Início » Minas Gerais » Tombos


Tombos - Minas Gerais



Tombos faz parte do estado de Minas Gerais. Localizado na Zona da Mata Mineira, a 5km da divisa com o estado do Rio de Janeiro e a 28km do município de Carangola.

O município recebeu este nome em alusão às três quedas (tombos) d′água da cachoeira do rio Carangola que fica na cidade. Inicialmente conhecida como Tombos do Carangola, o nome foi encurtado com o tempo para Tombos.

O Coronel Maximiniano José Pereira de Souza, mais ou menos no início do século XIX, abastado proprietário, foi quem primeiro conheceu o local, nele se fixando definitivamente, com seus escravos, amigos e parentes. No início, a região passou a ser conhecida por Tombos, em alusão às três quedas dáguas nela existentes. Com o correr dos anos e o desenvolvimento natural das lavouras ali iniciadas formou-se pequeno núcleo populacional.

História da cidade de TOMBOS - Minas Gerais - MG

Gentílico: TOMBENSE

No texto da escritura de doação de terras destinadas à formação do Patrimônio de Nossa Senhora da Conceição, feita em 1849 e passada em 1855, os doadores Maximiano José Pereira de Souza e sua esposa Maria Cândida de Jesus, citam como confrontantes dessas: Domingos José de Barros, Joaquim Francisco Porto, Manuel Antônio Ferreira, Máximo Valadares e Manuel Pacheco. Estes podem ser apontados como os primitivos habitantes do lugar.

A agricultura foi o fator dominante de ocupação do território, ocorrida na década de 1840 e, em 1849, já existia o povoado. Em 02 de novembro de 1856 teve lugar na Matriz de Nossa Senhora a 1.ª Eleição para Eleitores Especiais da região. Em 1864 o Almanaque Administrativo Civil e Industrial da Província de Minas Gerais, se referia ao povoado como possuidor de 50 domicílios, duas ruas, duas praças e cerca de 3.000 habitantes entre pessoas livres e escravos. Outro fator significativo para o progresso local foi a chegda da ferrovia. Em 01 de janeiro de 1886 a Estrada de Ferro Alto Muriahé alí inaugurou sua estação, permitindo ligação direta com o Rio de Janeiro.

O primitivo nome do povoado foi Arraial Novo. A partir de 1852 passou a denominar-se Nossa Senhora da Conceição dos Tombos do Carangola, sendo este topônimo alusivo à padroeira local e à cachoeira formada pelo rio Carangola, composta de três quedas consecutivas ou três tombos, conforme linguagem popular. Documentos datados de 1864 citam o povoado com a denominação reduzida para Tombos do Carangola. Na Divisão Administrativa do Brasil, referente ao ano de 1911, permanece esta última denominação. O texto da Lei que elevou o Distrito a Município reduz o topônimo à denominação atual.

FORMAçãO ADMINISTRATIVA:

Tombos pertenceu primitivamente à Paróquia de Nossa Senhora da Glória, do Município de Presídio (atual Visconde de Rio Branco), conforme o disposto na Lei 471 de 01/06/1850. Pela Lei n.º 605 de 21/05/1852, foi elevada a Paróquia, do Município citado. A Lei n.º 731 de 16/05/1855 dispôs essa Paróquia à Freguesia de São Paulo do Muriaé, mantendo a denominação de Nossa Senhora da Conceição dos Tombos do Carangola. A Lei n.º 1.273 de 02/01/1866 criou o Distrito de Tombos do Carangola, subordinado ao Município de São Paulo do Muriaé. Pela Lei n.º 2.500 de 12/11/1878, o Distrito de Tombos foi incorporado ao recém-criado Município de Carangola e mantido pela Lei Estadual n.º 02 de 14/12/1891. Finalmente foi elevado à condição de Município pela Lei n.º 843 de 07/09/1923.

Seu território é composto pelos Distritos Sede, água Santa de Minas e Catuné.

FORMAçãO JUDICIáRIA:

Pelo disposto no Decreto-Lei n.º 879 de 26/01/1925 o Município de Tombos passou a ser subordinado à Comarca de Carangola. O Termo de Tombos foi criado pelo Decreto n.º 155 de 29/06/1935 e instalado em 17/05/1936. Em 15/11/1948 foi o Termo de Tombos elevado à categoria de Comarca.

Fonte: Rogério Carelli - Prof. História Contemporânea - Fundação FAFILE/UEMG de Carangola. Sócio-correspondente do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais.

Autor do Histórico: OSCAR TONA JúNIOR

Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 285,125: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 15: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 943: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 253: matrículas
Número de unidades locais: 225: unidades
Pessoal ocupado total: 1.208: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 10.373,49: reais
População residente : 9.537: pessoas
População residente - Homens: 4.783: pessoas
População residente - Mulheres: 4.754: pessoas
População residente alfabetizada: 7.879: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 2.259: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 6.995: pessoas
População residente, religião espírita: 82: pessoas
População residente, religião evangélicas: 1.645: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 1.287,20: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 2.007,57: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 255,00: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 510,00: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,718:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Tombos: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Tombos? Então deixe seu comentário!


Comentários (8)

  1. LAERCIO CANAZZA's avatarLAERCIO CANAZZA

    ESCADA MILAGROSA DO MÉXICO

    http://www.derradeirasgracas.com/3.%20V%C3%A1rios%20Assuntos/O%20mist%C3%A9rio%20da%20escada%20Milagrosa%20de%20S%C3%A3o%C2%A0Jos%C3%A9.htm

    Desculpe-me pelo esquecimento na juntada do link.

    #8 – 24/11/2016 - 02:25

  2. LAERCIO CANAZZA's avatarLAERCIO CANAZZA

    Meus agradecimento a pessoa ou à Cidade do Meu Brasil, que recuperou as noticias da Cidade de TOMBOS, que tem uma população das melhores do mundo. Que Deus nunca esqueça desta maravilhosa cidade e de sua população. Nasci no dia 12 de fevereiro,exatamente à uma hora da madrugada. Era um domingo de carnaval. Meus avós eram muito queridos na Cidade. Por isto pararam o baile para me visitar contava minha Mãe.

    Vou aproveitar a oportunidade para anexar um link da história e imagem da Escada Milagrosa de São José, no México. Vale a pena constatar, clique e role a tela para ler o roteiro dos acontecimentos.

    #7 – 24/11/2016 - 02:16

  3. LAERCIO CNAZZA's avatarLAERCIO CNAZZA

    Eva deu a luz ao Adão quando lhe deu a maçã. Nesta hora que, ao comer a fruta, ele também abriu os olhos e passou a enxergar. Portanto Eva deu a luz ao Adão, sem gestação.

    Gostaria de saber se fosse ao contrário Adão daria a maçã à Eva..

    #6 – 23/07/2016 - 23:31

  4. LAERCIO CANAZZA's avatarLAERCIO CANAZZA

    PASTOR R. R. SOARES,

    o senhor contou uma história diferente para contestar o que eu escrevi.. Falou que foi o demônio que se apoderou de Eva. Deus acabara de criar o mundo e nesse dia ainda não havia demônio. Deus criou o mundo com belas cachoeiras, rios, montanhas, o sol, dia e a noite, a Lua e os mares. Deus não seria tão perverso em criar homens e mulheres cegos. Graças à idéia Dele em criar a serpente, que levou a maçã à Eva é que nós podemos enxergar, senão seriamos todos cegos. Entretanto, Deus não criou o pastor.

    Minha resposta à pergunta foi: Adão e Eva: No Paraíso. Você sabia que Adão e Eva eram cegos ? Não ! Muito fácil, pois eles só passaram a enxergar depois que comeram a maçã. Foi quando abriram os olhos. Portanto mais dias menos dia eles comeriam a fruta da árvore do meio do Jardim do EDEN. Pois, cegos não saberia qual seria a arvore do meio, poderia demorar, então Deus decidiu criar a serpente para fazer

    #5 – 23/07/2016 - 23:29

  5. Urias Sérgio de Freitas's avatarUrias Sérgio de Freitas

    Em visita à página de TOMBOS não poderia esconder minha decepção ao ver que nenhuma foto foi postada da cidade, na Estação da Estrada de Ferro nem da Cachoeira - linda e majestosa queda d'água de 84 metros de altura que há muito deveria estar servindo de ponto turístico da cidade. É um absurdo observar que nenhum prefeito conseguir ali fazer um mirante, um restaurante ou um apoio para os turistas que visitam a região. Essa cachoeira está entre os mais lindos pontos naturais de Minas Gerais mas deixada de lado pela incompetência dos prefeitos da cidade e dos deputados estaduais que deveriam tomar providências nesse sentido. Aproveito para dizer também da Estação Ferroviária, que representou na sua época um marco desbravador e do progresso da cidade, com o telégrafo, as cargas transportadas e os viajantes que alí chegavam, onde meu Pai, Urias de Araújo Freitas e meu irmão Galeno de Araújo Freitas escreveram parte de sua história como Agentes da Estação. Mas ainda está em tempo... que tal provocarmos nossos governantes para que se faça algo pelo município com base na transformação da cachoeira em local de visitação constante para levar divisas para nossa querida Tombos? Fico eu aqui ao longe, em Manaus, vendo a omissão de nosso povo que nada faz em benefício desta linda e acolhedora cidade. Urias Sérgio de Freitas.:

    #4 – 11/06/2016 - 13:42

  6. LAERCIO CANAZZA's avatarLAERCIO CANAZZA

    Cidade de Tombos Minas Gerais

    Morávamos na última casa de meu Avô José Elias e Minha Avó Christina Canazza Elias. Conhecida por Bianca ou Dona Branca. Nossa casa ficava na beira Rio, hoje em frente a casa do Fernando Bastos. Mas quando tinha problema de saúde minha mãe corria para casa dos meus Avós que ficava em frente à Estação. Foi quando minha irmã Stella tinha 1 ano e adoeceu como sempre, minha Mãe correu para casa de meus Avós. O Médico foi chamado o Doutor Mário. Acho que era Duayer. Quase todos os dias ele aparecia para fazer a medicação. Um desses dias ele Doutor virou para minha mãe e disse: A Stella não passa da uma hora da madrugada e se foi. Minha Mãe ficou muito assustada e não sabia o que fazer. Sempre rezando e andando de um lado para o outro. E resolveu fazer um pedido à Santa Terezinha do Menino Jesus. O pedido era para a Santa lhe enviar flores. Dificílimo, eu não faria um pedido deste. Neste ínterim o Doutor voltou e aplicou mais uma injeção. Neste momento ele recomendou que colocasse papel na vidraça das janelas (eram duas). Lugar pequeno o pessoal era amigo e compadre pra lá compadre pra cá. Assim fizeram e o tempo foi passando e a Stella resistiu, passando pela uma hora (marcada) e assim sucessivamente. Passado uns três dias a Stella foi melhorando. E o Doutor falou que poderia retirar os papeis das janelas. Ao retirar os papeis viram que os dois continham vários buquês de flores. Ai minha mãe muito alegre viu que Santa Terezinha havia mandado as flores que ela pediu. A Stella tem hoje 88 anos e eu 83 vejam que na época eu ainda não existia. Mas tenho conhecimento deste milagre porque minha mãe mandou confeccionar os quadros, que ficaram por mais de trinta anos na nossa sala. Quando mudamos de cidade ela levou os quadros, que sem dúvidas eram como relíquias. As flores eram idênticas uma perfeição.

    #3 – 02/05/2016 - 22:45

  7. LAERCIO CANAZZA's avatarLAERCIO CANAZZA

    Uma história verdadeira contada por um Tombense que aconteceu na residência de sua saudosa genitora.

    Temos a de São Benedito, que vou contar agora, a seguir: NÃO É MILAGRE, ACREDITO EM PUXÃO DE ORELHA. Não me recordo exatamente, foi por volta do ano de 1948. Logo no término da 2ª guerra mundial e tudo era muito difícil. Quando minha Mãe conseguiu uma imagem de São Benedito. Solicitou de um vidraceiro evangélico e nosso amigo,que tinha uma firma próximo de nossa casa, que colocasse a imagem em um quadro. Ele quis levá-la, mas minha Mãe não deixou. Falou para medir e confeccionar o quadro, para ser colocada na escrivaninha de meu Pai. Assim ele procedeu. Quando terminou o quadro veio para colocar a imagem. Iniciou o serviço e foi pregando para encerrar o trabalho. Acontece que no ultimo prego o vidro partiu. Era importado e muito caro para época. Ele vidraceiro disse: Perdi o dia. Negro quando não suja na entrada suja na saída. Veja que quebrou bem no pé do bicho. Minha Mãe pegou o quadro para ver e disse, pode deixar está bem na parte inferior. Agora prega a argolinha para que se possa pendurá-lo na parede. O Vidraceiro virou o quadro para pregar a argolinha. Quando terminou desvirou o quadro e foi ficando branco e quase desmaiou. Corremos para ver se estava passando mal, quando ele mostrou o quadro e não havia mais vidro quebrado. Sempre ganhou dinheiro fazendo quadro de Santo. Ainda tem duas testemunhas., são vizinhas.

    Outra em uma propriedade próxima.

    SÃO SEBASTIÃO

    DESBARRANCADO (desmoronado).

    Um espanhol residente no Município de Itaperuna há muitos anos, era proprietário de uma Fazenda situada na zona rural deste município. Mais precisamente na estrada que liga à cidade de Miracema. Era pai de uma testemunha do Puxão de Orelha que São Benedito deu no vidraceiro, por mim publicado neste espaço. Este cidadão foi à sua propriedade para mandar os empregados preparar a terra, queria iniciar a plantação de milho. Reuniu os empregados e determinou que no dia seguinte (20 de janeiro) iniciasse os trabalhos. Um deles disse que não trabalhava no dia de São Sebastião. O Proprietário retrucou e disse que todos tinham que trabalhar e que se São Sebastião aparecesse por lá ele o colocaria para preparar a terra também. Não presenciei esta história e não sei se todos trabalharam. Mas plantaram o milho. Entretanto verifiquei in loco a situação que ficou a propriedade ainda com a terra rolando até a casa do capataz. Quando estava tudo bonito com cada espiga de milho formada. A terra afundou uma boa parte e lá se foi a plantação de milho. Mas não ficou só nisto. Outra parte do morro começou a (desbarrancar) desmoronar. Era uma aba do morro e a terra começou a rolar lentamente. O capataz morava no lado de baixo da estrada. E a terra continuou a rolar até começar a entrar na casa deste capataz. Enquanto ele não se mudou a terra não parou de rolar. E a safra ficou no ora veja. Não sobrou nada para colheita. Como eu disse a filha deste Senhor é uma das testemunhas do quadro de São Benedito que quebrou.. (puxão de orelha).

    A PRÓXIMA conarei a de Santa Terezina do Menino Jesus, aconteceu há 86 anos na minha querida Tombos. Na residência de meus avós José Elias e Dona Branca, onde morava também meus genitores. Eu ainda não havia chegado.

    Se não gostar não publique.

    #2 – 28/04/2016 - 18:44

  8. LAERCIO CANAZZA's avatarLAERCIO CANAZZA

    Uma história verdadeira contada por um Tombense que aconteceu na residência de sua saudosa genitora.

    Temos a de São Benedito, que vou contar agora, a seguir: NÃO É MILAGRE, ACREDITO EM PUXÃO DE ORELHA. Não me recordo exatamente, foi por volta do ano de 1948. Logo no término da 2ª guerra mundial e tudo era muito difícil. Quando minha Mãe conseguiu uma imagem de São Benedito. Solicitou de um vidraceiro evangélico e nosso amigo,que tinha uma firma próximo de nossa casa, que colocasse a imagem em um quadro. Ele quis levá-la, mas minha Mãe não deixou. Falou para medir e confeccionar o quadro, para ser colocada na escrivaninha de meu Pai. Assim ele procedeu. Quando terminou o quadro veio para colocar a imagem. Iniciou o serviço e foi pregando para encerrar o trabalho. Acontece que no ultimo prego o vidro partiu. Era importado e muito caro para época. Ele vidraceiro disse: Perdi o dia. Negro quando não suja na entrada suja na saída. Veja que quebrou bem no pé do bicho. Minha Mãe pegou o quadro para ver e disse, pode deixar está bem na parte inferior. Agora prega a argolinha para que se possa pendurá-lo na parede. O Vidraceiro virou o quadro para pregar a argolinha. Quando terminou desvirou o quadro e foi ficando branco e quase desmaiou. Corremos para ver se estava passando mal, quando ele mostrou o quadro e não havia mais vidro quebrado. Sempre ganhou dinheiro fazendo quadro de Santo. Ainda tem duas testemunhas., são vizinhas.

    Outra em uma propriedade próxima.

    SÃO SEBASTIÃO

    DESBARRANCADO (desmoronado).

    Um espanhol residente no Município de Itaperuna há muitos anos, era proprietário de uma Fazenda situada na zona rural deste município. Mais precisamente na estrada que liga à cidade de Miracema. Era pai de uma testemunha do Puxão de Orelha que São Benedito deu no vidraceiro, por mim publicado neste espaço. Este cidadão foi à sua propriedade para mandar os empregados preparar a terra, queria iniciar a plantação de milho. Reuniu os empregados e determinou que no dia seguinte (20 de janeiro) iniciasse os trabalhos. Um deles disse que não trabalhava no dia de São Sebastião. O Proprietário retrucou e disse que todos tinham que trabalhar e que se São Sebastião aparecesse por lá ele o colocaria para preparar a terra também. Não presenciei esta história e não sei se todos trabalharam. Mas plantaram o milho. Entretanto verifiquei in loco a situação que ficou a propriedade ainda com a terra rolando até a casa do capataz. Quando estava tudo bonito com cada espiga de milho formada. A terra afundou uma boa parte e lá se foi a plantação de milho. Mas não ficou só nisto. Outra parte do morro começou a (desbarrancar) desmoronar. Era uma aba do morro e a terra começou a rolar lentamente. O capataz morava no lado de baixo da estrada. E a terra continuou a rolar até começar a entrar na casa deste capataz. Enquanto ele não se mudou a terra não parou de rolar. E a safra ficou no ora veja. Não sobrou nada para colheita. Como eu disse a filha deste Senhor é uma das testemunhas do quadro de São Benedito que quebrou.. (puxão de orelha).

    A PRÓXIMA conarei a de Santa Terezina do Menino Jesus, aconteceu há 86 anos na minha querida Tombos. Na residência de meus avós José Elias e Dona Branca, onde morava também meus genitores. Eu ainda não havia chegado.

    Se não gostar não publique.

    #1 – 28/04/2016 - 18:40

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: