Início » Tocantins » Natividade


Natividade - Tocantins



Natividade faz parte do estado do Tocantins. Encontra-se a uma latitude 11º42′35" sul e a uma longitude 47º43′24" oeste, estando a uma altitude de 323 metros. A população avaliada em 2010 é de 9 000 habitantes.

Possui uma área de 3210,95km².

O antigo Arraial de São Luiz (localizado no topo da serra que fica logo ao lado da cidade) foi criado em 1734 e é o mais antigo núcleo urbano já fundado no estado do Tocantins.

História da cidade de Natividade

Teve sua origem no século XVIII, no ano de 1734, com a chegada de imigrantes portugueses nessa região à procura de ouro. Dentre esses portugueses, Manoel Ferraz de Araújo estabeleceu-se no local com sua mineração, iniciativa que deu origem ao Arraial de São Luiz, edificado no topo da Serra pelas mãos dos escravos, cerca de quarenta mil, trazidos por esses desbravadores.

Em 1735, chegou ao arraial uma imagem de Nossa Senhora da Natividade, que veio de barco pelo Rio Tocantins e depois em ombros escravos até o Arraial. Para garantirem sua permanência no local, os moradores tiveram que enfrentar ataques dos índios. Essa imagem é a mesma venerada nos dias de hoje na igreja Matriz de Natividade, uma das mais antigas do Estado, datada de 1759.

No início da colonização, toda uma tribo da etnia Xavante foi aniquilada por se ter negado à escravidão determinada pelos portugueses, que possuíam escravos trazidos da áfrica para trabalharem na extração do ouro.

Segundo a tradição oral, entre portugueses e escravos africanos, havia quarenta mil trabalhadores nas minas: conta-se também que caravanas de mais de cem burros com suas bruacas carregadas com "arrobas de ouro" seguiam de Natividade para Salvador, na Bahia, e dali para Portugal. Com o declínio da mineração, desceram a serra para desenvolver a agricultura e o comércio.

Esses portugueses e missionários que chegaram para se dedicar à extração do ouro e à catequese deixaram fortes sinais. Longe de suas famílias e do alto clero, muitos deles tiveram filhos com as escravas que traziam, oferecendo-lhes carta de alforria para que seus filhos nascessem livres. Os escravos, por sua vez, começaram a erguer o que seria a igreja de Nossa Senhora do Rosário, construída em pedra canga. A obra foi paralisada por volta de 1817 por falta de recursos, pois os escravos não aceitavam ofertas, em dinheiro, dos brancos para concluí-la. Suas ruínas são hoje um dos principais cartões postais do Estado.

Entre os anos de 1809 e 1815, o Arraial de São Luiz, hoje Natividade, foi sede provisória do que seria a Comarca de São João das Duas Barras, época em que o território de Goiás foi dividido em duas comarcas, conforme Alvará.

Nesse alvará, datado de 18 de março de 1809, no Rio de Janeiro, o príncipe regente D. João VI criou a Comarca de São João das Duas Barras, ainda em Natividade. Duas Barras seria instalada nas proximidades da confluência. Em 1815, a sede da Comarca foi transferida para São João da Palma, hoje Paranã.

Em 1821, Natividade volta a ser sede administrativa do Norte Goiano, agora na condição de Governo Provisório.

Gentílico: nativitano

Formação Administrativa

No ano de 1832, o Arraial passou à condição de Vila de Natividade.

Em 22 de julho de 1901, foi criada a Comarca de Natividade, instalada em 23 de dezembro de 1905, desligando-se da Comarca de Porto Nacional. Contudo, em 1930, se deu a supressão da Comarca de Natividade, que foi transformada em Termo novamente sob a jurisdição da Comarca de Porto Nacional.

Em 26 de agosto de 1933, com seus limites territoriais estabelecidos, tornou-se o Município de Natividade.

Fonte: Associação Tocantinense de Municípios - ATM Ana Elisete Motter. In: Jornal do Tocantins, jun. 2005. Halum, César Hanna. Municípios tocantinenses - suas origens, seus nomes. Palmas: Provisão, 2008.

Autor do Histórico: FERNANDO CéZAR RODRIGUES PóVOA

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 3.240,715: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 5: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 1.551: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 400: matrículas
Número de unidades locais: 131: unidades
Pessoal ocupado total: 840: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 11.787,42: reais
População residente : 9.000: pessoas
População residente - Homens: 4.596: pessoas
População residente - Mulheres: 4.404: pessoas
População residente alfabetizada: 6.612: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 2.747: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 7.604: pessoas
População residente, religião espírita: 43: pessoas
População residente, religião evangélicas: 1.036: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.211,76: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.700,55: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 250,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 300,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,673:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Natividade: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Natividade? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: