Início » Rio Grande do Sul » Sapiranga


Sapiranga - Rio Grande do Sul



Sapiranga faz parte do estado do Rio Grande do Sul, localizado na Região Metropolitana de Porto Alegre. Conta com 85.979 habitantes, em uma área de 137,50 quilômetros quadrados.

A origem do nome é "Araçá-Piranga", uma fruta muito comum na região conhecida como Kraemer-Eck. A simplificação do nome se deu por conta dos primeiros colonos alemães da região, daí a palavra "Sapiranga".

Antes da emancipação, Sapiranga era o quinto distrito de São Leopoldo. Existia a denominação tradicional do mundo luso, o Padre Eterno.

História da cidade de A área correspondente ao município de Sapiranga, inicialmente, era ocupada por índios Kaingáng e Guarani. A ocupação portuguesa ocorreu anteriomente a 1816, sendo que o 1º proprietário, segundo o registro de sesmarias (1816 1820), foi Innocencio Alves Pedroso, que vendeu suas terras ao capitão João Ferreira da Silva e este a Manoel José Leão. Nesta época a região chamava-se Padre Eterno e pertencia a freguesia da Aldeia dos Anjos, onde Manoel José Leão instalou sua propriedade conhecida como Fazenda Leão (Leonerhof).

No período de 1824 a 1826, os primeiros alemães estabeleceram-se nas terras da Fazenda Leão.

Os primeiros imigrantes alemães desembarcaram no Porto das Telhas, em São Leopoldo, no dia 25 de Julho de 1824. Desde então, iniciou-se a história dos município que rodeiam o Vale dos Sinos. Esses imigrantes receberam lotes de terras, onde puderam dar início a sua habitação.

A partir de 1845 começam a ser vendidos os prazos coloniais na região norte e centro de Sapiranga. Os colonos vindos do Hunsruck, aí instalados, vão se dedicar à atividade agrícola de subsistência, bem como ao artesanato ferraria, marcenaria carpintaria, selaria, tamancaria tradição que haviam trazido da Europa e graças a qual puderam suprir suas necessidades nas novas colônias. Nos primeiros anos, era muito comum encontrar os colonos dedicando-se, simultaneamente, a alguma atividade artesanal e agrícola. Aos poucos, o artesanato se amplia para pequenas manufaturas onde, como na lavoura, a mão-de-obra básica era a familiar. Contudo, o advento da manufatura não iria eliminar o artesanato, de modo que, por muito tempo, ambas as atividades iriam coexistir.

Em 1850 começou o povoamento efetivo de seu solo, com o estabelecimento dos primeiros colonos. 1º de Julho desse ano havia em Sapiranga e seus arredores 398 habitantes, dos quais 265 evangélicos.

Em 9 de Fevereiro de 1851, pelo Pastor Doutor Roch é inaugurada a primeira igreja, sendo que até então os cultos eram celebrados em residências particulares.

Em 1880, seria construída a casa paroquial e também a Escola Duque de Caxias. Em 1890 é adquirido o primeiro sino para a igreja.

A partir de 1890, Sapiranga deixa de ser parte do 4º Distrito de São Leopoldo para ser vila, sede do 5º distrito, pelo Ato Intendencial nº 154. Em 1899, iniciou-se a construção da Ferrovia Novo Hamburgo-Taquara, inaugurada em 1903, ampliando os tranportes que variavam de lanchões, cavalos, mulas e carretas.

Dessa data em diante, Sapiranga recebeu um novo impulso e, ao longo da ferrovia, se formaram os povoados de Araricá e Campo Vicente.

Em nosso município, havia abundância de uma fruta-araçá pyranga-(termo indígena que significa a fruta araçá vermelha), denominação que originaria o nome do município de Sapiranga. Esta fruta existe em quantidade significativa nos capões do Kraemereck. A própria denominação de Sapiranga aparece pela 1ª vez nessa região.

O desenvolvimento recebe impulso com a eletrificação da vila em 1935. A economia se diversifica: 76 casas comerciais, 148 estabelecimentos industriais , destacando-se indústrias de calçados, sombrinhas, massas, sabão, atafonas , carimbos, metalúrgicas, móveis, aguardentes, vinhos, alfaiataria. Na década de 40, ocorre um desenvolvimento maior na indústria de madeira e de calçados. No ano de 1946, inicia a 1ª linha de ônibus pertencente a Braum e Cia.

Em 1948 tem início o movimento emancipacionista, visando criar um novo município, desmembrando Sapiranga de São Leopoldo. Em 1953 , após uma intensa campanha, na qual foram visitados todos os quadrantes da região que poderia emancipar-se, churrascos e discursos são feitos intensivamente; panfletos bilingues-portugês e alemão- lançados em todos os lugares; tem lugar um plebiscito, no qual se impõe a soberana vontade popular , almejando efetivamente a emancipação. O plebiscito teve lugar a 20 de Dezembro de 1953, sendo a proporção de votos de quase 5 por 1 a favor da emancipação. Pela Lei estadual n. 2.529, de 15 de Dezembro de 1954, foi criado o município de Sapiranga, ocorrendo a instalação a 28 de Fevereiro de 1955.

O primeiro Prefeito de Sapiranga foi Edwin Kuwer, compondo-se a 1ª Câmara Municipal de Veradores por Manoel Baillet Candemil, Adolfo Evaldo Lindenmeyer, Anita Wingert, Arthur Petry, Bertholdo Hauser, Armindo Schwarz e Leopoldo Sefrin.

Gentílico: sapiranguense.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Sapiranga, por ato municipal nº 154, de 2803-1890, no município de São Leopoldo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito figura no município de São Leopoldo.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31 de Dezembro de 1936 e 31 de Dezembro de 1937.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito permanece no município de São Leopoldo.

Elevado à categoria de município com a denominação de Sapiranga, pela lei estadual nº 2.529, de 15 de Dezembro de 1954, desmembrando de São Leopoldo. Sede no antigo distrito de Sapiranga. Constituído de 2 distritos: Sapiranga e Araricá (ex-João Correia), ambas desmembrado de São Leopoldo. Instalado em 28 de Fevereiro de 1955.

Pela Lei municipal nº 34, de 29 de Julho de 1955, são criados os distritos Campo Vicente e Picada Hartz e anexado ao município de Sapiranga.

Em divisão territorial datada de 1º de Julho de 1960, o município é constituído de 4 distritos: Sapiranga, Araricá, Campo Vicente e Picada Hartz.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1º de Janeiro de 1979.

Pela lei estadual nº 8.429, de 02 de Dezembro de 1987, desmembra do município de Sapiranga os distrito de Picada Hartz e Campo Vicente, para formar o novo município de Nova Hartz.

Em divisão territorial datada de 1º de Junho de 1995, o município é constituído de 2 distritos: Sapiranga e Araricá.

Pela lei estadual nº 10.667, de 28 de Dezembro de 1995, desmembra de Sapiranga o distrito de Araricá. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: Agência IBGE Taquara

Autor do Histórico: JOSé ROBERTO ALVES

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 138,027: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 14: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 10.555: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 3.214: matrículas
Número de unidades locais: 3.849: unidades
Pessoal ocupado total: 29.619: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 32.030,07: reais
População residente : 74.985: pessoas
População residente - Homens: 36.989: pessoas
População residente - Mulheres: 37.996: pessoas
População residente alfabetizada: 65.491: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 23.245: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 47.173: pessoas
População residente, religião espírita: 481: pessoas
População residente, religião evangélicas: 24.381: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.564,66: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.216,04: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 422,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 586,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,711:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Sapiranga: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Sapiranga? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: