Início » Minas Gerais » Três Corações


Três Corações - Minas Gerais



Três Corações faz parte do estado de Minas Gerais. Com cerca de 828km² e 72 mil habitantes é um dos principais centros urbanos do sul do estado. Situa-se a cerca de 287km de distância da capital estadual, Belo Horizonte. É a terra onde nasceu Edson Arantes do Nascimento, Pelé.

O distrito de Três Corações do Rio Verde deve sua criação ao decreto datado de 14 de junho de 1832. A Lei Provincial nº. 3.197, de 23 de setembro de 1884, criou o Município com denominação de Três Corações do Rio Verde e território desmembrado de Campanha, tendo-se verificado a instalação a 10 de julho de 1885. Em virtude da Lei Provincial nº. 3.387, de 10 de julho de 1886, elevou-se a categoria sede do município e também do distrito, que teve sua criação confirmada pela Lei Estadual nº. 2, de 14 de setembro de 1891. Por força da lei nº. 843, de 1923, o município passou a denominar-se simplesmente Três Corações.

A versão oficial provém da Capela erigida por Tomé Martins em louvor aos Sacratíssimos Corações de Jesus, Maria e José. Entretanto duas outras versões, de cunho mais poético, falam sobre o nome Três Corações. A primeira é sobre o amor de Jacira, Jussara e Moema por três boiadeiros vindos de Goiás, que as deixaram a chorar. A segunda versão fala das curvas caprichosas do Rio Verde, que atravessa o município, desenhando três corações em seu caminho sinuoso.

História da cidade de TRÁS CORAÁÁES MINAS GERAIS Monografia - n.oº 594 Ano: 1975

ASPECTOS HISTÁRICOS

AS PRIMEIRAS notícias acerca das terras em que hoje se situa o Município de Três Coraçãoes datam de 1760, quando o Alferes Tomé Martins Ribeiro, proprietário de uma grande fazenda às margens do Rio Verde, mandou erigir uma capela sob a invocação dos Santíssimos Coraçãoes de Jesus, Maria e José da Real Passagem do Rio Verde, dotando-a de respeitável patrimônio. Ficou esse ato, entretanto, sem efeito em virtude de se ter efetuado sem a assinatura da esposa do Alferes que, na ocasião da lavratura do termo, se encontrava em Portugal.

Em 1764, quando da passagem do então governador da Capitania Luís Diogo da Silva, que viajava pela sue província em demarcação de limites, foram encontrados, além da fazenda, alguns casebres ao derredor, e uma capela.

Em 1793, falecido o doador, seu genro, capitão Domingos Dias de Barros, vendeu o patrimônio, mandou demolir a capela e construir uma ermida sob o mesmo orago - Coraçãoes de Jesus, Maria e José. O templo, cujo altar-mor era obra do Mestre Ataíde, foi bento pelo Padre Antônio de Souza Monteiro Galvão, Vigário de Campanha, em 1801. Restaurado o patrimônio em 1809, foi declarada capela curada em junho de 1810.

A freguesia e paróquia foram instaladas em 1832, e em 1847, lançada a pedra fundamental da Igreja Matriz. Esta foi inaugurada em 1860, passando a ser Sagrada Família a padroeira da Paróquia, ficando a velha Ermida sob a proteção de Nossa Senhora das Dores.

Em 1873, o Presidente da Província de Minas Gerais sancionou lei incorporando à Vila dos Três Coraçãoes do Rio Verde o território pertencente à Freguesia de Conceição do Rio Verde.

Nessa época, por subscrição pública, é construído o prédio, chamado "Casa da Instrução", que por muitos anos foi o Teatro Municipal, servindo ainda de Paço Municipal, Forum e sede de escolas públicas.

Três Coraçãoes também teve seu período de mineração, como atesta a existência, ainda hoje, de lavras de ouro, em atividade desde o tempo do Alferes.

O Almanaque Sul Mineiro de 1874 fala dessas mineraçãoes.

Entretanto, o desenvolvimento do Município está diretamente relacionado à construção da Estrada de Ferro Minas a Rio, cujas obras foram iniciadas em 1881. Inaugurada oficialmente em 22 de junho de 1884, fazia conjunção em Cruzeiro com a Estrada de Ferro Pedro II. Outros motivos determinantes da expansão e progresso do Município foram: a sua Feira de Gado, criada por Cristiano José Lemos, a inauguração dos serviços postais regulares, a ponte

metálica, com 78 m de extensão e 7 arcos; a instalação da rede de iluminação elétrica pública e domiciliar.

O Topônimo

Três versãoes correm sobre a origem toponímica: a primeira, segundo o historiador mineiro Alfredo Valadão, "o nome da localidade originou-se das voltas que o Rio Verde fez, ao se aproximar da mesma, nas quais se pretendiam ver desenhadas as figuras dos três coraçãoes", a segunda, de acordo com o Cônego Raimundo Trindade, "foi o Bispo de Mariana o primeiro a querer, em terras mineiras, fossem tributadas honras especiais ao Sagrado Coração de Jesus, associando-se aos coraçãoes de Maria e José" finalmente, a terceira, mais de ficção, segundo a qual três boiadeiros, a fim de rever suas amadas pernoitavam na localidade e a denominavam "Três Coraçãoes".

Formação Administrativa

O Distrito de Três Coraçãoes do Rio Verde deve sua criação ao Decreto datado de 14 de julho de 1832.

A Lei provincial n.o° 3.197, de 23 de setembro de 1884, criou o Município com a denominação de Três Coraçãoes do Rio Verde e território desmembrado do de Campanha, tendo-se verificado a instalação a 10 de julho de 1885.

Em virtude da Lei provincial n.o° 3.387, de 10 de julho de 1886, elevou-se à categoria de cidade a sede do Município e também do distrito que teve sua criação confirmada pela Lei estadual n.o° 2, de 14 de setembro de 1891.

A Divisão Administrativa de 1911 e os quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1920 apresentaram, formado apenas por seu distrito-sede, o Município de Três Coraçãoes do Rio Verde que, por força da Lei estadual n.o° 843, de 1923, passou a denominar-se simplesmente Três Coraçãoes, situação que ainda hoje conserva. A Comarca de Três Coraçãoes do Rio Verde foi criada pela Lei estadual n.o° 11, de 13 de novembro de 1891, tendo ocorrido sua instalação a 20 de março do ano seguinte. Suprimida pela Lei estadual n.o° 375, de 19 de setembro de 1903, foi restaurada por força da Lei estadual n.o° 663, de 18 de setembro de 1915, e reinstalada em 12 de outubro de 1918.

Comarca de 2.oª entrância, é constituída apenas do Termo judiciário de Três Coraçãoes.

Fonte: IBGE

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 828,038: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 32: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 9.869: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 3.132: matrículas
Número de unidades locais: 2.011: unidades
Pessoal ocupado total: 18.454: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 23.836,24: reais
População residente : 72.765: pessoas
População residente - Homens: 36.103: pessoas
População residente - Mulheres: 36.662: pessoas
População residente alfabetizada: 62.552: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 19.808: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 55.215: pessoas
População residente, religião espírita: 1.203: pessoas
População residente, religião evangélicas: 13.345: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 3.281,78: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.473,38: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 375,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 505,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,744:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Três Corações: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Três Corações? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: