Início » Amapá » Santana


Santana - Amapá



Santana é um município no sudeste do estado brasileiro do Amapá.

Segundo município mais populoso do Amapá, Santana tem uma conurbação com o município de Macapá, a capital do estado, formando a Região Metropolitana de Macapá. As duas totalizam 509.883 habitantes em 2011.

A história do município de Santana em muitos aspectos aproxima-se do que ocorrera com a cidade de Macapá, no momento em que o Governador do Estado do Grão-Pará e Maranhão (Capitão-General Francisco Xavier de Mendonça Furtado), fundou a Vila de São José de Macapá no dia 4 de fevereiro de 1758. Prosseguiu viagem para a Capitania de São José do Rio Negro e deparou-se com a Ilha de Santana, situada na margem esquerda do Rio Amazonas, elevando-a à categoria de povoado.

O Município de Santana foi criado pela Lei no 7.639, em 17 de dezembro de 1987, está localizado ao sul do estado (Meso Região Sul), apenas 23 km de Macapá. Com sete distritos: Santana, Igarapé do Lago, Ilha de Santana, Igarapé da Fortaleza, Elesbão, Anauerapucu e Pirativa. Limita-se com os municípios: Macapá, Mazagão e Porto Grande.

Quem nasce em Santana é santanense (gentílico).

Histórico: Seu primeiro desbravador foi o comerciante português Francisco Portillo de Melo, fugitivo da alfândega do Pará. O governador Mendonça Furtado, que precisava de mão-de-obra barata para a construção da Fortaleza de São José de Macapá, bem como para o trabalho agrícola, perdoou o fraudulento e ainda outorgou-lhe o título de Capitão, com poderes para dirigir o povoado, o que causou grande insatisfação dos índios, que se afastaram ou mudaram-se para outras terras.

O nome Santana origina-se da devoção de Francisco Portilla de Melo, por Nossa Senhora de Santa Ana (ou Sant′Ana), hoje padroeira da cidade.

Santana começa o seu desenvolvimento populacional com a descoberta do manganês, em Serra do Navio, pelo caboclo Mário Cruz, e a instalação da ICOMI em 1956, que vem fazer a exploração do minério e que precisava de mão-de-obra, abrindo grande oferta de empregos. Surgindo então um fluxo migratório constante. Pessoas que vieram em busca de melhores dias, visando bons negócios e lucros.

Em seu porto foi construído um porto flutuante que acompanha os movimento das marés, não sendo problema para os navios de grande porte, para o embarque e desembarque do manganês.

é nesse município que também foi construído o principal porto para embarque do pinho para exportação, e desembarque de containers com produtos importados.

Também é onde está instalado o Distrito Industrial do Amapá, localizado à margem esquerda do Rio Matapi, afluente do Rio Amazonas. A uma distância da Capital de 20,7 km.

Existe na Cidade de Santana um bairro chamado pela população como "Vila Amazonas", que foi edificada na década de 50, para abrigar (como aconteceu na Serra do Navio) as famílias e os funcionários da mineradora ICOMI. Arquitetura essa, naquela época considerada muito moderna, era um modelo urbanístico em pleno coração da Amazônia. As casas foram projetadas para proteger os moradores dos mosquitos e das elevadas temperaturas da região.

Economia: Como os demais municípios sua economia gira, no Setor Primário como a criação de gado bovino, bubalino e suíno.

No Setor Secundário, Santana por deter a instalação do Distrito Industrial, está melhor aparelhado quanto as fábricas e indústrias: Flórida e Equador (fábrica de palmitos de açaí), Isa Peixe, REAMA (Coca-cola), CIMACER (fábrica de tijolos), FACEPA (reciclagem de papel) CHAMPION (pinho), etc.

No Setor Terciário: bares, boates, hotéis, motéis e o comércio (área de Livre Comércio de Macapá e Santana - ALCMS).

Atração Turística: Como atração turística: o porto de embarque e desembarque de produtos importados e cavaco de pinho; o porto flutuante de embarque do manganês pelotizado, Ilha de Santana (no outro lado de Santana), que tem inclusive o balneário "Recanto da Aldeia", muito frequentado nos finais de semana, etc.

Eventos Culturais: A de maior expressividade é a festa de Santa Ana, mãe de Maria (Nossa Senhora), e avó de Jesus Cristo, em julho (26/07). Além do período junino (Santana na Roça). é também festejado o Divino Espírito Santo em janeiro (02/01). é ainda muito comemorado em junho o festejo em louvor a mãe de Deus.

No Distrito de Igarapé do Lago é festejado também no mês de julho (duração de 15 dias) Nossa Senhora da Piedade. Culto de origem africana (escravos alforriados vindos de Marrocos para Mazagão Velho, que dali migraram para essa localidade, por ocasião do cisma religioso), é realizado pelas famílias ali residentes desde meados de 1850.

Fonte: SOUZA, Manoel Dorandins Costa de. A Evolução Política, Demográfica e Sócio-Econômica do Amapá. Coordenação do Curso de História. Universidade Federal do Amapá.Macapá/AP, 1995. 101 p. (trabalho de conclusão de curso)

Autor do Histórico: JOEL LIMA DA SILVA

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 1.542,201: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 21: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 20.645: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 6.006: matrículas
Número de unidades locais: 937: unidades
Pessoal ocupado total: 12.658: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 16.954,86: reais
População residente : 101.262: pessoas
População residente - Homens: 50.414: pessoas
População residente - Mulheres: 50.848: pessoas
População residente alfabetizada: 79.457: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 39.371: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 63.352: pessoas
População residente, religião espírita: 308: pessoas
População residente, religião evangélicas: 31.658: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 920,54: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.174,39: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 177,80: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 302,50: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,692:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Santana: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Santana? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: