Início » Bahia » Ilhéus


Ilhéus - Bahia

Ilhéus é uma cidade do Estado da Bahia. É a cidade com o mais extenso litoral entre os municípios baianos.

Ilhéus foi fundado em 1534 e elevado a cidade em 1881. É conhecido e famoso por ambientar os romances de Jorge Amado, famoso escritor baiano, como Gabriela, Cravo e Canela e Terras do Sem Fim.

É considerada a capital do cacau e denominada por seus habitantes como a "Princesinha do Sul". Sua economia baseia-se na agricultura, turismo e indústrias. Já foi o primeiro produtor de cacau do mundo, mas depois da enfermidade conhecida como vassoura-de-bruxa, que infestou as plantações, reduziu consideravelmente a sua produção. Conhecida também como "IOS", sigla que respeita a grafia antiga do nome da cidade, São Jorge dos Ilhéos, que é utilizada nos bilhetes de transporte aéreo.

História da cidade de Ilhéus Bahia - BA

Carta Régia de 25 de abril de 1534, confirmada pelo Foral de 26 de agosto do mesmo ano, de D. João III, institui a Capitania de Ilhéus, com 50 léguas de costa e a "mesma largura pelo sertão e terra firme a dentro". Sua sede se localiza na foz do rio Cachoeira, onde as primeiras edificações se erguem no morro de São Sebastião e se espraiam, mais tarde, pelas baixadas de Cachoeira, Itaípe e Itacaucera, até atingirem a lagoa de Itaípe, bem ao norte.

A vila de São Jorge de Ilhéus sofre ataques constantes dos aborígenes, havendo ainda divergências entre os próprios colonos. Em 1552, inicia-se a catequese dos íncolas com a chegada do Padre Nóbrega .

A Lucas Giraldes, se deve, anos depois, a construção dos 8 primeiros engenhos de açúcar. Em fins do século XVI, Ilhéus sofre ataque de corsários, repelidos pelos nativos e, em 1638, assediam os holandeses a Vila, a mando de Nassau, sendo igualmente repelidos. Nestes episódios, destaca-se a figura de Antônio Fernandes, o "Catuçadas". Em 1723 os jesuítas constróem uma igreja e um colégio.

Criada a Comarca de Ilhéus, torna-se a Vila sua sede, em 1760. Onze anos depois, fazem-se os primeiros estudos para a construção da ferrovia Ilhéus-Conquista. Mais 5 anos e inaugura-se o Serviço de Telégrafo e a primeira Estação Arrecadadora da Província

Em 1835 o homem introduz ali profunda modificação na paisagem com a abertura de um canal ligando as águas do Itaípe às do Fundão, obra que esteve a cargo de um notável engenheiro, Przswodowsky, contratado pelo governo imperial para aquele fim. O objetivo prático da ligação resumia-se em contornar a barra impraticável do Itaípe, o qual, depois de correr na direção norte-sul paralelamente ao litoral, despeja as suas águas a 6 quilômetros ao norte de Ilhéus. Daí por diante toda a produção da próspera várzea poderia ser diretamente levada a Ilhéus. A segunda grande modificação foi o desvio ulterior de parte das águas do Fundão, através de outro canal, para a entrada do estuário, em consequência do que veio Ilhéus a perder o seu caráter continental.

A 28 de junho de 1881, o Conselheiro João Lustosa da Cunha Paranaguá sancionou a Lei provincial n.° 2.187, que deu a Ilhéus a categoria de Cidade ainda sob a denominação de São Jorge de Ilhéus.

Gentílico: ilheuense

Formação Administrativa

Elevada à categoria de vila com a denominação de Ilhéus, em 1535.

Distrito criado com a denominação de Ilhéus, em 1556 e por lei estadual nº 905, de 06-111912.

Elevada à condição de cidade e sede do município com a denominação de Ilhéus, pela lei provincial nº 2187 de 28-06-1881. Instalada em 14-08-1881.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral I-IX-1920, o município é constituído de 2 distritos: Ilhéus e Banco do Pedro.

Pelo decreto estadual nº 8678, de 13-10-1933, são criados os seguintes distritos: água Preta, Aritaguá, Banco Central, Cachoeira de Itabuna, Castelo Novo, Limoeiro, Itacaré, Itapitanga, Japú, Olivença, Pimenteira, Pirangi, Pontal, Rio do Braço e União Queimada. Todos anexado ao município de Ilhéus.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 15 distritos:Ilhéus, água Preta, Aritaguá, Banco Central, Cachoeira de Itabuna, Castelo Novo, Itacaré, Itapitanga, Japu, Olivença, Pimenteira, Pirangi, Pontal, Rio do Braço e União Queimada. Não figurando o distrito de Banco do Pedro.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Cachoeira de Itabuna passou a denominar-se Primavera, Limoeiro a denominar-se Morro Redondo e Itacaré a denominar-se Guarací.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 16distritos: Ilhéus, água Preta, Aritaguá, Banco Central, Castelo Novo, Guaraci ex-Itacaré, Itapitanga, Japu, Morro Redondo ex-Limoeiro, Olivença, Pimenteira, Pirangi, Pontal, Primavera ex-Cachoeira de Itabuna, Rio do Braço e União Queimada.

Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, confirmado pelo decreto-lei estadual nº 12978de 01-06-1944, o distrito de água Preta passou a denominar-se Uruçuca, Primavera a denominar-se Banco da Vitória, Morro Redondo a denominar-se Barro Preto, Pirangi a denominar-se Itajuípe, Pontal a denominar-se Pontal dos Ilhéus e Guarací a denominar-se Coaraci.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 16 distritos: Ilhéus, Aritaguá, Banco Central, Banco da Vitória ex-Primavera, Barro Preto ex-Morro Redondo, Castelo Novo, Coaraci ex-Guaraci, Itajuípe ex-Pirangi, Itapitanga, Japu, Olivença, Pimenteira, Pontal de Ilhéusex-Pontal, Rio do Braço, União Queimada e Urucuça ex-água Preta.

Pela lei estadual nº 507, de 12-12-1952, desmembra do município de Ilhéus os distritos de Itajuípe e Barro Preto, para formar o novo município de Itajuípe.

Pela lei estadual nº 515, de 12-12-1952, desmembra do município de Ilhéus o distrito de Coaraci. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 516, de 12-12-1952, desmembra do município de Ilhéus o distrito de Uruçuca. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 628, de 30-12-1953, é criado o distrito de Coutos ex-povoado com terras desmembradas do distrito de Pontal e anexado ao município de Ilhéus. Sob a mesma lei é criado o distrito de Inema ex-povoado, com terras desmembrada do distrito de Pimenteiras e anexado ao município de Ilhéus, sendo extinto o distrito de Pontal dos Ilhéus e seu território anexado ao distrito sede do município de Ilhéus e ainda foi transferido o distrito de Bandeira do Almada ex-União Queimada do município de Ilhéus para o de Itajuípe.

Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 12 distritos: Ilhéus, Aritaguá, Banco Central, Banco da Vitória, Castelo Novo, Coutos, Inema, Itapitanga, Japu, Olivença, Pimenteira e Rio do Braço.

Pela lei estadual nº 1359, de 21-12-1960, desmembra do município de Ihéus o distrito de Itapitanga. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 11 distritos: Ilhéus, Aritaguá, Banco Central, Banco da Vitória, Castelo Novo, Coutos, Inema, Japu, Olivença, Pimenteira e Rio do Braço.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.

Pela lei estadual nº 4050, de 14-05-1982, é criado o distrito de Sambaituba ex-povoado e anexado ao município de Ilhéus.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 12 distritos: Ilhéus, Aritaguá, Banco Central, Banco da Vitória, Castelo Novo, Coutos, Inema, Japu, Olivença, Pimenteira, Rio do Braço e Sambaituba.

Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de 10 distritos: Ilhéus, Aritaguá, Banco Central, Castelo Novo, Coutos, Inema, Japu, Olivença, Pimenteira e Rio do Braço.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ajude a construir a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco e envie a sua contribuição.

Ilhéus: Imagens da cidade e Região

la flotta dei pescatori
Data : 15 March 2011
Autor: patano
catedral de Sao Sebastiao
Data : 30 December 2010
Autor: patano
Ilhéus la cattedrale
Data : 15 January 2011
Autor: patano
Ilhéus lato est
Data : 15 January 2011
Autor: patano
Ilhéus
Data : 16 January 2013
Autor: Germán Cruces
Amanhecer em Ilhéus / Sunrise in Ilhéus
Data : 23 April 2008
Autor: John Lima
o porto natural de Ilhéus
Data : 01 February 2014
Autor: patano
Ilhéus
Data : 13 November 2007
Autor: Beatriz Barreto Tanezini
Ilheus - Bar Bataclã do livro Gabriela de Jorge Amado
Data : 21 August 2007
Autor: Marcelo S F
Praia dos Milionários / Milionários Beach
Data : 30 June 2007
Autor: John Lima
Ilheus-Bahia
Data : 11 December 2007
Autor: ibueno
Costa Sul da Baia
Data : 21 August 2007
Autor: Marcelo S F
Ilhéus - estacionamento tranquillo
Data : 12 April 2011
Autor: patano
una coppia a riposo
Data : 01 January 2011
Autor: patano
i pescherecci di Ilhéus
Data : 19 January 2011
Autor: patano
Ilheus - Ponte Lomanto Jr
Data : 21 August 2007
Autor: Marcelo S F
o golfo fluvial de Ilhéus -
Data : 06 February 2014
Autor: patano
Frutos Tropicais - Ilhéus Bahia
Data : 01 May 2007
Autor: Joventino Neto
Ilheus 2003
Data : 12 March 2007
Autor: Joventino Neto
Palácio Paranaguá em Ilhéus/Baiha
Data : 03 February 2008
Autor: Jose Gustavo A. Murta
As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Ilhéus? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)