Início » Ceará » Itapipoca


Itapipoca - Ceará



Itapipoca faz parte do estado do Ceará. É conhecida como "cidade dos três climas", por haver em seu território praias, serras e o sertão. É a terra natal do humorista e deputado federal Tiririca. Seu desenvolvimento confere a cidade a 12ª colocação entre os municípios mais ricos do estado.

O topônimo Itapipoca vem do tupi-guarani itá (pedra, rocha), pi (pele, couro, revestimento) e poca (arrebentar, estourar), significando: pedra arrebentada ou rocha estourada. Sua denominação original era Arraial de São José, depois Vila Velha, Imperatriz e, desde 1889, Itapipoca.

As terras entre a serra de Uruburetama e ao lado oeste do rio Mundaú, que hoje fazem parte do município de de Itapipoca, eram habitadas por diversas etnias indígenas Tupi e Tapuia, entre elas: Tremembé, Anacé, Apuiaré e tantas outras etnias,.

História da cidade de Itapipoca Ceará - CE

As principais penetrações no território que veio a constituir mais tarde o Município de Itapipoca (ita = pedra, apoc = rebenta), datam de meados do século XVIII, fixando-se Jerônimo de Freitas Guimarães, com outros moradores, no arraial de São José, posteriormente chamado Vila Velha, depois Imperatriz (hoje Araguari).

No ano de 1757, o curato de Acaram, por provisão do Bispo de Pernambuco, D. Francisco Xavier Aranha, é dividido em quatro freguesias. Surge a de Nossa Senhora da Conceição de Amontada, com sede no povoado de São Bento da Ribeira do Aracati, serve-lhe de Matriz a igreja construída por Manoel Gomes do Nascimento. A sede dessa freguesia, em 1846, transfere-se para Imperatriz, já então vila e sede do Município de igual nome.

Nos anos de 1844 a 1850 constroem-se armazéns para a venda de fardos de algodão vindos da serra e destinados à Capital. O intercâmbio comercial atrai novas famílias para o local, principalmente entre os anos de 1860 a 1865 quando o algodão alcança preços altos no mercado exterior.

Em decorrência desses fatores e graças aos esforços de Vicente Xavier de Lima e Antônio de Oliveira, prospera a povoação e, em 1862, a sede do Município é transferida para o núcleo de Itapipoca, elevado a vila com o nome de Imperatriz.

Seis anos depois de instalada a nova vila, para aí se transfere funcionando como matriz, a princípio, a capela de Nossa Senhora das Mercês.

Gentílico: itapipoquense

Formação Administrativa

Elevado à categoria de município com a denominação de vila Imperatriz por Resolução Imperial de 03-02-1823, mencionado no alvará Imperial de 17-10-1823, desmembrado de Fortaleza. Sede no núcleo de São José (depois Vila Velha).

Pelo ato provincial 18-03-1842 e pela lei provincial nº 1579, de 18-12-1873 ou 18-09-1873 e anexado a vila de Imperatriz.

Pela lei provincial nº 1011, de 03-11-1862, transfere a sede do núcleo de São José para o nucleo de Itapipoca.

Pelo ato provincial de 27-01-1864 é criado o distrito de Assunção e anexado a vila de Imperatriz.

Distrito criado com a denominação de Imperial, pela lei provincial ou Resolução Provincial nº 1249, de 22-12-1868.

Pelo ato provincial de 02-11-1869, é criado o distrito de São José e anexado ao município de Itapipoca

Pelo decreto nº 1, de 02-12-1889, o município de Imperatriz passou a denominar-se Ipapipoca.

Pelo ato de 11-01-1900, é criado o distrito de Pão de Açucar e anexado a vila de Itapipoca.

Na divisão administrativa de 1911, a vila aparece constituída de 6 distritos: de Itapipoca, Assunção, Ipu da Rajada, Pão de Açúcar, São Bento d Amontada e São José.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Itapipoca, pela lei estadual nº 1288, de 31-08-1915.

Nos quadro de apuração do Recenseamento Geral de I-IX-1920, o município aparece constituído de 7 distritos: Itapipoca, Assunção, Ipu da Rajada, Pão de Açúcar, São Bento d Amontada, São José e São Pedro da Timbaúba.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 8 distritos: Itapipoca, Assunção, Barrenta, Pernambuquinho, Rajada ex-Ipu da Rajada, São Bento d Amontada, São José e Timbaúba ex-São Pedro da Timbaúba. Não figurando o distrito de Pão de Açucar.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 9 distritos: Itapipoca, Assunção, Barrenta, Lagoa Comprida, Pernambuquinho, Rajada, São José, São Bento ex-São Bento d Amontada, São Pedro da Timbaúba ex-Timbaúba.

Pelo decreto estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Rajada é extinto, sendo parte do seu território anexado ao distrito sede de Itapipoca e outra parte ao distrito de Tururu, do município de Uruburetama. Sob o mesmo decreto o distrito de Pernambuquinho passou a denominar-se Icaraí, Barrenta passou a denominar-se Cruxatí e o distrito São José a denominar-se Imperatriz.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 8 distritos: Itapipoca, Assunção, Cruxatí ex-Barrenta, Icaraí ex-Pernambuquinho, Imperatriz ex-São José, Lagoa ex-Lagoa Comprida, São Bento ex-São Bento d Amontada e Timbaúba ex-São Pedro do Timbaúba.

Pelo decreto estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de São Bento passou a denominar-se Amontada o distrito de Lagoa a denominar-se Aracatiara, Imperatriz a denominar-se Arapari e Timbaúba a denominar-se Miraíma.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 8 distritos: Itapipoca, Amontada ex-São Bento, Aracatiara ex-Lagoa, Arapari ex-Imperatriz, Assunção, Cruxati, Icaraí e Miraíma ex-Timbaúba.

Pela lei estadual nº 1153, de 22-11-1951, é criado os distritos de Barrento e Marinheiros e anexado ao município de Itapipoca.

Em divisão territorial datada de I-VII-1955, o município é constituído de 10 distritos: Itapipoca, Amontada, Aracatiara, Arapari, Assunção, Barrento, Cruxati, Icaraí, Marinheiros e Miraíma.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 6447, de 29-07-1963, são criados os distritos de Betânia e Deserto e anexado ao município de Itapipoca. Sob a mesma lei acima citado desmembra do município de Itapipoca os distritos de Arapari, Assunção, Icaraí e Miraíma. Todos elevados à categoria de municípios e ainda desmembra do município de Itapipoca os distritos de Amontada e Aracatiara. Para formar o novo município de Amontada.

Em divisão territorial datada de 3I-XII-1963, o município é constituído de 6 distritos: Itapipoca, Barrento, Betânia, Cruxati, Deserto e Marinheiros.

Pela lei estadual nº 7188, de 16-03-1964, é criado o distrito de Bela Vista e anexado ao município de Itapipoca.

Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, são extintos os municípios de Amontada, Arapari, Assunção, Icaraí e Miraíma, sendo seus territórios anexados ao município de Itapipoca, como simples distritos. Sob a mesma lei são extintos os distritos de Betânia, sendo sua área anexada ao distrito sede de Itapipoca.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 11 distritos: Itapipoca, Amontada, Aracatiara, Arapari, Assunção, Barrento, Bela Vista, Cruxati, Icaraí, Marinheiros e Miraíma.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1983.

Pela lei estadual nº 11010, de 05-02-1985, desmembra de Itapipoca os distritos de Amontada, Aracatiara, Icaraí. Para formar o novo município de Amontada. Pela lei estadual nº 11202, de 18-06-1986, é criado o distrito de Deserto e anexado ao município de Itapipoca.Pela lei estadual nº 11437, de 12-05-1988, desmembra do município de Itapipoca o distrito de Miraíma. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído de 8 distritos: Itapipoca, Arapari, Assunção, Barrento, Bela Vista, Cruxati, Deserto e Marinheiros. Pela lei municipal nº 72, de 27-11-1989, a localidade de Betânia passa a categoria de distrito e Cruxati a categoria de povoado, transferência de sede. Pela lei municipal nº 120, de 23-10-1991, criado o distrito de Ipu Mazagão e anexado ao município de Itapipoca. Pela lei municipal nº 117, de 08-1991, é criado o distrito de Baleia e anexado ao município de Itapipoca.

Em divisão territorial datada de 17-I-1991, o município é constituído de 10 distritos: Itapipoca, Arapari, Assunção, Baleia, Barrento, Bela Vista, Betânia ex-Cruxati, Deserto, Ipu Mazagão e Marinheiros.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

Pela lei municipal nº 074, de 30-08-2001, é criado o distrito de Calugi ex-localidade, com terras desmembrada com parte do distrito sede e parte do distrito de Cruxati e anexado ao município de Itapipoca.

Pela lei nº 162, de 03/12/2002 , é criado o distrito de Lagoa das Mercês anexado ao município de Itapipoca.

Em divisão territorial datada de 2005, o município é constituído de 12 distritos: Itapipoca, Arapari, Assunção, Baleia, Barrento, Bela Vista, Calugi, Cruxati, Deserto, Ipu Mazagão, Lagoa das Mercês e Marinheiros. Não figurando o distrito de Betânia.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica municipal

Imperatriz para Itapipoca alterado, pelo decreto nº 1, de 02-12-1889.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 1.614,159: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 42: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 20.612: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 6.074: matrículas
Número de unidades locais: 1.577: unidades
Pessoal ocupado total: 13.709: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 9.620,49: reais
População residente : 116.065: pessoas
População residente - Homens: 58.243: pessoas
População residente - Mulheres: 57.822: pessoas
População residente alfabetizada: 81.900: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 41.821: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 93.634: pessoas
População residente, religião espírita: 56: pessoas
População residente, religião evangélicas: 16.586: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 648,52: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.306,97: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 111,82: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 255,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,640:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística


Itapipoca: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Itapipoca? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: