Início » Santa Catarina » Joaçaba


Joaçaba - Santa Catarina



Joaçaba é um município do estado de Santa Catarina, no Brasil. Encontra-se a uma latitude 27º10′41" sul e a uma longitude 51º30′17" oeste, estando a uma altitude de 522 metros. Sua população é de 27 500 habitantes segundo estimativa do IBGE/2012. É o oitavo melhor município para se viver no Brasil, e o terceiro de Santa Catarina, segundo dados da ONU/PNUD.

"Joaçaba" é um termo tupi que significa "lugar do fruto do juazeiro", através da junção dos termos yu′á ("juá") e aba ("lugar").

O território, hoje pertencente ao município, já fez parte de uma grande extensão de terra que foi reivindicada por Brasil e Argentina, na disputa de limites, com base no Tratado de Tordesilhas. Depois, essa mesma região foi motivo de uma disputa interna, envolvendo os Estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina.

História da cidade de JOAçABA SANTA CATARINA Monografia - n.º 381 Ano: 1967

ASPECTOS HistóricoS

INICIA-SE O desbravamento das terras do Oeste catarinense no Século XVII, pelos bandeirantes que demandavam o Rio Grande do Sul e, já no século seguinte, se tem notícia de que as percorriam a bandeira de Zacarias Dias Côrtes e ainda o Sargento-mor José de Andrade Pereira.

A Comissão mista constituída por Espanha e Portugal para demarcar limites entre suas possessões, na região entre Uruguai e Iguaçu, indicam primeiramente o rio Peperi-Guaçu, afluente do Uruguai pela margem direita, com a discordância de um de seus membros, o Geógrafo espanhol Gondim, que localizava a divisa no rio Inhanguera (Chapecó). Atingindo as cabeceiras do rio Jangada, afluente do Iguaçu, a comissão decidia delimitar por este e pelo anterior a zona litigiosa entre os dois países.

A pendência, que ao se emanciparem Brasil e Argentina Ihes era transferida, vem a ter solução definitiva e favorável ao Brasil, em virtude de laudo arbitral proferido pelo Presidente dos Estados Unidos, em 1895.

A forma como se processou a ocupação do território, pelos paulistas de Guarapuava, de um lado, e de Lages, de outro, determinou, paralelamente, a disputa da região pelas Províncias de São Paulo - e posteriormente do Paraná - e de Santa Catarina. A questão perdura até 1916, quando, após sangrentos conflitos (Guerra do Contestado), que duraram de 1912 a 1915, a intervenção do Presidente Wenceslau Braz Pereira Gomes põe termo ao dissídio. O Estado do Paraná perde o território que constituía os distritos de Passo do Carneiro (Passo Bormann), Campo-Erê, Xanxerê e Chapecozinho, do Município de Palmas. Nessa área novamente incorporada ao Estado, Santa Catarina cria os Municípios de Mafra, Porto União, Cruzeiro (atual Joaçaba) e Chapecó, nela Lei estadual n.º 1.147, de 25 de agosto de 1917.

A área se incorpora ao Território Federal do Iguaçu, em 1943. Extinto o Território, pela Constituição Federal de 1946, volta Joaçaba a integrar o Estado de Santa Catarina.

Formação Administrativo A LEI estadual n.º 1.242, de 20 de agosto de 1919, designa para sede do Município de Cruzeiro o povoado de Catanduvas, elevado à vila e com a mudança do topônimo para Cruzeiro.

O distrito de Limeira, criado a 2 de janeiro de 1919 (Lei municipal n.º 15), pela Lei estadual número 1.948, de 8 de março de 1926, é elevado à categoria de vila e passando a sede do Município com a denominação de Cruzeiro.

A Lei estadual n.º 1.608 de 24 de setembro de 1928, muda a denominação do Município para Cruzeiro do Sul, até que a Lei n.º 941, de 31 de dezembro de 1943, lhe atribui a denominação atual.

Em 31 de dezembro de 1950 o Município se compunha dos distritos de Joaçaba (sede), água Doce, Catanduvas, Herciliópolis, Ibicaré, Irani, Jaborá, Luzerna, Ponte Serrada e Nova Petrópolis.

Pela Lei estadual n.º 133, de 30 de dezembro de 1953, o Município perde parte dos distritos de Joaçaba, Ibicaré e Luzerna para o novo Município de Herval d′Oeste.

Sofre mais tarde reformulação administrativa, pela Lei municipal n.º 1, de 24 de maio de 1955, com a criação do distrito Treze Tílias.

Pela Lei n.º 348, de 21 de junho de 1958, perde para o novo Município de água Doce os distritos de água Doce e Herciliópolis e para o de Ponte Serrada, o distrito de igual nome.

Em 1962 e 1963, o Município sofre diversos desmembramentos, com a criação de 4 municípios: Ibicaré, criado pela Lei n.º 815 de 30 de março de 1962 formado dos distritos de Ibicaré e Treze Tílias; Catanduvas, criado pela Lei n.º 869, de 22 de janeiro de 1963, formado dos distritos de catanduvas e Vargem Bonita; Jaborá, criado pela Lei n.º 915, de 11 de setembro de 1963, formado do distrito do mesmo nome, e Irani, criado pela Lei n.º 916, de igual data, com a emancipação do distrito do mesmo nome.

Em 1966 o Município possuía os seguintes distritos: Joaçaba (sede), Luzerna e Nova Petrópolis.

A Comarca, com denominação de Cruzeiro, de 4.ª entrância, foi criada por Lei estadual n.º 1.147, de 25 de agosto de 1947, instalada a 10 de novembro seguinte.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2016: 242,110: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 20: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 3.579: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 1.138: matrículas
Número de unidades locais: 1.977: unidades
Pessoal ocupado total: 20.075: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 47.170,95: reais
População residente : 27.020: pessoas
População residente - Homens: 13.008: pessoas
População residente - Mulheres: 14.012: pessoas
População residente alfabetizada: 24.379: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 8.235: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 22.445: pessoas
População residente, religião espírita: 246: pessoas
População residente, religião evangélicas: 3.612: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 2.456,01: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 4.094,56: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 625,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 863,33: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,827:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística


Joaçaba: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Joaçaba? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: