Início » Bahia » Macururé


Macururé - Bahia



Macururé faz parte do estado da Bahia. A população avaliada em 2004 era de 9.557 habitantes. Localizado no nordeste semi-árido da Bahia, sertão do Raso da Catarina, tem a origem do seu nome de uma antiga fazenda denominada Macururé, que de acordo com registros de terras coloniais, econtrados pelo pesquisador Alex Maia, no ano de 1992, no Arquivo Público da Bahia, comprova através de documentos históricos de alto valor, os quase 200 anos da existencia deste nome. Os registros de terras oficiais da Freguesia de Santo Antonio da Glória (atual Paulo Afonso-Ba), datado do dia 20 de janeiro de 1857, exemplar 180, onde foi registrado a posse de terra por herança, documento este assinado pelo Vigário Luis Justino da Costa, comprova o fato. Desde o ano de 1857 este nome, assim como o nome da Fazenda Tintin, figuram para denomiaçao de lotes de terra. O siginificado do termo Macururé é de origem indígena, do dialaeto das tribos Mariquitos e Pankararus, que habitavam a região. MACU = PEIXE e RURE = maneira de pega-lo (armadilha).

Macururé herdou da antiga fazenda somente o nome, pois o local exato onde está localizada , era uma pequena fazenda, chamada de Três Irmãos, por causa dos seus donos: Ricardo Firmino e Honório, da família Maia, oriunda do Rio Grande do Norte. A cidade de Macururé teve início com a fazenda de Roberto Pereira Maia, a qual se chamava Roça do Tintim (nome também achado em registros de terras no Arquivo Público datado de 1857). Recebendo mais tarde o nome de Fazenda Três Irmãos, por ter sido doada aos três fihos: Firmino Pereira Maia, Honório Pereira Maia e Ricardo Pereira Maia. Recebendo a fazenda, partiram para a construção de suas casas conservando a Casa Grande da Fazenda. Em 1906 construíram uma capelinha, sendo Firmino Pereira Maia o responsável. Os irmãos reunidos mandaram a Salvador o Sr. Amâncio para trocar umas moedas por uma imagem, sendo escolhida a de Senhor do Bonfim. Em homenagem a esta imagem deram à fazenda o nome de Arraial do Senhor do Bonfim. A primeira missa na capelinha foi celebrada pelo Padre Manoel Félix. Para manter a ordem e administração nomearam como delegado o Sr. Honório Pereira Maia.

Com a construção da antiga BR-4 (atual BR-116) em 1942, chegaram ao arraial bastante pessoas, funcionárias da antiga inspetoria de obras, o que fez com que a sua população aumentasse bastante. Foram construídas várias casas, que deram origem a uma rua que hoje é a Praça Municipal. Muitos dos materiais enviados para a construção da estrada foram desviados para a cidade de Senhor do Bonfim (Bonfim de Vila Nova), também situada no sertão baiano. Por este motivo combinaram para mudar o nome e o escolhido foi o de MACURURÉ.

História da cidade de Macururé

Região habitada primitivamente pelos índios rodeleiros ou rodelas.

Situada no nordeste do semi-árido da Bahia, região do Alto Sertão de Canudos, seu povoamento teve início nas terras de Roberto Pereira Maia, às margens do Riacho Tim Tim, e que eram chamadas Roça do Tim Tim. Mais tarde, o nome foi trocado para Fazenda Três Irmãos, por ter sido doada aos três filhos, ou seja, Firmino Pereira Maia, Honório Pereira Maia e Ricardo Pereira Maia.

Após receberem a fazenda, os três irmãos partiram para a construção de suas casas, conservando, entretanto, a Casa Grande da fazenda.

Em 1906, construíram uma capelinha, sob a responsabilidade de Firmino Pereira Maia. Os irmãos enviaram a Salvador (BA)o Sr. Amâncio para que trocasse algumas moedas por uma imagem. Foi escolhida a imagem do Senhor do Bonfim, e em sua homenagem deram à fazenda o nome de Arraial do Senhor do Bonfim.

Com a construção da antiga Estrada BR-4 (atual BR-116), em 1942, chegou ao Arraial grande quantidade de pessoas. Foram construídas, então, várias casas.

Muito do material enviado para a construção da Estrada foi aproveitado para a cidade do Senhor do Bonfim de Vila Nova, também situada no sertão baiano. Por este motivo, combinaram a mudança do nome do Arraial para Macururé.

Gentílico: macururense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Bonfim, pela Lei Municipal nº 18, de 29-04-1922, aprovada pela Lei Estadual nº 1582, de 17-08-1922, subordinado ao Município de Santo Antônio do Glória.

Pelos decretos leis estaduais nº 7455, de 23-06-1931 e nº 7479, de 08-07-1931, o Distrito de Santo Antônio da Glória tomou a denominação de simplesmente de Glória.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Distrito de Bonfim figura no Município de Glória (ex-Santo Antônio da Glória).

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo Decreto-lei Estadual nº 11089, de 30-11-1938, o Distrito de Bonfim tomou o nome de Macururé.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o Distrito de Macururé (ex-Bonfim) figura no Município de Glória.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Elevado à categoria de município com a denominação de Macururé, pela Lei Estadual nº 2764, de 30-12-1962, desmembrado do Município de Glória. Sede no antigo Distrito de Macururé. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-04-1963.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alteração toponímica distrital

Bonfim para Macururé, alterado pelo Decreto-Lei Estadual nº 11089, de 30-11-1938.

Fonte: IBGE

Autor do Histórico: JOEL DE SOUZA VASCONCELOS

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 2.294,269: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 8: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 1.355: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 434: matrículas
Número de unidades locais: 40: unidades
Pessoal ocupado total: 700: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 4.375,73: reais
População residente : 8.073: pessoas
População residente - Homens: 4.001: pessoas
População residente - Mulheres: 4.072: pessoas
População residente alfabetizada: 5.307: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 3.361: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 7.065: pessoas
População residente, religião espírita: -: pessoas
População residente, religião evangélicas: 454: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 780,50: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.252,19: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 170,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 241,25: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,604:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Macururé: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Macururé? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: