca começou o trabalho final para o jogo de logo mais contra o Ceará na Arena das Dunas. Durou pouco tempo a formação, que em seguida voltou para o time já conhecido ...

  • Higo Farias

    em 13/05/2012 Via Google++
    Forró Estourado - Marco - Ceará - 12.05.12
    Tamanho: 96 mb

    home cd's
  • NBB 2T MOGI 96 X 74 CEARÁ 29 março

    Basquete mogiano classificado para os playoffs da NBB¨6.

  • Parece que não tem jeito a CORRUPÇÃO está na veia! Todo santo dia uma nova denúncia de corrupção aparece.


    Reginaldo Santana compartilhou a foto de Antonio de Lima.
    UM DIA A CASA CAI... Escândalos de Corrupção em Brejo santo acabaram com as pretensões de Welington landim Fora de Combate. A briga pela Presidência da Assembleia Legislativa permanece nos bastidores com os deputados Zezinho Albuquerque, atual presidente, os seus colegas, José Sarto, e Welington Landim, pleiteando a vaga. Dos três, apenas Sarto nunca ocupou o cargo. Embora vá para o sexto mandato, ele acha-se no direito de concorrer porquanto foi preterido mais de uma vez e até mesmo chegou a renunciar candidatura praticamente eleita para manter coesa as bases aliadas dos Ferreira Gomes. Mas houve um revés na pretensão de Landim. O Ministério Público junto com a Polícia deflagrou operação “Fábrica de Corrupção” na Prefeitura de Brejo Santo, administrada por seu filho, Guilherme Sampaio Landim. Apreensão de documentos, afastamento do Procurador do Município, Marcos Antônio Sampaio de Sousa, da Presidente da Comissão de Licitação, Maria Ceciliana Máximo Neves e do secretário de Finanças, José Norberto Alves, além da indisponibilidades dos bens do prefeito e todos os investigados na concessão de facilidades para a instalação na cidade de uma fábrica de calçados recém-inaugurada foram amplamente divulgados pela imprensa e agora o pai do prefeito estará mais ocupado do que concorrer com colegas ao cargo do qual já exerceu por duas vezes. Fonte: Diário do Nordeste, Coluna Regina Marshall vejam mais em: http://caririagora.com.br/portal/brejo-santo-na-rota-da-corrupcao-no-cariri/ http://caririagora.com.br/portal/justica-quebra-sigilos-bancario-e-fiscal-do-prefeito-guilherme-landim/ http://caririagora.com.br/portal/o-ministerio-publico-do-estado-do-ceara-e-a-policia-civil-deflagraram-na-manha-de-hoje-11-a-operacao-fabrica-da-corrupcao-em-brejo-santo/
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/UfHOlP2mvj


  • Fonte: R7 Entretenimento em 25/11/2014

    Pai de Marcos Paulo diz que não sabe o que aconteceu com as cinzas do filho
    Antonia Fontenelle estreou a terceira temporada de seu programa Na Lata, transmitido na internet, entrevistando o autor de novela Vicente Sesso, pai do seu marido Marcos Paulo, morto em novembro de 2012. Para quem não se lembra, Sesso teve importância ...

  • • Dia 25 de março será feriado estadual no Ceará
    No ano passado, a data caiu em um domingo e passou despercebida, segundo o deputado Lula Morais, autor do projeto. A SRTE-CE também afirmou que será concedida permissão para o trabalho no feriado de 25 de março de atividades constantes citadas no  Decreto n.º 27.048/49.
    O mês de março de 2013 terá três feriados em um intervalo de duas semanas. Em 19 de março, é celebrado o Dia de São José, padroeiro estadual, e, no dia 29, a Sexta-Feira da Paixão, data em que os cristãos lembram a morte de Jesus Cristo.
    Abolição
    O estado do Ceará foi a primeira província do Brasil a abolir a escravidão, em 25 de março de 1884. Um anos antes, no dia 1º de janeiro de 1883, a Vila do Acarape, atual município deRedenção, a 55 Km de Fortaleza, libertou os escravos um ano antes da província do Ceará.
  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/ah4THYLVR0


  • PROGRAMA SKYDIVE CEARÁ ESPORTES AÉREOS PARTE- 3 - MARÇO DE 2014 PGM 5

    Deus é fiel!!!! Meus amigos queridos é com muita alegria que informo a vcs que o meu programa de Esporte Aéreos Skydive Ceará ganhou mais dois dias na semana...

  • Que tenhamos paz.
    Que sejamos felizes.
    Que fiquemos sábios.
    Que tenhamos saúde.
    Que não nos faltem arte.
    Que não nos faltem música.
    Que descubramos o mistério da vida.
    Que a fidalguia dos santos homens nos livre da injustiça.
    Que o sofrimento e a fome esqueçam o sistema solar.
    Que reine a paz entre os homens.
    Que voltemos a ser inocentes.
    Que cresçam asas em nós.
    Que sejamos luz!

    @Alan Carlos Rocha Vasconcelos
    — em Marco - Ceará

    Que tenhamos paz. Que sejamos felizes. Que fiquemos sábios. Que tenhamos saúde. Que não nos faltem arte. Que não nos faltem música. Que descubramos o mistério da vida. Que a fidalguia dos santos
  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/BNYbdHunZQ


  • Olha aí!! - Balanço das obras em Porto Alegre. - via Sebastiao Melo


    Plinio Alexandre Zalewski Vargas compartilhou a foto de Sebastião Melo.
    Deu na Rádio Gaúcha - Balanço das Obras em Porto Alegre Rádio Gaúcha – Gaúcha Atualidade – Carolina Bahia, Leandro Staudt e Rosane de Olivera – 26/11/2014 – 09:15 Capital teve investimento de R$ 888 milhões em obras Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, o Secretário de Gestão, Urbano Schimitt, falou sobre as obras que ainda não foram concluídas em Porto Alegre. A primeira questão levantada foi às obras nos corredores de ônibus e sobre o BRT. Os dados apresentados foram os seguintes: O da Bento Gonçalves já está com 97% concluído, já o da Protásio Alves falta apenas 7% para a conclusão, o que deve ser feito até março, enquanto o da João Pessoa que começou a obra atrasada após uma demora no repasse das verbas, já tem 65% dos serviços concluídos, com previsão de finalização para junho de 2015. No viaduto da Pinheiro Borda os reparos devem ficar prontos até o final deste mês. Urbano Schimitt destacou que a obra que mais pode demorar é a da avenida Tronco que custa mais de R$ 150 milhões. “Além da complexidade dela na questão da montagem do projeto, tínhamos que ver a remoção das famílias principalmente na região do Teresópolis”, salienta. A obra vai até 2016. Com 25% das obras concluídas os trabalhos na avenida Ceará estão parados desde a desistência da empresa responsável pela execução, o secretário falou sobre as novidades no caso. “A empresa deve voltar atrás da decisão nas próximas semanas, o que significa que em janeiro ela retome os trabalhos, com data limite de finalização em junho de 2016”, destaca. Já na obra da Voluntários da Pátria onde o consórcio de empresas desistiu do serviço após o problema na desapropriação do local, o responsável pela pasta de Gestão ressaltou que os trabalhos devem voltar em breve, após discussões entre a Prefeitura e as empresas, com finalização prevista para junho do ano que vem. Quando questionado sobre as três passagens de nível da Terceira Perimetral, o Secretário falou que depois de algumas negociações com empresas da Anita Garibaldi e Cristóvão Colombo, os serviços estão andando normalmente. Já na Plínio Brasil Milano a Prefeitura precisa de uma liberação judicial para a desapropriação de um terreno que foi doado a uma entidade privada. Em relação ao metrô de Porto Alegre ele garante que a reunião no Ministério das Cidades tranqüiliza a Prefeitura sobre a liberação de verbas para a execução dos projetos e que até o fim do primeiro semestre de 2015 a licitação deverá acontecer. Desde o início das obras da Copa do Mundo foram investidos R$ 888 milhões em obras na Capital. Schimitt ressaltou que Fortunati deve terminar o seu mandato com todas as obras entregues à população.
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Oi Futuro

    em 18/03/2014 Via Google++
    O Circo chegou!

    O Festival de Circo do Ceará, apoiado pelo Oi Futuro, acontece neste mês de março e traz palhaços, equilibristas, malabaristas, mágicos e tudo de fantástico que o circo pode oferecer. 

    Saiba mais sobre o projeto e confira: http://bit.ly/1gLVF8L

    O Circo chegou! O Festival de Circo do Ceará, apoiado pelo Oi Futuro, acontece neste mês de março e traz palhaços, equilibristas, malabaristas, mágicos e tudo de fantástico que o circo pode ofe
  • Rede Céu

    em 30/03/2014 Via Youtube
    Ceará 3x1 Fortaleza - Campeonato Cearense - 30 de março de 2014

    Campeonato Cearense Ceará 3x1 Fortaleza 30/03/2014.

  • Magno César

    em 26/11/2014
    Police do Ceará. ...! Marcos do val


    Magno César compartilhou uma foto
    Força tática do RAIO...massagem tailandesa. .!
    Arquivos de dispositivos móveis.
    ...(Continuar Lendo)
  • E o ano de 2014 está ficando para a memória..... Muitas realizações, desafios, promessas, surpresas.... e é assim que o ciclo se repete. Para começar 2015 com o pé direito nada melhor que viajar! E para brindar o ano que passou e recepcionar o novo ano com boas energias e muita alegria, Fortaleza trás para você o segundo maior réveillon do país com 12 atrações, entre bandas nacionais e locais, que animarão a noite de fortalezenses e turistas. O evento contará com apresentações de Daniela Mercury, Jota Quest, O Rappa, Bruno & Marrone, Marcos & Belluti, Solteirões do Forró, As Coleguinhas, Banda Zero 85, Luis Marcelo & Gabriel, Paulo José, Acaiaca e Banda Patrulha. A festa terá 17 minutos de queima de fogos, a maior já realizada no Réveillon de Fortaleza, e 12 horas de apresentações, que terão início às 18h do dia 31 de dezembro e terminarão às 6h do dia primeiro do novo ano. O evento contará também com apresentação de humoristas e de DJ´s na tenda eletrônica. Sem dúvida, particularmente, acho a queima de fogos muito emocionante, sem contar que a paisagem emociona ainda mais. DISTÂNCIA DA POUSADA: 650m ********************************************************************************* Para quem quer algo mais reservado e sofisticado sem deixar a emoção e excelentes atrações musicais de lado, tem a opção do Réveillon do Marina Park Hotel. A festa este ano está intitulada Inshallah, expressão árabe que significa 'se Deus quiser', a celebração tem como tema o Oriente Médio e conta com os shows de Bell Marques, Fernando & Sorocaba, Banda Acaiaca e Mr. Babão, além de uma tenda eletrônica. A partir de 22h. Preços R$1.000,00 a R$1.300,00. DISTÂNCIA DA POUSADA: 2,1km ********************************************************************************* E para você que gosta de música eletrônica o DJ e produtor musical David Guetta se apresenta em Fortaleza no dia 10 de janeiro de 2015, no Centro de Eventos do Cea...(Continuar Lendo)


    Pousada M Lice adicionou 13 fotos.
    .
    ...(Continuar Lendo)
  • vale a pena ler...


    Emerson Matos compartilhou a foto de Carlos Carvalho Junior.
    RESPOSTA DO GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO À MIRIAM LEITÃO À Senhora Jornalista Miriam Leitão Li o seu artigo "ENQUANTO ISSO", com todo cuidado possível. Senti, em suas linhas, que a senhora procura mostrar que os MILITARES BRASILEIROS de HOJE, são bem diferentes dos MILITARES BRASILEIROS de ONTEM. Penso que esse é o ponto central de sua tese. Para criar credibilidade nas suas afirmativas, a senhora escreveu: "houve um tempo em que a interpretação dos militares brasileiros sobre LEI E ORDEM era rasgar as leis e ferir a ordem. Hoje em dia, eles demonstram com convicção terem aprendido o que não podem fazer". Permita-me discordar dessa afirmativa de vez que vejo nela uma injustiça, pois fiz parte dos MILITARES DE ONTEM e nunca vi os meus camaradas militares rasgarem leis e ferir a ordem. Nem ontem nem hoje. Vou demonstrar a minha tese. No Império, as LEIS E A ORDEM foram rasgadas no Pará, Ceará, Minas, Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul pelas paixões políticas da época. AS LEIS E A ORDEM foram restabelecidas pelo Grande Pacificador do Império, um Militar de Ontem, o Duque de Caxias, que com sua ação manteve a Unidade Nacional. Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Pelo contrário. Vem a queda do Império e a República. Pelo que sei, e a História registra, foram políticos que acabaram envolvendo os velhos Marechais Deodoro e Floriano nas lides políticas. A política dos governadores criando as oligarquias regionais, não foi obra dos Militares de Ontem, quando as leis e a ordem foram rasgadas e feridas pelos donos do Poder, razão maior das revoltas dos tenentes da década de 20, que sonhavam com um Brasil mais democrático e justo. Os Militares de Ontem ficaram ao lado da lei e da Ordem. Lembro à nobre jornalista que foram os civis políticos que fizeram a revolução de 30, apoiados, contudo, pelos tenentes revolucionários, menos Prestes, que abraçou o comunismo russo. Veio a época getuliana, que, aos poucos, foi afastando os tenentes das decisões políticas. A revolução Paulista não foi feita pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos paulistas que não aceitavam a ditadura de Vargas. Não foram os Militares de Ontem que fizeram a revolução de 35 (senão alguns, levados por civis a se converterem para a ideologia vermelha, mas logo combatidos e derrotados pelos verdadeiros Militares de Ontem); nem fizeram a revolta de 38; nem deram o golpe de 37. Penso que a senhora, dentro de seu espírito de justiça, há de concordar comigo que foram as velhas raposas GETÚLIO - CHICO CAMPOS - OSWALDO ARANHA e os chefetes que estavam nos governos dos Estados, que aceitaram o golpe de 37. Não coloque a culpa nos Militares de Ontem. Veio a segunda guerra mundial. O Nazismo e o Fascismo tentam dominar o mundo. Assistimos ao primeiro choque da hipocrisia da esquerda. A senhora deve ter lido - pois àquela época não seria nascida -, sobre o acordo da Alemanha e a URSS para dividirem a pobre Polônia e os sindicatos comunistas do mundo ocidental fazendo greves contra os seus próprios países a favor da Alemanha por imposição da URSS e a mudança de posição quando a "Santa URSS" foi invadida por Hitler. O Brasil ficou em cima de muro até que nossos navios (35) foram afundados. Era a guerra, a FEB e seu término. Getúlio - o ditador - caiu e vieram as eleições. As Forças Armadas foram chamadas a intervir para evitar o pior. Foram os políticos que pressionaram os Militares de Ontem para manter a ordem. Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Chamou-se o Presidente do Supremo Tribunal Federal para, como Presidente, governar a transição. Não se impôs MILITAR algum. O mundo dividiu-se em dois. O lado democrático, chamado pelos comunistas de imperialistas, e o lado comunista com as suas ditaduras cruéis e seus celebres julgamentos "democráticos". Prefiro o primeiro e tenho certeza de que a senhora, também. No lado ocidental não se tinham os GULAGs. O período Dutra (ESCOLHIDO PELOS CIVIS E ELEITO PELO VOTO DIRETO DO POVO) teve seus erros - NUNCA CONTRA A LEI E A ORDEM - e virtudes como toda obra humana. A colocação do Partido Comunista na ilegalidade foi uma obra do Congresso Nacional por inabilidade do próprio Carlos Prestes, que declarou ficar ao lado da URSS e não do Brasil em caso de guerra entre os dois países. Dutra vivia com o "livrinho" (a Constituição) na mão, pois os políticos, nas suas ambições, queriam intervenções em alguns Estados, inclusive em São Paulo. A senhora deve ter lido isso, pois há vasta literatura sobre a História daqueles idos. Novo período de Getúlio Vargas. Ele já não tinha mais o vigor dos anos trinta. Quem leu CHATÔ, SAMUEL WEINER (a senhora leu?) sente que os falsos amigos de Getúlio o levaram à desgraça, eles eram políticos. Os Militares de Ontem não se envolveram no caso, senão para investigar os crimes que vinham sendo cometidos sem apuração pela Polícia; nem rasgaram leis nem feriram a ordem. Eram os políticos que se degladiavam e procuravam nos colocar como fiéis da balança. O seu suicídio foi uma tragédia nacional, mas não foram os Militares de Ontem os responsáveis pela grande desgraça, sabe bem disso! A senhora permita-me ir resumindo para não ficar longo. Veio Juscelino e as Forças Armadas garantiram a posse, mesmo com pequenas divergências. Mais uma vez eram os políticos que queriam rasgar as leis e ferir a ordem e não os Militares de Ontem. Nessa época, há o segundo grande choque da esquerda. No XX Congresso do Partido Comunista da URSS (1956) Kruchov coloca a nu a desgraça do stalinismo na URSS. Os intelectuais esquerdistas ficam sem rumo. Juscelino chega ao fim e seu candidato perde para o senhor Jânio Quadros, a Esperança da vassoura, Desastre total. Não foram os Militares de Ontem que rasgaram a lei e feriram a ordem. Quem declarou vago o cargo de Presidente foi o Congresso Nacional. A Nação ficou ao Deus dará. Ameaça de guerra civil e os políticos tocando fogo no País e as Forças Armadas divididas pelas paixões políticas, disseminadas pelas "vivandeiras dos quartéis" como muito bem alcunhou Castello. Parlamentarismo, volta ao presidencialismo, aumento das paixões políticas, Prestes indo até Moscou afirmando que já estavam no governo, faltando-lhes apenas o Poder. Os militares calados e o chefe do Estado Maior do Exército (Castello) recomendando que a cadeia de comando deveria ser mantida de qualquer maneira. A indisciplina chegando e incentivada dentro dos Quartéis, não pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos de esquerda; e as vivandeiras tentando colocar o Exército na luta política. Revoltas de Polícias Militares, revolta de sargentos em Brasília, indisciplina na Marinha, comícios da Central e do Automóvel Clube representavam a desordem e o caos contra a LEI e a ORDEM. Lacerda, Ademar de Barros, Magalhães Pinto e outros governadores e políticos (todos civis)incentivavam o povo à revolta. As marchas com Deus, pela Família e pela Liberdade (promovidas por mulheres) representavam a angústia do País. Todo esse clima não foi produzido pelos MILITARES DE ONTEM. Eles, contudo, sempre à escuta dos apelos do povo, pois ELES são o povo em armas, para garantir as Leis e a Ordem. Minas desce. Liderança primeira de civil; a era Magalhães Pinto. Era a contra-revolução que se impunha para evitar que o Brasil soçobrasse ao comunismo. O governador Miguel Arraes declarava em Recife, nas vésperas de 31 de março: haverá golpe, só não sabemos se deles ou nosso. Não vamos ser hipócritas, a senhora, inteligente como é, deve ter lido muitos livros que reportam a luta política daquela época (exemplos: A Revolução Impossível de Luis Mir - Combates nas Trevas de Jacob Gorender - Camaradas de William Waack - etc) sabe que a esquerda desejava implantar uma ditadura de esquerda. Quem afirma é Jacob Gorender. Diz ele no seu livro: "a luta armada começou a ser tentada pela esquerda em 1965 e desfechada em definitiva a partir de 1968". Não há, em nenhuma parte do mundo, luta armada em que se vão plantar rosas e é por essa razão que GORENDER afirma: "se quiser compreendê-la na perspectiva da sua história, A ESQUERDA deve assumir a violência que praticou". Violência gera violência e os políticos sempre jogam a responsabilidade em manter a ordem aos militares. Afinal eles levaram a desordem. Castello, Costa e Silva, Médici, Geisel e João Figueiredo com seus erros e virtudes desenvolveram o País. Não vamos perder tempo com isso. A senhora é uma economista e sabe bem disso. Veio a ANISTIA e João Figueiredo dando murro na mesa e clamando que era para todos, pois Ulisses Guimarães não desejando que Brizolla, Arraes e outros pudessem tomar parte no novo processo eleitoral, para não lhe disputarem as chances de Poder. João bateu o pé e todos tiveram direito, pois "lugar de Brasileiro é no Brasil", como dizia. Não esquecer o terceiro choque sofrido pela a esquerda: Queda do Muro de Berlim, que até hoje a nossa esquerda não sabe desse fato histórico. DIRETAS JÁ! Sarney, Collor com seu desastre, Itamar, FHC, LULA e chegamos aos dias atuais. Os Militares de Hoje, silentes, que não são responsáveis pelas desgraças que vivemos agora, mas sempre aguardando a voz do Povo. Não houve no passado, nem há, nos dias de hoje, nenhum militar metido em roubo, compra de voto, CPI, dólar em cueca, mensalões ou mensalinhos. Não há nenhum Delúbio, Zé Dirceu, José Genoíno, e que tais. A corrupção e a desordem estão ficando acima da lei e da ordem! O que já se ouve, passamos a escutar, é o povo dizendo: SÓ OS MILITARES PODERÃO SALVAR A NAÇÃO. Pois àquela época da "ditadura" era que se era feliz e não se sabia... Certo, houveram excessos contra os civis. Então me diga: Como controlar o que o país vivia naquela época? Com vários grupos, uns querendo o comunismo, outro o socialismo, outro o presidencialismo e a maioria a democracia. Se chegaria a um concenso na conversa? Existia controle social para tal? Mas os Militares de Hoje, como os de Ontem, não querem ditadura, pois são formados democratas. E irão garantir a Lei e a Ordem, sempre que preciso. Os militares não irão às ruas sem o povo ao seu lado. OS MILITARES DE HOJE SÃO OS MESMOS QUE OS MILITARES DE ONTEM. A nossa desgraça é que políticos de hoje (olhe os PICARETAS do Lula!) - as exceções justificando a regra - são ainda piores do que os de ontem. Estamos sem ética e sem moral, estão esquecendo os bons princípios e mais, os políticos são despudorados. O Brasil vem sofrendo, não por conta dos MILITARES, mas de ALGUNS POLÍTICOS - uma corja de canalhas, que rasgam as leis e criam as desordens, desrespeitam a todos e só pensam na sobrevivência política, independente do preço a ser pago pelo povo! Como sei que a senhora é uma democrata, espero que publique esta carta no local onde a senhora escreve os seus artigos, que os leio atenta e religiosamente, como se fossem uma Bíblia. Perfeitos no campo econômico, mas não muitos católicos ou evangélicos no campo político por uma razão muito simples: quando parece que a senhora tem o vírus de uma reacionária de esquerda. Atenciosa e respeitosamente, GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO 12 de março de 2012
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Fonte: globoesporte.com em 21/11/2014

    Sem Bill, com Eduardo: Ceará encerra preparação para jogo contra a Lusa
    Com as dúvidas quanto a Bill e Lulinha, PC Gusmão deve montar o Ceará com a seguinte formação titular: Luís Carlos, Samuel Xavier, Sandro, Diego Ivo e Vicente; João Marcos, Michel, Ricardinho e Eduardo (Felipe Amorim); Assisinho e Magno Alves.

  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/ijHk3aRjTJ


  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/O7yopZ8gXf


  • 11°

    em 25/11/2014
    RT @folha_com: Após deixar 'Pânico', Ceará começa a gravar em março seu novo programa no Multishow http://t.co/ITVyjLxOGp http://t.co/ErE8O

  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/4qJ1zgP6oQ


  • #PortoDoPecém #SeinfraCE #PorUmCearáMelhor
    O Porto do Pecém ganhará uma área de fiscalização de 15 mil metro para inspeção de cargas acondicionadas em contêineres que transitam no local.

    O equipamento vai fazer a vistoria interna dessas câmaras com cargas classificadas. Além disso, a área também é projetada para atender ao aumento da demanda do porto, a qual já atingiu o marco de 6,6 milhões de toneladas de mercadorias. http://govce.cc/1v5f66A

    Área de fiscalização do Porto do Pecém terá pátio de 15 mil metros
  • Letica bego

    em 25/11/2014
    RT @folha_com: Após deixar 'Pânico', Ceará começa a gravar em março seu novo programa no Multishow http://t.co/ITVyjLxOGp http://t.co/ErE8O
  • Quem fala o que quer, muitas vezes.. ..


    Vamilton Filho compartilhou a foto de Carlos Carvalho Junior.
    RESPOSTA DO GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO À MIRIAM LEITÃO À Senhora Jornalista Miriam Leitão Li o seu artigo "ENQUANTO ISSO", com todo cuidado possível. Senti, em suas linhas, que a senhora procura mostrar que os MILITARES BRASILEIROS de HOJE, são bem diferentes dos MILITARES BRASILEIROS de ONTEM. Penso que esse é o ponto central de sua tese. Para criar credibilidade nas suas afirmativas, a senhora escreveu: "houve um tempo em que a interpretação dos militares brasileiros sobre LEI E ORDEM era rasgar as leis e ferir a ordem. Hoje em dia, eles demonstram com convicção terem aprendido o que não podem fazer". Permita-me discordar dessa afirmativa de vez que vejo nela uma injustiça, pois fiz parte dos MILITARES DE ONTEM e nunca vi os meus camaradas militares rasgarem leis e ferir a ordem. Nem ontem nem hoje. Vou demonstrar a minha tese. No Império, as LEIS E A ORDEM foram rasgadas no Pará, Ceará, Minas, Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul pelas paixões políticas da época. AS LEIS E A ORDEM foram restabelecidas pelo Grande Pacificador do Império, um Militar de Ontem, o Duque de Caxias, que com sua ação manteve a Unidade Nacional. Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Pelo contrário. Vem a queda do Império e a República. Pelo que sei, e a História registra, foram políticos que acabaram envolvendo os velhos Marechais Deodoro e Floriano nas lides políticas. A política dos governadores criando as oligarquias regionais, não foi obra dos Militares de Ontem, quando as leis e a ordem foram rasgadas e feridas pelos donos do Poder, razão maior das revoltas dos tenentes da década de 20, que sonhavam com um Brasil mais democrático e justo. Os Militares de Ontem ficaram ao lado da lei e da Ordem. Lembro à nobre jornalista que foram os civis políticos que fizeram a revolução de 30, apoiados, contudo, pelos tenentes revolucionários, menos Prestes, que abraçou o comunismo russo. Veio a época getuliana, que, aos poucos, foi afastando os tenentes das decisões políticas. A revolução Paulista não foi feita pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos paulistas que não aceitavam a ditadura de Vargas. Não foram os Militares de Ontem que fizeram a revolução de 35 (senão alguns, levados por civis a se converterem para a ideologia vermelha, mas logo combatidos e derrotados pelos verdadeiros Militares de Ontem); nem fizeram a revolta de 38; nem deram o golpe de 37. Penso que a senhora, dentro de seu espírito de justiça, há de concordar comigo que foram as velhas raposas GETÚLIO - CHICO CAMPOS - OSWALDO ARANHA e os chefetes que estavam nos governos dos Estados, que aceitaram o golpe de 37. Não coloque a culpa nos Militares de Ontem. Veio a segunda guerra mundial. O Nazismo e o Fascismo tentam dominar o mundo. Assistimos ao primeiro choque da hipocrisia da esquerda. A senhora deve ter lido - pois àquela época não seria nascida -, sobre o acordo da Alemanha e a URSS para dividirem a pobre Polônia e os sindicatos comunistas do mundo ocidental fazendo greves contra os seus próprios países a favor da Alemanha por imposição da URSS e a mudança de posição quando a "Santa URSS" foi invadida por Hitler. O Brasil ficou em cima de muro até que nossos navios (35) foram afundados. Era a guerra, a FEB e seu término. Getúlio - o ditador - caiu e vieram as eleições. As Forças Armadas foram chamadas a intervir para evitar o pior. Foram os políticos que pressionaram os Militares de Ontem para manter a ordem. Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Chamou-se o Presidente do Supremo Tribunal Federal para, como Presidente, governar a transição. Não se impôs MILITAR algum. O mundo dividiu-se em dois. O lado democrático, chamado pelos comunistas de imperialistas, e o lado comunista com as suas ditaduras cruéis e seus celebres julgamentos "democráticos". Prefiro o primeiro e tenho certeza de que a senhora, também. No lado ocidental não se tinham os GULAGs. O período Dutra (ESCOLHIDO PELOS CIVIS E ELEITO PELO VOTO DIRETO DO POVO) teve seus erros - NUNCA CONTRA A LEI E A ORDEM - e virtudes como toda obra humana. A colocação do Partido Comunista na ilegalidade foi uma obra do Congresso Nacional por inabilidade do próprio Carlos Prestes, que declarou ficar ao lado da URSS e não do Brasil em caso de guerra entre os dois países. Dutra vivia com o "livrinho" (a Constituição) na mão, pois os políticos, nas suas ambições, queriam intervenções em alguns Estados, inclusive em São Paulo. A senhora deve ter lido isso, pois há vasta literatura sobre a História daqueles idos. Novo período de Getúlio Vargas. Ele já não tinha mais o vigor dos anos trinta. Quem leu CHATÔ, SAMUEL WEINER (a senhora leu?) sente que os falsos amigos de Getúlio o levaram à desgraça, eles eram políticos. Os Militares de Ontem não se envolveram no caso, senão para investigar os crimes que vinham sendo cometidos sem apuração pela Polícia; nem rasgaram leis nem feriram a ordem. Eram os políticos que se degladiavam e procuravam nos colocar como fiéis da balança. O seu suicídio foi uma tragédia nacional, mas não foram os Militares de Ontem os responsáveis pela grande desgraça, sabe bem disso! A senhora permita-me ir resumindo para não ficar longo. Veio Juscelino e as Forças Armadas garantiram a posse, mesmo com pequenas divergências. Mais uma vez eram os políticos que queriam rasgar as leis e ferir a ordem e não os Militares de Ontem. Nessa época, há o segundo grande choque da esquerda. No XX Congresso do Partido Comunista da URSS (1956) Kruchov coloca a nu a desgraça do stalinismo na URSS. Os intelectuais esquerdistas ficam sem rumo. Juscelino chega ao fim e seu candidato perde para o senhor Jânio Quadros, a Esperança da vassoura, Desastre total. Não foram os Militares de Ontem que rasgaram a lei e feriram a ordem. Quem declarou vago o cargo de Presidente foi o Congresso Nacional. A Nação ficou ao Deus dará. Ameaça de guerra civil e os políticos tocando fogo no País e as Forças Armadas divididas pelas paixões políticas, disseminadas pelas "vivandeiras dos quartéis" como muito bem alcunhou Castello. Parlamentarismo, volta ao presidencialismo, aumento das paixões políticas, Prestes indo até Moscou afirmando que já estavam no governo, faltando-lhes apenas o Poder. Os militares calados e o chefe do Estado Maior do Exército (Castello) recomendando que a cadeia de comando deveria ser mantida de qualquer maneira. A indisciplina chegando e incentivada dentro dos Quartéis, não pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos de esquerda; e as vivandeiras tentando colocar o Exército na luta política. Revoltas de Polícias Militares, revolta de sargentos em Brasília, indisciplina na Marinha, comícios da Central e do Automóvel Clube representavam a desordem e o caos contra a LEI e a ORDEM. Lacerda, Ademar de Barros, Magalhães Pinto e outros governadores e políticos (todos civis)incentivavam o povo à revolta. As marchas com Deus, pela Família e pela Liberdade (promovidas por mulheres) representavam a angústia do País. Todo esse clima não foi produzido pelos MILITARES DE ONTEM. Eles, contudo, sempre à escuta dos apelos do povo, pois ELES são o povo em armas, para garantir as Leis e a Ordem. Minas desce. Liderança primeira de civil; a era Magalhães Pinto. Era a contra-revolução que se impunha para evitar que o Brasil soçobrasse ao comunismo. O governador Miguel Arraes declarava em Recife, nas vésperas de 31 de março: haverá golpe, só não sabemos se deles ou nosso. Não vamos ser hipócritas, a senhora, inteligente como é, deve ter lido muitos livros que reportam a luta política daquela época (exemplos: A Revolução Impossível de Luis Mir - Combates nas Trevas de Jacob Gorender - Camaradas de William Waack - etc) sabe que a esquerda desejava implantar uma ditadura de esquerda. Quem afirma é Jacob Gorender. Diz ele no seu livro: "a luta armada começou a ser tentada pela esquerda em 1965 e desfechada em definitiva a partir de 1968". Não há, em nenhuma parte do mundo, luta armada em que se vão plantar rosas e é por essa razão que GORENDER afirma: "se quiser compreendê-la na perspectiva da sua história, A ESQUERDA deve assumir a violência que praticou". Violência gera violência e os políticos sempre jogam a responsabilidade em manter a ordem aos militares. Afinal eles levaram a desordem. Castello, Costa e Silva, Médici, Geisel e João Figueiredo com seus erros e virtudes desenvolveram o País. Não vamos perder tempo com isso. A senhora é uma economista e sabe bem disso. Veio a ANISTIA e João Figueiredo dando murro na mesa e clamando que era para todos, pois Ulisses Guimarães não desejando que Brizolla, Arraes e outros pudessem tomar parte no novo processo eleitoral, para não lhe disputarem as chances de Poder. João bateu o pé e todos tiveram direito, pois "lugar de Brasileiro é no Brasil", como dizia. Não esquecer o terceiro choque sofrido pela a esquerda: Queda do Muro de Berlim, que até hoje a nossa esquerda não sabe desse fato histórico. DIRETAS JÁ! Sarney, Collor com seu desastre, Itamar, FHC, LULA e chegamos aos dias atuais. Os Militares de Hoje, silentes, que não são responsáveis pelas desgraças que vivemos agora, mas sempre aguardando a voz do Povo. Não houve no passado, nem há, nos dias de hoje, nenhum militar metido em roubo, compra de voto, CPI, dólar em cueca, mensalões ou mensalinhos. Não há nenhum Delúbio, Zé Dirceu, José Genoíno, e que tais. A corrupção e a desordem estão ficando acima da lei e da ordem! O que já se ouve, passamos a escutar, é o povo dizendo: SÓ OS MILITARES PODERÃO SALVAR A NAÇÃO. Pois àquela época da "ditadura" era que se era feliz e não se sabia... Certo, houveram excessos contra os civis. Então me diga: Como controlar o que o país vivia naquela época? Com vários grupos, uns querendo o comunismo, outro o socialismo, outro o presidencialismo e a maioria a democracia. Se chegaria a um concenso na conversa? Existia controle social para tal? Mas os Militares de Hoje, como os de Ontem, não querem ditadura, pois são formados democratas. E irão garantir a Lei e a Ordem, sempre que preciso. Os militares não irão às ruas sem o povo ao seu lado. OS MILITARES DE HOJE SÃO OS MESMOS QUE OS MILITARES DE ONTEM. A nossa desgraça é que políticos de hoje (olhe os PICARETAS do Lula!) - as exceções justificando a regra - são ainda piores do que os de ontem. Estamos sem ética e sem moral, estão esquecendo os bons princípios e mais, os políticos são despudorados. O Brasil vem sofrendo, não por conta dos MILITARES, mas de ALGUNS POLÍTICOS - uma corja de canalhas, que rasgam as leis e criam as desordens, desrespeitam a todos e só pensam na sobrevivência política, independente do preço a ser pago pelo povo! Como sei que a senhora é uma democrata, espero que publique esta carta no local onde a senhora escreve os seus artigos, que os leio atenta e religiosamente, como se fossem uma Bíblia. Perfeitos no campo econômico, mas não muitos católicos ou evangélicos no campo político por uma razão muito simples: quando parece que a senhora tem o vírus de uma reacionária de esquerda. Atenciosa e respeitosamente, GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO 12 de março de 2012
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Fonte: Esportes O POVO em 25/11/2014

    Derrocada do Ceará coincide com má fase de Magno Alves, que marcou apenas um gol em dez jogos
    Artilheiro do Brasil na temporada 2014, com 38 gols, e da Série B, com 18, o Magnata anotou apenas um tento nos últimos dez jogos do Ceará As chances de acesso existem, mas são remotas, por volta de 2%. O Ceará entra na última rodada da Série B ...

  • Fonte: G1 em 21/11/2014

    Confira as atrações do fim de semana no Ceará; Lulu faz show em Fortaleza
    21h - Lídia Maria (CE) se apresenta no Mirante do Céu. 22 de novembro Viçosa do Ceará - 20h: Jorginho Neto Sexteto (SP) - 21h: Marcos Lessa (CE) - 22h: DJ Renatinha (CE) Hallel Fortaleza O Hallel Fortaleza é um evento de evangelização para a juven ...

  • Para um, o título Inédito, o primeiro, o esperado.... E para o outro simplesmente mais um título. Assim Minas fechou o ano no futebol, tendo os dois melhores times do Brasil. #fechadocomcruzeiro.... E VIVA O CRUZEIRO....


    Ana Paula Amaral compartilhou a foto de Jornalista Lilian Camargos.
    Tríplice Coroa ou título inédito: Cruzeiro e Atlético medem forças na grande final da Copa do Brasil Chegou o grande dia que a maioria dos torcedores mineiros tanto aguardavam. O maior clássico da história entre Cruzeiro e Atlético decidirá quem será o campeão da Copa do Brasil, no duelo marcado para esta quarta-feira, às 22h, no Mineirão. Os rivais entrarão em campo com objetivos distintos: o Galo busca o título inédito, enquanto a Raposa quer conquistar a segunda Tríplice Coroa e, de quebra, se tornar a maior vencedora do torneio, com cinco taças. Atleticanos e cruzeirenses de diferentes idades cresceram cercados de rivalidade e imaginando o dia em que os clubes travariam uma disputa detítulo de expressão. Este momento chegou. Nesta quarta-feira, às 22h, no Mineirão, os dois maiores clubes de Minas Gerais se enfrentarão em duelo decisivo pela Copa do Brasil. E ambos vivem fases empolgantes. O Galo tem orgulhado seu torcedor como nunca, desde o ano passado. Em 2013, o clube conquistou o Mineiro e a Libertadores. Este ano, se ganhar a Copa do Brasil, será mais uma temporada com dois títulos na bagagem. Já o Cruzeiro conquistou o bicampeonato brasileiro de forma consecutiva, e agora busca a segunda Tríplice Coroa, pois ganhou também o Estadual deste ano. A vantagem na decisão é do Atlético que venceu o jogo de ida por 2 a 0, no Independência. O Alvinegro pode perder por até um gol para ficar com o troféu. Caso balance as redes, obrigará o Cruzeiro a fazer quatro. Já o time celeste precisa vencer por três de diferença para levantar a taça. Se a Raposa repetir o placar do primeiro jogo leva a decisão para os pênaltis. Por conta disso, os dois times treinaram cobranças de penalidades durante a semana. O time do cruzeiro está confiante na virada e aposta na força da torcida celeste, que estará em maioria esmagadora no Mineirão. “Todos sabem da nossa força, sobretudo dentro do Mineirão. É o espírito de entrega. Tudo vai igualar. Temos que fazer no mínimo dois gols e estamos preparados para essa batalha. A gente fica feliz de olhar para o companheiro e saber que podemos construir essa virada”, afirmou Willian. Já o Atlético garante que não vai atuar somente na defesa. Até pelo estilo de jogo ofensivo da equipe, que marcou pelo menos um gol nas últimas seis partidas, a promessa é de dificultar as coisas para o adversário fazendo o 'jogo da vida'. “É um jogo decisivo, que todo jogador gosta de jogar. É o jogo da nossa vida, vai ser tudo ou nada, e a gente não vai jogar em cima do resultado, vamos jogar como a gente sempre joga, para cima, e com humildade para marcar. Temos que jogar com inteligência e todo mundo sabe o que fazer em campo, dar o máximo e colocar o coração na ponta da chuteira para a gente poder conquistar esse título”, declarou Luan. De um lado, time completo; do outro, dúvidas Para este clássico, o Cruzeiro vem com mais dúvidas na escalação do que o Atlético. Além de não poder contar com Dedé, machucado, o técnico Marcelo Oliveira levará para os vestiários a definição de quem jogará na lateral-direita. Mesmo com um edema na coxa direita, Mayke foi relacionado, assim como Ceará, que se recupera de contusão muscular. Caso os dois não possam atuar, o treinador vai ter que improvisar. As alternativas são: Willian Farias, Léo ou Henrique. No meio-campo, há também a possibilidade de entrar Nilton no lugar de Lucas Silva, por opção técnica. Do lado atleticano, Levir Culpi tem o time completo e deve repetir a formação que goleou o Flamengo na semana passada pelo Campeonato Brasileiro. O treinador ainda ganhou os reforços de Guilherme e Maicosuel, que se recuperaram de estiramento muscular na coxa e devem começar na reserva. O zagueiro Réver, que não joga desde agosto, também é a novidade no banco na vaga de Edcarlos vetado por contusão. Possível escalação: Cruzeiro x Atlético Cruzeiro: Fábio; Mayke (Willian Farias), Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Nilton), Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Willian; Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca,Luan e Dátolo; Diego Tardelli e Carlos. Técnico: Levir Culpi
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • Renato Luz

    em 25/11/2014
    Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/EZCz58WBTl


  • Não existe um só ser humano na face da Terra que não tenha tido vontade de desistir e jogar tudo pra cima.

    Por isso, a minha dica para começarmos a semana é: Não tome nenhuma decisão no meio da crise, no meio da tempestadade. Espere 48 horas, deixe a poeira baixar e tome sua decisão com equilíbrio.

    Uma vez ouvi: "Pensamentos negativos são como pássaros. Vc não tem como evitar que eles voem sobre sua cabeça. Mas vc tem como evitar que eles pousem nela e façam ninho."

    Sua capacidade de se renovar é infinita. Basta vc querer.

    Excelente semana a todos!
    — em Marco - Ceará

    Não existe um só ser humano na face da Terra que não tenha tido vontade de desistir e jogar tudo pra cima. Por isso, a minha dica para começarmos a semana é: Não tome nenhuma decisão no meio d
  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/LKFmyhbvb2


  • Fonte: Esportes O POVO em 13/11/2014

    João Marcos completará 300 jogos com camisa do Ceará
    Sinônimo de titularidade no meio de campo do Ceará desde que chegou ao clube, em 2009, João Marcos está prestes a completar uma marca histórica pelo Alvinegro. Diante do Vasco, no próximo sábado, na Arena Castelão, o jogador completará 300 jogos ...

  • feriado de 25 março dia libertaçao dos escravos do ceara paracuru

  • Multishow vai esperar contrato de Ceará acabar com o “Pânico”: Contrato com a Band até março O Multishow resol... http://t.co/ITlT32fZeU


  • É escandaloso. "E é justamente este viaduto e a Ponte Estaiada – que atravessa o Rio Cocó – que relaciona a Operação Lava Jato com a necessidade de regulamentação urgente do Parque. Ambas as obras estão sob responsabilidade de empresas envolvidas no esquema de corrupção da Petrobras – e figuram entre as maiores doadoras para campanhas eleitorais deste ano (http://migre.me/n6nHD). Só com a Ponte Estaiada, eleita como prioridade pelo governador eleito Camilo Santana (http://migre.me/n6lAs), a construtora OAS, em consórcio com a Marquise, receberá mais de 400 milhões de reais. Assim, nada mais interessante para o governador Cid Gomes e seus financiadores do que afirmar que a maior demarcação para o Parque do Cocó é a cerca que hoje existe (http://migre.me/n6lEk). Cerca esta que é recuada a cada decisão considerada “de maior relevância”. Por relevância é possível ler o atual caos na mobilidade urbana. As obras do viaduto na Engenheiro Santana Jr. são atualmente o maior ícone em Fortaleza de como a mobilidade pode ser justificativa para interesses econômicos que, nem de longe, estão próximos ao interesse público. Depois do desmatamento no ano passado, a cerca do Parque – proteção maior, segundo o atual governador – voltou a ser recuada para intervenções de alargamento das vias (http://migre.me/n6mBk). Ou seja, sai o verde, entra o concreto. Sai o interesse público, entra o interesse privado."


    Cecilia Feitoza compartilhou a foto de João Alfredo Vereador.
    Cidade para negócios ou cidade para pessoas? OU Operação Lava Jato e a Regulamentação do Parque do Cocó -- Na última sexta-feira, dia 21, um ato pela regulamentação do Parque do Cocó chamou atenção de quem passava pelo cruzamento entre as avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Jr. no fim da tarde. Com faixas que afirmavam os 1.312 hectares do Parque, ativistas distribuíam informações sobre a importância daquele ecossistema para a cidade e lançavam críticas ao atual modelo de desenvolvimento urbano (http://migre.me/n6mQE). E o que tudo isso tem a ver com a Operação Lava Jato, deflagrada em março deste ano pela Polícia Federal e que já prendeu executivos das maiores empreiteiras do país por envolvimento com o esquema de corrupção na Petrobras? 1. O atual modelo de desenvolvimento em que se encontra o estado do Ceará e a cidade de Fortaleza demonstra claramente a que veio: maior concentração de riqueza e, por consequência, aumento da desigualdade social. Disso, a questão ambiental está bem próxima e não pode ser considerada como parte dissociada. A ausência de regulamentação do Parque do Cocó, bem como de outras unidades de conservação que proteja áreas consideradas patrimônio ambiental coletivo, cumpre uma importante estratégia de avanço do capital especulativo e imobiliário sobre as cidades. 2. Com o Parque do Cocó a situação é ainda mais grave. Iniciativa pública e privada estão intimamente empenhadas em avançar sobre aquele que é considerado o mais importante ecossistema de Fortaleza. Estão previstas, além do viaduto em construção no cruzamento das avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Jr., cerca de 10 intervenções que impactam diretamente a poligonal que deveria ser reconhecida em lei como Parque Estadual (http://migre.me/n6lHa). 3. E é justamente este viaduto e a Ponte Estaiada – que atravessa o Rio Cocó – que relaciona a Operação Lava Jato com a necessidade de regulamentação urgente do Parque. Ambas as obras estão sob responsabilidade de empresas envolvidas no esquema de corrupção da Petrobras – e figuram entre as maiores doadoras para campanhas eleitorais deste ano (http://migre.me/n6nHD). Só com a Ponte Estaiada, eleita como prioridade pelo governador eleito Camilo Santana (http://migre.me/n6lAs), a construtora OAS, em consórcio com a Marquise, receberá mais de 400 milhões de reais. 4. Assim, nada mais interessante para o governador Cid Gomes e seus financiadores do que afirmar que a maior demarcação para o Parque do Cocó é a cerca que hoje existe (http://migre.me/n6lEk). Cerca esta que é recuada a cada decisão considerada “de maior relevância”. Por relevância é possível ler o atual caos na mobilidade urbana. As obras do viaduto na Engenheiro Santana Jr. são atualmente o maior ícone em Fortaleza de como a mobilidade pode ser justificativa para interesses econômicos que, nem de longe, estão próximos ao interesse público. Depois do desmatamento no ano passado, a cerca do Parque – proteção maior, segundo o atual governador – voltou a ser recuada para intervenções de alargamento das vias (http://migre.me/n6mBk). Ou seja, sai o verde, entra o concreto. Sai o interesse público, entra o interesse privado. A necessidade de regulamentação do Parque do Cocó, nos seus 1.312 hectares já aprovados pelo Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), é urgente. Promessa não cumprida por Cid Gomes e nem anunciada pelo futuro governador do Ceará, cabe à população pressionar por uma conquista fundamental para o equilíbrio da cidade e por outro modelo de desenvolvimento. Afinal, a cidade é para as pessoas ou para os negócios? #SalveOCocó! #OcupeCocó #assessoria — com Helena Martins e outras 29 pessoas.
    Fotos da linha do tempo.
    ...(Continuar Lendo)
  • RT @folha_com: Após deixar 'Pânico', Ceará começa a gravar em março seu novo programa no Multishow http://t.co/ITVyjLxOGp http://t.co/ErE8O


  • Programa de Aprendizagem Cooperativa seleciona 250 bolsistas em Fortaleza, Quixadá e Sobral Imprimir Quarta, 26 Novembro 2014 08:47 A UFC abre processo de seleção e renovação de bolsistas para o Programa de Aprendizagem Cooperativa em Células Estudantis (PACCE) nos campi de Fortaleza, Quixadá e Sobral. As inscrições ocorrem de 1º a 11 de dezembro, exclusivamente pela Internet. Podem concorrer alunos regularmente matriculados em cursos de graduação da UFC. São ofertadas 250 novas bolsas, no valor mensal de R$ 400,00, com exigência de carga horária semanal de 12 horas. Não é permitido o exercício de nenhuma outra atividade remunerada durante a vigência da bolsa, de março a dezembro de 2015. Do total de vagas, 225 são para Fortaleza, 15 para Sobral e 10 para Quixadá. O PACCE tem como principal objetivo colaborar no combate à evasão discente e, consequentemente, melhorar a taxa de conclusão nos cursos de graduação da UFC. A principal estratégia utilizada é a difusão de células estudantis – grupos de estudo que utilizam a metodologia de aprendizagem cooperativa. Os bolsistas selecionados irão se dedicar a atividades formativas em aprendizagem cooperativa e organização e facilitação de grupos de estudo com outros estudantes da UFC. O Edital nº 34/2014, que rege a seleção, traz detalhes sobre as categorias de bolsa, atribuições dos bolsistas e cronograma com as datas do processo seletivo. Interessados podem obter mais informações no blog do Programa. Fonte: Coordenadoria de Formação e Aprendizagem Cooperativa – fone: 85 3366 9444 http://www.ufc.br/noticias/noticias-de-2014/5996-programa-de-aprendizagem-cooperativa-seleciona-250-bolsistas-em-fortaleza-quixada-e-sobral


    ufc.br
    Portal da UFC - Universidade Federal do Ceará - Programa de Aprendizagem Cooperativa seleciona....
    UFC - Universidade Federal do Ceará
  • O ANIVERSÁRIO DE ORDENAÇÃO SACERDOTAL DE MEU “PADIUM CIÇO” – Autor: José Pereira Gondim Daqui a quatro dias, ou mais precisamente no dia 30 de Novembro de 2014 ocorrerá no calendário do tempo, mais um aniversário de Ordenação Sacerdotal, o 174º do Padre Cícero Romão Batista, o patriarca do Juazeiro do Norte, seu primeiro prefeito, deputado federal e vice-governador do estado do Ceará, o homem escolhido “o cearense do século”, aquele que foi homenageado com a terceira maior estátua em concreto do mundo e um “santo” para 40 milhões de romeiros simples. Em função disso e atendendo a uma tradição que se repete há mais de 140 anos, “de pai pra filho”, milhares de romeiros por todo o Nordeste fecharão suas residências, deixarão cidades e regiões distantes e rumarão a “Meca caririense”, a fim de reverenciar seu “santo do coração”. O sacerdote em apreço e que foi vítima de perseguições da Igreja Católica Apostólica Romana por toda "vida terrena", hoje recebe alguns “dengos ou muita bajulação” dessa Entidade (a Igreja), através de missas solenes rezadas em sua honra (aniversário de sua morte, de seu natalício, de sua ordenação), por até 15 sacerdotes que se “esgoelam” e não cansam de dar vivas a sua "memória", do início ao fim da celebração. Arre égua! "Viva o padre Cícero! – Viva”! “Viva o padre Cícero! - Viva"! "Viva o padre Cícero - Viva"! Todavia, inexplicavelmente, ou por incrível que pareça, a Igreja mantém o castigo a si imposto inalterado há quase ou mais de um século e a sua condição de padre maldito e renegado intocável, o que transita na contramão desses fatos. Então, por que as missas? Por que os "vivas"? Por que tanta hipocrisia? O padre Cícero (em memória) não pode entrar nas igrejas do Juazeiro do Norte, no entanto, os rios de dinheiro deixados por suas romarias durante todo o ano podem (isso prova que dinheiro amolece o coração mais duro, NÃO?) engorda...(Continuar Lendo)


    José Pereira Gondim.
    ...(Continuar Lendo)

AVISO: O conteúdo de cada postagem é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem. Se você encontrou algum conteúdo ofencivo ou pornográfico, por favor entre em contato conosco. Você também pode enviar seu texto para gente.

Previsão do tempo na Região


Participe e comente sobre a cidade de Marco


Comentários (1)

  1. cidinha's avatar cidinha

    chitao do marco vai ter garota safada e bruno e marrone

    #1 – 14/06/2013 - 18:33