Início » Alagoas » Pão de Açúcar


Pão de Açúcar - Alagoas



Pão de Açúcar faz parte do estado de Alagoas. Sua população, de acordo com as estimativas do IBGE em 2009, era de 24.534 habitantes.

Foi com a doação de uma vasta quantidade de terras de D. João VI aos índios Urumaris, às margens do rio São Francisco que nasceu a cidade de Pão de açúcar. Muitos reflexos da lua nas águas do rio que deram o primeiro nome à cidade, "Jaciobá", "Espelho da Lua" em guarani. Outra tribo, a dos Chocós, que habitavam a ilha de São Pedro invadiu o lugar e expulsaram os Urumaris. Na mudança para o outro lado rio, também chamaram a cidade nova de Jaciobá.

A região, através de uma carta de sesmaria passou ao domínio de um português, em cerca de 1660. Lourenço José de Brito Correia iniciou uma fazenda de gado e batizou a região de Pão de Açúcar, nome inspirado, acredita-se, no Morro do Cavalete, uma elevação pórima dali, usada no processo de clarificação do açúcar.

História da cidade de Pão de Açúcar Alagoas - AL

O início do povoamento começou por volta de 1611, através da mistura de brancos e índios da Serra do Aracaré, Estado de Sergipe. No início do século XVII, os Urumaris, índios que habitavam a região, conseguiram do Rei D. João IV terras às margens do rio São Francisco.

Deram ao lugar o nome de "Jaciobá", que na linguagem tupi-guarani significa "Espelho da Lua". A doação causou inveja aos índios Chocós, que invadiram as terras dos Urumaris e os expulsaram de lá.

Em 1634, Cristóvão da Rocha tomou posse das terras onde hoje está o município. Em 1660, porém, as terras passaram, por carta de sesmaria, para o português Lourenço José de Brito Correia, que instalou uma fazenda de gado e deu a ela o nome de Pão de Açúcar. O nome vem da forma de um dos morros que era semelhante à maneira pela qual se purificava o açúcar. Em 1815, as terras foram leiloadas e arrematadas pela família do padre José Rodrigues Delgado, que deu grande impulso ao desenvolvimento do povoado.A freguesia, criada em 1853, invocou o Sagrado Coração de Jesus padroeiro da cidade. Pão de Açúcar ainda era vila, em 1859, quando

D. Pedro II pernoitou lá, em sua viagem para Paulo Afonso. Foi elevado à condição de cidade em 18 de junho de 1887, através da Lei 756, desmembrado de Mata Grande.

A grande atração dessa cidade ribeirinha do São Francisco são as piscinas naturais, às margens do rio, chamadas de "prainha", onde são saboreados, ao pés de uma réplica do Cristo Redentor, os pratos típicos da região: peixe surubim, camarão-pitu e a tradicional carne de sol. O artesanato, confeccionado em palha, couro, barro, tecido e madeira é atração na vila Ilha do Ferro. As principais festividade são: a festa do padroeiro (6 de junho) e da Emancipação.

Gentílico: pão-de-açucarense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Pão de Açúcar, pela lei provincial nº 227 de 11-071853.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Pão de Açúcar, pela lei provincial nº 233, de 03-03-1854, desmembrado de Mata Grande. Sede na povoação de Pão de Açucar. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-08-1854.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Pão de Açúcar, pela lei provincial nº 756, de 18-06-1877.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Limoeiro.

Pela lei estadual nº 1619, de 23-02-1932, o município de Pão de Açúcar adquiriu o extinto município de Belo Monte, como simples distrito.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1993, o município é constituído de 3 distritos: Pão de Açúcar, Belo Monte e Limoeiro.

Pelo artigo 6º das disposições transitórias da constituição estadual, de 16-09-1935, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de Belo Monte. Elevado novamente á categoria de município.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Limoeiro.

Pelo decreto estadual nº 2435, de 30-11-1938, o distrito de Limoeiro passou a denominar-se Alecrim.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Alecrim ex-Limoeiro.

Pela lei nº 1473, de 17-09-1949, são criados os distritos de Jacaré dos Homens e São José da Tapera ambos ex-povoados e anexados ao município de Pão de Açúcar

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Pão de Açúcar, Alecrim, Jacaré dos Homens e São José da Tapera.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.

Pela lei estadual nº 2073, de 09-11-1957, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de Jacaré dos Homens. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2084, de 24-12-1957, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de São José da Tapera. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 2090, de 28-03-1958, é criado o distrito de Guaribas ex-povoado. Criado com terras desmembrada do distrito de Jacaré dos Homens e anexado ao município de Pão de Açúcar.

Pela lei estadual nº 2250, de 15-06-1960, confirmado pela lei estadual nº 2909, de 17-061968, desmembra do município de Pão de Açúcar o distrito de Guaribas.Elevado à categoria de município com a denominação de Monteirópolis.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Alecrim.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 17-I-1991.

Pela lei municipal nº 083, de 18-04-1994, distrito de Alecrim voltou a denominar-se Limoeiro.

Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 2 distritos: Pão de Açúcar e Limoeiro ex-alecrim.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 693,692: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 15: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 4.267: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 1.170: matrículas
Número de unidades locais: 120: unidades
Pessoal ocupado total: 1.350: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 5.773,83: reais
População residente : 23.811: pessoas
População residente - Homens: 11.758: pessoas
População residente - Mulheres: 12.053: pessoas
População residente alfabetizada: 14.778: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 8.874: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 20.707: pessoas
População residente, religião espírita: 8: pessoas
População residente, religião evangélicas: 1.637: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 654,51: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.172,54: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 113,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 232,50: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,593:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Pão de Açúcar: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Pão de Açúcar? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: