Início » Paraná » Telêmaco Borba


Telêmaco Borba - Paraná



Telêmaco Borba é uma cidade localizada na região dos Campos Gerais do estado do Paraná, a 249km da capital paranaense, Curitiba. A cidade possui uma população estimada em 70.535 habitantes (IBGE/2011) e é sede da microrregião que leva o seu nome.

É considerada a "Capital Nacional do Papel"; contém o sexto maior pólo industrial do Paraná e é centro de referência nacional[vago] no setor madeireiro. Na cidade de Telêmaco Borba está localizada a maior fábrica de papel da América Latina, a unidade Monte Alegre das indústrias Klabin. A cidade ganhou as manchetes dos principais noticiários nacionais quando em 4 de janeiro de 2006, a cidade foi epicentro de um terremoto (abalos sísmicos) chegando a 4.3 na Escala de Richter.

Homenagem a Telêmaco Augusto Enéas Morosini Borba, benemérito paranaense que era filho do capitão Antonio Rodrigues Borba e de Joana Hilária. Nasceu a 2 de agosto de 1840 na Borda do Campo, próximo a Curitiba, e depois de casar-se com Rita do Amaral, em 1860, foi dirigir o Aldeamento de São Pedro de Alcântara, à margem esquerda do Rio Tibagi, defronte à Colônia Militar do Jataí. De sua convivência com povos indígenas, escreveu o livro "Atualidade Indígena", ampliou seus conhecimentos de sertanista, permitindo-lhe corresponder-se com autoridades indigenistas internacionais e inspirando-o a fundar em Tibagi o Museu do Índio. Em 1882 entrou para a política, elegendo-se alternadamente prefeito de Tibagi e deputado provincial pelo Partido Liberal. Quando da deposição do governador Generoso Marques, seu correligionário, enfrentou a tropa formada num protesto histórico. Em 1894, durante a Revolução Federalista, sua participação foi intensa ao lado dos insurretos na condição de comandante da fronteira com o Estado de São Paulo, em Itararé. Fracassada a Revolução, obrigou-se a partir para o exílio, comandando ao lado de Juca Tigre uma coluna de soldados e civis, na retirada pelos sertões do oeste paranaense. Mais tarde, anistiado, retomou suas atividades políticas, voltando a eleger-se deputado e prefeito, seguindo a regra anterior. Como sertanista participou de inúmeras expedições, notadamente a de Bigg-Wither. Redescobriu o Salto de Sete Quedas, proeza relatada em crônica-diário de Nestor Borba, publicada em livro. Telêmaco Borba faleceu na cidade de Tibagi, a 23 de novembro de 1918, vítima da gripe espanhola, sendo o precursor de notável família de políticos. (texto original de Túlio Vargas, Academia Paranaense de Letras 1936-1995, 66).

História da cidade de Em 1941, o então Presidente Getúlio Vargas, geria um estado muito dependente de importações. A II Guerra Mundial alvoroçava o mundo e a compra de produtos estrangeiros estava tornando-se escassa e cara. Notou-se então que o país deveria ser auto-suficiente na produção de diversos itens, dentre eles, o papel.

A fabricação de papel ficou ao encargo de industriais que instituiriam as Indústrias Klabin do Paraná Papel e Celulose S/A. O risco de implantação era grande visto que o projeto de construção era para o sertão do Paraná, onde não haviam casas, e nenhum quilômetro de estradas de rodagem, entretanto, havia uma vantagem, a existência de grande volume de matéria-prima para a fabricação de papel.

O primeiro núcleo operacional, com a função de criar a infra-estrutura da fábrica de papel, fixou local na região central da Fazenda Monte Alegre e recebeu a denominação de Lagoa. As primeiras atividades realizadas foram obras macadamizadas, que possibilitaram, entre outros objetivos, a construção de uma usina hidrelétrica que forneceria energia às vilas e à fábrica. Essa hidrelétrica recebeu o nome de "Mauá". Além da construção da usina houve a necessidade também da construção de um aeroporto, com pista de 950m, na época um dos maiores do Paraná, contava com um serviço aéreo regular entre São Paulo, Monte Alegre, Curitiba e vice-versa, pelos serviços aéreos Cruzeiro do Sul.

A construção da unidade de fabricação de papel situava-se a 13 km da Lagoa, as margens do Rio Tibagi e Harmonia. Logo em seguida foi construída uma barragem no rio Harmonia com capacidade de 5.000.000 m³ de água limpa, garantindo o abastecimento de água na indústria.

Como consequência de todo este empreendimento, houve uma verdadeira expedição ao interior do Paraná.

Em 1947, chegou a Monte Alegre como diretor administrativo das IKPC, Horácio Klabin, que determinou a alteração do mapa do Estado do Paraná, na região Sul do Brasil, construindo uma nova cidade, pois já existiam vários núcleos habitacionais na fazenda de Monte Alegre e para a Indústria era muito oneroso manter todo este pessoal dentro da fazenda que também já não atendia a demanda por mais habitações. Observou-se ainda, que começaram surgir moradias clandestinas do outro lado do rio. Iniciou-se então, do lado oposto à fábrica com relação ao rio Tibagi o loteamento de 300 alqueires de terra, esse loteamento chamou-se "Mandaçaia" e mais tarde foi batizado com "Cidade Nova".

Foi obra também de Horácio Klabin a construção do Bonde Aéreo que daria meio de transporte fácil e barato aqueles que trabalhavam na fábrica.

Entre os anos de 1960 até 1964, ocorreram discussões a favor da emancipação da Cidade Nova de seu município de origem, Tibagi. Mas, somente em 21 de março de 1964 o procedimento foi sancionado pelo então governador Ney Aminthas de Barros Braga. Eessa lei deu origem então ao município de Telêmaco Borba, tendo como prefeito Péricles Pacheco da Silva.

A denominação Telêmaco Borba é uma homenagem feita ao coronel Telêmaco Enéias Augusto Moracines Borba, que atuou como desbravador, colonizador, colecionador e escritor na região do Vale do Tibagi.

Fonte: Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba

Autor do Histórico: LUIZ CARLOS LUBCZYK

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 1.382,860: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 29: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 9.792: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 3.972: matrículas
Número de unidades locais: 2.169: unidades
Pessoal ocupado total: 19.696: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 34.906,79: reais
População residente : 69.872: pessoas
População residente - Homens: 34.386: pessoas
População residente - Mulheres: 35.486: pessoas
População residente alfabetizada: 58.908: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 20.966: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 36.877: pessoas
População residente, religião espírita: 48: pessoas
População residente, religião evangélicas: 26.841: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 4.412,44: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.311,04: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 445,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 510,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,734:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Telêmaco Borba: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Telêmaco Borba? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: