Início » Bahia » Seabra


Seabra - Bahia



Seabra faz parte do estado da Bahia. Sendo considerada a "Capital da Chapada Diamantina" por sediar os mais diversos órgãos estaduais e federais. É uma cidade conhecida no cenário regional por conta das suas festas, que variam de Micaretas, festas de camisas até os festejos juninos que lá acontecem, estes festejos são considerados "O Melhor São João da Chapada".

Recebe anualmente a Copa Brasil de Supercross e a Copa M&M Motos de Supercross, coincidindo com a data do aniversário do município, estes dois eventos motociclísticos são muito valorizados pelo diversificado público que os assistem. Sedia no mês de Outubro o Festival de Violeiros da Chapada, evento que ocorre na cidade há 3 anos e no qual se apresentam artistas de todo o cenário nacional no hâmbito do violão.

Na saúde, abriga o Hospital Frei Justo Venture, particular, sendo um dos principais hospitais da região, o único do município que atende os pacientes pelo SUS. Está em construção o Hospital Regional da Chapada a Unidade de Pronto Atendimento - UPA 24 horas da Chapada Diamantina, o que melhorará e muito a vida dos moradores da região, que deslocam-se até a capital do estado para realizar atendimento médico.

História da cidade de Seabra

Em princípios do século XVII, florescendo as minas de ouro de Jacobina e de Minas do Rio de Contas, Portugal determinou a abertura de uma estrada que ligasse os dois núcleos. Essa, que cortava as terras hoje pertencentes ao município de Seabra, atraiu os primeiros povoadores, constituídos na maior parte de portugueses que aí se fixaram, organizando fazendas de criatório e lavoura.

é da tradição oral de que o primeiro núcleo de população, nasceu no local denominado Parnaíba, também localizado às margens da dita estrada real, que servia de pouso aos viajantes que o chamavam Passagem de Jacobina.

O topônimo é uma homenagem ao Dr. Joaquim José Seabra, ex-governador da Bahia.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Vila Agrícola de Campestre, pela Lei Provincial n.º 899, de 15-05-1863, subordinado ao município de Lençóis.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Vila Agrícola de Campestre, pela Lei Provincial n.º 2.652, de 14-05-1889, desmembrada do município de Lençóis. Sede na antiga povoação de Vila Agrícola de Campestre. Constituído do distrito sede. Instalada em 14-12-1889.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Campestre, pelo Decreto Estadual n.º 491, de 22-06-1891.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município já denominado Campestre é constituído do distrito sede.

Pela Lei Estadual n.º 1.126-A, de 27-08-1915, o município de Campestre tomou a denominação de Doutor Seabra.

Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o município de Doutor Seabra (ex-Campestre) aparece constituído de 4 distritos: Doutor Seabra, Jatobá, Parnaíba e Várzea do Caldas.

Pelos Decretos n.ºs 7.455, de 23-06-1931 e 7.479, de 08-07-1931, o município de Doutor Seabra passou a denominar-se simplesmente Seabra.

Pelo Decreto Estadual n.º 8.416, de 10-05-1933, é criado o distrito de João Pessoa e anexado ao município de Seabra.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Seabra (ex-Doutor Seabra) é constituído de 5 distritos: Seabra, Jatobá, João Pessoa, Parnaíba, Várzea do Caldas.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo Decreto-lei Estadual n.º 141, de 31-12-1943, retificado pelo Decreto Estadual 12.978, de 01-06-1944, os distritos de Jatobá, João Pessoa e Parnaíba tomaram a denominação, respectivamente, de Baraúnas, Iraquara e Esconso.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Seabra, Baraúnas (ex-Jatobá), Esconso (ex-Parnaíba), Iraquara (ex-João Pessoa) Jatobá e Várzea do Caldas.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.

Pela Lei Estadual n.º 628, de 30-12-1953, é criado o distrito de Licuri (ex-povoado), com terras desmembradas do distrito de Iraquara e anexado ao município de Seabra. Sob a mesma Lei Estadual acima citada o distrito de Esconso tomou a denominação de Iraporanga.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 6 distritos: Seabra, Baraúnas, Iraporanga (ex-Esconso), Iraquara, Licuri e Várzea do Caldas.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela Lei Estadual n.º 1.697, de 05-07-1962, desmembra do município de Seabra os distritos de Iraquara e Iraponga, para constituir o novo município de Iraquara.

Pela Lei Estadual 1.700, de 05-12-1962, desmembra do município de Seabra o distrito de Licuri. Elevado à categoria de município com a denominação de Souto Soares.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3 distritos: Seabra, Baraúnas e Várzea do Caldas.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Alterações toponímicas municipais

Vila Agrícola de Campestre para Campestre, pelo decreto estadual n.º 491, de 22-06-1891.

Campestre para Doutor Seabra, alterado pela Lei Estadual n.º 1126-A, de 27-08-1915.

Fonte: Prefeitura Municipal

Seabra, também conhecida por Cidade das Rosas, é um município localizado no centro geográfico da Bahia, na Chapada Diamantina. Seu passado remonta ao apogeu do ouro no Brasil no século XVII, quando os bandeirantes adentraram em terras inexploradas, ultrapassando fronteiras em busca do metal tão precioso.

Com o crescimento das minas auríferas de Jacobina e Rio de Contas, a coroa Portuguesa determinou a abertura de uma estrada que ligasse as duas regiões, chamada de Estrada Real a qual cortava as terras hoje pertencentes ao município de Seabra, até então desertas, para fins de escoamento do ouro de Jacobina até o Rio de Janeiro. Esse percurso foi determinante para o surgimento de povoados. Nasceu a Freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Campestre pertencente ao município de Nossa Senhora do Livramento do Rio de Contas e, posteriormente a Lençóis, centro da exploração do diamante, iniciada em Andaraí e Mucugê.

A Freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Campestre, hoje Seabra, foi desmembrada de Lençóis com a denominação de Vila Agrícola de Campestre pela Lei Provincial nº 2652, de 15.5.1889, instalado em 14.12.1889. Deveu-se esta lei ao prestígio e influência do Coronel Heliodoro de Paula Ribeiro, deputado estadual domiciliado no povoado denominado Cochó dos Malheiros.

A Vila Agrícola de Campestre foi assim denominada por suprir as feiras de cidades lavristas como Palmeiras, Lençóis, Andaraí, onde o garimpo e o comércio de diamantes exerciam grande influência. Dessa forma, a referida vila teve fundamental importância no período do ouro e do diamante, pois enquanto as cidades mineradoras se ocupavam da extração do minério, este povoado, atualmente Seabra, se encarregava de abastecê-las com produtos agrícolas de primeira necessidade. Além de alimentar essas cidades sua localização geográfica ainda que em desenvolvimento favorecia transações comerciais diversas.

Como sede do município, foi palco de guerrilhas e contendas. Na emancipação da Vila de Campestre, era governada naquele tempo pelo Coronel Manoel Fabrício de oliveira, chefe político que sofreu revesses e desentendimentos com Horácio de Matos, chegando a trocar tiros por duas vezes no Campestre. Uma das razões das desavenças foi a morte do irmão de Horácio de Matos, Vitor de Matos, que foi assassinado em Olhos Dágua do Seco, município de Ibitiara.

Devido a influência do Coronel Horácio de Matos junto ao poder público, em 1922 a sede do município foi transferida de Campestre para Cochó do Pega. A Lei nº 1126-A de 27 de agosto de 1915 havia elevado aquela vila à categoria de cidade com o nome de Dr. Seabra, em homenagem ao então governador da Bahia Dr. José Joaquim Seabra. Em 1931, o nome foi simplificado para Seabra, cidade que havia sido alicerçada no povoado de Passagem Bonita de São Sebastião do Cochó, mais conhecido por Cochó do Pega.

Autor do Complemento: CLáUDIA GONçALVES XAVIER


Ajude a divulgar a Histórias de sua cidade.

Se você encontrou algum dado incorreto ou acha que pode melhorar essas informações, entre em contato conosco ou envie seu texto para gente.



Síntese das Informações
Área da unidade territorial - 2015: 2.402,169: km²
Estabelecimentos de Saúde SUS: 16: estabelecimentos
Matrícula - Ensino fundamental - 2015: 7.184: matrículas
Matrícula - Ensino médio - 2015: 3.115: matrículas
Número de unidades locais: 930: unidades
Pessoal ocupado total: 4.239: pessoas
PIB per capita a preços correntes - 2014: 8.085,95: reais
População residente : 41.798: pessoas
População residente - Homens: 20.685: pessoas
População residente - Mulheres: 21.113: pessoas
População residente alfabetizada: 32.033: pessoas
População residente que frequentava creche ou escola : 13.456: pessoas
População residente, religião católica apostólica romana: 34.529: pessoas
População residente, religião espírita: 354: pessoas
População residente, religião evangélicas: 4.107: pessoas
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Rural: 707,56: reais
Valor do rendimento nominal médio mensal dos domicílios particulares permanentes com rendimento domiciliar, por situação do domicílio - Urbana: 1.612,28: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Rural: 140,50: reais
Valor do rendimento nominal mediano mensal per capita dos domicílios particulares permanentes - Urbana: 312,67: reais
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010): 0,635:

Fonte:IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Seabra: Imagens da cidade e Região

As fotos fornecidas pelo Panoramio estão sobre direitos autorais de seus proprietários.

Você conhece a cidade de Seabra? Então deixe seu comentário!


Comentários (0)

Ainda não há comentários, seja o primeiro!

Postar um comentário

     (Opcional)






Compartilhe Esta Página: